Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Joao Manoel Leonello Lucas

Hidrofólio ajuda a hélice a não cavitar?

Posts Recomendados

Pessoal boa tarde!

 

Uma dúvida coloquei recentemente um Jack plate no meu barco. Porém tive que descer um trim do motor pois a hélice começou a cavitar. Minha dúvida é se eu colocar o hidrofólio no motor ele ajuda a mandar água para hélice? Assim posso voltar o trim a posição antiga e ter mais rendimento.

 

Motor Mercury 50hp de manche.

 

Abraços a todos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Blz pura, João?!?!?

Uhmm...vamos lá, vou tentar te ajudar mesmo não entendendo como o hidrofólio atua em um motor 50hp, uma vez q a minha experiência na utilização deles foi em motores maiores.

 

Primeira pergunta, como se dá essa "cavitação" q você fala?!?! Na arrancada, em velocidade de cruzeiro, fazendo curvas, em que situação?!?!?!

 

No meu caso, com um motor 300hp 2T, e rabeta sportmaster, eu tinha dificuldade em fazer o barco decolar. O barco levantava a proa e o motor não tinha força para tirar-lo da água (hélice grande)...Instalei o hidrofólio e melhorou muito esse tempo de planeio.

 

No seu caso, o que me causa estranheza, é que o jack plate lhe dá muito mais opções de altura do motor, comparado ao que você tinha antes (apenas os furos de regulagem de altura no cavalete do motor). Então, se você está com problemas de cavitação, bastaria abaixar a altura do jack. Pq você não faz isso ao invés de investir num hidrofólio?!?!?!

Caso esta relação entre altura do jack e do trim, não se ajustem, a utilização do jack foi inútil para a sua situação.

 

Jackplate em cascos de alumínio e com motores de baixa cilindrada, em minha opinião são desnecessários.

 

Vamos trocando idéia para entendermos melhor o q pode estar ocorrendo. 😉

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Fabrício Biguá disse:

Blz pura, João?!?!?

Uhmm...vamos lá, vou tentar te ajudar mesmo não entendendo como o hidrofólio atua em um motor 50hp, uma vez q a minha experiência na utilização deles foi em motores maiores.

 

Primeira pergunta, como se dá essa "cavitação" q você fala?!?! Na arrancada, em velocidade de cruzeiro, fazendo curvas, em que situação?!?!?!

 

No meu caso, com um motor 300hp 2T, e rabeta sportmaster, eu tinha dificuldade em fazer o barco decolar. O barco levantava a proa e o motor não tinha força para tirar-lo da água (hélice grande)...Instalei o hidrofólio e melhorou muito esse tempo de planeio.

 

No seu caso, o que me causa estranheza, é que o jack plate lhe dá muito mais opções de altura do motor, comparado ao que você tinha antes (apenas os furos de regulagem de altura no cavalete do motor). Então, se você está com problemas de cavitação, bastaria abaixar a altura do jack. Pq você não faz isso ao invés de investir num hidrofólio?!?!?!

Caso esta relação entre altura do jack e do trim, não se ajustem, a utilização do jack foi inútil para a sua situação.

 

Jackplate em cascos de alumínio e com motores de baixa cilindrada, em minha opinião são desnecessários.

 

Vamos trocando idéia para entendermos melhor o q pode estar ocorrendo. 😉

Fala Fabrício bão?

 

Cara seguinte....

 

Fiz diversos testes para tentar puxar o máximo de desempenho de um barco de alumínio, dentre eles alguns que vou destacar para você:

 

Velas de Iridium: Motor não ganha desempenho, o que eu senti, mas ai é sem nenhum tipo de mensuração é que com elas na baixa o motor "tosse" menos, e de baixa e média aceleração a economia de combustível é maior.

 

Hélice de inox: essa foi a grande surpresa, investi mais de 2 mil em uma vengeance da mercury original um passo maior do que a black max e adivinhem, o motor andou menos, por incrível que pareça, e outro ponto, tive que descer mais um estágio do trim, porque a hélice estava cavitando, perdi velocidade e rotação com ela (tenho tacômetro instalado antes que perguntem).

 

Gasolina com mais octanagem: dinheiro jogado fora, testei com a podium da BR mesma coisa da gasolina normal, não ganha desempenho nem autonomia.

 

Jack plate: este sim foi um bom investimento, coloquei o de motores pequenos da nitro imports e tive um ganho de aproximadamente 300 rpm com ele e uns 4 km/h de final. Porem as regulagens dele são mais limitadas, quando vc coloca ele naturalmente ele já suspende o motor a altura de uns 4 dedos mais ou menos, tenho que andar assim, pq se suspender um cm que seja a hélice cativa, alem disso tive que baixar um estagio do trim (mesmo assim ganhei performance). Pontos negativos, não posso andar com o motor meio erguido pq se não ele não mija, as entradas de água ficam fora, e em curvas mais acentuada, tenho que fazer mais na manha, pq a hélice cavita com facilidade nas curvas (nada de cavalinho de pau mais kkk).

 

Ai entra o hidrofilo, queria saber se alguém já teve experiencia com ele, pelo formato dele, acredito eu (sem nenhum conhecimento técnico) que ele ajude a direcionar água para hélice especialmente nas curvas, e talvez ajude a voltar um estagio do trim do motor deixando ele mais erguido e tendo mais performance (+segurança +desempenho)

 

perto do que eu ja gastei ele nem é significante, já teria testado, porem a ideia de furar o motor para fixar ele não me agrada, por isso gostaria da opinião dos universitários.

 

Att

João Leonello

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

João, muito legal esta experiência relatada por você. Solicitaria inclusive que você a copiasse em criasse um novo tópico com o título (sugestão, ok!??!): - Barco de alumínio. Jack, Vela de Iridium, Podium, e etc. Vale a pena?!?!

 

Tenho certeza q será um sucesso esse tópico.

 

Quanto ao hidrofólio, acredito q ele não irá te ajudar. Com o jack alto, hélice quase fora da água, o hidrofólio sequer toca na água. Nos bassboats ocorre exatamente o mesmo q acontece contigo. Se subir demais, esquenta o motor, se abaixar só um pouquinho, o motor volta a esfriar, mas se fizermos curvas mais fechadas o motor esquenta novamente. 

Tem um tipo de hidrofólio q não é tão grande. Usamos ele uma vez e o resultado foi muito bom (mas para decolar mais facilmente). Deixa eu ver se encontro uma foto aqui pra te mostrar. 

Achei aqui.

https://www.navitec.com.br/produto/hidrofolio-estabilizador-p-motor-de-popa-ate-50-hp-attwood.html

 

E vamos nos falando..😉

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 horas atrás, Fabrício Biguá disse:

João, muito legal esta experiência relatada por você. Solicitaria inclusive que você a copiasse em criasse um novo tópico com o título (sugestão, ok!??!): - Barco de alumínio. Jack, Vela de Iridium, Podium, e etc. Vale a pena?!?!

 

Tenho certeza q será um sucesso esse tópico.

 

Quanto ao hidrofólio, acredito q ele não irá te ajudar. Com o jack alto, hélice quase fora da água, o hidrofólio sequer toca na água. Nos bassboats ocorre exatamente o mesmo q acontece contigo. Se subir demais, esquenta o motor, se abaixar só um pouquinho, o motor volta a esfriar, mas se fizermos curvas mais fechadas o motor esquenta novamente. 

Tem um tipo de hidrofólio q não é tão grande. Usamos ele uma vez e o resultado foi muito bom (mas para decolar mais facilmente). Deixa eu ver se encontro uma foto aqui pra te mostrar. 

Achei aqui.

https://www.navitec.com.br/produto/hidrofolio-estabilizador-p-motor-de-popa-ate-50-hp-attwood.html

 

E vamos nos falando..😉

 

Boa noite Fabrício!

 

Cara vou criar sim. Andei meio sumido desde que o fórum estava com problemas para abrir em computadores. Mas vou voltar a frequentar mais o fórum agora que parece que está resolvido.

 

Uma coisa me chamou a atenção neste link que vc me mandou:

 

"As asas proporcionam uma viagem mais suave, mais estável e reduzem a ventilação nas curvas."

 

sera que esta parte que diz reduzem ventilação nas curvas não resolveria ou pelo menos amenizaria o problema da cavitação nas curvas, pelo que entendi é isso, ou estou equivocado? 

 

vou comprar estás asas e vou fazer o teste prático.

 

muito obrigado pela ajuda até agora. 

 

e logo mais meu posto está no ar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

João, bom dia.

 

Vou tentar ajuda-lo, pois vejo que está cometendo erros simples de conceito, e obvio, o conceito muda tudo, ainda que possa parecer iguais.

 

Cavitar é diferente de ventilar, embora pareçam iguais, segue definição:

 

Cavitação[editar | editar código-fonte]

200px-Cavitation_Propeller_Damage.JPG
 
Danos de cavitação evidentes num hélice de um barco de giro esquerdo

A cavitação pode ocorrer quando se tenta transmitir demasiada potência ao hélice. A grandes velocidades de rotação ou sob grandes cargas (coeficiente de sustentação elevado nas pás), a pressão do lado da entrada de escoamento nas pás pode descer abaixo da pressão de vapor da água criando uma bolsa de vapor, que deixa de transmitir força à água eficientemente. Este efeito dissipa a energia, torna o hélice ruidosa devido ao colapsar das bolhas de vapor e erode a superfície das pás devido às ondas de choque localizadas contra a superfície. No entanto, a cavitação pode ser usada como uma vantagem na projecção de hélices de alto desempenho. Um efeito semelhante dá pelo nome de ventilação, que ocorre quando um hélice que opera perto da superfície da água atrai o ar para as pás formando pequenas bolhas, causando uma perda de impulso e uma vibração acrescida do veio, sem no entanto causar qualquer dano à superfície das pás. Ambos os efeitos podem ser amenizados se for aumentada a profundidade a que o hélice está submersa: a cavitação é reduzida porque a pressão hidroestática aumenta a margem da pressão de vapor; a ventilação é reduzida pois está mais longe das ondas da superfície e de outras bolsas de ar que poderiam ser atraidas para o escoamento.

 

Para maiores informações, inclusive entender melhor o problema de cavitação, sugiro ler a matéria: https://www.clubedoarrais.com/cavitacao-de-helices/ 

 

------------

Resumindo, sao coisas distintas causadas por problemas distintos que vão gerar consequencias distintas.

 

Cavitar: diminua a potencia aplicada e/ou aplique mais suavemente, gradativamente, OU reveja o raco ou passo da helice que também geram cavitação por estarem super ou subdimensionadas

Ventilar: abaixe a helice. OU em alguns casos, use um torpedo mais fino, bicudo, de competição.

 

--------

Sobre o hidrofolio, acho que esse video é bastante esclarecedor: 

  

 

EM resumo é um estabilizador simples que funciona permitindo que se conserte um trim erroneo, ou seja, ele joga o "motor pra baixo" em baixas e medias velocidades, permitindo que o barco endireite na agua pela forca da agua, com isso vc da motor e ele nao sobe a proa, depois de certa velocidade, perde-se o efeito pq o barco flutua mais acima e o hidrofolio perde sua sustentabilidade. Genial.

 

Se teu motor ta ventilando (e nao cavitando), o fato dele ajudar o barco a se manter "reto" na agua, vai por consequencia ajuda-lo a nao ventilar, mas isso so em baixas e medias rpm, depois nao tera efeito. MAs isso é uma consequencia "bonus" e nem sempre vai ocorrer (depende do modelo do hidrofolio). ISso deve ser corrigido por trimagem e altura.

 

 

---

 

Velas de Iridium: Motor não ganha desempenho, o que eu senti, mas ai é sem nenhum tipo de mensuração é que com elas na baixa o motor "tosse" menos, e de baixa e média aceleração a economia de combustível é maior.

 

Vela de Iridium nao aumenta potencia, ela pode ajudar na queima em motores com deficiencia eletrica (o que é raro) o que ela ajuda e muito é na durabilidade da vela, que chega a ser o dobro ou triplo devido aos materiais nobres, tamém há relatos de queima melhor em baixa rpm e subida de giro melhores, o que é causado pela centelha mais facil causado pelos materiais melhores envolvidos, isso se da pq de modo geral os motores (sejam eles quais forem) produzem faiscas mais fortes e falham menos em alta rpm, logo, se vc tem um material na vela que seja mais condutivido, ajuda em baixa rpm, mas nao gera mais potencia.

 

Hélice de inox: essa foi a grande surpresa, investi mais de 2 mil em uma vengeance da mercury original um passo maior do que a black max e adivinhem, o motor andou menos, por incrível que pareça, e outro ponto, tive que descer mais um estágio do trim, porque a hélice estava cavitando, perdi velocidade e rotação com ela (tenho tacômetro instalado antes que perguntem).

 

Helice de inox nao da potencia, muitas vezes por ser mais pesada, ate dificulta o motor a girar, se vc aumentar o passo a menos que esteja num motor superdimensionado pro casco e peso envolvido, so vai piorar o desempenho, nao tem segredo, é física: area maior, peso maior = maior esforço pra girar.... Sem entrar no merito que aluminio deforma e inox nao (pq isso é bastante subjetivo, inclusive desejavel em alguns casos de velocidade), num motor 50hp que nao produz potencia extravange, um helice maior só ira diminuir desempenho. 

 

Gasolina com mais octanagem: dinheiro jogado fora, testei com a podium da BR mesma coisa da gasolina normal, não ganha desempenho nem autonomia.

 

Num motor de baixa compressao e ainda 2tempos (onde a mistura nao é o ideial e ainda é banhado a oleo), a podium nao produzirá efeito algum. Talvez em propriedades de limpeza, duracao de vida util etc... fora isso esquece.

 

Jack plate: este sim foi um bom investimento, coloquei o de motores pequenos da nitro imports e tive um ganho de aproximadamente 300 rpm com ele e uns 4 km/h de final. Porem as regulagens dele são mais limitadas, quando vc coloca ele naturalmente ele já suspende o motor a altura de uns 4 dedos mais ou menos, tenho que andar assim, pq se suspender um cm que seja a hélice cativa, alem disso tive que baixar um estagio do trim (mesmo assim ganhei performance). Pontos negativos, não posso andar com o motor meio erguido pq se não ele não mija, as entradas de água ficam fora, e em curvas mais acentuada, tenho que fazer mais na manha, pq a hélice cavita com facilidade nas curvas (nada de cavalinho de pau mais kkk).

 

Jack Plate em cascos de aluminio devem ser rigorosamente estudados e analisados, cascos de aluminio via de regra possuem um desenho muito diferente de fibra o que muitas vezes pode piorar o desempenho geral. Um casco de aluminio normalmente nao cria um cavalo dagua atras igual os de fibra (nao é pelo material e sim pelo design), o que vai te gerar superaquecimento do motor , ventilação e ate memso perca de desempenho e regulagem ou tudo junto. QUe é mais ou menos o que vc ta sentindo aí.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, Astra-Taranis disse:

João, bom dia.

 

Vou tentar ajuda-lo, pois vejo que está cometendo erros simples de conceito, e obvio, o conceito muda tudo, ainda que possa parecer iguais.

 

Cavitar é diferente de ventilar, embora pareçam iguais, segue definição:

 

Cavitação[editar | editar código-fonte]

200px-Cavitation_Propeller_Damage.JPG
 
Danos de cavitação evidentes num hélice de um barco de giro esquerdo

A cavitação pode ocorrer quando se tenta transmitir demasiada potência ao hélice. A grandes velocidades de rotação ou sob grandes cargas (coeficiente de sustentação elevado nas pás), a pressão do lado da entrada de escoamento nas pás pode descer abaixo da pressão de vapor da água criando uma bolsa de vapor, que deixa de transmitir força à água eficientemente. Este efeito dissipa a energia, torna o hélice ruidosa devido ao colapsar das bolhas de vapor e erode a superfície das pás devido às ondas de choque localizadas contra a superfície. No entanto, a cavitação pode ser usada como uma vantagem na projecção de hélices de alto desempenho. Um efeito semelhante dá pelo nome de ventilação, que ocorre quando um hélice que opera perto da superfície da água atrai o ar para as pás formando pequenas bolhas, causando uma perda de impulso e uma vibração acrescida do veio, sem no entanto causar qualquer dano à superfície das pás. Ambos os efeitos podem ser amenizados se for aumentada a profundidade a que o hélice está submersa: a cavitação é reduzida porque a pressão hidroestática aumenta a margem da pressão de vapor; a ventilação é reduzida pois está mais longe das ondas da superfície e de outras bolsas de ar que poderiam ser atraidas para o escoamento.

 

Para maiores informações, inclusive entender melhor o problema de cavitação, sugiro ler a matéria: https://www.clubedoarrais.com/cavitacao-de-helices/ 

 

------------

Resumindo, sao coisas distintas causadas por problemas distintos que vão gerar consequencias distintas.

 

Cavitar: diminua a potencia aplicada e/ou aplique mais suavemente, gradativamente, OU reveja o raco ou passo da helice que também geram cavitação por estarem super ou subdimensionadas

Ventilar: abaixe a helice. OU em alguns casos, use um torpedo mais fino, bicudo, de competição.

 

--------

Sobre o hidrofolio, acho que esse video é bastante esclarecedor: 

  

 

EM resumo é um estabilizador simples que funciona permitindo que se conserte um trim erroneo, ou seja, ele joga o "motor pra baixo" em baixas e medias velocidades, permitindo que o barco endireite na agua pela forca da agua, com isso vc da motor e ele nao sobe a proa, depois de certa velocidade, perde-se o efeito pq o barco flutua mais acima e o hidrofolio perde sua sustentabilidade. Genial.

 

Se teu motor ta ventilando (e nao cavitando), o fato dele ajudar o barco a se manter "reto" na agua, vai por consequencia ajuda-lo a nao ventilar, mas isso so em baixas e medias rpm, depois nao tera efeito. MAs isso é uma consequencia "bonus" e nem sempre vai ocorrer (depende do modelo do hidrofolio). ISso deve ser corrigido por trimagem e altura.

 

 

---

 

Velas de Iridium: Motor não ganha desempenho, o que eu senti, mas ai é sem nenhum tipo de mensuração é que com elas na baixa o motor "tosse" menos, e de baixa e média aceleração a economia de combustível é maior.

 

Vela de Iridium nao aumenta potencia, ela pode ajudar na queima em motores com deficiencia eletrica (o que é raro) o que ela ajuda e muito é na durabilidade da vela, que chega a ser o dobro ou triplo devido aos materiais nobres, tamém há relatos de queima melhor em baixa rpm e subida de giro melhores, o que é causado pela centelha mais facil causado pelos materiais melhores envolvidos, isso se da pq de modo geral os motores (sejam eles quais forem) produzem faiscas mais fortes e falham menos em alta rpm, logo, se vc tem um material na vela que seja mais condutivido, ajuda em baixa rpm, mas nao gera mais potencia.

 

Hélice de inox: essa foi a grande surpresa, investi mais de 2 mil em uma vengeance da mercury original um passo maior do que a black max e adivinhem, o motor andou menos, por incrível que pareça, e outro ponto, tive que descer mais um estágio do trim, porque a hélice estava cavitando, perdi velocidade e rotação com ela (tenho tacômetro instalado antes que perguntem).

 

Helice de inox nao da potencia, muitas vezes por ser mais pesada, ate dificulta o motor a girar, se vc aumentar o passo a menos que esteja num motor superdimensionado pro casco e peso envolvido, so vai piorar o desempenho, nao tem segredo, é física: area maior, peso maior = maior esforço pra girar.... Sem entrar no merito que aluminio deforma e inox nao (pq isso é bastante subjetivo, inclusive desejavel em alguns casos de velocidade), num motor 50hp que nao produz potencia extravange, um helice maior só ira diminuir desempenho. 

 

Gasolina com mais octanagem: dinheiro jogado fora, testei com a podium da BR mesma coisa da gasolina normal, não ganha desempenho nem autonomia.

 

Num motor de baixa compressao e ainda 2tempos (onde a mistura nao é o ideial e ainda é banhado a oleo), a podium nao produzirá efeito algum. Talvez em propriedades de limpeza, duracao de vida util etc... fora isso esquece.

 

Jack plate: este sim foi um bom investimento, coloquei o de motores pequenos da nitro imports e tive um ganho de aproximadamente 300 rpm com ele e uns 4 km/h de final. Porem as regulagens dele são mais limitadas, quando vc coloca ele naturalmente ele já suspende o motor a altura de uns 4 dedos mais ou menos, tenho que andar assim, pq se suspender um cm que seja a hélice cativa, alem disso tive que baixar um estagio do trim (mesmo assim ganhei performance). Pontos negativos, não posso andar com o motor meio erguido pq se não ele não mija, as entradas de água ficam fora, e em curvas mais acentuada, tenho que fazer mais na manha, pq a hélice cavita com facilidade nas curvas (nada de cavalinho de pau mais kkk).

 

Jack Plate em cascos de aluminio devem ser rigorosamente estudados e analisados, cascos de aluminio via de regra possuem um desenho muito diferente de fibra o que muitas vezes pode piorar o desempenho geral. Um casco de aluminio normalmente nao cria um cavalo dagua atras igual os de fibra (nao é pelo material e sim pelo design), o que vai te gerar superaquecimento do motor , ventilação e ate memso perca de desempenho e regulagem ou tudo junto. QUe é mais ou menos o que vc ta sentindo aí.

 

Astra boa tarde!

 

Muito obrigado por compartilhar esse conteúdo. De fato estava me confundindo com só termos, o que acontece é a ventilação não cavitação. Em linha reta mesmo arrancando o barco plana muito bem e acelera perfeitamente, o que acontece é nas curvas que a hélice ventila fazendo o barco "derrapar". Acho que o hidrofólio realmente pode me ajudar a minimizar este efeito nas curvas. Os demais itens como temos só "teorias", opiniões controversas etc, resolvi fazer o teste prático e tirar as conclusões por mim mesmo. Mas corroborou tudo que vc comentou. Logo mais irei fazer um tópico com este tema e suas contribuições serão bem vindas.

 

Obrigado e bom fds

 

Abracos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...