Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Entre para seguir isso  
Guilherme Lima

Amazônia: outubro ou fevereiro?

Posts Recomendados

Olá amigos,

Nunca estive na Amazônia, mas estou planejando minha primeira ida atrás dos bocudos pro ano que vem. Ao que me parece, a maioria das operações acontece entre setembro e novembro. Mas há também algumas em janeiro e fevereiro, o que em virtude do meu trabalho é mais interessante.

Aos mais experientes: quais são as diferenças entre ir, digamos, em outubro ou fevereiro? há regiões/rios que são mais favoráveis em uma ou outra dessas épocas, ou é mais fator de ''sorte'', do nível do rio estar ''na caixa''? há diferenças de técnicas/iscas dependendo da época?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 Guilherme, não tenho know-how ainda em pescarias na Amazônia. Porém pelos relatos de meus amigos e conhecidos que frequentam, e muito; o que ouço dizer é que no final de temporada, dependendo de como foi a pressão de pesca no local, teoricamente o peixe poderá estar mais manhoso, haja visto ter passado alguns meses com alto fluxo de embarcações nos pontos de pesca e alguns exemplares até mesmo capturados mais de uma vez no período.

 Não é uma regra.

 Pode-se fazer uma pescaria excepcional no final da temporada, mas há de se considerar a hipótese mencionada acima.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Guilherme, ja estive em 7 oportunidades por aquelas Bandas, Rio Negro, Alegria, Trombetas, Cuiuni, Jauaperi, Demeni enfim ja rodei bastante.

Dificil acertar aquela semana top, comigo nunca aconteceu. Ja fui em Outubro , Novembro e Janeiro(esse achando que seria o melhor mes e pegamos o rio cheio, pescaria arrasada)

O que pode ser feito é ficar monitorando o rio no ano anterior e ter ideia de como foram as chuvas. Sei que temos que prever a pescaria com antecedencia, pois tem as ferias para solicitar, comprar passagens, fazer reserva, mas é complicado com a natureza.

Como falei, acertar a melhor semana, vai depender tambem de que rio vc vai, do operador e principalmente que nivel das aguas vai estar o(s) rio(s).

Melhor não ir com muita expectativa pois assim como vc quando fui primeira vez me decepcionei, mas acabei voltanto e fazendo pescarias razoaveis, nada de extraordinario.

Vamos aguardar aqui mais informações dos demais colegas.

grande abraço

boa sorte

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não dá para definir com tanta antecedência - isso é fato, mas temos que reservar uma data, pensar em passagens e programar a saída na semana tão aguardada. Logo acredite na loteria da natureza e marque quando é melhor para vc ir e faça o melhor que poder quando lá estiver - desde de que fuja dos picos de enchentes que acontecem de março a setembro - esse é um cuidado a se tomar.

Pesco na região com frequência desde 1995 mais de uma vez por temporada - em 23 anos fiquei dois anos sem ir - férias de pescar por lá, estava saturado de ir, o ano que passou (2018) foi o segundo. Minha preferência era sempre o mês de outubro, porém a mais de dez anos tenho optado por ir em novembro e evitado outubro com bons resultado - mas também já tive uma semana bem ruim em novembro. Por uma dezena de vezes estive em setembro - e em duas oportunidades excelente pescarias. Janeiro eu uma dúzia de oportunidades mais acerto do que frustração, dezembro quatro oportunidade uma frustração. 

As vezes fico duas semanas e até três e muda no período, é realmente muito difícil afirmar que numa época não falha - pode ocorrer ! Já passei pela experiência de administrar operação na bacio do rio Negro fiquei 92 dias embarcado de meados de setembro a meados de dezembro - na época outubro e a última semana de novembro, junto com as duas inicias de dezembro foram super satisfatórias.

 

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Guilherme vou acompanhar seu tópico, acredito que teremos boas dicas sobre sua dúvida, e estou no mesmo "Barco" que vc! Rsrs.... estou indo a Amazônia pela 4° vez, mais confesso que vou "Quando posso" e não "quando quero". fui em balbina em julho de 14, e estou emplacando o 3° Ano seguido indo em Janeiro pescar nos rios amazônicos, 17 fui no Sucunduri (pescaria dificil, muita agua e pouco peixe), 18 fui no Uatumã onde estou voltando dia 13 agora...

Pegamos em 18 o rio alto, lagos cheios e peixes manhosos, ou seja novamente pescaria dificil, mais meu caro, estar na Amazônia em qualquer data que "podemos estar" é melhor do que estar em casa, ou trabalhando kkkkkk

sempre brinco com alguns amigos, a melhor lua de se pescar é quando minha esposa deixa eu ir...rsrs e na Amazônia é a mesma coisa, se o trabalho nao nos permiti ir dentro da " melhor epoca" vamos no final da temporada e seja o que Deus quiser!!! Kkk

Abraço 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rapaz... essa questão tortura qualquer pescador, ainda mais no seu caso que é a primeira vez. Fiquei assim ano passado (que foi minha primeira vez também por lá.. rs)

Olhando os relatos, optei por outubro (5 a 13), acontece que ano passado demorou d+ para secar. um amigo mesmo foi 15 dias antes e praticamente perdeu a pescaria, rio estava com 8~9m +- sendo que o ideal é 3m. Ou seja, dei "azar", peguei o rio com cota de 6m, mesmo assim deu para curtir bastante e ate mesmo tirar um bonito peixe (esse da foto).

Esse ano pretendo ir final de outubro começo de nov, acho que é mais "coringa" mas não da para prever nada... tem gente que vai 3 a 4x no ano, aí acaba acertando pois vai acompanhando o fluxo da agua, não é meu caso (mero assalariado com 1 férias no ano rs).

Vá e curta, se der sorte de pegar na cota ideal bom, se nao der aproveita a experiencia! rs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Guilherme Lima disse:

Olá amigos,

Nunca estive na Amazônia, mas estou planejando minha primeira ida atrás dos bocudos pro ano que vem. Ao que me parece, a maioria das operações acontece entre setembro e novembro. Mas há também algumas em janeiro e fevereiro, o que em virtude do meu trabalho é mais interessante.

Aos mais experientes: quais são as diferenças entre ir, digamos, em outubro ou fevereiro? há regiões/rios que são mais favoráveis em uma ou outra dessas épocas, ou é mais fator de ''sorte'', do nível do rio estar ''na caixa''? há diferenças de técnicas/iscas dependendo da época?

guilherme, como já dito, não existe uma regra, o clima está maluco, chove muito num ano e no outro não, rio alto em setembro num ano, no outro seco, assim em todos os meses e por aí vai...meu humilde conselho é: vá quando puder e divirta-se!!! não tem outro jeito rs

já fui setembro, outubro, novembro, janeiro e estou indo agora em 2 de fevereiro... temos que marcar com antecedência...

o principal na minha humilde opinião é: escolha uma operação de confiança e vá pescar!

abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como já falaram não há como prever. Já fui em todos os meses, com exceção de dezembro, mais errei do que acertei, mas sempre é bom estar lá. As minhas datas preferenciais vão da segunda quinzena de outubro até o fim de novembro, isto em Barcelos. Em SIRN, prefiro um pouco antes. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos,

Depois de diversas idas à região amazônica, a certeza que existe é de que "não há certeza" quando falamos em fatores climáticos !

Historicamente falando da bacia do rio Negro, a partir de Setembro as águas começam a baixar com força e aparecem os primeiros pontos de praias...

Lembrando sempre que as cabeceiras de qualquer dos afluentes se situam em pontos mais elevados do que o Negro, forçando o rumo das águas para o leito maior...

Nas imediações de Barcelos existem muitos lagos e igarapés que terminam gerando um enorme berçário de todas as espécies.

Há uma combinação de temperatura da água, ph, oxigenação, condições de procriação e auto-defesa dos alevinos absolutamente insuperável !

Essas lagoas, igarapés e até mesmo outros rios se interligam ao Negro, e geram uma enorme explosão de cardumes com o nível das águas quando estas estão abaixo dos 4 metros...

Como já foi dito antes, em SIRN, local mais acima de Barcelos, a pescaria já passa ser diferenciada, pois os cardumes são em menor número (quantitativamente) e os peixes maiores...

A combinação mais desejada e aparentemente profícua, é quando as águas não interrompem sua marcha em direção à foz (no caso o rio Amazonas em Manaus)

Nem precisam estar aceleradas, bastando não deixarem de descer ! Qualquer coisa diferente disso é crítico para o peixe parar de comer... (chamada água boa ou nova)

Isso normalmente acontece em função de grandes volumes de chuva nas diversas cabeceiras e suas influências no descer das águas... 

Quando isso acontece, o peixe fica "manhoso" pois "entende" ser um sinal da mãe natureza de estação de chuvas, ou seja, época de procriação... e não raramente vemos os casais com suas proles...

Depois de tudo isso, desculpem pelo tamanho do texto, me pergunto como querer arriscar um "sucesso programado" com um ano de antecedência ?

Pode parecer exagero, mas dificilmente seu "investimento" numa operação de pesca referendada será viável com uma disponibilidade de reserva inferior à um ano às vezes mais até...!

Fechando o raciocínio iniciado ao indicar Setembro como um começo de época promissora, neste mesmo aspecto, a segunda quinzena de novembro já é sujeita às chuvas tropicais, cujos efeitos já foram mencionados anteriormente...

Claro que existem "janelas de tempo" onde esse comportamento climático não é exatamente assim, e por conta disso, as pescarias se tornam fantásticas experiências...

Também no início do ano (Jan - Mar), há um pequeno período ("veranico") onde o movimento de descida das águas permite que o peixe volte a comer forte, mas isso é imprevisível

Depois de tudo isso relatado, não perca seu propósito de ir pescar naquela região fantástica ! NUNCA é ruim, bastando que se motive com o que está no seu entorno, e não apenas com os cobiçados troféus que são "caçados" ! A parte gastronômica é excepcional, bem como a convivência com seus parceiros de pesca (frustrados ou não). A Amazônia é única e como tal pode nos oferecer cenas e situações que nos acompanharão pelo resto de nossas vidas... Não é por acaso que quem vai só pensa em voltar...(independente do peixe, que nada mais é que uma "mera consequência"

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...