Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Mauro Nakatani

Porque o peixe para, Rio Negro?

Posts Recomendados

Mesmo tendo enfrentado dois repiquetes, o que vi dessa vez foi algo totalmente diferente das vezes anteriores, o peixe literalmente parado, vimos alguns casais totalmente inertes, jogávamos iscas em cima e eles nem se mexiam, numa filhoteira chegei a ver o casal, mas a isca passou no meio da filhoteira sem reação nenhuma do casal. Alguma ação somente bem próximo ao barranco , coisa muito difícil de encontrar....kkkkk.

Quando o rio esta cheio e a agua no mato, se escuta o peixe caçando no meio do mato, desta vez nem isso.

Lua? desova? o que pode ser o fator limitante nessas condições? Eu acredito que o fator agua nova, altera muito o pH da agua, causando um choque no peixe, como acontece nos aquários de agua acida, e você coloca agua nova, se não equilibrar rapidamente o pH ele chega a boiar....kkkkk

Aos estudiosos de plantão cabe ai um nova pesquisa, vamos levar junto um pHmetro, para medir o pH d'agua.... :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei:

Desta vez só trouxe fotos de orquídeas, que estavam quase rindo da gente de tão bonitas que estava....kkkkkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Há duas semanas quando estive lá a água estava GELADA. Ese ano o inverno no norte se prolongou.

Na hora de tomar banho a noite estava f...

Mas esse deve ser apenas um dos fatores.

E a natureza segue dando um baile em nós

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que ta ai um dos grandes motivos de amarmos tanto este esporte,Pois tudo nele é sempre uma caixinha de surpresa você pode ser o mais experiente possível sempre terá uma surpresa ,Uma situação adversa onde vai penar pra achar a solução,Como eu sempre Digo A Natureza é increvel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

Grande Allen, não entendi direito a segunda frase, gostaria de entender o que você quis expressar!

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

I think you will find that the (tempreature of the water) has every thing to do with this subject, when fish won't bite. And how or what we fishermen can DO about this is totally a new subject. In fact there is NADA, nothing we can do to heat up the water, heheheh ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

I think you will find that the (tempreature of the water) has every thing to do with this subject, when fish won't bite. And how or what we fishermen can DO about this is totally a new subject. In fact there is NADA, nothing we can do to heat up the water, heheheh ::tudo::

And,,,,,,,

what we can do?

Just wait!?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

I think you will find that the (tempreature of the water) has every thing to do with this subject, when fish won't bite. And how or what we fishermen can DO about this is totally a new subject. In fact there is NADA, nothing we can do to heat up the water, heheheh ::tudo::

And,,,,,,,

what we can do?

Just wait!?

Rodrigão ele quis dizer que o fator mais importante na pesca do tucunaré na Amazônia é a temperatura da água.

Há estudos que dizem que o tucunaré simplesmente para totalmente sua atividade quando a temperatura da água está abaixo de 28ºC.

Começa a ter atividade significante a partir dos 30ºC. E estão totalmente ativos quando a temperatura da água chega aos 32ºC. (valores em condição de água Amazônica)

Então, quanto a temperatura da água o pescador NADA pode fazer!!! Não tem como aquecer a água!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

I think you will find that the (tempreature of the water) has every thing to do with this subject, when fish won't bite. And how or what we fishermen can DO about this is totally a new subject. In fact there is NADA, nothing we can do to heat up the water, heheheh ::tudo::

And,,,,,,,

what we can do?

Just wait!?

Rodrigão ele quis dizer que o fator mais importante na pesca do tucunaré na Amazônia é a temperatura da água.

Há estudos que dizem que o tucunaré simplesmente para totalmente sua atividade quando a temperatura da água está abaixo de 28ºC.

Começa a ter atividade significante a partir dos 30ºC. E estão totalmente ativos quando a temperatura da água chega aos 32ºC. (valores em condição de água Amazônica)

Então, quanto a temperatura da água o pescador NADA pode fazer!!! Não tem como aquecer a água!

Oh Beto, Blz. joia:::

Eu saquei !! É que eu acho que já que está lá na AM, é melhor tentar alguma coisa, ao invés de simplesmente desistir e esperar a água aquecer; que pode demorar dias.

Aqui onde eu pesco sempre temos isso do peixe parar de comer por causa do frio. Aí mudamos a técnica de pesca.

A algumas semanas pegamos Tucunarés em 6 metros de profundidade. Frio:: ::fisherman

Acredito que no frio não vai ser fácil de pescar um bruto, mas peixes menores não devem parar totalmente e dá pra tentar alguma coisa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

I think you will find that the (tempreature of the water) has every thing to do with this subject, when fish won't bite. And how or what we fishermen can DO about this is totally a new subject. In fact there is NADA, nothing we can do to heat up the water, heheheh ::tudo::

And,,,,,,,

what we can do?

Just wait!?

Rodrigão ele quis dizer que o fator mais importante na pesca do tucunaré na Amazônia é a temperatura da água.

Há estudos que dizem que o tucunaré simplesmente para totalmente sua atividade quando a temperatura da água está abaixo de 28ºC.

Começa a ter atividade significante a partir dos 30ºC. E estão totalmente ativos quando a temperatura da água chega aos 32ºC. (valores em condição de água Amazônica)

Então, quanto a temperatura da água o pescador NADA pode fazer!!! Não tem como aquecer a água!

Oh Beto, Blz. joia:::

Eu saquei !! É que eu acho que já que está lá na AM, é melhor tentar alguma coisa, ao invés de simplesmente desistir e esperar a água aquecer; que pode demorar dias.

Aqui onde eu pesco sempre temos isso do peixe parar de comer por causa do frio. Aí mudamos a técnica de pesca.

A algumas semanas pegamos Tucunarés em 6 metros de profundidade. Frio:: ::fisherman

Acredito que no frio não vai ser fácil de pescar um bruto, mas peixes menores não devem parar totalmente e dá pra tentar alguma coisa.

Hummm! É desses desafios que fazem o pescador gostar cada vez mais do que faz!!!

Claro que podemos fazer diversas coisas para driblar a água fria.

Lá na Amazônia, o pessoal indica: "pescar somente em bico de praia"

Porquê será? Pq com água fria só tem peixe em "bico de praia"?

O que acontece é que em praia os locais são mais rasos(a luz chega ao fundo) e a areia aquece mais rápido do que a argila ou a própria agua. Então, em praias encontramos água mais quente e consequentemente peixes mais ativos.

Além da temperatura, tem muito mais coisa envolvida...

O bom é pescar de qualquer jeito! ::fishing

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cavalheiros, bons dia,

Eu acredito que você achará que a temperatura de água é o fator mais importante neste assunto. O que você pode fazer para mudar este fator é outro assunto, Kkkkkkkkkk.

::nada:: ::fish2

I think you will find that the (tempreature of the water) has every thing to do with this subject, when fish won't bite. And how or what we fishermen can DO about this is totally a new subject. In fact there is NADA, nothing we can do to heat up the water, heheheh ::tudo::

And,,,,,,,

what we can do?

Just wait!?

Rodrigão ele quis dizer que o fator mais importante na pesca do tucunaré na Amazônia é a temperatura da água.

Há estudos que dizem que o tucunaré simplesmente para totalmente sua atividade quando a temperatura da água está abaixo de 28ºC.

Começa a ter atividade significante a partir dos 30ºC. E estão totalmente ativos quando a temperatura da água chega aos 32ºC. (valores em condição de água Amazônica)

Então, quanto a temperatura da água o pescador NADA pode fazer!!! Não tem como aquecer a água!

Oh Beto, Blz. joia:::

Eu saquei !! É que eu acho que já que está lá na AM, é melhor tentar alguma coisa, ao invés de simplesmente desistir e esperar a água aquecer; que pode demorar dias.

Aqui onde eu pesco sempre temos isso do peixe parar de comer por causa do frio. Aí mudamos a técnica de pesca.

A algumas semanas pegamos Tucunarés em 6 metros de profundidade. Frio:: ::fisherman

Acredito que no frio não vai ser fácil de pescar um bruto, mas peixes menores não devem parar totalmente e dá pra tentar alguma coisa.

Hummm! É desses desafios que fazem o pescador gostar cada vez mais do que faz!!!

Claro que podemos fazer diversas coisas para driblar a água fria.

Lá na Amazônia, o pessoal indica: "pescar somente em bico de praia"

Porquê será? Pq com água fria só tem peixe em "bico de praia"?

O que acontece é que em praia os locais são mais rasos(a luz chega ao fundo) e a areia aquece mais rápido do que a argila ou a própria agua. Então, em praias encontramos água mais quente e consequentemente peixes mais ativos.

Além da temperatura, tem muito mais coisa envolvida...

O bom é pescar de qualquer jeito! ::fishing

::tudo:: é disso que eu falo Beto. ::tudo::

Precisamos desse tipo de perspectiva, de pensar em soluções e não em procurar desculpas do porquê não pegamos o peixe.

Táticas que possam ser usadas, isca diferentes.

Pescar na superfície é BOM.

Pescar com Hélices é BOM.

Mas antes de tudo; PESCAR é BOM. Como vc bem disse!

Se fosse preciso , usaria jigs, iscas barbeludas e até isca viva.

Oque vale é estar lá com o peixe na ponta da linha. ::fishing

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Respeito todos que gostam de ir pro Amazonas fazer essa pescaria, mas eu não tenho coragem de pagar de 6 a 7 mil reais(acho que é isso) e depender de tantas variáveis pra fazer uma boa pescaria. Pra mim, com tantas variáveis, pagaria no máximo 2 mil numa pescaria dessas, como é muito mais que isso, não vou rsrsrsrs....mas como disse, é apenas minha opinião. Entendo que tenha lugares com menos variáveis por um preço mais acessível, mesmo que não tenha tucunas do tamanho que tem lá, mesmo pq ter, não significa que se pegue.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muitas variáveis e poucas oportunidades, dai excita os mais "teimosos", pois a dificuldade dá ao troféu um sabor "mais gostoso", se não fossem tantas as dificuldades a Amazônia hoje seria só mais um "pântano" cheio de pescadores e totalmente degradado, se mesmo com essa dificuldade toda tá cheio de gente, imagine se fosse fácil e barato.

A questão do Ph ficou na minha cabeça, principalmente pela "espuma branca", esse é um problema comum aos agricultores quando do preparo da calda de defensivos, se alteramos o Ph d'agua imediatamente sobe uma quantidade grande de espuma, as vezes sendo necessário o uso de um anti-espumante que nada mais é que um controlador de Ph.

Com certeza apenas mais um fator que dificulta o resultado, mas não faltara oportunidade para testar mais essa teoria...kkkkkkkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muitas variáveis e poucas oportunidades, dai excita os mais "teimosos", pois a dificuldade dá ao troféu um sabor "mais gostoso", se não fossem tantas as dificuldades a Amazônia hoje seria só mais um "pântano" cheio de pescadores e totalmente degradado, se mesmo com essa dificuldade toda tá cheio de gente, imagine se fosse fácil e barato.

A questão do Ph ficou na minha cabeça, principalmente pela "espuma branca", esse é um problema comum aos agricultores quando do preparo da calda de defensivos, se alteramos o Ph d'agua imediatamente sobe uma quantidade grande de espuma, as vezes sendo necessário o uso de um anti-espumante que nada mais é que um controlador de Ph.

Com certeza apenas mais um fator que dificulta o resultado, mas não faltara oportunidade para testar mais essa teoria...kkkkkkkkkk

Essa informação da espuma é muito interessante, eu que já tive aquário sei muito bem a influência e importância do Ph na atividade do peixe, e como estudei Bioclimatologia Animal na Faculdade sei muito bem a influência do Ambiente nas espécies, por isso que acho que acredito nessas teorias e acho que tem muita coisa ainda para ser estudada no assunto!

E só quem foi na Amazônia pode falar da magia que é pescar naquele lugar tão fascinante e único no Mundo que pode ter 1000 variáveis mas quem vai uma vez sempre vai querer voltar e aumentar a frequência anual! Não é a toa que o Brasil continua recebendo lá pescadores de todo o mundo!

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Respeito todos que gostam de ir pro Amazonas fazer essa pescaria, mas eu não tenho coragem de pagar de 6 a 7 mil reais(acho que é isso) e depender de tantas variáveis pra fazer uma boa pescaria. Pra mim, com tantas variáveis, pagaria no máximo 2 mil numa pescaria dessas, como é muito mais que isso, não vou rsrsrsrs....mas como disse, é apenas minha opinião. Entendo que tenha lugares com menos variáveis por um preço mais acessível, mesmo que não tenha tucunas do tamanho que tem lá, mesmo pq ter, não significa que se pegue.

De maneira alguma tiro a sua razão. Aliás, muitas vezes, eu mesmo que questiono se vale a pena.

E chego a conclusão que vale. pois não se paga uma pescaria. se paga uma viagem na maior floresta do mundo, com todos os seus rios, mística e povos. É o Brasil brasileiro.

É claro que pra maioria não dá pra ir todo ano; mas pelo menos 1 vez na vida, todo brasileiro deveria conhecer a amazonia e o sertão nordestino. Não precisa ir pra pescar, mas conhecer seus conterrâneos. E quem sabe , parar de reclamar um pouco da vida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mauro,

Apenas "mais um palpite" dentre muitos que tenho ouvido ao longo dos tempos...

Com a chegada de água de chuva, o índice de PH CERTAMENTE tende a ser alterado pela composição do que já existe no rio. Sabemos que a composição de acidez do rio Negro (e seus afluentes) é fruto dos locais por onde passa, chegando até mesmo a influenciar na sua cor "coca cola". Imagine se esse equilíbrio existente em termos de composição química da água venha sofrer um enorme acréscimo de "água nova", caída do céu com uma química totalmente diferente (possivelmente ionizada pela ação elétrica das tempestades), a reação do que se presencia é a adaptação e ajuste do próprio processo de estabilidade do meio ambiente onde "trafega"...

Quando presenciamos a "chegada do repiquete", conseguimos perceber pela "enchente do rio", a alteração das condições de pesca dos peixes, que mantem-se "sem comer"... (ou atacando menos).

arrow:: Me parece que esse processo de alteração do "ph" da água, acontece (ou pode acontecer) previamente a chegada (confirmação por volume) do repiquete. É bastante possível que essa "percepção" esteja muito mais presente no estímulo dos peixes, que no nosso senso de observação. Repare que o "piloteiro" já percebe e anuncia a chegada de "água nova", muito antes do repiquete se concretizar...

arrow:: Pode não ser a explicação científica (ou técnica), mas é algo que para mim, faz total sentido... ::fisherman

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mauro,

Apenas "mais um palpite" dentre muitos que tenho ouvido ao longo dos tempos...

Com a chegada de água de chuva, o índice de PH CERTAMENTE tende a ser alterado pela composição do que já existe no rio. Sabemos que a composição de acidez do rio Negro (e seus afluentes) é fruto dos locais por onde passa, chegando até mesmo a influenciar na sua cor "coca cola". Imagine se esse equilíbrio existente em termos de composição química da água venha sofrer um enorme acréscimo de "água nova", caída do céu com uma química totalmente diferente (possivelmente ionizada pela ação elétrica das tempestades), a reação do que se presencia é a adaptação e ajuste do próprio processo de estabilidade do meio ambiente onde "trafega"...

Quando presenciamos a "chegada do repiquete", conseguimos perceber pela "enchente do rio", a alteração das condições de pesca dos peixes, que mantem-se "sem comer"... (ou atacando menos).

arrow:: Me parece que esse processo de alteração do "ph" da água, acontece (ou pode acontecer) previamente a chegada (confirmação por volume) do repiquete. É bastante possível que essa "percepção" esteja muito mais presente no estímulo dos peixes, que no nosso senso de observação. Repare que o "piloteiro" já percebe e anuncia a chegada de "água nova", muito antes do repiquete se concretizar...

arrow:: Pode não ser a explicação científica (ou técnica), mas é algo que para mim, faz total sentido... ::fisherman

::tudo:: ::tudo:: ::tudo:: ::tudo:: ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E porque depois de uma chuvinha rápida quase sempre tem um frenesi? ::please:: seila::

Aliás, até durante a chuva costuma me acontecer de pegar mais peixe, e na superfície. :gorfei:

Sei não, mas acho que a temperatura da água é o definitivo e o resto existe de forma secundária. É só uma sensação... Os banhos que tomei em agosto último me davam vontade de ficar deitado o tempo todo para não precisar de outro banho! :gorfei: Com o tucunaré deve ser a mesma coisa! surtei:: rindo3::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

SÃO MUITAS OPINIÕES, VOU DAR UM PITACO, NESSA FREQUENCIA DE AGUA NOVA VINDO QUASE TODOS OS DIAS, EM TESE O PEIXE FECHA A BOCA (CERTO), MAS QUANDO CAPTURAMOS OS DANADOS ELES ESTÃO SUPER GORDOS, EXCETO AQUELES QUE ESTÃO COM FILHOS OU CHOCANDO....COMEM OU NÃO COMEM COM REPIQUETE...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Varios fatores devem influenciar, mas acredito muito na tese da tempreatura da agua, este ano nitidamente a agua estava mais fria(até pelo volume, e por dias de sol continuo ainda não terem firmado), e peixe comia melhor nas pontas onde realmente aquece antes.

Essa é a graça de pescar o açu, nunca uma pescaria é igual a outra.

abs

faltam 30 dias

Dini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E porque depois de uma chuvinha rápida quase sempre tem um frenesi? ::please:: seila::

Aliás, até durante a chuva costuma me acontecer de pegar mais peixe, e na superfície. :gorfei:

Sei não, mas acho que a temperatura da água é o definitivo e o resto existe de forma secundária. É só uma sensação... Os banhos que tomei em agosto último me davam vontade de ficar deitado o tempo todo para não precisar de outro banho! :gorfei: Com o tucunaré deve ser a mesma coisa! surtei:: rindo3::

E porque depois de uma chuvinha rápida quase sempre tem um frenesi?

Aliás, até durante a chuva costuma me acontecer de pegar mais peixe, e na superfície.

Com relação a isto, especificamente, e resposta é biológica:

Os peixes de lá evoluiram, no decorrer dos séculos (pra não dizer milênios) com o hábito de caçar na superfície, por conta das cheias anuais e do fato de muitos animais caírem na água nas enchentes. Eles também aprenderam que quando chove, muitos insetos, aves, etc caem na água e são presas fáceis. Por esta razão quase sempre que chove, e mesmo logo depois de uma chuva, os peixes ficam de olho na superfície, e temos mais ataques.

::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E porque depois de uma chuvinha rápida quase sempre tem um frenesi? ::please:: seila::

Aliás, até durante a chuva costuma me acontecer de pegar mais peixe, e na superfície. :gorfei:

Sei não, mas acho que a temperatura da água é o definitivo e o resto existe de forma secundária. É só uma sensação... Os banhos que tomei em agosto último me davam vontade de ficar deitado o tempo todo para não precisar de outro banho! :gorfei: Com o tucunaré deve ser a mesma coisa! surtei:: rindo3::

E porque depois de uma chuvinha rápida quase sempre tem um frenesi?

Aliás, até durante a chuva costuma me acontecer de pegar mais peixe, e na superfície.

Com relação a isto, especificamente, e resposta é biológica:

Os peixes de lá evoluiram, no decorrer dos séculos (pra não dizer milênios) com o hábito de caçar na superfície, por conta das cheias anuais e do fato de muitos animais caírem na água nas enchentes. Eles também aprenderam que quando chove, muitos insetos, aves, etc caem na água e são presas fáceis. Por esta razão quase sempre que chove, e mesmo logo depois de uma chuva, os peixes ficam de olho na superfície, e temos mais ataques.

::tudo::

É isso mesmo, Tracajá! ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boas...

Vou dar meu pitaco aqui também... :gorfei:

Concordo plenamente com esse lance dos insetos... deve estimular mesmo os peixes ao ataque... ::tudo::

Tem outro fator que eu também penso ser um motivo para esse frenesi em conjunto com a "teoria dos insetos", que já presenciei não somente na natureza (rios e represas) mas também nos pesques-pagues da vida funciona, pois com a chuva a água fica mexida o peixe não vê o perigo e fica mais "atrevido", saindo à caça, pois acredita não estar exposto ao predador... Coitado... Ledo engano... :gorfei: :gorfei:

:bompost: joia::: palmas::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...