Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Leandro Gofert

Membro
  • Total de itens

    124
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Leandro Gofert venceu a última vez em Agosto 31

Leandro Gofert had the most liked content!

Sobre Leandro Gofert

  • Rank
    Já consegue zarar
  • Data de Nascimento 21-03-1968

Profile Fields

  • Sexo
    Masculino
  • Nome + Sobrenome (obrigatório)
    Leandro Francisco Gofert
  • Sobre mim
    Pescador de caiaque, pescador de alto mar, preferência por artificiais.

Meu contato

  • Website URL
    https://www.youtube.com/channel/UC-ExeY2jC8aIEpuXocahynA?view_as=subscriber

Informações de Perfil

  • Localização
    São Paulo - SP
  • Interesse
    Participar do fórum

Últimos Visitantes

230 visualizações
  1. Bom dia Railan, atualmente só uso linhas monofilamento em dois tipos de pescaria: pesqueiros (onde é proibido usar multi) e no mar em pesca embarcada de espera noturna (onde o cruzamento de linhas torna inviável e caro o uso de multi). Existem muitas linhas mono, dentre as melhores que já usei cito a Applaud e Vantage da Sanyo (Japonesa), a Duranium da Starmex, a Rayglon (Marine Sports)... Existem muitas linhas com custo-benefício interessantes (custam pouco e são razoáveis) como a Max force (Dayama), as Araty (Mazzaferro - brasileira). E existem algumas muito ruins e mentirosas (mentem na resistência)...dentre estas fuja das linhas das marcas Ottoni e Maruri.
  2. Crazy frog é ótimo, muito pegadora, pena que a borracha dele rasga com a mesma facilidade dos sapinhos de 5,00 vindos da China...e nesse caso fica complicado usar porque ela custa caro (25,00 mais ou menos). Nem todas as iscas Badline são boas, pelos comentários aqui e em outros fóruns Bad Frog, Mini Bad frog, Bad rat e Mini bad rat são as melhores...
  3. Recomendaria a Contender Ocean, boa capacidade de linha, bom drag, chassi de alumínio...material muito durável e leve pelo tamanho da carretilha.
  4. Minha dúvida sobre a isca, o tamanho do anzol e a capacidade de fisgar acabou...1º bote na isca = traíra de 1,100 kg.
  5. Pois é, olhando fotos e vídeos das Badlines mais antigas, o anzol era maior e mais reforçado, idêntico aos frogs de outras marcas...vou testar para ver se entrei numa furada ou não.
  6. Comprei recentemente 3 bad frogs da marca Badline, por indicações de pescadores de traíra (Youtubers) elogiando a isca (borracha resistente, pegadora, trabalha legal) mas achei os anzóis da isca pequenos demais em relação aos frogs que utilizava antes. (foto): Minha pergunta aos pescadores de traíras que usam essa isca é, ela pega bem mesmo com esse anzol pequeno? Ou o fabricante mudou os anzóis recentemente?
  7. Sim, comprei um carretel de 500 m da linha 0,23 mm. Estou usando e tenho gostado bastante.
  8. A multi dura muito mais que a mono, tem zero elasticidade, zero memória, muito melhor para trabalhar iscas artificiais. O único cuidado para usar em molinetes é colocar a linha bem apertada no carretel para evitar os nós de vento e encavalar a linha. A linha Kastking citada é um excelente custo-benefício, principalmente se comprada no Aliexpress...
  9. Para traíras prefira varas de ação rápida (crava melhor o anzol na boca ossuda dela), dessas que citou a Daiwa Aird é a melhor. Uma vara bem rápida e com preço razoável é a linha Brisa da MS.
  10. Pois é Sr. Roberto, não é questão de ficar velho mas de respeito entre as pessoas. Algumas pessoas são extremamente mal educadas e egoístas, elas querem se divertir do jeito que bem entenderem sem se dar conta que o limite de tudo é o respeito ao direito do próximo. Se curte um som, ele obriga a todos nos raio de kilometros a ouvirem o som dele, se bebe obriga a todos a aguentarem suas chatices, e assim por diante...aquela regrinha de ouro que nossos pais nos ensinaram que nosso direito termina onde o do outro começa, pelo jeito caducou A paciência é uma virtude, mas tudo tem limite, daí para evitar brigas que podem virar tragédias, a solução é essa mesmo, escolher a dedo quem é nosso parceiro nas pescarias e tentar ficar longe de grandes grupos... Eu estou com 51 anos e tenho as mesmas convicções que o senhor, então devo estar velho também...
  11. Eu, igual a você, ficaria desconfiado e faria testes antes de embarcar nessa. Lembro de um velhinho que conheci às margens da represa Guarapiranga aqui em São Paulo, que era o único que pegava carpas grandes nessa represa e que recomendava colocar alho amassado na massa da carpa pois os demais peixes (lambaris, piaus, tilápias, etc) não comiam essa massa, mas as carpas adoravam... Eu nunca li nem ouvi falar que cheiro de alho seja atraente ao peixe...sou meio desconfiado dessas novidades estranhas...ainda não acredito no que alguns pescadores falam também a respeito do uso de WD40 como atrativo no camarão artificial na pesca de robalo. Mas enfim, vou acompanhando seu post, para ver a opinião dos que já testaram isso.
  12. Parabéns pela pescaria. Uma pena que a matança de peixes ainda seja tão intensa, poderíamos ter pesca farta e divertida em qualquer lagoa por perto...
  13. Vou dar minha opinião (que não é de especialista, ok), eles coexistem sem problema na natureza, tanto que na bacia amazônica nas lagos onde se pesca tucunarés também pega-se traíras. O problema deve ter sido na introdução dos tucunarés, onde provavelmente não se fez estudo para saber qual população caberia naquele lago e, provavelmente, houve exagero, introduzindo-se tucunarés demais. Numa situação dessas de competição, pode ser que os tucunarés tenham predado demais os alevinos da traíra promovendo uma diminuição extrema da população destas.
×
×
  • Criar Novo...