Ir para conteúdo

Andrey W

Membro
  • Total de itens

    606
  • Registro em

  • Última visita

Sobre Andrey W

  • Rank
    Pescador
  • Data de Nascimento 06-05-1961

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    andrey william brandão

Informações de Perfil

  • Localização
    Goiânia - GO
  • Interesse
    materiais de pesca, técnicas, macetes

Últimos Visitantes

1.188 visualizações
  1. Show de pescaria Magronez, e por ser de caiaque é outro nível... bom também foi o grito que você soltou quando embarcou o bichão... devia tá com o coração na boca... parabéns...
  2. Já vi alguns instalados dentro do viveiro de peixes, dai provavelmente não se perde a leitura da temperatura (que pra mim é a segunda função mais importante do sonar. A primeira é a profundidade). Já vi relatos da possibilidade da queima do transducer, quando instalado fora da água. Mas, se tiver a possibilidade de colocar fora da embarcação, sem dúvida é o ideal. Tive um que usava em duas embarcações diferente, então adaptei um suporte de alumínio que funcionava tanto em um quanto em outro barco. O risco de você se arrepender de colar com araldite internamente é grande, com a possibilidade de você "perder" o transducer caso queira retira-lo no futuro.
  3. Bem, pra caiaqueiro, 5 a 7 km não é muita coisa (pra lago ou rios com pouca corredeira), mas não conheço o rio que você pesca. Pra consumir menos bateria, eu usaria um motor elétrico com menos libras (34 ou 44 no máximo, falando do Phanton), porque acho um exagero carregar uma bateria estacionaria ou outra qualquer na faixa de 30 kg. Mesmo você sendo magro, somando tudo, além de outras coisas que você deve levar (caixa com gelo, água, cerveja, lanche, traia, etc.), o caiaque vai ficar pesado e entulhado também. O que atrapalha demais na pescaria de caiaque, onde você tem pouca mobilidade sobre ele (porque ele vira mesmo, acredite). Já usei bateria grande (a freedon 115 A) em barco de alumínio e achava difícil ficar transportando. Então, opte por uma menor (estacionária) de preferencia, mesmo que um dia ou outro você fique sem carga, mas como falou, caso esteja pescando rio acima, voltar no remo será um prazer, não um problema. Uso uma de nobreak no meu, somente para o sonar, porque não gosto nem do barulho do motor elétrico. Como a minha é pequena, adaptei ela numa caixa plástica e ela ficar dentro do bagageiro do meu caiaque (um flash da milha náutica). Assim, se virar, não perco ela. No seu caso, nem amarrando será possível, porque ela vai funcionar como poita. Vai dar um trabalho danado pra você traze-la de volta... 😝
  4. Conheço bem o lugar que o Fabricio citou ai em cima, perto do Outlet (5 km depois deste pra quem vem de Brasilia, e 6 km depois de Alexânia pra quem vem de Goiânia). A entrada é bem do lado do Posto Medalhão mesmo, junto à lombada eletrônica da BR, com a estrada de terra nem sempre em bom estado. O Grande problema que vejo é que não conheço nesse trecho, nenhum lugar público ou mesmo que deixem você entrar através de alguma taxa. As margens do lago por ali está praticamente toda tomada por condomínios privados, ficando difícil o acesso, a não ser sendo proprietário ou convidado. 😕
  5. Bem, acho que isso é recorrente em carros da fiat. Tenho um siena e com ele puxando uma carretinha, a luz de avaria de iluminação do painel acendia sempre que eu fazia a conexão. Não notava outra mudança, tipo redução de luminosidade ou queima de lâmpadas. Só a luz do painel mesmo. Como dito acima pelo Leonardo, bom dar uma verificada no chicote e ver se não está acontecendo algum curto. Nunca usei as lampadas de led e talvez, pelo baixo consumo delas seja um boa opção.
  6. Notícia muito triste. Que Deus conforte a família...
  7. Show de pescaria, pela quantidade, pela variedade de peixes e pela beleza das fotos. Sonho de todo pescador. Linda cor desses Tucunarés... Obrigado por compartilhar..
  8. cara folgado... (ah... a casa onde vou pescar também é dele...) 😁😁😁
  9. São dois... Ito... comprei um caiaque porque meu companheiro de pesca (e dono do barco por sinal) resolveu colocar capota no barco e agora carrega essas caixinhas jbl... acabou-se a paz...
  10. Como dito pelo Astra, sem dúvida, na minha opinião é usar uma corda boa e comprida deixando o carro numa superfície mais estável. Ou, no meu caso nem uso o carro pra tirar o conjunto da água. Usava o proprio guincho (catraca manual mesmo) da carreta de maneira invertida. Ou seja, depois do barco na carreta, tirao a fita/catraca e coloco no engate do carro, puxando com o guincho até chegar onde o carro está. Isso poupa pneu e principalmente embreagem... Em tempo: meu carro é um siena 1.4, e às vezes, quando vou longe, o conjunto fica muito pesado... mas nunca tive trabalho em tirá-lo da água agindo assim.
  11. O que sei é que ultimamente o lago estava com as águas muito, muito abaixo do normal. Ja morei lá e sei como era o nível normal (variava muito, mas nunca havia chegado a baixar tanto como agora). Com as chuvas que tem ocorrido por aqui, pode ser que tenha subido um pouco. Lago infestado de piranhas (informações e constatações no local, próximos à cidade), não deixa a isca (se for natural) nem descer direito e ja atacam. Está difícil também de achar um local público pra descer, de barco ou mesmo à pé. Já tive ceva la e se pegava muito piau, tilápia e alguns tucuninhas (nunca peguei nem vi ninguem pegando nada acima de 1,5 kg). Com relação à guia, não conheço nenhum, e olha que morei la por 15 anos... não é costume na região. Talvez uma boa saída é procurar informações nas casas de pesca que tem no caminho que vai para o lago (são vários caminhos pra se chegar lá, mas dentro da cidade é o mais conhecido) que fica na Av. Caminho do Lago. Tem umas duas ou três boas casas de pesca nesta avenida. abraço, e se pegar alguma coisa, relate aqui.... que eu volto la.. rsssss.
  12. Tive a mesma necessidade e devido à escassez de opção resolvi adaptar. Fui numa ferragista e comprei gancho para fixação de telha de fibrocimento, tipo "gancho de begala", ele vem com a ponta de rosca. O que mesmo fiz foi cortar a parte de rosca e com uma lixadeira fiz as pontas. Se quiser deixar a rosca não vejo problema, dará até mais "agarre". Fica 1/10 do valor de qualquer outra opção no mercado.
×
×
  • Criar Novo...