Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Posts Recomendados

Olá amigos 

 

Pesco numa represa em que haviam trairas como quase todas no Brasil. 

Água limpa. 

Ha 6 anos foram introduzidos tucunaré azuis e amarelos .ha 2-3 anos não se tem notícia de saída de traíras da represa. Trata-se de propriedade privada e as informações são confiáveis ( se tivesse saído traíra saberíamos )

o q acham ?

traira e tucunaré coexistem no mesmo ambiente ??

valeu 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou dar minha opinião (que não é de especialista, ok), eles coexistem sem problema na natureza, tanto que na bacia amazônica nas lagos onde se pesca tucunarés também pega-se traíras. O problema deve ter sido na introdução dos tucunarés, onde provavelmente não se fez estudo para saber qual população caberia naquele lago e, provavelmente, houve exagero, introduzindo-se tucunarés demais. Numa situação dessas de competição, pode ser que os tucunarés tenham predado demais os alevinos da traíra promovendo uma diminuição extrema da população destas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcos,

Também na linha do "palpite", entendo que tanto o tucunaré quanto as traíras são predadores por essência.

Se não existir abundância de alternativas alimentares (lambaris, tilápias, etc...) para funcionarem como presas, a tendência será o "canibalismo" e/ou o ataque aos alevinos nascidos.

É muito difícil que represas onde existam traíras não possuam também lambaris (parece que os ciclos dessas duas espécies estão interligados).

Para melhor garantia, a implementação de tilápias poderá ajudar nesse equilíbrio presa x predador - sabendo do risco do elevado teor de reprodução da tilápia 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tucunaré é um predador de topo, assim como a traíra.

 

Acredito que  houve um erro de cálculo na introdução, que foi feito em duas etapas: 

 

1) não tinha estoque pesqueiro de forrageiros suficiente para atender a demanda de alimento x espaço

 

2) excessiva quantidade na introdução de tucunarés,  superior ao que a represa em questão suportaria


Não sou especialista, tampouco biólogo ou algo do tipo, porém inevitavelmente quem pesca e gosta, estuda e aprende tudo que puder sobre o assunto para maximizar resultados. Tucunarés e traíras comem de quase tudo. A traíra come desde pequenos peixes até sapos, ratos e aves que "moscam" em seu raio de ataque. O tucunaré é um peixe extremamente agressivo e territorialista, e não costuma perdoar nada que esteja ao seu alcance.


Aqui na minha região tenho alguns exemplos de locais onde foram introduzidos tucunarés. Em uma lagoa, gigantesca por sinal, existem tucunarés e traíras, e além destes, tilápias, lambaris, piaus etc. Como há abundância alimentar, os mesmo convivem em equilíbrio e a introdução não foi suficiente para desequilibrar. Tem dias que uns atacam mais, em outras oportunidades vemos mais de outros.

 

Em outra situação, a lagoa é significativamente menor, porém ainda de bom tamanho e foram soltos apenas quatro casais de tucunarés,  (sei porque a lagoa é particular e um amigo fez a introdução) sendo dois casais de amarelos e dois de azuis. A lagoa tem traíras, piaus, e outros forrageiros em uma quantidade boa. A quantidade de tucunarés introduzidos no entanto, não foi suficiente até o momento para modificar a cadeia desta lagoa, visto que não fisgamos nenhum exemplar de tucunaré ainda. Já avistamos umas duas vezes os mesmos em ninhos, mas nada de capturas. Ah, e as traíras não sumiram, nem os forrageiros. 

E existe uma lagoa próxima a uma antiga pedreira desativada aqui onde foram introduzidos os tucunarés em um espaço muito menor, e não sei em que quantidade foi feita esta introdução. Só tem tucunarés nela, nenhum grande, mas muitos amarelos de "quase quilo". Nesse caso, dizem que tinham traíras - hoje raras - e não se tinha muitos forrageiros. Acredito que esta condição é a mais próxima da por ti citada. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado 

Todas as afirmações fazem total sentido. 

Os tucunarés são muitos 

ontem conseguia ver os cardumes de 20-30 peixes e estão começando a formação de casais pra reprodução. 

Eu não morava aqui há 6 anos , mas disseram q foram introduzido 4 casais de cada ( amarelo e azul). 

 

O que acontece é que aqui tem muito , mas muito mesmo pitu. E até covardia pescar com camarão vivo de isca , batem tilápias , caras , matrinxã e o tucunare Amarelo mesmo. 

Mas não há muitos peixes forrageiros , como lambaris por exemplo, eu nunca vi. 

Talvez seja isso , tucunaré cresceu muito a população comendo os Camarões que talvez a traíra não coma. Aí com o desequilíbrio da população de tucunare os tilápias e caras vão pra boca deles. As trairas ficaram com escassez de alimento talvez. De qq forma , sempre bato uma isca soft na beirada.... quem sabe 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcos, acredito que deve ser bem por aí mesmo. Além disso, os forrageiros contribuem para dosar o aumento dos predadores, visto que atacam os ninhos e comem as ovas. Como predomina o pitu como alimento, não ocorre isso e por consequência os tucunarés aumentam significativamente perante os demais peixes que não tem o pitu preferencialmente em sua dieta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...