Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Fabrício Biguá

Copiar ou não copiar um casco. Dê sua opinião.

Posts Recomendados

Bem...estarei dando a minha resposta um pouco mais abaixo para não comprometer a pergunta....hehee..

Vamos a minha opinião.

Quebrar paradigmas é fundamental para a evolução de qualquer coisa q seja (material ou humano), contudo, vejo há vários anos, muitos donos de barcos (até mesmo futuros) reclamando em fóruns, em pescarias, em rodas de amigos ou em feiras de pesca, q tal fábrica é boa pq o projeto é novo, é nacional, é original, enquanto que, os "copiadores" não tem produtos bons.

Bem...na minha opinião:

- Como espectador: barcos novos e originais são fundamentais para o crescimento do mercado interno, é algo extremamente salutar e importante. Novos projetos devem ser valorizados por cada um de nós. Quem sabe um dia esta nova marca não seja a melhor de todas?!?! É isto q esperamos.

- Como consumidor: é lógico q uma cópia é muito mais confiável q um barco novo e com poucas unidades testadas sob as mais diversas situações (mar, marola, alta velocidade, peso, chuva, desempenho, consumo e etc).

Imagine uma cópia de um Skeeter ano 2012!??! Aff...o barco está há mais de meio século no mercado, inovando, melhorando e aperfeiçoando cada detalhe e a cada ano.

Imagine agora uma cópia de um Bullet ano 2012!??! Com certeza colocaria um motor 300HP nele e aceleraria tudo, pois tenho certeza q o barco não irá voar pra trás, não irá cavalgar em alta velocidade e estará pronto para velocidades acima de 140Km/h.

Então, apesar de valorizar demais os novos fabricantes, ainda sou inquinado a comprar aquilo q já foi exaustivamente testado, aprovado e aperfeiçoado, até porque sei q qualquer novo fabricante se inspira em projetos já consagrados.

Gostaria de ouvir a opinião dos amigos q pensam o contrário para entender o motivo desta recusa.

Vamos lá...o fórum é de vcs. joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu como consumidor não vejo problema algum em cópia até porque se foi copiado,geralmente porque é bom...agora a respeito a lançamentos eu tenho uma certa cautela...as vezes você acerta...outras te pegam de cobaia...tenho um pouco de medo...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alguém deixou de usar as originais quando a MS ou a Cenrtury copiou modelos renomados?

Há público para todos. Copiar faz parte da natureza humana, afinal, copiamos oq nossos pais ou pessoas próximas fazem e etc... Se copiamos é pq é bom.

Na cabeça do criador do original, deve ser f******* entender que seu produto está no mercado com um valor mais baixo e por um menor preço. Mas se vc teve o feeling de criar, com certeza vc terá muito mais chances de se dar bem em versões de "melhorioa" do produto criado. E nisso, ninguém pode te superar.

Apoio até cópia da prova dos outros para passar em matérias difíceis! kkkkkkkkkkkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho o seguinte pensamento:

Creio ser difícil fazer uma cópia fiel de barcos consagrados. A menos que se possua um casco e se destrinche ele para obter todos os mínimos detalhes. Externamente um casco é copiável facilmente, o problema são a quantidade e distribuição dos reforços internos, distribuição de peso, alocação de compartimentos, material utilizado etc.

Acho que os que copiam também têm que "quebrar a cabeça" para conseguir um bom produto, portanto acho que cada modelo sai com alguma inovação.

Quanto aos modelos totalmente novos, só serão possíveis sua concepção após muito estudo analítico e prático (testes), podendo se haver acertos de primeira, erros corrigíveis rapidamente ou não, mas corrigíveis, e erros não corrigíveis, que condenariam o projeto.

O importante é o fabricante que inova, não botar seu produto para ser testado pelo consumidor final, e muito menos esse consumidor não adquirir um produto do qual não conheça ou não tenha acesso a todo seu histórico de projeto, testes e resultados.

É o que penso.

Um abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como muitos disseram, o que é bom se copia. Mas se voce tem boas ideias, ponha pra funcionar.

O Cirus da CDS TOTAL foi um dos primeiros a importar bass boat americano, desmontar tudo, tirar moldes. Posso dizer que aperfeiçou cada modelo, e se esmerou em deixalos como os importados.

A principio a ideia era fabricar em fibra tambem, mas ele viu no mercado de aluminio um diferencial.

Importou e fabricou as Ranger com aluminio, e tem algumas por ai navegando com 115 e 175 proxs.

E Fabricio, se voce quiser babar, vai sair uma Bullet com 300 hp. O casco já está soldado. Mas esta é pra ele, então vai demorar um pouco para ficar pronta.

Agora ele fabrica os Tracker (Pro Team 165 e 175), mas estes não precisou desmontar nada, pois veio todo os projetos e moldes direto da fabrica americana.

Resumindo, copia bem feita, produto final bom.

abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não vejo nada de errado em "copiar" um modelo ou qualquer outra coisa, se essa idéia, molde e etc. for confiável, mais um motivo pra ser copiado. Não dizem que no mundo nada se cria tudo se copia. Então alguém tá sempre copiando alguma coisa de alguém. Forte abraço.

joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sou totalmente a fovor de copiar, porém com ressalvas.

O que é bom tem que ser copiado, como por ex. alguns fundos de barcos americanos. Isso na minha opinião, se for "inventado", corre um grande risco de não dar certo. Eu nunca compraria e nem indicaria um casco cujo fundo foi "inventado" por alguém aqui no Brasil. Isso em cascos de fibra que normalmente o dono quer uma grande performance.

Alguns aqui no Brasil tem a preguiça de melhorar o que copia. Exemplo é a parte de cima dos barcos copiados. A maioria dos cascos copiados até hoje são cascos americanos antigos e assim, a parte de cima normalmente está defasada. Ideal daí seria copiar a parte de baixo e melhorar a parte de cima.

Bom se tivessemos cópias de cascos novos, de pelo menos 2008 para cima. Aí o ideal era fazer uma cópia fiel, se tivesse que mudar, seria muito pouco. Quem sabe logo não teremos novidades desse tipo, quem sabe...

Edgar, duvido que qualquer fabrica iria fornecer seus projetos. Imagine quanto investimento lhe custou para ter isso, mas...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá amigos,

Este é um tópico sem dúvida nenhuma muito interessante, parabenizo o amigo Fabrício pela iniciativa.

Quanto a se copiar um produto que deu certo lá fora e torna-lo acessível aqui no Brasil não vejo nenhum problema, desde que seja legal perante nossas leis. No caso dos Bass Boats, copiar um casco de um fabricante renomado e que deu certo e colocar a venda de forma legal, não vejo problemas, o que acontece e que tenho percebido é a discriminação com os produtos fabricados no Brasil, eu digo fabricado e projetados. A perfeição de um projeto só é alcançada com a experiência na construção e comparar um casco projetado no Brasil com modelos copiados de moldes perfeitos seria até uma falta de coerência e bom senso de quem compara. Hoje existem vários modelos nacionais que surgiram no Brasil de moldes feitos aqui e que estão navegando muitíssimo bem, muitas vezes até melhor que os modelos copiados de marcas renomadas. O que está faltando para o fabricante brasileiro é o fácil acesso a produtos importados que melhorem o acabamento e até mesmo a performance do casco nacional. O brasileiro tem mania de achar que o produto que ele adquiriu é o melhor do mundo e taca pedras nos outros produtos por serem novos no mercado, eu vejo e sinto isso na pele. As vezes não intendo estas briguinhas que surgem nos bastidores da pesca, isso não irá levar a nada.

Hoje eu tenho uma F2 Fibralar e posso garantir que em termos de navegabilidade não perde em nada, em nada mesmo para estes cascos que estão no mercado a mais tempo, lógico que temos que comparar modelos, querer comparar uma F2 com uma Quest 290 ou um Grand Bass é totalmente sem lógica, pois são modelos maiores. Mas tudo isso não tira os méritos dos fabricantes brasileiros, que estão tentando oferecer um produto tão bom quanto aos copiados e mais acessível ao consumidor.

Lembrando também que além da Fibralar que já está com pelo menos 4 modelos consagrados no marcado, hoje também tem a Xtreme Boats, que também possui projeto próprio e me parece ser um excelente produto e com um ótimo acabamento.

Valeu!

Alex

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Alex.

Como disse, eu dei minha opinião e respeito a sua mesmo não concordando com a minha.

Fórum é feito para isso, cada um da sua opinião e discutimos os assuntos.

Acho que os cascos projetados aqui não tem o mesmo tempo de estrada dos copiados. Assim, tenho medo que em altíssima performance eles não respondam tão bem. Posso estar errado, pois não tive contato com nenhum que tivesse uma grande performance.

Por outro lado, parabenizo os que buscam esse espaço. Se não tivesse hoje a "competição" entre os cascos, poderiamos estar pagando 50 mil em um e esse ser totalmente ultrapassado, sem interesse nenhum do fabricante em atualiza-lo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Tardeli

Como já disse, a CDS tem a concessão para fabricar os trackers, e os projetos foram adquiridos.

Falando de novo em copiar, creio que para tal, seria primordial que a pessoa tivesse qualificação tecnica (diploma), até formação acadêmica (engenharia), para que o produto final, após vários testes, pudesse ter aprovação.

No caso da CDS, o Cirus tem esta qualificação, além da certificação "ASME-9 TEC-PAR", que é o orgão do Governo do Paraná, encarregado.

No Xtreme, o Gilberto Costa, é engenheiro. Inclusive já teve um CDS, e fez vários elogios ao Pro Team da CDS.

Portanto, não basta querer fazer, precisa saber o que fazer. para que o produto não ponha em risco, a vida de quem comprou.

E sabemos que não foram poucos os acidentes com barcos de fibra, que abriram cascos no meio.

Abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu ponto de vista é de que precisamos das duas coisas. joia:::

Empresas que invistam e inventem novos modelos. Para isso, elas cobram mais, asseguram a qualidade (senão saem do mercado) e têm direito a patentear suas invenções e receberam seu investimento.

E também as que copiam, e por não terem grandes investimentos em desenvolvimento, elas podem oferecer produtos mais baratos e assim dar acesso aos produtos a clientes que estão entrand nessa categoria.

Se ninguém inventasse nada e ninguém copiasse estaríamos andando a remo em canoas de madeira... :gorfei: :gorfei: :gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

como dizem na publicidade:a criatividade é 95% transpiracao e 5% criacao, acho que tudo é assim, todo mundo pega uma coisa ou produto que existe e da uma melhoradinha nele ou as vezes uma pioradinha, esse e que é o perigo. mas, gracas a deus, os brasileiros sao mestres em melhorar as coisas(exceto alguns pouquissimos picaretas).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou deixar minha opinião e meu ponto de vista: Quase todo mundo sonha com produtos importados, carros, lanchas, carretas, etc. O sonho de consumos está atrelado quase sempre a tamanho, luxo e potencia, tudo o que os produtos do seguimento importado apresentam em maior quantidade de opções que nosso mercado, muitas coisas são super dimensionadas mas mesmo assim queremos ter e comprar. Vejo em muitos vídeos e fotos na internet carretas com rodados duplo, rodas cromadas, pneus de alta performance, para-lamas moldados em fibra que acompanham o design da lancha, pinturas especiais, lanchas com super motores, acabamentos em jacarandá, carpet vermelho, sonares de última geração, controle remoto para todo lado e uma baita pickup arrastando tudo isso, quem não gostaria de ter um cojunto assim, 100% gringo, só com as placas Brasileiras??????????????????? Acredito que todo mundo gostaria!!!! A questão aquí no Brasil é o produto que terá maior aceitação no mercado e o que venderá mais, para isso nossos fabricantes buscam melhorar a cada dia seus produtos, tanto no tamanho como performance e acabameto. Como consumidor e não tendo condição de comprar um produto 100% importado, fico tentando deixar o conjunto que possuo o mais parecido com as coisas legais dos importados que no meu ponto de vista são os mais belos e seguros do mercado. Pensado como consumidor ainda, sou a favor dos fabricantes nacionais conseguirem fazer produtos iguais ou melhores que os importados, nem que pra isso seja necessário cópias, mas o ideal seria termos os melhores barcos 100% nacionais, aí teríamos mais opção de compra e viva a concorrencia!!!! Tive a portunidade de pescar 2 x nos EUA e ví muita coisa legal, mas também ví muita coisa ruim, porcaria mesmo, temos ótimos produtos no Brasil, tanto em fibra como em alumínio, estamos bem servidos de produtos, tomara que este mercado continue ganhando novos horizontes, será bom para todos nós. Está é minha opinião, não sou dono da verdade e espero ter contribuido com o tópico.

Abração,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que deveriamos dar valor às inovações, novas criações, buscar novos valores e valores nossos!

É igual copiar carro, por exemplo uma réplica de um FORD GT40, ele nunca vai ser o autentico FORD GT40 sempre será a RÉPLICA do Ford... Pra mim não tem o mesmo valor agregado

É apenas minha opinião

Grande abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que deveriamos dar valor às inovações, novas criações, buscar novos valores e valores nossos!

É igual copiar carro, por exemplo uma réplica de um FORD GT40, ele nunca vai ser o autentico FORD GT40 sempre será a RÉPLICA do Ford... Pra mim não tem o mesmo valor agregado

É apenas minha opinião

Grande abraço

Rojao, concordo com seu ponto de vista, mas veja agora desta maneira: Se o cidadão não tiver acesso, seja por condição financeira ou por não conseguir comprar o produto (não conseguir importar ou não achar para comprar no Brasil), e um fabricante nacional aparecer com um carro com toda a mecanica do Ford GT40, um ótimo acabamento interno (mesmo sendo diferente do original) e a lataria super bem acabada e igual a original mas com outro nome e esse carro for seu sonho de consumo, voce compraria????? Eu vejo desta maneira a condição dos cascos de bassboat, já que os acessórios são os mesmos (motores, jack e tudo mais, claro que os 200 xs dos gringos não chegaram aquí...), eu teria a coragem de trocar meu GrandBass em uma réplica fiel de um Alisson 21, pois na minha opinião é casco mais legal DO MUNDO!!! :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei:

Abração e vamos torcer para nossos fabricantes evoluirem cada vez viz

Léo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×