Ir para conteúdo

Posts Recomendados

Não sou Eng. Mecânico.Mas lidei algum tempo com transmissão de movimentos, o que me fez entender só um pouquinho sobre o assunto.E tenho dúvidas quanto ao IPT.

Hoje se fala muito em IPT(inch per turn - polegada por volta), em contra-ponto à velocidade de recolhimento.

Enquanto a VR é exata , pois se trata da relação fixa entre número de dentes de duas engrenagens, o IPT é muito subjetivo.

Supondo que os fabricantes determinem o IPT de uma carretilha pelo diâmetro máximo em que o tambor aceite a linha;

1- as espessuras da linha mudam o IPT.Uma Power Pro comum ocupa mais espaço do que uma 8 fios(ambas com a mesma libragem)

2-quanto mais largo for o tambor ou mais fina for a linha , o diâmetro máximo se mantem por mais voltas , alterando o IPT, se este for determinado por média.

3- arremessos curtos alteram o IPT em comparação com arremessos longos, pois o tambor estará com diâmetro externo maior no início do recolhimento.

 

Algum Engenheiro pode completar com informações?

 

abç

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sou engenheiro mas penso assim:

1- A diferença da espessura de linha é desprezível para levar em conta,

mas acredito que o fabricante use da linha mais fina indicada na carretilha

em seu diâmetro maior (cheia, completa).

2- Isto realmente acontece; com maior carretel e linha mais fina o IPT maior

se mantem mais tempo. Uso de IPT médio acho que não (seria contra-MKT).

3- Arremessos longos ou quando o peixe leva muita linha o IPT cai muito,

em compensação o torque aumenta e usa-se menos força.

 

Feliz Natal!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

::tudo:: .Legal Fernando. 

Não sou engenheiro mas penso assim:

1- A diferença da espessura de linha é desprezível para levar em conta,

mas acredito que o fabricante use da linha mais fina indicada na carretilha

em seu diâmetro maior (cheia, completa).

2- Isto realmente acontece; com maior carretel e linha mais fina o IPT maior

se mantem mais tempo. Uso de IPT médio acho que não (seria contra-MKT).

3- Arremessos longos ou quando o peixe leva muita linha o IPT cai muito,

em compensação o torque aumenta e usa-se menos força.

 

Feliz Natal!

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dair essa medida IPT é subjetiva e média , na verdade ele aumenta ou diminui de acordo com o enrolamento de linha , espessura e até a pressão aplicada nela em relação ao carretel a medição é feita sempre a favor do fabricante , evidente para dar um IPT maior na verdade o que vale de fato é a relação média pois a simples troca de uma manivela já altera todo o calculo , como se varia demais e ponto a ponto , sempre fazem ela considerando o carretel cheio até a marca dele e evidente que é aproximado o valor , não fique louco com isso , apenas desfrute do equipamento , abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o IPT é medido pelo diâmetro do carretel X Pi ( 3,14 ) X taxa de recolhimento ( 5,3 ... 6,2 ... 7,1 ... etc ) .... ( em polegadas ) ...

 

nenhum fabricante se dá ao luxo de ficar medindo com linha ( e bitolas diferentes ... )

 

abrasss

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

entendi perfeitamente a colocação do Dair quanto ao IPT ... e acho ser importante esse questionamento ...

existem certas " teorias e palpites " ( que eu vejo muito ) , que na pratica podem não ser a realidade absoluta ...

 

principalmente para quem pesca no Am .... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chedid, acredito que a troca da manivela não altere o IPT. A troca de tambor por outro de diametro e/ou largura diferente , sim.

 

A questão é justamente a subjetividade. E o IPT é informado pelos fabricantes como "valor exato". E não é.

 

Dair essa medida IPT é subjetiva e média , na verdade ele aumenta ou diminui de acordo com o enrolamento de linha , espessura e até a pressão aplicada nela em relação ao carretel a medição é feita sempre a favor do fabricante , evidente para dar um IPT maior na verdade o que vale de fato é a relação média pois a simples troca de uma manivela já altera todo o calculo , como se varia demais e ponto a ponto , sempre fazem ela considerando o carretel cheio até a marca dele e evidente que é aproximado o valor , não fique louco com isso , apenas desfrute do equipamento , abraços.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Armando 

 Creio que a relação de transmissão entre coroa e pinhão não influa no IPT. IPT não é velocidade. É metragem.Se numa carretilha com relação de transmissão 4.8 : 1 voce instalar um tambor com 30 centimetros de diametro externo , ela vai recolher mais rápido que uma carretilha 9 : 1 com tambor normal.

 

A questão é esta: do fabricante se dar ao luxo de mencionar este valor , sendo ele muito variável.

 

abç

o IPT é medido pelo diâmetro do carretel X Pi ( 3,14 ) X taxa de recolhimento ( 5,3 ... 6,2 ... 7,1 ... etc ) .... ( em polegadas ) ...

 

nenhum fabricante se dá ao luxo de ficar medindo com linh

a ( e bitolas diferentes ... )

abrasss

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Kid M 

 

É duro ficar em casa desocupado...dá nisso... :gorfei:  :gorfei:  :gorfei:

 

Mas em breve a Anta cai e ai vamos trabalhar... ::tudo::  ::tudo::  ::tudo::

Dair,

 

Vai pescá homi ! É mutchu mió !  :gorfei: 

Deixa de ficar levantando "coisas nebulosas"...  lingua2::

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

BINGO !!!!!!!!

 

Se discutia muito sobre "velocidade" de recolhimento. Do 6.4 : 1 foi pra 7 , 8 e agora 9.

Não existe mágica. É relação matemática de numero de dentes entre coroa e pinhão.Aumenta-se a "velocidade" aumentando o numero de dentes de um e/ou diminuindo do outro.

Os dentes estão com uma geometria bem mais enxuta do que os das coroas antigas.Isso foi possível graças ao desenvolvimento de materias mais resistentes e dos perfís dos dentes, que geram MENOR coeficiente de atrito.

 

Tudo isso é mensurável.

 

Já o IPT , no meu entender , é irreal.

 

 

entendi perfeitamente a colocação do Dair quanto ao IPT ... e acho ser importante esse questionamento ...

existem certas " teorias e palpites " ( que eu vejo muito ) , que na pratica podem não ser a realidade absoluta ...

 

principalmente para quem pesca no Am .... 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Minha carretilha Saint SOLE tem borda com diâmetro de 30,06mm então Raio de 15,03mm

O fabricante não informa o IPT ou CPT.

Diâmetro (3,006cm) x pi (3,1416) x ratio (7,24x1) = 6837,2mm ou 68,37cm

uma volta leva 9,44365cm de linha na borda máxima

 

Tenho CPT de 68cm ou IPT de 27".

Na teoria.

 

A nova BlacKWidow afirmam ter uma CPT de 89cm, como?

Não é maior que a Sole, como calcularam, mesmo tendo um ratio de 8,3x1?

Precisaria ter um diâmetro de 3,4132cm (área aproveitável) que é a mesma da minha Pacífica 200 (grande comparada).

Quem pode calcular?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Creio que a relação de transmissão entre coroa e pinhão não influa no IPT. IPT não é velocidade.

a relação de transmissão ( coroa e pinhão ) é o multiplicador do diâmetro do carretel pelo Pi ( 3,14 ) ...

é onde se chega à "taxa de recolhimento" ( IPT ) .... ( volta por manivelada ) ...

 

é uma medida declarada "fixa" pelo fabricante ... mas que nós ( eles tbem ) sabemos que sofre variáveis ( bitola e quantidade de linha ) ...

 

abrasss

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se discutia muito sobre "velocidade" de recolhimento. Do 6.4 : 1 foi pra 7 , 8 e agora 9.

Não existe mágica. É relação matemática de numero de dentes entre coroa e pinhão.Aumenta-se a "velocidade" aumentando o numero de dentes de um e/ou diminuindo do outro.

 

Os dentes estão com uma geometria bem mais enxuta do que os das coroas antigas.Isso foi possível graças ao desenvolvimento de materias mais resistentes e dos perfís dos dentes, que geram MENOR coeficiente de atrito

é o ponto aonde quero chegar ... hj se dá muito ênfase às carretas 8,0:1 ... IPT em torno de 90 cm ....

vce pega uma carreta dessa , perfil 100 ... enche de multi 65 lbs ( uns 75/80 mts ) ... dá um pincho de 35 mts ... pronto! foi 1/3 do carretel !!

vce traz a hélice feliz da vida ( pensando em 90 cm por manivelada ) ... na real só tá trazendo uns 60 cm ...

como tá "fora do campo de visão" ... vce acredita ... quando chega perto , uns 5/10 mts ( já com o carretel quase cheio ) ... ele tá recolhendo "quase" os 90 cm ...

aí seu parceiro , com uma carreta 7.2:1 e multi 30 lbs ... pincha do seu lado e recolhe a hélice mais rápido que vce ... mágica ???

 

a geometria dos dentes foi para melhorar o "índice de perda" da força de transmissão ... ( materiais mais leves , menor massa e "menor" resistência ) ....

mais área de contato ... menor atrito ... transmissão de energia mais eficiente ... menos ruido ... mais macia ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Correto.!!!

Minha carretilha Saint SOLE tem borda com diametro de 30,6mm então Raio de 15,3mm

O fabricante não informa o IPT ou CPT.

Raio ao quadrado (15,3)² x pi (3,1416) x ratio (7,24x1) = 5324,4mm ou 53,244cm

uma volta leva 7,3542cm de linha na borda máxima

 

Tenho CPT de 53cm ou IPT de 21".

Na teoria.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim.

 

Hoje eu não sei em quanto se estipula a perda de potencia em função do coeficiente de atrito.Há uns 15 anos passados o C.A. era estipulado em 15%, para efeito de cálculo de potência de motor. Ou seja; um motor de 100 Hp chegava no eixo de saida do redutor com apenas 85 HP.Certamente, pela evolução de materiais e perfil de dentes, hoje a perda é menor.

é o ponto aonde quero chegar ... hj se dá muito ênfase às carretas 8,0:1 ... IPT em torno de 90 cm ....

vce pega uma carreta dessa , perfil 100 ... enche de multi 65 lbs ( uns 75/80 mts ) ... dá um pincho de 35 mts ... pronto! foi 1/3 do carretel !!

vce traz a hélice feliz da vida ( pensando em 90 cm por manivelada ) ... na real só tá trazendo uns 60 cm ...

como tá "fora do campo de visão" ... vce acredita ... quando chega perto , uns 5/10 mts ( já com o carretel quase cheio ) ... ele tá recolhendo "quase" os 90 cm ...

aí seu parceiro , com uma carreta 7.2:1 e multi 30 lbs ... pincha do seu lado e recolhe a hélice mais rápido que vce ... mágica ???

 

a geometria dos dentes foi para melhorar o "índice de perda" da força de transmissão ... ( materiais mais leves , menor massa e "menor" resistência ) ....

mais área de contato ... menor atrito ... transmissão de energia mais eficiente ... menos ruido ... mais macia ...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hoje eu não sei em quanto se estipula a perda de potencia em função do coeficiente de atrito.Há uns 15 anos passados o C.A. era estipulado em 15%, para efeito de cálculo de potência de motor. Ou seja; um motor de 100 Hp chegava no eixo de saida do redutor com apenas 85 HP.Certamente, pela evolução de materiais e perfil de dentes, hoje a perda é menor.

hj trabalha-se "ao contrário" ...em torno de 10% ... ( aumenta conforme a menor potencia declarada ) ...

um veículo declarado em 225cv ( nas rodas ) .... tem com certeza 250cv ( no motor ) ...

 

* isso é aleatório ... pq hj em dia existem dinamômetros que medem no motor e na roda tbem ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A nova BlacKWidow afirmam ter uma CPT de 89cm, como?

Não é maior que a Sole, como calcularam, mesmo tendo um ratio de 8,3x1?

Precisaria ter um diâmetro de 3,4132cm (área aproveitável) que é a mesma da minha Pacífica 200 (grande comparada).

Quem pode calcular?

calculei da Tatula .... 3,35 de carretel ( 8.0:1 ) .... 85 cm de IPT ...

teria que ter um carretel do mesmo tamanho ....

 

* acho que é sim Fernando ... a Lews Tournament tem carretel de 3,4 ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caraca!!!...VTNC!!!....6 complica muito!!! daqui a pouco pra poder pescar, vamos ter que fazer curso de engenharia, com mestrado em Harvard !!!!! blink:: :choquei: Naonao:: ....... :gorfei: :gorfei: :gorfei: :gorfei:

 

kkkkkkkkkkkkkkkk....Renato, isso se chama ociosidade 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

brincadeiras à parte , pois sempre vai ter , conforme post do Fabricio alguns dias atras ,

é muito gratificante e esclarecedor quando alguém se dispunha a aprender algo daquilo que é seu hobby .

 

conhecimento é a base de tudo , parabéns Dair 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×