Ir para conteúdo

Leandro Gofert

Membro
  • Total de itens

    146
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Histórico de Reputação

  1. Like
    Leandro Gofert deu reputação a William Issami Miyada em Review com desmontagem da Saint Plus New Sole   
    Review desmontando minha nova carretilha, vale a pena conferir.
  2. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Magronez em Pesca da boa próximo a Pres. Epitácio (tucuna 50 up)   
    Pescaria realizada na represa de Sergio Motta, próximo a Presidente Epitácio em 05/2020
    As traíras estavam muito ativas, porém os tucunas não, depois de muita persistência achei um ponto onde bateram muitos azuis.
     
     
  3. Haha
    Leandro Gofert deu reputação a Carlos Sommer em Homenagem ao 1º de Abril   
    Gostei da ideia, difícil vai ser acreditar nessas conversas! kkkk A história do macaco ali do amigo Octávio é das braba.. faltou dizer que pegou a isca que o macaco jogou, pôs na linha e pegou um pangaré alado! kkkkk
     
    Tenho uma minha e uma do meu pai:
     
    A minha: Ao arremessar uma cevadeira no Pesqueiro do Italiano, a linha da carretilha enroscou na asa de uma nobre Pomba que passava por lá... não sei como, mas a linha ficou atarracada na asa, jogou a bomba na água com o peso da boia, e eu tirei meu troféu. Vejam a foto abaixo, é meu único registro. Nada demais, mas sai louvado do pesqueiro nesse dia...
     
    Meu pai: O marvado jura que, pescando na represa de Santa Cruz da Conceição (interior de SP), ele pegou uma sacolinha de mandioquinha cozida! Nunca duvidei dele...

  4. Like
    Leandro Gofert recebeu reputação de Carlos Sommer em Homenagem ao 1º de Abril   
    Cada vez mais os telefones celulares (e suas câmeras) vão diminuindo a frequência dos que nos chamam de mentirosos, porque nos permitem mostrar a foto do(s) troféu(s) que aquele amigo duvida que pegamos. Mas existem fatos inusitados que acontecem às vezes nas pescarias, que por serem rápidos demais ou por não termos a câmera ligada, são guardados apenas em nossa memória...em homenagem ao primeiro de Abril, vamos descrever aqui os fatos mais curiosos que já presenciamos na nossa vida de pescador?
     
    Começo descrevendo um fato que aconteceu quando pescava sozinho, sem a presença de câmera disponível para fotografar o ocorrido. Pescava na saudosa represa de Cachoeira do França (Juquitiba) atrás do famoso Black Bass (relativamente abundante naquela época - década de 90), e estava jogando uma isca de barbela longa na margem e puxando lentamente de volta ao barco...após um arremesso que caiu a cerca de meio metro da margem, antes de começar o recolhimento um gavião marrom (maior que um frango grande) simplesmente se jogou em cima da isca, pegando-a com seus pés e ficando enroscado na garatéia...a cena mais absurda foi ver a linha subir aos céus e eu ficar brigando com o gavião no ar...ele puxando de um lado e eu do outro...até que ele caiu na água...eu fui recolhendo a ave até a borda do barco, quando com todo cuidado consegui com alicate de bico livrar a ave...que nadou até a margem, impossibilitada de voar por suas penas estarem molhadas....
    A foto não é minha, mas descreve bem o que aconteceu comigo:

    E com vc? descreva-nos o caso mais cabeludo que aconteceu em sua vida de pescador....
  5. Like
    Leandro Gofert recebeu reputação de Fabrício Biguá em Homenagem ao 1º de Abril   
    Cada vez mais os telefones celulares (e suas câmeras) vão diminuindo a frequência dos que nos chamam de mentirosos, porque nos permitem mostrar a foto do(s) troféu(s) que aquele amigo duvida que pegamos. Mas existem fatos inusitados que acontecem às vezes nas pescarias, que por serem rápidos demais ou por não termos a câmera ligada, são guardados apenas em nossa memória...em homenagem ao primeiro de Abril, vamos descrever aqui os fatos mais curiosos que já presenciamos na nossa vida de pescador?
     
    Começo descrevendo um fato que aconteceu quando pescava sozinho, sem a presença de câmera disponível para fotografar o ocorrido. Pescava na saudosa represa de Cachoeira do França (Juquitiba) atrás do famoso Black Bass (relativamente abundante naquela época - década de 90), e estava jogando uma isca de barbela longa na margem e puxando lentamente de volta ao barco...após um arremesso que caiu a cerca de meio metro da margem, antes de começar o recolhimento um gavião marrom (maior que um frango grande) simplesmente se jogou em cima da isca, pegando-a com seus pés e ficando enroscado na garatéia...a cena mais absurda foi ver a linha subir aos céus e eu ficar brigando com o gavião no ar...ele puxando de um lado e eu do outro...até que ele caiu na água...eu fui recolhendo a ave até a borda do barco, quando com todo cuidado consegui com alicate de bico livrar a ave...que nadou até a margem, impossibilitada de voar por suas penas estarem molhadas....
    A foto não é minha, mas descreve bem o que aconteceu comigo:

    E com vc? descreva-nos o caso mais cabeludo que aconteceu em sua vida de pescador....
  6. Upvote
    Leandro Gofert recebeu reputação de Francisco Jr em MADAGASCAR 2020.   
    Fantástica pescaria, meu sonho é realizar uma parecida...mas queria ir até o Panamá...
  7. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Francisco Jr em MADAGASCAR 2020.   
    OLÁ AMIGOS DO TURMA DO BIGUÁ, TUDO BOM? ABRAM PELO INTERNET EXPLORER, PARA O RELATO ABRIREM TODAS AS FOTOS.
     
    AO LONGO DO ANO A TURMA VEM SE PLANEJANDO A PESCARIA DA VIDA DE MUITOS, INCLUSIVE A MINHA. COM DESTINHO A DIEGO SUAREZ EM MADAGASCAR.
    Francisco Jr, Mega, Ian, Xandego, Hugo, Fabiano, Fernão e Marlos.
     
    COM A ORGANIZAÇÃO TOP DOS AMIGOS IAN E MEGA QUE TEM UM BOM CONTATO COM A DIREÇÃO DA POUSADA GT ONE FISHING COM GRANDE VARIEDADE DE PEIXES E OS ESPERADOS GTs.
     
    A turma se encontrou em Guarulhos, para fazer escala em Joanesburgo e chegar em Antananarivo no qual passamos uma noite no hotel abaixo.

    O Primo da minha Família que é italiano mas mora em Antananarivo salvou a pátria em umas bagagens  que chegaram no dia seguinte.
     

    WhatsApp Video 2020-03-19 at 13.40.56.mp4  
    Pegamos o voo a Antsiranana, Diego Suarez, para depois pegamos as picapes e fomos pelas estradas com destino a pousada na beira da costa interna do mar de Madagascar no destino final.
     
     
    Chegamos na ótima estrutura da pousada, que possuí dez quartos single de frente ao mar, muito confortáveis...
     
     

     
      
     
     
     

     
    A turma estava bem equipada com os materiais indicados para a pesca dos peixes da região.

     

     

     

     
    Infelizmente no final da turma anterior havia dado ventos fortes no outro lado da costa e parece que agitou um pouco o Mar, atrapalhando o primeiro dia de pesca.

     
    Para dar entrada nas pescarias com as ótimas lanchas.


     

     
    Vamos lá para os Peixes da nossa Trip.

     

     

     

     

     

     
     
     

     

     

     
     
     
     

     

     

     

     
     
     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     
     
     

     

     
     
     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     
     
     

     

     

     
    Refeições na Pousada muito Top.
     
     

     
     
     
     

     
    Para finalizar na pousada postar as lindas paisagens da região.
     
     

     


     

     

     

     

     

     

     

     

     
    Voo de volta a Antananarivo.

     
    Infelizmente com o Coronavirus interrompeu nossa viagem menos da metade de dias de pesca e passeio, mas Graças a Deus estamos em casa.
     

     
    Venho agradecer a todos os amigos que organizaram essa viagem e aos amigos que me ajudaram com tralhas dicas etc.
     
  8. Thanks
    Leandro Gofert recebeu reputação de Fabrício Biguá em Você se considera um bom conhecedor de peixes?   
    Então participe da brincadeira, respondendo abaixo: Qual o nome desses peixes brasileiros de água doce?
     
    1)

    2)

    3)

    4)

    5)

    6)

    7)

    8)

    9)

    10)

    Participe respondendo na ordem numérica, o ganhador recebe um kit de mariolas (sqn)....(kkkkk).
  9. Upvote
    Leandro Gofert recebeu reputação de Guto Pinto em Rio Grande Planura Jan 2020. Atrás do Piauçus e Caranhas   
    Parabéns pela pescaria Guto, pesca de piaparas é sempre sensacional...taí peixinho briguento!!!
  10. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Guto Pinto em Rio Grande Planura Jan 2020. Atrás do Piauçus e Caranhas   
    Depois de uma pescaria top de peixes de ceva ano passado, resolvemos voltar ao Rio Grande região de Planura.  
    Fomos Eu, meu irmão João, Branco e o meu primo Xande, são 300km daqui apenas.
    Como de praxe passamos  no loja do nosso amigo Piapara pra fazer umas comprinhas, loja top, tem de tudo, se não quiser levar nada de casa lá tem todo tipo de tralha que se usa na região.

     
     
    Logo depois fomos pra Pousada Yokohama do nosso amigo Rodrigo, pousada excelente, todo quartos com ar, comida muito boa , piscina  e um tratamento diferenciado. Funciona como pensão completa e um precinho campeâo
     

     

     

     

     
     
    Contratamos os guias Marcão e José Roberto,  guias muito profissionais, com motores revisados e bons barcos, eles passavam na pousada e levavam a gente pra area de desembarque pois o rio estava uns 4m abaixo .
     
     

     
    Vamos a pescaria né, lembrando que nessa região pode se fazer esse tipo de pesca de peixe de ceva desde que não se abata nada.  Usamos como isca a famosa massa amarela feita na região, onde se usa açucar, farinha, água e fubá.  
     
    A pescaria dessa vez não foi igual a do outro ano onde capturamos 537 peixes  nos dois barcos, foi ainda melhor pegamos exatos 713 peixes !!! é peixe de ficar doendo braço. 
    Pegamos em torno de 550 piauçus variando de 700g a 3kg, uns 40 Pacus e o resto Piaparas e Piaus 3 pintas.  
    Como parávamos o barco um ao lado do outro a competiçao foi  aberta, cada peixe pego um milho da ceva ia pra garrafinha. No fim da pescaria Eu e o Branco ganhamos por 15 peixes, kkkkkkkk
     
    Parece até história de pescador mas quando os Piauçu encostavam na boca do tratador  eram tantas capturas que  a carretilha ficava até quente, em algumas vezes falhando o antireverso. 
     
     
    Dublês eram comuns :

     

     
     

     

     
     

     


     

     
     
    Soltar pra vida né, não porque é pescaria de "linguicero" que precisa matar

     
     
     
    Um vídeo de mais fotos e algumas capturas .
     
     
    Pousada 
     
     
    Materiais utlizados Por nós : 
    =Carretilha Titan Pro 12000, Sumax orion 10000, Sumax Akita 7000 e Titan  gto 12000. Lubinas gto gts e bw. Venator gs 
    =Varas saint sunny , mooi e reflex. Maruri crocodile.  Millenium e monteiro piapara. Ms evolution .
     
    Linha multi 18 lbs- 23lbs, Leader 0.43 a 0.48, Girador, chumpo 40g e anzol chinu ou gateria 4x 
     
    Contato Pousada Yokohama ( Rodrigo)  16-981096555
  11. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Fábio Espirro em MARIÉ - Janeiro/2020   
    Parceiros, finalmente consegui realizar o sonho de conhecer o Marié e gostaria de partilhar com vocês essa alegria!
    Não pegamos a época ideal mas foi a que coube no bolso pois nessa época a operação é um pouco mais em conta pois é via SGC pela MAP (o hidroavião encarece muito a operação).
    Tem um perrengue grande que são 4h de 115HP de SGC até o encontro com o Untamed. Mas, enfim, tudo vale a pena para realizar um sonho!
    Tudo lá é incrível e valeu cada centavo que pagamos.
    O rio é mágico, o barco é maravilhoso, o serviço é impecável e os gigantes realmente moram lá!
    Já no trajeto da lancha, vimos que não teríamos facilidade pela frente. A água estava na copa das árvores. Disseram que pelo menos 2m acima do nível ideal.
    Então o jeito foi tocar o barco rio acima para ver se pegávamos menos água nas cabeceiras e realmente o TURI estava bem seco.
    No TURI tivemos muita ação de borboletas e dos juvenis pacas mas os cavalos teimavam em não aparecer.
    O pessoal lá dizia que mesmo com água mais alta, o Marié é que iria nos dar os troféus.
    Então resolvemos arriscar com água e tudo e voltamos para o Marié. Foi surpreendente! Todos nós tivemos ação de gigantes e pudemos sentir a emoção que tanto procurávamos.
    Para mim, em especial, a emoção foi dobrada porque além de acertar o meu, meu filho de 16 anos acabou acertando 2 brutos.
    E ainda tem um detalhe que me surpreendeu: lá tem peixe-de-couro demais!!! Todos os dias dedicávamos aquela meia-hora do fim de tarde e sempre tinha ação.
    Pois é isso, parceiros. Eu sei que esse assunto é bem polêmico e muitos aqui não concordam mas quem conhecer o projeto "in loco" vai reconhecer que o trabalho dos caras é muito profissional, muito benéfico para a comunidade indígena e muito promissor para a preservação daquela região. Infelizmente o resultado disso tudo é um preço realmente elevado que acaba restringindo o acesso principalmente a nós brasileiros...
    Enfim seguem as fotos que dizem mais que palavras.
    Abraço a todos e boas pescarias!
     

     

     

     

     

     

     

     

     

     












  12. Upvote
    Leandro Gofert recebeu reputação de Cristiano Rochinha em Pescaria de caiaque no Riacho Grande   
    Boa tarde amigos, hoje estava de folga e resolvi tirar a poeira do meu caiaque, o lugar escolhido foi o Riacho Grande, onde utilizei a Pousada dos Pescadores na estrada velha de Santos como ponto de embarque.
    Cheguei as 7:15 h, tirei a tralha do carro e comecei a montar os apetrechos, o dia estava nublado, excelente para a pesca de traíras.

    Caiaque arrumado, agora é montar em cima e remar...resolvi não ir muito longe pois aquela represa é enorme e a chance de se perder é grande...então fiquei nas imediações da Pousada, até porque gostei bastante de alguns pontos de pesca que vi ali por perto, pareciam promissores.

    Iniciei com iscas de superfície, o sapinho Badfrog nas raseiras e em meio às vegetações submersas, mas não tive ações. Resolvi investir nas iscas soft (Criatura da Camalesma)...o resultado não tardou a aparecer, uma bela traíra por volta de 1,5 kg.

    Usando a mesma isca soft ainda perdi uma outra traíra menor que conseguiu se soltar no pulo. 
    Mais tarde, resolvi investir na foz de um riozinho que deságua na represa ali perto...como era mais raso e cheio de capim submerso resolvi investir novamente no Badfrog. O resultado foi excelente,  uma traíra de 800 g:

    Notem como as traíras de lá possuem uma lista escura na lateral...achei muito interessante esse fato.
    Mais por volta da hora do almoço as ações pararam, hora de comemorar com uma breja.

    Acabei indo embora mais cedo, porque por volta das 14h o vento e a garoa entraram com vontade...
    E foi isso amigos, consegui tirar a poeira do caiaque e ainda pesquei duas bonitas dentuças...
    Obrigado a quem leu até aqui..
     
  13. Like
    Leandro Gofert recebeu reputação de Thadeu Ortona em E-BOOK COM DICAS PARA SUA VIAGEM AO MARAVILHOSO RIO ARAGUAIA   
    Muito obrigado pelo excelente material Thadeu, vou ler com muita atenção pois pretendo ir lá no Araguaia enfrentar as piras...
  14. Thanks
    Leandro Gofert deu reputação a Kid M em Boas festas 2019/2020   
    Para todos aqueles que participam do FTB, com maior ou menor intensidade.
    Saúde, alegrias, harmonia, companheirismo, amor e muitas linhas esticadas.
  15. Haha
    Leandro Gofert recebeu reputação de Marcello Mello em O único vício bom   
  16. Upvote
    Leandro Gofert deu reputação a Diego Juliana em Redai encerrando as atividades?   
    Tinha que encerrar mesmo com o preço que cobram dah pra montar uma vara Custom muito melhor que elas.
  17. Upvote
    Leandro Gofert deu reputação a Cristiano Rochinha em Redai encerrando as atividades?   
    Com todo respeito ao fabricante...Sei o quanto é difícil empreender nesse país,e não poderia ser diferente nesse mercado.Produzir varas de pesca no Brasil com certeza também não é nada fácil,mas na minha visão (sei que muitos vão discordar) essas varas não tem espaço pra concorrer com outras marcas estrangeiras,que vendem um produto de mesma qualidade (ou pelo menos 90% disso) pela metade do preço....Não estou me referindo à todas as marcas,mas hoje em dia encontramos excelentes varas no mercado por 400,500 reais,o que apesar de já ser caro pro mercado brasileiro,é no meu entendimento um preço "até justo" se considerarmos a utilização dessas varas...Mesmo sabendo da qualidade do produto e sem questionar,os preços praticados por eles fogem da nossa realidade.
  18. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Renato Barreto em O único vício bom   
    Esse vicio é muito bom....e gastamos tanto com tralhas que não sobra dinheiro para termos outros tipos de vícios rsrs 
  19. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Gabriel Bragatto em 2° TEMPORADA AM - Barcelos 08/16 de Novembro   
    Fala metirosos,
     
    Bão?
     
    Vou postar um breve resumo da minha pescaria realizada em Barcelos na semana de 8 a 16 de novembro.
     
    Bem, como todos já sabem esse ano a pescaria foi muito difícil devido as chuvas e o nível dos rios.
     
    Essa é a segunda viagem que realizo atrás dos bocudos amazônicos.
     
    Tudo se iniciou em março de 2019, temporada de pesca ainda longe mas como de costume ansiedade a mil.
    Como sempre fica a dúvida, Que região? Em qual data? Com que operadora?
    Meu grupo de pesca já tinha agendado sua data e local para o final de outubro com destino ao Uatumã.
    É um prazer pescar com os amigos mas queria algo diferente com que tenho sonhado a muito tempo, conhecer a tão sonhada região do negro.
     
    Pronto, destino escolhido (Barcelos) e parceiro nota 10 na companhia.
     
    Porém, uma semana antes de fechar o pacote minha avó adoece e acaba ficando internada, não sendo possível confirmar a viagem.
    Em primeiro lugar a família, pois Deus nos proporciona outras oportunidades e podemos adiar.
    Infelizmente, após 3 meses ela acabou não resistindo a uma pneumonia.
    Mas agradeço a Deus por ter o privilégio de conhece-la. Velha crica, reclamona demais, 91 anos muito bem vividos mas nessa idade qualquer coisa é um perigo.
     
    Após sua partida, voltei aos planos novamente.
    Infelizmente a vaga almejada já tinha sido preenchida e teria que correr atrás de um encaixe sem um parceiro.
    Olha, é muito difícil conseguir uma vaga em cima da hora, sem parceiro é quase impossível.
     
    Após muitos contatos com alguns operadores consegui um encaixe com o Osmar da pousada Rei da Amazônia, o qual me atendeu de forma fantástica.
    Pacote fechado, agora era só arrumar a traia, segurar a ansiedade e esperar chegar a tão sonhada data.
     
    Como todos já sabem, 4 semanas antes de iniciar a batalha as notícias eram desanimadoras, água, água e mais água descendo sobre a região do Negro.
    Bem, não adianta estressar o negócio é se divertir e bola pra frente.
     
    Partindo de São Paulo sentido Manaus.
     
    Chegando em Manaus era só aguardar pra conhecer a turma formada por 15 Gaúchos, 4 Goianos, 2 Paranaenses e 1 Argentino. 
    Sem palavras para descrever essa turma.
    Creio que isso é umas das partes mais prazerosas da viagem, poder fazer novas amizades.
    Foram 6 dias de pesca, muita alegria, muitas risadas, festa, diversão e claro, da minha parte não podia faltar muita mas muita piada de gaúcho. Kkkkkkkkkk.
     
     Marcio Costelinha, Abner vulgo Rick Ramos e eu.
     
    Uma parte da turma.

     
    Chegando na pousada no sábado à tarde, já parti para aquele almoço bem rápido e borá montar as traia.
    O coração saindo pela boca.
    A subida no barco treme as pernas, ai é só gritar: -Borá piloto, acelera o bicho.
     
    Pronto, chegamos ao local sugerido pelo piloteiro, região ainda muito alagada e trabalhos iniciados, logo vem a pancada na Realis.
    Alguns tucuninhas engatados.


     

     
    Após engatar alguns peixinhos, arremesso lá no fundo da mata entre as arvores e venho trabalhando.
    Quase perto do barco vem aquele monstro e powwww. O
    Infelizmente o nojento veio para rebojar e espantar a isca. O lombo do bicho era imenso, mas era só ar água na boca.
    O safado não quis voltar, joguei meia agua, jig, quase entrei na agua armado, mas nada. Foi embora.
    Vida que segue.
     
    2° dia.
    Peixe muito manhoso, muito poucos ataques. Insisti muito na realis e acertei uns peixinhos com ela.

     

     
    3° dia.
    Dia mais difícil de pesca.
    Foi o dia que mais saiu peixe, mas percebi que os nojentos não estavam atacando, vinham e rebojavam.
    Quando grudavam na garatéia, muitos vinham com a parte exterior da cara fisgada. Nada de abocanhar.
    No final do dia estava irritado e pensei: -Esses safados estão dando o maior trabalho de serem fisgados, chegam perto e rebojam. Quer saber, vou apelar (RIP ROLLER na cara deles).

     
    4° 5° e 6° dia 
    O VROOOOOP reinava em meio a floresta.
    Foram 3 dias seguidos das 7 ás 18 sem trocar de isca, só na Rip Roller.
    Acertei muita tiriça na hélice, peixes bem pequenos mas pelo menos atacavam a isca e não vinham para rebojar.
     
    A pescaria foi difícil, mas me rendeu meu maior tucuna até hoje, 17lbs.
     

     
    Meu piloto segurando o bicho. Sidney o melhor piloteiro da amazônia. 15 minutos antes dessa foto dizia que ele era o pior. kkkkkk

     
    Perdi outros bons também.
     
    A turma sabia que puxava hélice o dia inteiro e no final do último dia de pesca, meu novo amigo Jacks, um gaúcho daqueles tiradores de sarro nota 1000 já tinha tomados todas e ficou só esperando eu chegar da pescaria pra me zuar.
    Quando desci do barco lá vinha ele gritando e dando muita risada:
     
    -O Bragatto. corre aqui, corre aqui!
                 Paulista, tu precisa ver a lapa de Açu que o Vidal pegou. Um monstro!
                 Sabe como ele pegou? Na meia água!
                 Eu fiquei imaginado tu arrastando aquela bosta daquela isca o dia inteiro debaixo sol escaldante e não pegar nada de bom e vem um cara que só pesca sentado, vive enroscando a isca nas arvores e pega um monstro na meia água. Kkkkkkkkkkkkk
     
    Nunca dei tanta risada na vida. Kkkkkkk.
    Ajudar ninguém ajuda, agora pra tirar sarro o pessoal é uma maravilha.
     
    Segue algumas fotos da pescaria.
    Tirei poucas fotos pois a maioria dos peixes eram pequenos e não sou dos melhores fotógrafos. 

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     
    Aqui meu piloteiro pescando um pouco. Ensinei o garoto a puxar hélice e pegou um tucuninha safadinho.

     

     

     
    Meu amigo argentino Nacho, apelidado de tarantula para os intimos, comendo um assado de tartaruga. Gente fina, bom amigo.

     
    O retorno da pousada para Barcelos é realizado através de uma lancha com vários assentos, cobertura superior e um MOTORZIN 160Hp.
    No trajeto de volta pegamos uma chuva daquelas bem fracas, sabem? Daquelas que só de olhar já ficamos molhados.
    Misture isso a 50km por hora.
    A chuva batia que machucava.
    Graças a Deus estava com uma jaqueta de capuz dentro da mochila que estava na minha mão.
     
    Mas nem todos deram a mesma sorte.
    Olha o Clovis se protegendo como dava.
     
     

     
    Aqui a chuva tinha acabado de começar e já estavam agachados. Quando bixo pegou pareciam avestruz com a cabeça enterrada.
     

    20191115_142209.mp4  
    Quem foi na frente se molhou todo, já o pessoal do fundo quase nada.
    -Peraí, eu vou chegar todo ensopado e o pessoal lá de trás vai chegar sequinho? NUM VAI NÃO!
     
    O pessoal tudo de cabeça baixa pra não tomar agua na cara.
    Ai eu pegava uma garrafa de água gelada no gelo, dentro do isopor, abria e CHAAAAAAP lá pra trás. Jogava e ficava quietinho.
    Quando chegou em Barcelos fui brincar com eles e disse:
    -Poxa, deram sorte de estarem lá trás, nem se molharam.
    -Você que pensa Bragatto. Não batia muita água, mas quando batia parecia água de congelador. GELADAAAAA que doía.
     Kkkkkkkkkk.
     
    E assim se foi uma semana maravilhosa.
     
    No retorno a SP, fui agraciado com esse belo pôr do sol.

     
    Só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade e minha esposa pelo apoio.
     
    Abraço.
     
    Bragatto.
     

     
     
     
     
     






  20. Like
    Leandro Gofert recebeu reputação de Carlos Sommer em Bad Frog da Badline   
    Crazy frog é ótimo, muito pegadora, pena que a borracha dele rasga com a mesma facilidade dos sapinhos de 5,00 vindos da China...e nesse caso fica complicado usar porque ela custa caro (25,00 mais ou menos). Nem todas as iscas Badline são boas, pelos comentários aqui e em outros fóruns Bad Frog, Mini Bad frog, Bad rat e Mini bad rat são as melhores...
  21. Like
    Leandro Gofert deu reputação a João_Medeiros em AZULÕES do feriadão em Anaurilândia/MS e Presidente Epitácio/SP (nov/2019)   
    Fala pessoal! Aproveitei o último feriado e pesquei 3 dias na Represa Sérgio Motta, sexta e sábado em Anaurilândia/MS na Pousada Estância Zé Tacca, e no domingo no caminho de volta paramos em Presidente Epitácio/SP para um último dia de pesca.
    O vento não ajudou muito nos dois primeiros dias mas na insistência capturamos alguns bons azulões, os maiores com 54cm e 62cm.
     




     





     
    Para ler o relato completo com mais fotos, contatos e detalhes, clique AQUI ou no link abaixo:
     
    http://historiadepescador.com/post.php?id=169
     
    Obrigado a todos!
  22. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Carlos Dini em CarlosDini-Pescaria de açus no Rio Juma-abrir c internet explorer   
    Amigos, agora em novembro decidimos voltar ao lendário Rio Juma, sabíamos que encontraríamos uma situação pouco favorável, pois nesta época o rio esta muito seco, e o peixe fica extremamente manhoso.
    Um pouco sobre o Rio Juma. Este rio, na verdade junto com os demais(Maçarico, Mamori, Mutuca, Tracajá, Madeirinha, Pantaleão, Matupiri, Igapó-Açu, Tupana e inúmeros outros) são gigantescos lagos, com comprimento de rios, que são formados durante a cheia do Solimões e Madeira. Suas aguas não correm, descem lentamente acompanhando o Rio Solimões na altura do município do Careiro do Várzea-AM. Eles pertencem aos alagados do município de Autazes-AM, na margem oposta a cidade de Manaus. Um parabéns ao município de Autazes-AM, que através de lei municipal, proíbe o abate e comercio do Tucunaré, reflexo é a quantidade de peixes em um local tão próximo da capital. Lá não existe repiquete, tem um regime bem fixo de aguas, pois é um alagado, então ele começa secar em julho, entra na caixa em meio de setembro e atinge o ápice da seca em novembro. Em dezembro ele começa novamente encher. Aqui a subida da agua não atrapalha, pois ela não tem a acidez da agua do Negro, então o pH flutua pouco(motivo que faz o temensis parar de comer), a subida da agua até aumenta a atividade do açu, pois traz agua nova com mais alimentos, coisas da Amazônia. As espécies que habitam são o tucunaré açu, o tucunaré popoca, aruana branca e pirarucu(estes cada dia mais frequentes na linha dos pescadores), não existem peixes de couro, pois a agua é parada.
    O Rio Juma:

     
    Chegando em Manaus, já encontro o lendário e gde amigo Magal.

    Alguns minutos depois

     
    Nosso grupo, Rodoval, Gustavo, Arimatea, Marcão, Jose Bento, Alfio, Andrezinho e este que aqui fala, grupo10.
    Esperando no porto do Ceasa para fazer a travessia do outro lado do Rio Amazonas


     
    Atravessando o encontro das aguas(rio Negro e Solimões)

     
    Pequeno mercado do peixe, na margem oposta a Manaus, já no porto do Careiro do Várzea-AM

     
    São mais uns 80kms de estrada de asfalto e terra, até chegarmos no Parana do Mamori


     
    e Chuva que cai

     
    De lá embarcamos em um barco rápido e em 2horas chegamos a Pousada Taboca no Rio Juma

     
    Recepção na Pousada Taboca

     
    Nossa anfitriã

     
     
    Primeiro dia optamos por pescar próximo a pousada, começamos com hélices e zaras, com poucas ações, qdo colocamos jigs ai começaram a aparecer. Os amigos que pescaram de spinerbait arrebentaram e foi assim até o fim da pescaria(isca do mal,kkkk)



     
    Estavam furadas

     
    Vida dura

     
    Segundo dia, fomo rio abaixo até o lago do Taquara, o único lago que estava mantendo uma cor de agua bonita. Lá foi meu melhor dia, pescaria de jig, mas diversos peixes perdidos e embarcados.

     
    11lbs jig

     


     
    Este já devia ter sido pego uma vez, estava caolho 10lbs 76cm-isca jig


    A tarde o tempo desabou

     
    Mas ainda saíram bons peixes

     
    10lbs-jig

     
    A noite uma boa caldeirada para esquentar

     
    Terceiro dia, subimos em direção ao Mamorizinho, comecei no jigs e embarquei alguns peixes bons, como lá as estruturas convidam bater hélice(pés de Macacaracuias secos), não aguentei e hélice na agua. Tomei 3 pauladas dignas de Rio Negro, infelizmente ninguém ficou para foto, só lembrança.
     

    10lbs 74cm-isca jig


     
    matar a sede

     

     
    Peixe não sabe brincar

     
     
    Quarto dia, o pior de todos, pescamos em lagos, rios, subimos, descemos, só porqueira. Somente o pessoal do spinner pegou peixe. Bom pelo menos tinha mais tempo para cerveja.

    Mas não dá para resistir


     
    Nosso Mutum de estimação


     
    Como foi ruim de peixe, matamos diversos desta espécie para encher a caixa térmica

     
     
     
    Quinto dia, subimos 1hora o rio, próximo ao Igarapé Preto, lá o rio fica estreito, a agua lá já sentia bem a seca, estava com aquele aspecto leitoso, manha toda perdida. A tarde falei, "truco", como não queria pescar de spinner bait(sou uma besta memso) comecei jogar Jumping Minnow e trabalhar nas raseiras e bicos, tarde muito divertidas, nada gde mas muitas ações.
     

     

     
     
    Hora do almoço


     
     
    Sexto dia, pesquei até a hora do almoço, tentei repetir o estilo do quinto dia, T20 na agua, foi menos ativo, mas divertido.
     



     
    Crianças voltando da escola


     
    Retornando a minha amada Manaus

     
    Alguns peixes dos amigos





















     
    Duro é voltar trabalhar

     
     
    Um comentário sobre o spinner bait, realmente é impressionante como o tucunaré açu pega bem nele, não tem como comparar nem com jig. Acho eu, que seu uso esta bem indicado em rios bem secos, muita pressão de pesca, peixe choco e pouco ativo, podem acreditar faz a diferença. Infelizmente os que existem no mercado quebram a haste metálica depois de alguns peixes. Recomendo os spinner bait com anzol 6/0 de 15-30g, evitem comprar alguns de tamanho gigante, pois peixe velhaco quer isca pequena. A Deconto tem um bom spinner bait, sei que nosso amigo Flavio da Extreme já esta preparando algo feito para os açus.

     
     
    Material Utilizado:
    1-Varas
    -Saint Croix SCIII 20lbs 5'7" by Waka
    -Venator SE 25lbs 5'6"
    -Falcon Cara 5'7"
    2-Carretilhas-Scorpion 201 e 201HG
    3-Linha Multi PP 50lbs
    4-Leadr Line System 50lbs
    5-Snap Capella G Amazonas
    6-Iscas mais utilizadas, Jigs(single tail 6/0 16g) e Jumping Minnow T20 cor osso
     
    A pousada Taboca-Rio Juma
     
    Ambiente familiar, muita cerveja gelada, quartos amplos com ar condicionado , banheiro privativo, barcos com motor 30hp zerados.
    Contato David-92-993470456
    -Instagram @taboca_amazon_lodge ou @pousadatabocaamazon

     
    Agradeço a Deus e minha família por esta vida maravilhosa.
     
    Abs a todos
     
    Carlos Dini
  23. Like
    Leandro Gofert deu reputação a Henrique Rossini em Bad Frog da Badline   
    Também comprei um frog da badline a alguns meses atrás, também achei o anzol muito pequeno, a "espinha" da isca é maior que a curva do anzol, e na batida da traíra ficou muito difícil de fisgar por conta disso, a boca dela na minha opinião não chega até o anzol, já usei em lagoas e até hoje não fisguei uma, batia levava pro fundo mais não conseguia a ferrada. Obs: 96% das minhas pescarias são de tucunaré, pesco traíra de vez em quando nas lagoas, talvez é falta de experiência com traíra da minha parte.
    As vezes (sempre) esqueço que traíra tem que fisgar kkkkk
  24. Upvote
    Leandro Gofert recebeu reputação de Guto Pinto em Planura Rio Grande out 19 . Atrás dos Barbados monstros   
    Barbadões top Guto! Parabéns pela excelente pescaria...
  25. Haha
    Leandro Gofert deu reputação a Angelo Roberto em SERÁ QUE A VELHICE CHEGOU   
    Senhores acho que a velhice chegou, é um misto de intolerância e saco cheio.
     
    O que sempre procurei numa pescaria foi a paz de espírito e as boas risadas, sou intolerante a algumas coisas e por isto 
    procuro ser seletivo com meus parceiros de pesca. Não tolero alcoolismo, brincadeiras de mão e de resto dou até a b.
     
    Ultimamente percebi que tem mais duas coisas que estão aparecendo nas pousadas que estão me tirando do sério, são coisas boas no lugar
    errado........................música (bazuca bt) e internet.
     
    Estão substituindo os gostosos bate papos regados a uma boa cerveja, é tonto pra todo lado se achando o rei do xadrez.
     
    Nesta ultima pescaria (set 19) eu quis comprar a bazuca do cidadão, ofereci o dobro do que ele pagou, e o fdp não aceitou, juro que ia dar mil marretadas
    naquela osta. Que coisa imbecil, era musica de corno o tempo todo.
     
    Quando cotei outra pousada o sujeito me pediu 50tão a mais pelo wifi, eu disse que podia dispensar pois não me agradava em nada.
     
    Um conselho de amigo, se vc tem que ficar conectado me desculpe, vc é empregado de sua própria empresa. Resolva seus problemas
    antes de ir, transfira responsabilidades e saiba se divertir um pouco, pelo amor de Deus não esfregue o celular no rosto dos outros, os
    obrigando a ver o que vc acha legal.
     
    Se quiser beber em excesso, vá para outro lugar. Não estrague o passeio de quem realmente gosta de pescar, não seja o bobo da corte ou o chifrudo da música.
     
    Para a próxima pescaria 2 problemas já estarão resolvidos, embaralhador de wifi e outro para bluetooth.
     
×
×
  • Criar Novo...