Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Alexandre Akio

Carretilhas 8.X:1

Posts Recomendados

Alguém já chegou a usar, testar ou tem opiniao sobre as novas carretilhas de velocidades 8 arrastando hélices? Por exemplo as novas Daiwa T3 MX 1016XH 8.1:1 ou a nova Shimano Metanium XG 8.5:1 (esta aqui acho que lançada agora em março)? Parece que a T3 MX é construida na Tailandia, sera que aguenta? E o sistema T-Wing com a saida de linha mais baixa, será que chega a fazer diferença ou não?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alexandre, eu não tenho experiência com essas 8.0:1, nas minhas pescarias amazônicas tenho usado para as hélices as 7.3:1 (Smoke e TKVD) e sinceramente não me parece que seja necessária uma maior velocidade de recolhimento. Inclusive tenho notado que quando os peixes estão mais manhosos, o que tem acontecido na maior parte das pescarias amazônicas, já que vem sendo difícil acertar as condições ideais de pesca, eles parecem preferir um trabalho mais cadenciado, o que também evita o erro nos ataques dos açus às helices. Até por conta disso ainda uso eventualmente as 7.0:1 com as hélices em AM.

Quanto à T3 MX, se for efetivamente fabricada na Tailândia (não tenho certeza disso, porque pelo que eu vi nos sites gringos ela é a mesma T3 japonesa, só que sem os rolamentos nas manoplas e com engrenagens diferentes pela relação superior), ainda assim é uma Daiwa, acho que deve aguentar o tranco, tanto quanto as zillions e demais modelos. Até mesmo porque ela não é uma carreta peso pena, ela pesa 190 gramas, o que indica que os componentes internos não são super aliviados. O sistema T Wing é desenhado para favorecer o arremesso, já que a linha não tem o atrito com uma guia de linha pequena, como nas demais carretas, o que, no meu entender, não é uma grande vantagem para AM onde, via de regra, não se faz muitos arremessos de longa distância, até por isso é que usamos por lá carretilhas como as Zillions, que comportam pouco mais de 60 mts de linha 65 lbs, sem que faça falta uma maior capacidade de linha para arremesso. Outro fator em relação a estas carretilhas mais rápidas é que, para alcançar o maior recolhimento, me parece (não sou perito no assunto, longe disso) que seria necessário a modificação das engrenagens, com a redução dos dentes e tamanho do pinhão, o que talvez diminua a resistência das mesmas, a longo prazo.

Mas sempre é válida a experiência com novos modelos, vamos aguardar os primeiro relatos e ver o que os amigos pescadores estão achando destas carretas mega-ultra rápidas...

Abs. :amigo:

Alguém já chegou a usar, testar ou tem opiniao sobre as novas carretilhas de velocidades 8 arrastando hélices? Por exemplo as novas Daiwa T3 MX 1016XH 8.1:1 ou a nova Shimano Metanium XG 8.5:1 (esta aqui acho que lançada agora em março)? Parece que a T3 MX é construida na Tailandia, sera que aguenta? E o sistema T-Wing com a saida de linha mais baixa, será que chega a fazer diferença ou não?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sobre o AM, Meu Grande Amigo já deu a dica ...

T3 MX

- é japonesa

- é a T3 1016 mais rápida e com 10 g a mais

- puxa 86 cm por manivelada - o mesmo que a Quantum 151 HPT

- mesma quantidade de linha que a zillion

- T-wing, na minha mão, arremessa mais que as zillions

Metanium XG L

- 91 cm por manivelada - neste quesito, a melhor por hora

- continua com a mesma baixa capacidade de linha da MG7

[]s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Akio, usei essa 2 semanas na amazônia no conjunto com hélice, danca:: Gts 8.0:1 Johnny Hoffmann ,tudo isso por 300 pratas,até agora fez bonito alegre::

Velocidade de recolhimento 8.0:1

10 rolamentos de esfera e 1 rolamento de rolete

Mavinela de carbono

Carretel em alumínio

Guia de linha revestido de titânio

Anti-reverso infinito

Freio com regulagem ponto a ponto

Super freio com 3 arruelas de aço inox e 3 de fibra de teflon

Tração máxima 11 lbs

Para arremesso, controle magnético e centrífugo com 6 pinos

Capacidade de linha: 0,37mm 110m

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é...dessas com recolhimento rápido, fiquei atento com tres novas carretas:

a T3 MX, a nova Metanium XG e a nova Steez 7.9 (400, 500 e 600 doletas lá fora hehehe).

Por ser fã da Metanium, fui atras dela. Para dar maior recolhimento, usa micro ranhuras no pinhão, como na foto, e assim, concorda com o que foi colocado pelo Lusardo: será resistente a longo prazo? Outra limitação é a capacidade de linha. Para uma pescaria eventual na AM, creio que resistam, para pescadores que vão 2, 3 ou mais vezes por temporada, não arriscaria.

Steez

http://www.daiwa.com/About/pr_steez_ex_bc.aspx

Metanium

http://www.japantackle.com/Shimano/Shim ... tanium.htm

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

não é promovendo a MS ,se trata da minha experiência até agora com a GTS JH,essa foi desenvolvida para isso,tenho quase todas carretilhas tops, mas muitas não são feitas para esse fim joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, estou gravando um teste com a T3 1016, porém com rec 7:1 .. Ela é feita na Tailândia !! ... Usei a Revo STX 8:0 , na minha opnião não tem necessidade de tamanha velocidade ... Como já foi falado, quanto maior a velocidade, menor a força de tração e mais fraca é a carretilha por ter mais dentes e serem mais finos na coroa , isso é fato , é engenharia básica. Valeu assitam www.pescaverdade.com.br tem muita coisa boa lá pra mostrar !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, estou gravando um teste com a T3 1016, porém com rec 7:1 .. Ela é feita na Tailândia !! ... Usei a Revo STX 8:0 , na minha opnião não tem necessidade de tamanha velocidade ... Como já foi falado, quanto maior a velocidade, menor a força de tração e mais fraca é a carretilha por ter mais dentes e serem mais finos na coroa , isso é fato , é engenharia básica. Valeu assitam http://www.pescaverdade.com.br tem muita coisa boa lá pra mostrar !

Ei, bota tua engenharia básica na boca de um tucunaré-açu ...

Aí, galera, lembrem-se que verdade nem sempre é verdade ... agucem sempre o senso crítico antes de engolir qualquer história, contada nem sempre por pessoas qualificadas ...

Vá estudar ... ou pescar ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para sua informação já completei minha formação academica, mesmo assim ainda continuo me informando ... Quanto a pescar, com certeza toda semana pescando e gravando ! Quanto ao programa Pesca Verdade , cada um deve mesmo tirar suas conclusões foi justamente para isso que montei o programa que está sendo muito bom segundo os telespectadores , e por último estou indo muito bem obrigado. não entendi tamanha falta de educação ....Fique com Deus Amigo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou usando a Liger 8.0 da MS na SM e funciona muito bem e inclusive fica melhor o trabalho do que com

uma carretilha 7.0 que no caso uso uma Core 51.

E vantagem custa 500 reais e pesa 142 gramas.

Abraços a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, estou gravando um teste com a T3 1016, porém com rec 7:1 .. Ela é feita na Tailândia !! ... Usei a Revo STX 8:0 , na minha opnião não tem necessidade de tamanha velocidade ... Como já foi falado, quanto maior a velocidade, menor a força de tração e mais fraca é a carretilha por ter mais dentes e serem mais finos na coroa , isso é fato , é engenharia básica. Valeu assitam http://www.pescaverdade.com.br tem muita coisa boa lá pra mostrar !

Ei, bota tua engenharia básica na boca de um tucunaré-açu ...

Aí, galera, lembrem-se que verdade nem sempre é verdade ... agucem sempre o senso crítico antes de engolir qualquer história, contada nem sempre por pessoas qualificadas ...

Vá estudar ... ou pescar ...

Ei, violeiro....q isso??? blink:: Tá estressado???

Lembre-se, isso é um fórum...Um lugar de discussão SADIA...Desse jeito aí vc só conseguirá inimizades e bate-bocas.. Pense nisso... :amigo:

E vamos continuar com o assunto do tópico... joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, estou gravando um teste com a T3 1016, porém com rec 7:1 .. Ela é feita na Tailândia !! ... Usei a Revo STX 8:0 , na minha opnião não tem necessidade de tamanha velocidade ... Como já foi falado, quanto maior a velocidade, menor a força de tração e mais fraca é a carretilha por ter mais dentes e serem mais finos na coroa , isso é fato , é engenharia básica. Valeu assitam http://www.pescaverdade.com.br tem muita coisa boa lá pra mostrar !

Ei, bota tua engenharia básica na boca de um tucunaré-açu ...

Aí, galera, lembrem-se que verdade nem sempre é verdade ... agucem sempre o senso crítico antes de engolir qualquer história, contada nem sempre por pessoas qualificadas ...

Vá estudar ... ou pescar ...

Ei, violeiro....q isso??? blink:: Tá estressado???

Lembre-se, isso é um fórum...Um lugar de discussão SADIA...Desse jeito aí vc só conseguirá inimizades e bate-bocas.. Pense nisso... :amigo:

E vamos continuar com o assunto do tópico... joia:::

Desculpa aí, Parceiro ... :amigo:

Imagem Postada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alguém já chegou a usar, testar ou tem opiniao sobre as novas carretilhas de velocidades 8 arrastando hélices? Por exemplo as novas Daiwa T3 MX 1016XH 8.1:1 ou a nova Shimano Metanium XG 8.5:1 (esta aqui acho que lançada agora em março)? Parece que a T3 MX é construida na Tailandia, sera que aguenta? E o sistema T-Wing com a saida de linha mais baixa, será que chega a fazer diferença ou não?

Ae Amigo!

Usei a Exo e a MGX 8.0 na Amazônia e na Argentina, até agora ninguém abriu o bico, só eu, pois está difícil voltar para as 7.0

Estou de olho nesta 8.5 mas o sonho mesmo é que saia uma acima de 10X1 sem medo de ser feliz.

Quanto ao aguentar, tudo é relativo, a carretilha é para recolher a linha, para rebocar utilizo a vara.

Abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande mestre, não se esqueça da steez e as hélices doeu:: rindo3:: rindo3::

Como se diz aqui no sul, "ovelha não foi feita pra mato" :gorfei:

Abs. :amigo:

Alguém já chegou a usar, testar ou tem opiniao sobre as novas carretilhas de velocidades 8 arrastando hélices? Por exemplo as novas Daiwa T3 MX 1016XH 8.1:1 ou a nova Shimano Metanium XG 8.5:1 (esta aqui acho que lançada agora em março)? Parece que a T3 MX é construida na Tailandia, sera que aguenta? E o sistema T-Wing com a saida de linha mais baixa, será que chega a fazer diferença ou não?

Ae Amigo!

Usei a Exo e a MGX 8.0 na Amazônia e na Argentina, até agora ninguém abriu o bico, só eu, pois está difícil voltar para as 7.0

Estou de olho nesta 8.5 mas o sonho mesmo é que saia uma acima de 10X1 sem medo de ser feliz.

Quanto ao aguentar, tudo é relativo, a carretilha é para recolher a linha, para rebocar utilizo a vara.

Abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa João!

Náo dá para esquecer a steez, é uma valente. Quebrar os eixos das manoplas é culpa da minha técnica de puxada.

O ponto aqui saum as engrenagens, e elas continuam inteiras.

Só para pensar, em mecänica quando se quer um parafuso super arrochado usa-se os de rosca fina.

Eu continuo empenhado na tese de equipos leves para pegar os brutos. De Penn 900 é vexa...

Abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mestre, eu também estou de olho nos equipos light ou diet joia::: rindo3::

A gente sabe bem como um dia de pescaria amazônica é extenuante doeu:: Na minha tralha desse ano já reservei um lugar para uma MGX igual á sua joia:::

Mas penso também que a redução do peso e de material traz como efeito inafastável a diminuição de vida útil e de resistência, pelo menos até que sejam desenvolvidas novas peças e engrenagens cerâmicas aerospaciais ou de adamantium (aquele material famoso das garras do Wolverine rindo3:: ), e quando vierem estas novidades, sai de baixo que o preço vai estar à altura da inovação chorei:: chorei:: Lógico que a gente não reboca os peixes com a engrenagem, a vara serve para isso, mas a "casa de máquinas" acaba sendo submetida a algum stress, de um jeito ou de outro, e a diminuição dos pinhões ou do tamanho da dentição dos mesmos vai acabar tendo algum efeito a médio ou longo prazo, pelo menos eu acho... Não esqueçamos, ainda, que todas estas novidades são oriundas da terra do sol nascente, onde os brutos são os black basses de 1 a 2 kgs e as iscas usadas nestes equipos, denominados pelos japas como "finesse", pesam, em sua maioria, de 4 a 8 gramas. Bem diferentes das nossas iscas amazônicas...

Quanto à Steez, eu não debito o problema à sua técnica, a qual não causou estes danos às demais carretas usadas, é que esses equipamentos super leves sempre vão ser mais frágeis, em um ponto ou outro. mas é o risco que corremos quando queremos reduzir o nosso desgaste, acabamos desgastando outra pecinha rindo3::

Mas a experiência é válida, só a partir dela é que vamos saber como estes equipamentos reagem. Mas repito que esta Daiwa T3 MX não é um equipo "diet", pesa 190 gramas, acho que essa carreta aguenta bem o tranco de AM ::tudo:: Só tenho minhas ressalvas com essas Aldebaran e Metanium com micro pinhões, essas eu acho muito caras para correrem o risco de virar ferro velho com uma ida a Barcelos rindo3:: rindo3::

Abs. :amigo:

Opa João!

Náo dá para esquecer a steez, é uma valente. Quebrar os eixos das manoplas é culpa da minha técnica de puxada.

O ponto aqui saum as engrenagens, e elas continuam inteiras.

Só para pensar, em mecänica quando se quer um parafuso super arrochado usa-se os de rosca fina.

Eu continuo empenhado na tese de equipos leves para pegar os brutos. De Penn 900 é vexa...

Abrax

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alguém já chegou a usar, testar ou tem opiniao sobre as novas carretilhas de velocidades 8 arrastando hélices? Por exemplo as novas Daiwa T3 MX 1016XH 8.1:1 ou a nova Shimano Metanium XG 8.5:1 (esta aqui acho que lançada agora em março)? Parece que a T3 MX é construida na Tailandia, sera que aguenta? E o sistema T-Wing com a saida de linha mais baixa, será que chega a fazer diferença ou não?

Ae Amigo!

Usei a Exo e a MGX 8.0 na Amazônia e na Argentina, até agora ninguém abriu o bico, só eu, pois está difícil voltar para as 7.0

Estou de olho nesta 8.5 mas o sonho mesmo é que saia uma acima de 10X1 sem medo de ser feliz.

Quanto ao aguentar, tudo é relativo, a carretilha é para recolher a linha, para rebocar utilizo a vara.

Abrax

Opa , isso cada um tem sua opinião, oque vale em forum é isso .... Eu gostei muito da Smoke 151 hpt , para usar nas hélices , ela me parece uma carretilha muito confiável para se arremessar iscas grandes . A Exo eu gostei para iscas pequenas . A Revo STX-SHS 8:0 gostei dos 2 sistemas de freio o centrifugo junto com o magnético que faz a carretilha ser muito versátil além do freio de 9kg que é top ..... Marcelo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Eloy,

Acho que o Lusardo colocou muito bem os pontos da questão dos componentes, finalidade e origem destas carretilhas do mercado japonês. Minha preocupação em relação a resistencia desse tipo de carretilha de mais alta velocidade (8X) é após 3 ou mais viagens usando-as somente para trabalhar hélices que eu acho que exige muito mais das carretilhas. Não uso a carretilha pra arrastar a hélice, uso a ação da vara mesmo. :gorfei: Minha duvida na T3 MX era devido a questão do material Zaion que compõe o frame e a origem de fabricação que é a Tailandia. Além disso estas T3 MX parece que para reduzir o custo nem toda ela é feita em Zaion, apenas o frame.

Achei um link ontem falando sobre a resistência desse novo material:

http://www.daiwa-cormoran.info/dw/en/products_1/sea_spinning_reels_1/5,1,102,74,74,1__products-knowledge.htm?ovs_page=1&ovs_prdrows2=10

... "Due to Zaion, it is possible to construct a lightweight reel body that durably supports the gearing. The strength of Zaion corresponds to magnesium and is 20% stronger than Nylon/ABS material, usually used for reel bodies. Zaion is about 50% lighter than Aluminium. Zaion - the ultimative reel material!" ...

Sobre a Metanium o que me chamou a atencao foi esta velocidade 8.5:1. Não pra trabalhar a hélice mais rápida, mas pensando em poder reduzir a quantidade e a velocidade das maniveladas e dessa forma aumentar o conforto e reduzir um pouco o desgaste físico. Mas acho que a Metanium é uma carretilha desenvolvida para o estilo finesse e para os blackbasses no Japão e por isso a minha pergunta sobre a resistencia desta linha de carretilha pra quem já as usou em várias viagens e/ou com hélices. Gostei muito das informações colocadas aqui neste tópico em especial fiquei surpreso com a avaliação do Ramon sobre a MS JH GTS que eu nem estava pesquisando. joia:::

Grande abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

nos últimos lançamentos as fábricas estão lançando modelos cada vez mais rápidas e leves,porque será ?uma tendência?no caso das Shimanos com a Antares HG 7.4/1 ,Aldebaran BFS 8.0/1 e agora com a Metanium HG 7.4/1 e XG 8.5/1,lembrando que as novas engrenagens micro módulos que prometem reduzir o ruído(segundo o fabricante),não menciona aumento ou não da durabilidade,eu acredito que para os peixes japas com certeza vão aquentar joia::: até que algum pescador Brasileiro possa desmontar e fazer uma análise mais profunda do material e sua durabilidade ou até aventurar em nossas pescarias eu não uso na amazônia,especificamente na pescaria com hélices acho muito confortável uma boa carretilha com velocidade acima de 7.0/1 porque quem dá velocidade a isca é a puxada da vara, se for trabalhar rápido a recuperação para o próxima puxada numa carretilha rápida a meu ver faz toda diferença, as já testadas e aprovadas cada qual por preferência de marca estão as Curado E7/Scorpion 1500,Zillions 7.1/7.3 as antigas Abu STX 7.1/1. quanto aos novos modelos da ABU geração III levíssimos e rápidos STX 8.0/1 e Premier 7.1/1 posso afirmar que não houve diminuição de qualidade da coroa e pinhão pelo contrário melhorou,no uso em zaras e sticks acho que velocidade alta atrapalha se o pescador não ficar bem controlado :gorfei: como andar de Ferrari a 80km lacou::

na pesca de robalo então uma carretilha rápida é o terror surtei:: ,como anteriormente disse sabiamente o Fabrício é um fórum onde temos nossas opiniões ninguèm sabe e é dono da verdade estamos aprendendo e trocando experiências :amigo:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×