Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Wagner Costa

PERIODO DE DESOVA TUCUNARE , QUANDO ?????

Posts Recomendados

Ola Amigos Pescadores,

Esse final de semana fui pescar em Buritama SP, pude observar que os Tucunarés estavam meio arredios ::nada:: , não atacavam as iscas, a vezes um ataque muito discreto, vi que muitos estavam protegendo seus "ninhos" :amigo: , mais a frente topei com tucucares defendendo bang:: seus filhotes, e mais a frente ainda, grandes cardumes de filhotes em média 5 a 10 cms já atacando as iscas, agora pergunto, sábios da pesca , quando ocorre realmente o periodo de desova oloko:: , achei que era de setembro a dezembro, estamos em março e me deparei com tres situações totalmente distintas, que loucura...... doeu::

Grande Abraço a todos

Wagner

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wagner...eu não tenho certeza...mas pra mim o bocudo não desova de acordo com a época e sim, com o nível da água.

Toda vez q a água sobe repentinamente, seja em represas, seja em rios, o bicho começa a procriar.

Bem..vamos ver o q a turma mais experiente tem a dizer. joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola Amigos Pescadores,

Esse final de semana fui pescar em Buritama SP, pude observar que os Tucunarés estavam meio arredios ::nada:: , não atacavam as iscas, a vezes um ataque muito discreto, vi que muitos estavam protegendo seus "ninhos" :amigo: , mais a frente topei com tucucares defendendo bang:: seus filhotes, e mais a frente ainda, grandes cardumes de filhotes em média 5 a 10 cms já atacando as iscas, agora pergunto, sábios da pesca , quando ocorre realmente o periodo de desova oloko:: , achei que era de setembro a dezembro, estamos em março e me deparei com tres situações totalmente distintas, que loucura...... doeu::

Grande Abraço a todos

Wagner

Fala Wagner,

Tenho um rancho da minha família em buritama , mas atualmente moro em GO, onde vc pescou por lá ?! Nunca tive muitas ações por lá!!!! Obrigado!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcos se for buritama perto de Penapolis tá horrivel!!´maioria de 1 palmo, aumentou muito o numeros de redes aqui na regiao e varios pescadores daqueles que entra com agua ate a cintura que se pegar um tuca de um palmo leva embora, o pensamento é , file maior que porquinho entao ja se viu né?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcão comecei pescar lá faz um 5 meses, já peguei exemplares de 4, 3 , 2 kgs, na média 1 kg, muita ação chega e pegar 20, neste dia perdi mais de 10, levo alguns só para comer, tenho pescado na represa, naquela ponte vindo de Zacarias, tem um braço grande, saio dele e entro no proximo acima, 20 min de 25 hp, lá quase não tem pescador de barranco, muito curvineiro, é isso ai, qq coisa quiser pescar aqui só da um toque ok. Abçs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa Wagner...

Até onde eu sei, os tucunarés de rio e lagos naturais tem uma época bem específica para procriar. Uns dizem que o período reprodutivo se incia com a chegada das primeiras chuvas da primavera, outros acreditam que este início aconteça entre setembro e outubro, independentemente das chuvas e nível das águas.

Agora, em represas, tenho ouvido os especialistas dizerem que o tucunaré pode procriar em qualquer época. Como nos repositórios artificiais de água, o nível das chuvas não interfere necessariamente no nível das águas, o animal parece escolher arbitrariamente a melhor época para tal.

Porém, nestes ambientes, como o Fabrício bem colocou, mudanças repentinas no nível da água (para mais) podem sim ser o estopim para estimular os instintos reprodutivos deste peixe.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite Wagner,

No sudeste os tucunarés costumam desovar apenas uma vez no ano, às vezes duas.

Em agosto começam a formar cardumes, no final de agosto e começo de setembro os mais maduros já desovam, os que se amadurecem ainda com a água quente ainda podem desovar até março. Mas o pico de desova é em setembro e outubro. Em novembro, dezembro, janeiro e fev. são mais comuns as filhoteiras, Em março boa parte dos casais já abandonaram seus filhotes. Os que desovaram tardiamente podem estar vigiando filhotes até abril.

Isso é o que eu observei durante 13 anos consecutivos mergulhando no sudeste, no Rio Grande.

Espero ter te ajudado!

Att,

Leandro Vitorino

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como disse o Leandro, o tucunaré costuma desovar a partir de setembro, estendendo-se até o final de janeiro às vezes fevereiro.

Com a chegada do período mais quente do ano, q geralmente tem coincidencia com o periodo chuvoso, o corpo da fêmea começa a produzir os ovos e estes vão maturando. O mesmo acontece com o macho. A hipófise é ativada (estimulada) e as ovas começam a maturar dentro da fêmea. Com o cortejo do macho e escolhido o par, escava-se o ninho põe-se o ovos e ficam ambos em guarda.

Após a eclosão dá-se o cuidado parental até que a prole tenha condições de se virar.

Alguns casais, em condições especiais, podem desovar mais de uma vez. Todo peixe tem duas bolsas de ovas, uma em cada lateral inferior do corpo. Peixes que efetuam o cuidado parental, ao desovarem, esvaziam apenas uma das bolsas, ficando a outra de reserva para uma "emergência".

Caso percam a prole por predação excessiva ou problemas no ambiente, dá-se novamente o acasalamento.

Isso pode ocorrer também caso a prole cresça em um período curto e rápido (casos com água excessivamente adubada e com abundância de alimento) o casal pode acasalar-se novamente.

Mas o período é sempre esse... de setembro ao fim de janeiro, até meados de fevereiro.

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como disse o Leandro, o tucunaré costuma desovar a partir de setembro, estendendo-se até o final de janeiro às vezes fevereiro.

Com a chegada do período mais quente do ano, q geralmente tem coincidencia com o periodo chuvoso, o corpo da fêmea começa a produzir os ovos e estes vão maturando. O mesmo acontece com o macho. A hipófise é ativada (estimulada) e as ovas começam a maturar dentro da fêmea. Com o cortejo do macho e escolhido o par, escava-se o ninho põe-se o ovos e ficam ambos em guarda.

Após a eclosão dá-se o cuidado parental até que a prole tenha condições de se virar.

Alguns casais, em condições especiais, podem desovar mais de uma vez. Todo peixe tem duas bolsas de ovas, uma em cada lateral inferior do corpo. Peixes que efetuam o cuidado parental, ao desovarem, esvaziam apenas uma das bolsas, ficando a outra de reserva para uma "emergência".

Caso percam a prole por predação excessiva ou problemas no ambiente, dá-se novamente o acasalamento.

Isso pode ocorrer também caso a prole cresça em um período curto e rápido (casos com água excessivamente adubada e com abundância de alimento) o casal pode acasalar-se novamente.

palmas:: palmas:: palmas:: Perfeito

Mas o período é sempre esse... de setembro ao fim de janeiro, até meados de fevereiro.

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...