Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Diego Valério Santos

Apanhando dos Tucunas manhosos

Posts Recomendados

Olá pescadores!

Sei que aqui tem grandes pescadores que talvez possam me auxiliar a "apanhar" um pouco menos dos tucunas, pois na ultima pescaria nos deram um banho....

Recentemente estive em uma pescaria de tucunarés na represa de furnas (Itumbiara-GO), e dessa vez eles nos deixaram bem confusos: 

Apesar de frequentar este local a alguns anos, desta vez os peixes apresentaram um comportamento mais "preguiçoso" que o normal. O clima estava perfeito, agua em uma ótima cor, e sem vento.

Frequentemente quando encontrávamos os peixes, os ataques eram quase que repentinos (e até violentos) na primeira jogada, mas era só isso. Continuávamos tentando com iscas de meia agua, superficie, jig heads, softs de várias cores, formatos e ações, e até mesmo com lambari vivo, mas os peixes simplesmente sumiam! Não se interessavam mais na isca..... Deixávamos aquele ponto "descansar", retornávamos horas depois, e nada. 

Nesses anos que pesco neste local, comportamentos parecidos já aconteceram, mas sempre com persistência e mudança de técnicas, iscas, cores ou trabalhos diferentes, o problema era resolvido.

A pescaria se firmou, então, em quem jogava primeiro no ponto, pegava um dos tucunarés, e as demais vezes, ninguém pegava.

Levando em consideração as tentativas já expostas acima, o que fazer nesse caso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Diego Valério Santos disse:

Olá pescadores!

Sei que aqui tem grandes pescadores que talvez possam me auxiliar a "apanhar" um pouco menos dos tucunas, pois na ultima pescaria nos deram um banho....

Recentemente estive em uma pescaria de tucunarés na represa de furnas (Itumbiara-GO), e dessa vez eles nos deixaram bem confusos: 

Apesar de frequentar este local a alguns anos, desta vez os peixes apresentaram um comportamento mais "preguiçoso" que o normal. O clima estava perfeito, agua em uma ótima cor, e sem vento.

Frequentemente quando encontrávamos os peixes, os ataques eram quase que repentinos (e até violentos) na primeira jogada, mas era só isso. Continuávamos tentando com iscas de meia agua, superficie, jig heads, softs de várias cores, formatos e ações, e até mesmo com lambari vivo, mas os peixes simplesmente sumiam! Não se interessavam mais na isca..... Deixávamos aquele ponto "descansar", retornávamos horas depois, e nada. 

Nesses anos que pesco neste local, comportamentos parecidos já aconteceram, mas sempre com persistência e mudança de técnicas, iscas, cores ou trabalhos diferentes, o problema era resolvido.

A pescaria se firmou, então, em quem jogava primeiro no ponto, pegava um dos tucunarés, e as demais vezes, ninguém pegava.

Levando em consideração as tentativas já expostas acima, o que fazer nesse caso?

Olá Diego, para esse comportamento dos tucunas existem muitas possibilidades...muita pressão de pesca nesse local, pressão barométrica, nível da água da represa oscilando muito, peixes acasalando...uma delas principal é a temperatura da água muito baixa...com a água gelada os peixes ficam menos ativos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo, o @Renato Barreto respondeu com maestria.

A última pescaria que fiz em Três Marias no dia 17/09/16 foi bem complicada, mas no período da tarde com jig de pena deu muito resultado, peixes pequenos, mas um atrás do outro.

Te aconselho a tentar um jig de pena para essas ocasiões, um que seja chamativo e com penas naturais.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agente só acredita no comportamento que o tucunaré pode ter observando em ambiente fechado. Eles ficam parados em pares e só atacam empurrando as iscas ou não fazem nada. Observar os tucunarés amarelos em lagoas  temos a  noção de todas as fases e tipos de comportamentos. Por isso hoje quando viajo para pescaria anual sei que as vezes o tucunaré não está tão fissurado quanto nós, e aí é inventar até pegar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vivemos uma situação parecida na pescaria que fizemos entre os dias 08 e 11 de setembro em Três Marias. Os peixes estvam muito manhosos e a pescaria de superfície estava gerando um único ataque e o peixe sumia. Tentamos meia água, jig de pena e as birutas sem sucesso. No nosso caso tivemos relativo sucesso com iscas mais barulhentas arremessando MUITAS vezes no mesmo local e bem rente ao mato. Chegavamos a fazer vinte arremessos no mesmo ponto.

Como o pessoal acima disse, na dificuldade agente tem que inventar de tudo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que o peixe de Furnas está ligeiro demais... rs rs rs

Em Julho fui pescar em Furnas na região de Guapé-MG.. Mesma situação que a sua... quem arremessava primeiro, garantia o peixe e não era pequeno.... quase todos os primeiros arremessos em pontos bons, saíram bons peixes..

Os próximos arremessos nós víamos os peixes seguirem as iscas, mas dificilmente atacavam.

A solução foi trocar as cores das iscas e testar...

Olha só:

Eu estava usando uma zigzara cor osso, quase sem ação.

Um dos parceiros do barco com a mesma isca, porémmmmmm, cromada... era porrada pra todo canto.

Outra situação:

Eu estava com uma Inna70, branquinha quase transparente com uma pinta preta perto da cabeça... quase sempre engatava um peixe, mesmo que trick, mas engatava.

Meu tio, no mesmo barco, com Inna70 creme... nem seguiam a isca...

 

Amigo, nessa situação que você passou, eu trocaria a cor da isca, mudaria trabalho... se nada desse certo, encostava na margem, abria uma latinha de cerveja e ia admirar a paisagem.. tirar fotos... rsrsrs

 

Abraços,

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, Renato Barreto disse:

Olá Diego, para esse comportamento dos tucunas existem muitas possibilidades...muita pressão de pesca nesse local, pressão barométrica, nível da água da represa oscilando muito, peixes acasalando...uma delas principal é a temperatura da água muito baixa...com a água gelada os peixes ficam menos ativos.

Renato, ótima observação....realmente o local sofre bastante com a pressão de pesca que podem estar deixando eles muito "espertos"....o jeito é colocar mais gasolina no barco e andar mais....Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, fabricio.passos disse:

Vivemos uma situação parecida na pescaria que fizemos entre os dias 08 e 11 de setembro em Três Marias. Os peixes estvam muito manhosos e a pescaria de superfície estava gerando um único ataque e o peixe sumia. Tentamos meia água, jig de pena e as birutas sem sucesso. No nosso caso tivemos relativo sucesso com iscas mais barulhentas arremessando MUITAS vezes no mesmo local e bem rente ao mato. Chegavamos a fazer vinte arremessos no mesmo ponto.

Como o pessoal acima disse, na dificuldade agente tem que inventar de tudo

Fabricio, o comportamento realmente é bem esse mesmo. Somem do nada. Mas pode ter certeza que tentarei mais insistência na próxima.

Obrigado pela dica

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 minutos atrás, Octávio Justo do amaral disse:

Acho que o peixe de Furnas está ligeiro demais... rs rs rs

Em Julho fui pescar em Furnas na região de Guapé-MG.. Mesma situação que a sua... quem arremessava primeiro, garantia o peixe e não era pequeno.... quase todos os primeiros arremessos em pontos bons, saíram bons peixes..

Os próximos arremessos nós víamos os peixes seguirem as iscas, mas dificilmente atacavam.

A solução foi trocar as cores das iscas e testar...

Olha só:

Eu estava usando uma zigzara cor osso, quase sem ação.

Um dos parceiros do barco com a mesma isca, porémmmmmm, cromada... era porrada pra todo canto.

Outra situação:

Eu estava com uma Inna70, branquinha quase transparente com uma pinta preta perto da cabeça... quase sempre engatava um peixe, mesmo que trick, mas engatava.

Meu tio, no mesmo barco, com Inna70 creme... nem seguiam a isca...

 

Amigo, nessa situação que você passou, eu trocaria a cor da isca, mudaria trabalho... se nada desse certo, encostava na margem, abria uma latinha de cerveja e ia admirar a paisagem.. tirar fotos... rsrsrs

 

Abraços,

 

Octávio, realmente pensando nas suas dicas, vejo que talvez tenha faltado fazer trocas bruscas de cores...trocamos de cores várias vezes, mas na maioria delas cores de tonalidades parecidas.

Com certeza tentarei fazer isso na proxima. Se der certo, conto aqui.

Obrigado pelas dicas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Eder Nascimento disse:

Amigo, o @Renato Barreto respondeu com maestria.

A última pescaria que fiz em Três Marias no dia 17/09/16 foi bem complicada, mas no período da tarde com jig de pena deu muito resultado, peixes pequenos, mas um atrás do outro.

Te aconselho a tentar um jig de pena para essas ocasiões, um que seja chamativo e com penas naturais.

 

Então Eder, pra te falar a verdade nunca dei muita sorte com jigs, a produtividade é sempre pequena...além de, claro, não ser tão empolgante ne?! rsrsrs...

Mas a situação foi tão feia no dia que estou considerando todas as possibilidades e dicas, e com certeza tentarei na proxima.

Obrigado pela dica

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...