Ir para conteúdo
Mauricio Rossetim

Pesca no Rio Petrohue - Patagônia Chilena

Posts Recomendados

Desde 2013 penso em pescar salmões no Chile mas sempre surge um imprevisto. Porém este ano decidi criar coragem, resolvi minhas questões de trabalho e segui para a Patagônia Chilena.

Fomos somente em dois pescadores, eu e meu parceiro Lutércio Pacheco.

Grande conhecedor da pesca de salmões, Pacheco me deu as melhores dicas sobre material para se fazer uma pesca produtiva.

Já em Puerto Montt tivemos um problema com a bagagem que estava no veículo que nos levaria do aeroporto para a pousada: O TUBO DE VARAS SUMIU! Seis varas, 3 de cada pescador, todas personalizadas (só de pensar tenho vontade de esganar o responsável pelo transporte), eram meus xodós, mas se foram...

Para não acabar com a pesca antes de começar decido contornar a situação dando a entender que isso acontece, que usaremos varas da Pousada ou compraremos novas, enfim daremos um jeito!

Neste caso ou você resolve e segue adiante ou fica remoendo o problema e acaba com a viagem. Resolvi seguir a diante...

Como somos “fominha” fomos já depois do almoço esticar as linhas e testar o novo material, mas não havia o que testar tínhamos que pescar com carretilhas em varas de fibra de vidro feitas para molinete, imagina isso?

Nem eu sabia me imaginava tão calmo!

Abaixo Rio Puelo 

 

image.png.728e32aefce4501d18711357b1e5e292.png

No dia seguinte o sol aparece e com ele surge um dia que será maravilhoso e ficará para sempre na minha memória.

image.png.6cc1d6829bf4318c52ca2ba3143c0e0e.png

Na pesca de salmões usa-se basicamente Spiner mas em função das chuvas dos dias anteriores o Rio Petrohue recebeu muita agua cor de “chocolate” de seus afluentes, isso segundo os guias locais antera a movimentação dos peixes e é melhor pescar com plugs de barbela longa. Os chilenos usam iscas de barbelas em duas opções: a primeira  de 6cm, quase sempre azuis ou verde limão que chamam de Patos. A segunda são as demais iscas Deep(de prufundidade) que chamam invariavelmente de “rapala”.

Seguindo dica do Guia usar uma Isca Storm de 13cm de lombo azul, arremessando no meio do rio a favor da correnteza, em seguida inicio o recolhimento. mais lentamente possível.

Não demora muito e logo entra o primeiro salmão da minha vida.

image.png.5528d311dd398a2bfac982694cdcc035.png

image.png.fd35c20de6cef241fdc679af48541d8f.png

O segundo vem em seguida.

Quando ele pega a isca parece um peixe pequeno, mas quando encontra o canal do rio segue em disparada, jogando limpo sem procurar as pauleiras mas com uma força incomum.

Se o tucunaré é corredor de cem metros rasos o salmão é maratonista.

Na terceira investida do peixe rio abaixo percebo que já estou quase sem linha no carretel, começo a achar que não conseguirei segurar a fera. Mas por sorte a vara de fibra de vidros de 20lb.com linha Multi de 22mm de power pro e líder de 50mm em uma carretilha Daywa Zillion Type R não me deixam na mão.

image.png.19e2929f127607dab7e14630b3f5aaa5.png

Pescamos em um barco a remo em que tudo depende da habilidade do Guia.

Apesar de hábil no manuseio da embarcação, quem dita o ritmo é o peixe.

Com linha fina e uma vara ruim me resta apenas regular a fricção e esperar o peixe “pranchear”, sempre em um lugar raso o suficiente para literalmente encalhar o peixe.

Foi o que fiz, depois de incríveis 25 minutos de muuuita briga e no frio de 6° C. este pescador suava às bicas!

image.png.11fa022cca5502c450ba932f0ba665ed.png

Na sequência meu  parceiro engata um salmão na isca que seria a “matadeira”

A isca na boca do Peixe é chamada Pato, de 6cm

image.png.3288d100c034ea231874be77d589d061.png

image.png.6d06e8961306d0e08ed6764a48e1b333.png

Sou radicalmente contra matar peixes, mas salmão feito na grelha me fez cometer esse pecado! Matamos apenas um para ser apreciado em todas as refeições durante os 3 dias de pesca.

image.png.978d78b47a047a76088453341284eebf.png

Os demais foram soltos.

Como pode ser visto na foto a calça que protege do frio é uns 12 números maior que o meu! kkk

image.png.ac53e4316fdaec0fb1ae8d06ccf39294.png

Abaixo o menor peixe, porém um belo exemplar.  O salmão joga limpo, leva muita linha mas raramente vai para a pauleira. Quase sempre puxa para o meio do rio.

image.png.fb9ed07505c135596579f6a537bc233c.png

Enfim, os próximos dias de pesca foram muito produtivos. O maior salmão foi de mais de 15Kg.

image.png.280b23b160c232eba1dead61da695284.png

Na foto abaixo é fácil entender o procedimento para tirar o peixe: Pesca-se no canal (água vede) e briga com ele até encalha-lo na água mais rasa.

image.png.e70c93b8a9135c73da2e5b96aa2c0080.png

Quero lembrar que a pesca no Rio Petrohue ficou dividida entre antes da erupção do Vulcão Calbuco em 2015 e depois da erupção. Antes da erupção meu companheiro tinha ido pescar 3 vezes, em uma delas chegou a pegar 30 salmões em 3 dias de pesca.

image.png.c69af1aae1254b588ffb083ce2090d56.png

Agora a situação do Rio é outra, a areia expelida pelo vulcão assoreou os rio Puelo e Petrohue. Depois disso diminuíram muito os peixes que antes eram vistos em cardumes enormes.

Nos dias em que estive pescando não avistamos nenhum cardume.

image.png.9e17018edf0eed6ec8c6e33951fb26f0.png

Assim se passaram dias que não deixarei para trás, dias que ficarão sempre em minha memória!

Abraço a todos e boas pescas!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Q fantástico, Rossentim...Puts, coisa linda mesmo.

Ta aí uma pescaria q tenho vontade fazer. Tudo deve ser diferente.

Obrigado pelo relato e pelas fotos.

Ah, e aí, acharam as varas depois?!?! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Imagino o quanto deve ter sido ruim perder as varas...Mas,por outro lado deve também ter sido uma experiência maravilhosa poder pescar num lugar tão bonito e tão diferente do que estamos acostumados....Parabéns à dupla!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 horas atrás, Fabrício Biguá disse:

Q fantástico, Rossentim...Puts, coisa linda mesmo.

Ta aí uma pescaria q tenho vontade fazer. Tudo deve ser diferente.

Obrigado pelo relato e pelas fotos.

Ah, e aí, acharam as varas depois?!?! 

Obrigado Fabrício.

Infelizmente não encontramos mais o tubo com 6 varas, prejuízo enorme!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, Cristiano Rochinha disse:

Imagino o quanto deve ter sido ruim perder as varas...Mas,por outro lado deve também ter sido uma experiência maravilhosa poder pescar num lugar tão bonito e tão diferente do que estamos acostumados....Parabéns à dupla!

Obrigado Cristiano

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...