Ir para conteúdo

Kid M

Moderador
  • Total de itens

    11.066
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    87

Histórico de Reputação

  1. Thanks
    Kid M recebeu reputação de Roni Vilela em Pescaria xingu   
    Roni,
    O mais aconselhado é evitar o contato ! 
    Não esqueça de levar repelente pois a mosquitada é grande nessa região.
    Tem umas piranhas chupitas nessa região que chegam à uns 5 quilos !
    Cheguei a pegar uma com quase 4 quilos, mas cortam muito as linhas... (prejuízo).
     

  2. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em DESAPROVADO. Guia Vitor Silva. Lago de Palmas.   
    Entendo o aborrecimento demonstrado por quem postou ! Também ficaria ! 
    Não é de agora que posto que o esquema de "pacote de pesca" se torna um risco cada vez maior nos dias de hoje.
    Nada contra operadores "independentes", mas estes - quase sempre - representam os maiores casos de aborrecimento.
    Claro que existem exceções (e muitas delas inclusive), mas cada vez mais procuro me ajustar a alguém que tenha tradição e comprovação naquilo que está oferecendo.
    A pescaria acaba custando um pouco mais, porém esse fator fica bem mitigado ! Tenho a impressão que a idade vai nos tornando mais cautelosos...
  3. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Renato Barreto em Nossos primeiros anos de FTB   
    Começamos o FTB no final de 2006, quando o Fabrício Biguá convidou-nos (Kid M e Xandego) para ajuda-lo na condução desse Fórum !
    Ainda era tudo muito novo (pelo menos para mim) e a possibilidade de estruturar um Fórum de Pesca mais neutro e imparcial sempre foi um objetivo comum.
    Desde então as versões de aplicativos desse vigoroso instrumento de comunicação entre os apaixonados pela pesca esportiva foram se sucedendo, bem como o interesse e participação de milhares de usuários. Nunca foi simples (ou fácil) lidar com todos, mas sempre conseguíamos evitar problemas mais acirrados através de regras bem transparentes e claras (não necessariamente democráticas, reconheço) que sempre nortearam a ação da Equipe de Moderação.  
    Tenho feito ajustes nos nossos usuários, até porque entendo que a participação no Fórum (e isto não implica postagem) é fundamental para sua evolução. Dessa forma, venho convivendo (e ajustando) o "status" de praticamente todos nossos usuários, informando (em muitos casos) aqueles que "não mais estavam ativos" (mas com tudo que tenham postado preservado), com base em ausência de 2 à 3 anos desde seu último acesso ao FTB. O mais "próximo do ideal" (no meu ponto de vista) é que sejam considerados ATIVOS aqueles que tenham estado no FTB nos últimos 2 anos... mais que isso, acredito que dificilmente retorne ao site, mas se o fizer, continuará tendo acesso a tudo a sua disposição, bastante refazer seu novo Avatar (tarefa que já devia ser algo simples, mas que ainda insiste em ser "esquecida" e por conseguinte, por mim cobrada).
    Este tópico diz respeito àqueles que estão participando do Fórum desde praticamente sua criação...
    A eles, fica nosso agradecimento pelo estímulo e crença no nosso FTB independente de época, tema ou assunto tratado,
    Esses sim, são aqueles que vem ajudando a manter em funcionamento nossos tópicos com suas participações variadas. 
     
    Desde 2006
              
    Adhemar + Alexandre Dick + Beto Caranha + Bigão + Cassio F Nunes + Daniel_Trindade + Edsinho + Fabiano Biguá + Icaro Biguá + Ivan 
         
    João Biguá + Marcelo Gusman + Marlon Otero + Michel + Popper + Rodrigo-Gardena 
     
    Desde 2007
               
    Adalberto Magrão + Adriano Bh + Alfredo Dias - Godô + André Rocha + André v Shizato + Angelo_Tsutsumi + Bruca + Bruno Oguro + Buiu + Capt_jp
              
    cleorb + Cristiano Augusto Pereira + cschmidtt + Custom by Marco + Djalma + Fabiano Renner + Fabmj + Flávio Martins + Fred + Gilmar 
              
    Henrique Beltrão + JCKruel + Jhonas + João Reis + José Castellões + Julio Cesar + Junio_MG + Leandro Couto + Leo Borges + leo_coyote 
               
    Lori Bigua  +  LuizLogo  +  Macedo Biguá  +  Marquinhos  +  Massa  +  Max  +  Neco  +  Paulinho 1  +  Pedrinho  +  Pesca Pesada  
            
    Pinguim  +  Renato51  +  Roberto Dutra  +  rodarte  +  Rodrigo Manoel  +  Rogerio Cachara  +  Silvio Mattar  +  Tiago Loubach  +  Tiago  +  Valter Faé
     
    Walter Volpini  +  Wilson
     
    Depois posto os ATIVOS desde 2008...
    A todos vocês, nossos agradecimentos e vamos adiante, pois linha fora d'água não pega peixe... 
     
  4. Like
    Kid M recebeu reputação de Adalberto Magrao em TRASPORTE DE VARAS EM AVIÃO   
    Falcão,
    O sistema que usamos no Grupo é o de despacho de um tubo de PVC de 150 ou até 200 mm.
    As varas são enroladas em "papel bolha" com uma atenção especial para passadores e ponteiras.
    Independente do cenário de cobrança (quase sempre acontece), a discussão em termos de unidade deixa de existir.
    Outra coisa, quanto mais comum for o tubo (devidamente fechado), melhor para não aguçar a vontade "do alheio"...
    Trabalhe com 50% das varas para cada lado, com as extremidades enroladas numa flanela ou toalha de mão velha.
    Colocar o endereçamento para contato (telefone com DDD) é fundamental nesse processo !
    Sucesso na sua pescaria.  
  5. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Marcos Juliano em Vara Eua   
    Nesse caso, é bom verificar com ele qual o(s) tamanho(s) da(s) vara(s) que ele vai comprar para colocar no tubo, pois 6'4" já é maior que o "tradicional 6'".
    Superado esse detalhe, vamos agora ao quesito da carretilha (minha expertise - pretensão minha) é no uso de molinetes, mas posso arriscar o que me parece ser de "bom senso".
    Todas as características da vara indicada (AXC64MXF) são excelentes para o seu propósito. Acredito que esse material irá lhe agradar dentro das pescarias que vai realizar.
    De qualquer modo, pelo preço que irá pagar (com dólar à R$5), não seria interessante avaliar isso com um customizador ? Poderia ter algo mais dentro do que pretende, mas é só um "devaneio"...
  6. Like
    Kid M recebeu reputação de Edson C. Martins em Não Deposite Toda Sua Fé em Suas Iscas   
    Boa provocação Silvanio !
    Essa conversa em torno de "iscas artificiais" é para "mais de metro"...
    O "feitiço" que quase sempre faz com que as pessoas (pescadores) comprem tamanho número de tipos, variedades e cores é a realidade que muitos não gostam de admitir...
    Somos mais do que "consumistas", somos mesmo "colecionadores", ou será que nenhum de vocês já hesitou em usar uma isca "matadeira" num local onde ela pudesse ser perdida ?
    Tem gente que adora colecionar carrinhos de brinquedo (match box), soldadinhos de chumbo, etc... e tem gente que gosta mesmo é de TER ISCAS ARTIFICIAIS... (é compulsivo).
    Superado esse pequeno "entrave" de botar os pingos nos "is", vamos ao questionamento do tópico que envolve alguma "malícia" na compreensão e resposta.
    Não existe isca melhor ou pior e sim pescador competente ou sem fé na sua qualidade ! Melhor dizendo, há iscas que por seu próprio formato e tradição não precisam mais que ser tracionadas...
    Vejamos se os pescadores esportivos não preferem usar as iscas de superfície onde tem que fazer com que estas apresentem simulações de presas em dificuldades para os predadores, do que simplesmente trazer de volta uma isca de "meia água" ! Nada contra essas iscas e até mesmo as de profundidade e jigs, mas a competência do sucesso está diretamente ligada à fé do pescador em tornar produtiva a isca que esteja usando... independente de em que nível da água ela esteja sendo tracionada...
    Claro que não basta apenas isso, pois tem que haver algum grau de similaridade entre a isca usada e as presas existentes na região, não apenas nas cores, formatos e tamanhos e formas de serem trabalhadas. 
    O pescador "calejado" é - via de regra - menos ansioso que os demais. Conversa com o piloteiro, observa o local do pincho para escolher o que irá usar no lançamento, e provavelmente terá uma produtividade mais acentuada. Bons equipamentos são excelentes para fazer da pescaria algo que nos traz alegrias, gere adrenalina e até mesmo esportividade, mas não pega mais peixe por conta disso.
    Quantas foram as vezes que observei piloteiros com material rudimentar ao extremo embarcar grandes troféus ! Claro que o treino ajuda na precisão do lançamento, mas o olhar daqueles que se consideram um pouco mais experientes é o que fará (sempre) a diferença...
    Finalizando, todos temos as nossas preferências mesmo que nem sempre elas venham conseguir nos satisfazer como imagináramos (tipo um peixe por lançamento), e elas sempre estarão nas nossas caixas de isca - se possível em mais de uma unidade... (just in case)
  7. Thanks
    Kid M recebeu reputação de Renato Blumenau em DESAPROVADO. Guia Vitor Silva. Lago de Palmas.   
    Entendo o aborrecimento demonstrado por quem postou ! Também ficaria ! 
    Não é de agora que posto que o esquema de "pacote de pesca" se torna um risco cada vez maior nos dias de hoje.
    Nada contra operadores "independentes", mas estes - quase sempre - representam os maiores casos de aborrecimento.
    Claro que existem exceções (e muitas delas inclusive), mas cada vez mais procuro me ajustar a alguém que tenha tradição e comprovação naquilo que está oferecendo.
    A pescaria acaba custando um pouco mais, porém esse fator fica bem mitigado ! Tenho a impressão que a idade vai nos tornando mais cautelosos...
  8. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em DESAPROVADO. Guia Vitor Silva. Lago de Palmas.   
    A sensação que fica é que "as referências" são mesmo negativas...
    Não importa a questão de competitividade entre os guias, pois há mercado para todos, e sim a forma de ética profissional !
    Falar mal de um "concorrente" é algo inadmissível num serviço em que o cliente busca satisfação e qualidade !
  9. Like
    Kid M recebeu reputação de Fabrício Biguá em Compartilhando...   
    Não se trata de "propaganda" pois sequer conheço o autor, mas tão somente compartilhar aqui essas aquarelas que me mostraram... 
    Não sei se vão apreciar, mas para mim foi o "toque de sensibilidade" do artista que encantou mais ! Bom proveito 
     
     
     
     
  10. Like
    Kid M recebeu reputação de Adalberto Magrao em Pousada Thaimaçu   
    Grande Adalberto,
    Muito legal o apoio fornecido ao JuniorBSB !
    Valeu meu amigo !  
  11. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Rogerio_MGA em ExplorerXX - Adentrando o Rio Arirarra   
    Finalmente um relato que traduz a magia de se ir pescar na Amazônia ! O Arirarrá é e sempre será show !
    Quando os itens imprevisíveis estão ajustados (ou neutralizados) esse acaba sendo o resultado !
    Muito peixe, mas mais que isso, muita alegria e diversão foi fotografada no grupo !
    Parabéns a todos os integrantes, bem como ao Ramon, que não vejo há tempos...
  12. Like
    Kid M recebeu reputação de Edson C. Martins em ExplorerXX - Adentrando o Rio Arirarra   
    Finalmente um relato que traduz a magia de se ir pescar na Amazônia ! O Arirarrá é e sempre será show !
    Quando os itens imprevisíveis estão ajustados (ou neutralizados) esse acaba sendo o resultado !
    Muito peixe, mas mais que isso, muita alegria e diversão foi fotografada no grupo !
    Parabéns a todos os integrantes, bem como ao Ramon, que não vejo há tempos...
  13. Like
    Kid M recebeu reputação de Marcos Ide em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    REPIQUETE
    Este é o "inimigo mais assustador" de qualquer pescador que se dispõe a enfrentar uma ida à Amazônia...
    O planejamento prévio da pescaria parece ter mitigado grande parte dos riscos, ou do que possa "não dar certo".
    Mas em se tratando de Amazônia, essa possibilidade nem sempre pode ser prevista (ou prevenida) !
    Chuva fora de época (dentro da tradição anual) nas cabeceiras dos rios são o "calafrio" que bate nos pescadores.
    Pescar com chuva não é (e não será jamais) um problema, mas mexeu no ph da água e/ou fazer o fluxo de descarga parar, ou pior ainda, virar nível crescente, é trágico !
    Peixe fica inativo quando não passam a "rabanar" as iscas em defesa de ninhos ou da filhotada recém nascida.
    A troca das iscas e tentativa de "tudo que se tem disponível" é insuficiente para reverter esse quadro negativo.
    É preciso não perder o "fair play" e buscar outras formas de desfrute desses dias tão intensamente programados com antecedência.
    A pesca dos peixes é uma alternativa, embora o "repiquete" também desacelere a caça desse grupo de peixes no rio.
    Àqueles que estiverem em barco hotéis, devem desfrutar mais do que essas embarcações lhes oferecem - sempre relegadas quando o peixe está comendo...
    Almoçar embarcado, descanso pós almoço minimizando os efeitos do sol do meio dia são sugestões a serem pensadas e talvez utilizadas !
    Aproveitar melhor os momentos do grupo junto para fazer a "resenha" e tentar evitar que o desânimo possa ser o condutor dessas conversas !
    Estar na Amazônia já é para ser visto como uma realidade positiva para cada vez menos novos pescadores pelos custos de chegar nesses pontos !
    Em momento algum há a sugestão de "deixar de" lançar as iscas, mas talvez fazer isso sem aquela "ansiedade" de a cada arremesso uma batida.
    Desfrutar do entorno nos locais onde o piloteiro lhe levou é uma boa sugestão, pois ele é um dos principais interessados no seu sucesso que se refletirá na gratificação.
    Trabalhar as iscas com mais técnica e menos alvoroço costuma dar algum resultado. Lembre-se que "da próxima vez" será muito melhor... 
  14. Like
    Kid M recebeu reputação de Marcos Ide em Pescaria na Amazonia em março- dúvida   
    Guilherme,
    A vazante dos rios que desaguam no Negro à esquerda (partindo da nascente) tendem a ser os que secam por último !
    Março já é uma época de bastante chuvas na região, de modo que se for nesse período busque por alternativas de rios que estejam bem mais para cima no mapa.
    Apenas meu ponto de vista. Boa sorte
  15. Thanks
    Kid M deu reputação a Edson C. Martins em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    Ver muitos ficando paranoicos, meses antes verificando níveis, chuvas, informações, já nem me estressa. Então vejo muito e não dou tanta atenção a tantas informações que vão e vem nos diversos grupos.
     
    Ai, com tanta coisa favorável pra tal época segundo os mais variados pitacos, palpites, gráficos e informantes, repentinamente e na última hora caem totalmente por terra diante do vilão "repiquete".
     
    E pensa-se, mas tem muitos rios, muitos lagos, muito lugar onde talvez não haja tanta influencia, delírio geral, o pescador pira e se vira. Eu não encano mais, aguardo as apostas de quem conhece muito mais tudo de lá e vamos pros planos B, C, D, ... qualquer opção que salve parte dos dias. Nunca se perde totalmente. No fim, tá cada vez tá mais dificil pegar bons peixes, a principal variante passa a ser a sorte, mas melhora a técnica e a tralha nova, além do conhecimento das mais diversas novidades e experiências, sem contar as mentiras que também aumentam muito.
     
    Assim, insisto e continuo indo 2x por ano, no começo e no fim de cada temporada, mais no meio, mais pro final, tanto faz, é tudo muito bom e arriscar acertar uma semana da vida, que nesse dia, estarei sempre preparado e mais treinado ante as semanas ruins que se passaram e passarão enquanto for possível.
     
    As viagens, aventuras e novas estórias estão sempre melhorando, a cada vez como (comida) melhor, bebo melhor e tenho melhores velhos e novos amigos por lá.
     
    Então, simbora pescar, dia 17/01/2020 to indo pra lá.
     
     
     
     
  16. Like
    Kid M deu reputação a Bruno Rodrigo Nogueira em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    Estou nesse time também!! Já faz tempo que desvinculei a pescaria da obrigatoriedade de pegar muito peixe!! Faz falta? É claro q faz! Mas hoje em dia consigo aproveitar cada momento da viagem!! Então, com ou sem repiquete, com ou sem peixe, pesco do mesmo jeito!!
  17. Like
    Kid M deu reputação a Adalberto Magrao em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    Ja desisti de ficar aborrecido com essas situações de Repiquete. 
    Agora vou , curto , tomo minha cachaças, curto as paisagens, etc...
    Penso que muitos gostariam de estar no meu lugar, mas por motivos diversos não podem, então.........RELAXAR É MANDATORIO.
     
    bora pescar
     
    abrçs aos amigos do Forum
     
    dia 24 estou indo para Barcelos, com ou sem repiquete...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  18. Like
    Kid M recebeu reputação de Edson C. Martins em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    REPIQUETE
    Este é o "inimigo mais assustador" de qualquer pescador que se dispõe a enfrentar uma ida à Amazônia...
    O planejamento prévio da pescaria parece ter mitigado grande parte dos riscos, ou do que possa "não dar certo".
    Mas em se tratando de Amazônia, essa possibilidade nem sempre pode ser prevista (ou prevenida) !
    Chuva fora de época (dentro da tradição anual) nas cabeceiras dos rios são o "calafrio" que bate nos pescadores.
    Pescar com chuva não é (e não será jamais) um problema, mas mexeu no ph da água e/ou fazer o fluxo de descarga parar, ou pior ainda, virar nível crescente, é trágico !
    Peixe fica inativo quando não passam a "rabanar" as iscas em defesa de ninhos ou da filhotada recém nascida.
    A troca das iscas e tentativa de "tudo que se tem disponível" é insuficiente para reverter esse quadro negativo.
    É preciso não perder o "fair play" e buscar outras formas de desfrute desses dias tão intensamente programados com antecedência.
    A pesca dos peixes é uma alternativa, embora o "repiquete" também desacelere a caça desse grupo de peixes no rio.
    Àqueles que estiverem em barco hotéis, devem desfrutar mais do que essas embarcações lhes oferecem - sempre relegadas quando o peixe está comendo...
    Almoçar embarcado, descanso pós almoço minimizando os efeitos do sol do meio dia são sugestões a serem pensadas e talvez utilizadas !
    Aproveitar melhor os momentos do grupo junto para fazer a "resenha" e tentar evitar que o desânimo possa ser o condutor dessas conversas !
    Estar na Amazônia já é para ser visto como uma realidade positiva para cada vez menos novos pescadores pelos custos de chegar nesses pontos !
    Em momento algum há a sugestão de "deixar de" lançar as iscas, mas talvez fazer isso sem aquela "ansiedade" de a cada arremesso uma batida.
    Desfrutar do entorno nos locais onde o piloteiro lhe levou é uma boa sugestão, pois ele é um dos principais interessados no seu sucesso que se refletirá na gratificação.
    Trabalhar as iscas com mais técnica e menos alvoroço costuma dar algum resultado. Lembre-se que "da próxima vez" será muito melhor... 
  19. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Cristiano Rochinha em Planejamento de um ano x repiquete... o que fazer ?   
    REPIQUETE
    Este é o "inimigo mais assustador" de qualquer pescador que se dispõe a enfrentar uma ida à Amazônia...
    O planejamento prévio da pescaria parece ter mitigado grande parte dos riscos, ou do que possa "não dar certo".
    Mas em se tratando de Amazônia, essa possibilidade nem sempre pode ser prevista (ou prevenida) !
    Chuva fora de época (dentro da tradição anual) nas cabeceiras dos rios são o "calafrio" que bate nos pescadores.
    Pescar com chuva não é (e não será jamais) um problema, mas mexeu no ph da água e/ou fazer o fluxo de descarga parar, ou pior ainda, virar nível crescente, é trágico !
    Peixe fica inativo quando não passam a "rabanar" as iscas em defesa de ninhos ou da filhotada recém nascida.
    A troca das iscas e tentativa de "tudo que se tem disponível" é insuficiente para reverter esse quadro negativo.
    É preciso não perder o "fair play" e buscar outras formas de desfrute desses dias tão intensamente programados com antecedência.
    A pesca dos peixes é uma alternativa, embora o "repiquete" também desacelere a caça desse grupo de peixes no rio.
    Àqueles que estiverem em barco hotéis, devem desfrutar mais do que essas embarcações lhes oferecem - sempre relegadas quando o peixe está comendo...
    Almoçar embarcado, descanso pós almoço minimizando os efeitos do sol do meio dia são sugestões a serem pensadas e talvez utilizadas !
    Aproveitar melhor os momentos do grupo junto para fazer a "resenha" e tentar evitar que o desânimo possa ser o condutor dessas conversas !
    Estar na Amazônia já é para ser visto como uma realidade positiva para cada vez menos novos pescadores pelos custos de chegar nesses pontos !
    Em momento algum há a sugestão de "deixar de" lançar as iscas, mas talvez fazer isso sem aquela "ansiedade" de a cada arremesso uma batida.
    Desfrutar do entorno nos locais onde o piloteiro lhe levou é uma boa sugestão, pois ele é um dos principais interessados no seu sucesso que se refletirá na gratificação.
    Trabalhar as iscas com mais técnica e menos alvoroço costuma dar algum resultado. Lembre-se que "da próxima vez" será muito melhor... 
  20. Like
    Kid M recebeu reputação de Adalberto Magrao em Como "tolerar & conviver" com o astuto boto tucuxi ?   
    Começando esse "bate papo" com o diferencial desses dois "quase sempre presentes" pescadores...

     
    Quem disser que já não se enraiveceu com as contínuas investidas dos botos nas iscas de fundo não estará sendo verdadeiro.
    Claro que isso só vale para aqueles pescadores que "dividiram" o local da pescaria com esses astutos animais !
    E não pensem que isso se restringe aos peixes de fundo, pois não há mais "respeito" onde quer que seja...
    Os danados parecem acompanhar onde são deixadas as iscas (muitos piloteiros usam o expediente de ir até o local de onde pretendem pescar, soltam a isca e retornam navegando par ao ponto de espera - quase sempre num barranco) e quando menos se imagina já estão arrastando a isca, sempre com eficácia de não serem fisgados pelos quase sempre poderosos anzóis 10/0 ou ainda maiores... Não tem outra solução que não procurar outro ponto e "pretender" não esbarrar nos botos... (ficar só com as piranhas...)
    Pois bem, nas últimas pescarias de tucunaré que fiz na Amazônia, os botos também não nos deram descanso ! Mas com muito mais esperteza agregada. Ao ouvirem (ou sentirem) os motores (gasolina ou elétrico) do bote já os associaram à comida e passam a se colocar estrategicamente em pontos próximos de soltura dos peixes !
    Em várias oportunidades eles ficavam sob o bote aguardando o local da soltura para então investir ! O mais curioso é a ausência de ataques aos peixes ferrados que estivessem brigando para serem embarcados, como se tivessem certeza de que seria muito mais fácil pegar as presas depois... A solução adotada é praticamente colocar o peixe que está sendo solto na margem, de preferência com galhada, para dar tempo do peixe se recuperar e buscar "seu caminho de casa"
    Claro que existe um equilíbrio natural na natureza, mas me pergunto quem seria o predador dos botos ? Investigando com os piloteiros (que não suportam a presença deles), a informação recolhida seria a de que o topo da cadeia alimentar seria a "onça", e só ! Já ficou fácil antever que esses bichos irão proliferar mais do que deveriam... 
  21. Like
    Kid M recebeu reputação de Edson C. Martins em Como "tolerar & conviver" com o astuto boto tucuxi ?   
    Começando esse "bate papo" com o diferencial desses dois "quase sempre presentes" pescadores...

     
    Quem disser que já não se enraiveceu com as contínuas investidas dos botos nas iscas de fundo não estará sendo verdadeiro.
    Claro que isso só vale para aqueles pescadores que "dividiram" o local da pescaria com esses astutos animais !
    E não pensem que isso se restringe aos peixes de fundo, pois não há mais "respeito" onde quer que seja...
    Os danados parecem acompanhar onde são deixadas as iscas (muitos piloteiros usam o expediente de ir até o local de onde pretendem pescar, soltam a isca e retornam navegando par ao ponto de espera - quase sempre num barranco) e quando menos se imagina já estão arrastando a isca, sempre com eficácia de não serem fisgados pelos quase sempre poderosos anzóis 10/0 ou ainda maiores... Não tem outra solução que não procurar outro ponto e "pretender" não esbarrar nos botos... (ficar só com as piranhas...)
    Pois bem, nas últimas pescarias de tucunaré que fiz na Amazônia, os botos também não nos deram descanso ! Mas com muito mais esperteza agregada. Ao ouvirem (ou sentirem) os motores (gasolina ou elétrico) do bote já os associaram à comida e passam a se colocar estrategicamente em pontos próximos de soltura dos peixes !
    Em várias oportunidades eles ficavam sob o bote aguardando o local da soltura para então investir ! O mais curioso é a ausência de ataques aos peixes ferrados que estivessem brigando para serem embarcados, como se tivessem certeza de que seria muito mais fácil pegar as presas depois... A solução adotada é praticamente colocar o peixe que está sendo solto na margem, de preferência com galhada, para dar tempo do peixe se recuperar e buscar "seu caminho de casa"
    Claro que existe um equilíbrio natural na natureza, mas me pergunto quem seria o predador dos botos ? Investigando com os piloteiros (que não suportam a presença deles), a informação recolhida seria a de que o topo da cadeia alimentar seria a "onça", e só ! Já ficou fácil antever que esses bichos irão proliferar mais do que deveriam... 
  22. Like
    Kid M recebeu reputação de Thadeu Ortona em E-BOOK COM DICAS PARA SUA VIAGEM AO MARAVILHOSO RIO ARAGUAIA   
    Olá Thadeu,
     
    Excelente iniciativa ! Parabéns  
     
    Obrigado por compartilhar aqui !  
  23. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Marcello Mello em Boas festas 2019/2020   
    Para todos aqueles que participam do FTB, com maior ou menor intensidade.
    Saúde, alegrias, harmonia, companheirismo, amor e muitas linhas esticadas.
  24. Like
    Kid M recebeu reputação de Henrique Rossini em Top 10 Iscas do Ano!!!   
    As minhas foram :
    Superfície
    Rebel T20 / T10 NN ZigZarinha   Rapala X-Rap   
    KV Dr Spock   Maria Pop Queen   Sub superfície /meia água
     Rapala SubWalk    NN Curisco   Deconto Biruta   Rapala X-Rap   Borboleta Perversa  
  25. Like
    Kid M recebeu reputação de Edson C. Martins em Qual o papel real das agências e agenciadores de pacotes na Amazônia   
    Meu ponto de vista é de que qualquer prestação de "melhor serviço" tem um custo agregado a ser pago.
    Certamente que em diversos locais (bh, pousadas, etc...) existe o contato direto, inclusive para contratação do pacote.
    Mas imaginemos (hipoteticamente) que deseje fazer uma pescaria no rio Trombetas, e após pesquisa na internet, descobri algumas opções a escolher.
    Iria até um pouco adiante, que tenha conseguido manter contato com essas opções e que delas tenha recebido "o caminho as pedras".
    Naturalmente que existe a questão da "empatia", da impressão visual das imagens recebidas, além dos testemunhos de que é "tudo de bom"... (não pode ser diferente disso).
    E agora, como fazer para escolher aquela que melhor possa representar a expectativa do pescador (ou pior, do Grupo de Pesca) ?
    Através de um operador (e não descarto que seja o próprio dono do negócio) se torna possível buscar melhores informações (com outros que já tenham ido), bem como procedimentos a serem usados que simplificam e ajudam (muito) a logística do pacote ofertado.
    Vou um pouco além para lembrar que a vivência de um operador é algo que possibilita ter respostas para situações já vivenciadas anteriormente.
    Voltando ao exemplo fictício "trombetas", como são os "atalhos" para se chegar lá ? E a questão da segurança (inclusive de eventuais acidentes), é tratada de que forma ?
    Há operações mais luxuosas com serviços mais estruturados e preços mais elevados, assim como outros menos sofisticados (sempre), mas qual será sua aposta e/ou desejo ?
    O mais barato pode ser fantástico, mas também pode (por um problema técnico) colocar em risco a pescaria (quebra de motor, faz como ?). Já deu para entender, não ?
    Finalizando, independente de quem será seu operador, é fundamental que faça uma pesquisa prévia do que precisa ser perguntado a quem quer que seja o responsável pela venda.
    A negociação faz parte do processo e não envolve apenas "custos", mas garantias que podem ser previamente avaliadas ! Ex. Tem comunicação por rádio ou celular internacional ?
    Pescaria é bem mais do que peixe na ponta da linha. Passei anos coordenando essas idas do Grupo de Pesca criado por mim e meus irmãos, e a cada ano eram mais itens incorporados aos "questionários" que realizávamos (sem esquecer do material de feedback que também incorporamos no retorno para o operador). Facilidade apenas para quem usufrui, jamais para quem "corre atrás".
    Por fim, as operadores independentes estão cada vez mais "perdendo espaço" no mercado, principalmente pelos custos operacionais dos pacotes oferecidos aos clientes, que passaram a ser diretamente ofertados pelos proprietários e/ou "sócios" de pontos de operação. Qualquer que seja sua opção, seja cauteloso e "investigue" a trajetória daqueles com quem está tratando o "seu tempo de alegria". 
×
×
  • Criar Novo...