Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Dudu Chagas

CORES PRAS ZARAS AMAZÔNICAS!!!

Posts Recomendados

Como a maioria daqui já sabe, as cores osso e branca c/ cabeça vermelha são consagradas e não podem faltar na tralha de ninguém que vai pra amazônia atrás do tucunaré açu.

agora lhes pergunto, que outras cores vcs indicam pra levar pra lá???

palhaço?

coral?

metalicas?

halloween?

preta?

qq outra que já usaram e comprovaram eficiência...

valeu !!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também pegam... :gorfei:

Aliás, quando o peixe tá comendo, não precisa nem de cor, mas apenas do movimento na água... ::fishing

arrow:: Cores só funcionam (fazem a diferença) para o momento em que a "fome" é menor... ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também pegam... :gorfei:

Aliás, quando o peixe tá comendo, não precisa nem de cor, mas apenas do movimento na água... ::fishing

arrow:: Cores só funcionam (fazem a diferença) para o momento em que a "fome" é menor... ::tudo::

O Kid falou tudo.......mas vamos dar um palpite......além das consagradas cores como a osso e as translúcidas........também gosto muito das prateadas com dorso limão.

Abraços,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pra mim vai do gosto do pescador, por exemplo, uma zara com o dorso verde, o verde não conta pois está fora da água, fora do campo de visão do peixe, quando compro uma isca de superfície, sempre vejo a cor debaixo dela, porém acho que a cor é o que menos conta, fator esse que faz diferença, pra mim, nas iscas de meia água.. na superfície sempre vejo o trabalho da isca e o som produzido pela mesma..

*Nunca fui pra Barcelos apenas dei minha opinião de um modo geral

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

João,

Seu pensamento está bem próximo de uma realidade teórica !

Penso contudo, que o reflexo emitido pela isca sirva de "atrativo adicional" ao predador, que já vem atraído pelo trabalho e som produzidos !

Mesmo nas iscas de meia água, acredito que a situação seja parecida !

arrow:: Acredito também que o padrão a ser imitado pelas artificiais seja o mais próximo possível ao das presas existentes no local onde se faz a pescaria !

arrow:: No caso das principais "forrações alimentares", a cadeia de alimentação passa quase sempre por peixes com dorso e laterias prateados ou branco opaco, exatamente para fazer melhor a função do mimetismo indispensável a defesa desses cardumes.

arrow:: Essa é uma teoria que explica o permanente sucesso das iscas osso e brancas de cabeça vermelha ( também isso acontece no mar ).

arrow:: As variações em torno do tema, como transparentes ( é na linha de produzir um "mimetismo" de camuflagem ), e até mesmo a de algumas cores, decorrem mais por situações onde se busca explorar mais as condições de pesca, quer pela limpidez ( ou não ) das águas, quer pela claridade do dia ( inclusive e principalmente no por do sol ), ou mesmo pela característica de algum peixe mais comum na região ( que pode ser o próprio tucuna - um dos possíveis motivos das iscas coloridas do tipo palhacinho, coral, e outras do mesmo gênero ).

Assim como você, acredito mesmo que o diferencial está na forma com que a isca se apresenta ao predador !

arrow:: Barulho e forma de nadar são os principais itens de atração e ataque...

Não acho que isso seja restrito à Barcelos, e sim algo a ser lembrado em qualquer pescaria amazônica ou em qualquer outra região... legal::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

João,

Seu pensamento está bem próximo de uma realidade teórica !

Penso contudo, que o reflexo emitido pela isca sirva de "atrativo adicional" ao predador, que já vem atraído pelo trabalho e som produzidos !

Mesmo nas iscas de meia água, acredito que a situação seja parecida !

arrow:: Acredito também que o padrão a ser imitado pelas artificiais seja o mais próximo possível ao das presas existentes no local onde se faz a pescaria !

arrow:: No caso das principais "forrações alimentares", a cadeia de alimentação passa quase sempre por peixes com dorso e laterias prateados ou branco opaco, exatamente para fazer melhor a função do mimetismo indispensável a defesa desses cardumes.

arrow:: Essa é uma teoria que explica o permanente sucesso das iscas osso e brancas de cabeça vermelha ( também isso acontece no mar ).

arrow:: As variações em torno do tema, como transparentes ( é na linha de produzir um "mimetismo" de camuflagem ), e até mesmo a de algumas cores, decorrem mais por situações onde se busca explorar mais as condições de pesca, quer pela limpidez ( ou não ) das águas, quer pela claridade do dia ( inclusive e principalmente no por do sol ), ou mesmo pela característica de algum peixe mais comum na região ( que pode ser o próprio tucuna - um dos possíveis motivos das iscas coloridas do tipo palhacinho, coral, e outras do mesmo gênero ).

Assim como você, acredito mesmo que o diferencial está na forma com que a isca se apresenta ao predador !

arrow:: Barulho e forma de nadar são os principais itens de atração e ataque...

Não acho que isso seja restrito à Barcelos, e sim algo a ser lembrado em qualquer pescaria amazônica ou em qualquer outra região... legal::

Sem palavras, só aplauso:: aplauso:: aplauso:: pelas palavras.....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que aula mestre Kid! Nao ha como discordar de voce, apenas digo que nao dou tanta importancia nas cores de iscas de superficie, principalmente o dorso, grande abraço.

idem rindo3::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Somente acho que o peixe que caça na superfície o faz também usando também o sentido da visão, assim as cores, até das garatéias, fazem mesmo diferença.

Quanto às demais iscas, a cor só influirá se e somente se o peixe puder usar o sentido da visão.

Em Serra da Mesa, pela transparência da água, o peixe usa o sentido da visão nas twich, meia água, fundo e até jigs.

Já nas águas escuras dos rios amazônicos, não sei até que profundidade os peixes 'enxergam' ...

É isso.

Wellington ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sinceramente eu acho que a cor das iscas de superfície (principalmente hélices) não influenciam em nada!

Eu pesco Tucunarés de 15 em 15 dias. Já fui do tipo que experimentava todo tipo de cor. Hoje pesco com uma isca de superfície e uma de meia água o dia inteiro. Não pego nem mais nem menos peixe que antes.

Para mim esse negócio de cor (para Tucunarés) é para pescar o pescador.

1 abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Além da transparente que é o bicho, leve iscas de cores vibrantes, principalmente laranja e suas variações. Dá para utilizar em qualquer tipo de água. Eu compro iscas sem pintura das fábricas e pinto nas cores laranha/tangerina/abóbora; chartreuse; chartreuse c/laranja; vermelho; etc. A maioria dos peixes não enxerga cor, e sim o "tom", por isso as pinturas fluorescentes (tintas automotivas para customização) é o bicho. É o que tem feito diferença nas minhas pescarias. Na ultima em Serra da Mesa há 15 dias peguei até uma bicuda de mais de metro, o que é raro por lá, além de vários tucunas de ótimo tamanho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×