Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Vanderlei Alves

Santa Isabel 2011

Posts Recomendados

Pessoal,

Estou começando a me preparar para a minha segunda aventura, ano passado foi em Barcelos.

No ano passado todas as informações que consegui assimilar aqui no forum foram vitais para sobreviver a uma semana de pesca no rio negro e seus afluentes partindo de barcelos.

Mesmo com todas estas informações ainda surgiram várias dúvidas que irei buscar solucionar através de posts individuais.

Bem entao é desta forma que penso em tirar as minhas dúvidas e no final vou compilar todas as respostas em um tópico apenas, pois acredito que assim poderemos ajudar a solucionar dúvidas de vários usuários (principalmente os lobozeiros que vão pescar tucunarés amazônicos)

Vamos a primeira pergunta que é específica para este ano.

O Fabrício e sua turma tem uma leitura das previsões. A informação que tenhho já fruto da pesquisa é que o ideal é se pudessemos definir a data com apenas algumas semanas de antecedência, porém pelo que percebi pode-se prever a cada ano com antecedência o período da alta temporada, por exemplo no ano passado o período ideal começava (segundo os especialistas dia 20 de setembro a 20 de outubro, se não estou enganado)

Diante disso pergundo se já existe um período considerado o ideal? Se não for abusar como um leigo como eu pode fazer esta leitura através dos sites especializados nas medições do nível de água nas bacias amazônicas. A última pergunta é para deixar registrado de uma forma bem simples de forma que eu e os outros usuários leigos possam definir sozinhos nos próximos anos.

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vanderlei...na verdade não tem como acertarmos 100%. Sabemos q meados de setembro as águas começam a sair das matas e a praias começam a aparecer....mas o clima está maluco.

Só para vc ter uma idéia...eu tenho tantos gráficos aqui com os níveis de vários afluentes do Negro, inclusive, q vc ficaria louco....hehee....Do Negro eu tenho os níveis mensais desde o ano de 1903.... :gorfei:

Tenho as marcações de vários afluentes....Hj nem existe mais estação hidrológica mais nestes rios, mas eu ainda guardo as informações com carinho.

Ainda com estes gráficos errei a mão em 5 pescarias lá em SIRN.... :gorfei:

Como disse, o clima está maluco. A variação do nível das águas, das pesadas chuvas, e etc, estão variando demais com o tal do "El Nino" e a "La Nina".

Como se justifica em 2009 termos a maior seca da história e em 2010 termos a maior chega da história?!?!? Coisas q antes demoraram 20 anos para acontecer agora ocorrem de 1 ano para o outro... Com isso o começo das temporadas estão "se adiando", ou se "antecipando", sacou?!?!? doeu::

E aí...como prever isto?!?!

Ainda aconselho todos...Se podem marcar suas pescarias faltando 15 dias para o seu início ótimo...Só não sei se conseguirão, já q a procura está grande e os vôos são reduzidos...Além, é claro, dos operadores fecharem seus grupos meses antes...então, já viu né?!?!

::tudo::

Ah, outra coisa....

Só para vc ter uma noção, eu voltei de Barcelos no final do mês passado.

Os rios da margem esquerda (em cima do mapa) estavam sequíssimos...até a navegação estava comprometida.

O Lance, meu amigo, foi para SIRN pescar...mas lá só tem rios na margem direita (de baixo do mapa)....ele se lascou de "verde e amarelo"....Nos afluentes em frente a SIRN a pesca estava impraticável....Água na copa das árvores...Daí eles resolveram descer até o Rio Preto, margem esquerda, já fazendo divisa com o município de Barcelos...e mais uma vez se lascaram com águas altas...

Resumindo...só dá pra saber se teremos uma boa semana de pescaria faltando poucos dias...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vanderlei, concordo com o Fabricio. Mesmo indo há muitos anos e em epocas diferentes, não tem como fazer uma previsão, ainda mais em SIRN que todos afluentes estão na mesma margem do Rio Negro, o que facilita um repiquete, e a pescaria pode mudar em 1ou2 semanas. Em regra a temporada começa em meados de setembro ate fevereiro(raramente até março). Em setembro tem se a vantagem de ser o primeiro a pescar e encontrar um peixe mais agressivo, mas corre o risco das aguas terem atrasado a baixa. O ideal então é reservar e ficar sonhando com as explosões, sem ficar preocupado com o nivel das aguas, até porque a gente não consegue mudar o ritmo da chuvas mesmo...

Por curiosidade no site www.cprm.gov.br- procurar em recursos hidricos superficiais, existe um boletim quinzenal sobre as alturas das aguas de diversos pontos da bacia amazonica.

Abs

Carlos Dini-As aguas vão subir, mas com certeza um dia vão baixar...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado aos amigos pela contibuição, como diz o ditado, oque não tem remédio remediado está. Já que na maioria dos casos teremos que planejar com antecedencia as férias não tem jeito é marcar a data e rezar para dar tudo certo :>

Acho que posso ir a próxima pergunta. Resolvi continuar aqui mesmo neste tópico, assim já ficam concentradas todas as informações num único local.

Eu como um pescador de traíra aqui no sul e as vezes robalo na galhada sempre procura arremessar nas margens naqueles locais mais difíceis. Acontece que no ano passad as vezes estávamos nos lagos e eu sempre atento a aquele lugarzinho nas margens perde de paus e tranqueira para arremessar, porém as vezes o piloteiro mandava arremessar no meio do lago e isso para mim soava meio estranho, pois achava muito mais difícil acertar o peixe alí, pois na minha cabeça de pescador de traíra ele deveria estar na margem a espreita da caça. Acho que por fazer o negócio sem botar fé nào conseguí pegar nenhum no meio do lago acho que arremessava sem acreditar.

Já li em outros tópicos aqui que principalmente no horário do meio-dia valia a pena tentar o meio do lago. Más para ser mais específicos gostaria de saber em que situação devemos abandonar os arremessos nas margens e tentar o meio do lago lugar mais fundo. Consideramos aqui a utilização de hélice, outras iscas de superfície e subsuperfície.

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo, esta foi a grande licão q aprendi no Rio Negro, os peixes gdes não ficam na beirada, eu particularmente gosto de ficar arremessando paraleloas margens 2a3mts de distancia e cantando helice.

Eu acho q vc deve investir nestes pontos

-arremessar em direcão ao meio, em locais rasos com ate 2mts de profundidade.(pode investir)

-Pontas de praias

-Canais das praias no leito do rio

-Pontos onde vc consegue ver uma diferenca de profundidade, como uma praia submersa q esta aparecendo

-Boca da lagoa-arremesse no meio

-Em locais de pouca estrutura arremesse paralelo a margem 2 mts de distancia

-locais de bicos de margem arremessando, cruzando o bico, 2 mts de distancia

-Indiscutivel o uso de iscas de helice ::tudo::

Eu particularmente, perco ate a fe' em arremessar em galhadas da margem, quase que 90% dos peixes com mais de 14lbs que eu ja' peguei no Negro foi batendo longe da margem.

Mas uma coisa eu notei os guias ficam falando p arremessar no meio, em todo lugar, mas com o tempo, vc nota q boa parte dos arremessos são em vão. Os gde comem no meio, mas são sempre trechos rasos do lago 2 a3 mts, locais fundos e' perda de tempo. O sol quente , na minha opinião, conta mais em praias, em locais rasos eles estão lá o dia inteiro. Vale usar um oculos polarizados bom, se vc notar que no lago existe um trecho com um tom mais claro, ali e' um ponto mais raso, pode cantar a high roller.

Em uma pescaria a tres anos o guia reclamava toda vez que eu jogava na margem, falava"vai pegar lobo ou borboleta, arremessa mais para o meio" e ele sempre estava certo, do nada , de lugar nenhum a porrada.

Abs

Carlos Dini

Aguardando a agua' baixar. Batendo robalos para passar o tempo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo, esta foi a grande licão q aprendi no Rio Negro, os peixes gdes não ficam na beirada, eu particularmente gosto de ficar arremessando paraleloas margens 2a3mts de distancia e cantando helice.

Eu acho q vc deve investir nestes pontos

-arremessar em direcão ao meio, em locais rasos com ate 2mts de profundidade.(pode investir)

-Pontas de praias

-Canais das praias no leito do rio

-Pontos onde vc consegue ver uma diferenca de profundidade, como uma praia submersa q esta aparecendo

-Boca da lagoa-arremesse no meio

-Em locais de pouca estrutura arremesse paralelo a margem 2 mts de distancia

-locais de bicos de margem arremessando, cruzando o bico, 2 mts de distancia

-Indiscutivel o uso de iscas de helice ::tudo::

Eu particularmente, perco ate a fe' em arremessar em galhadas da margem, quase que 90% dos peixes com mais de 14lbs que eu ja' peguei no Negro foi batendo longe da margem.

Mas uma coisa eu notei os guias ficam falando p arremessar no meio, em todo lugar, mas com o tempo, vc nota q boa parte dos arremessos são em vão. Os gde comem no meio, mas são sempre trechos rasos do lago 2 a3 mts, locais fundos e' perda de tempo. O sol quente , na minha opinião, conta mais em praias, em locais rasos eles estão lá o dia inteiro. Vale usar um oculos polarizados bom, se vc notar que no lago existe um trecho com um tom mais claro, ali e' um ponto mais raso, pode cantar a high roller.

Em uma pescaria a tres anos o guia reclamava toda vez que eu jogava na margem, falava"vai pegar lobo ou borboleta, arremessa mais para o meio" e ele sempre estava certo, do nada , de lugar nenhum a porrada.

Abs

Carlos Dini

Aguardando a agua' baixar. Batendo robalos para passar o tempo.

Amigo,

Sou imensamente grato a suas palavras, Acredito que estas informações irão melhora muito a empreitada deste ano e tenha certeza que o tempo investido por tí para escrever também será valioso para outros usuários com pouca experiência assim como eu. Obrigado mesmo.

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na minha opinião, a grande diferença entre Robalos/Trairas e o tucunaré amazônico é que, na primeiro caso não adianta perder tempo arremessando para o meio enquanto no segundo o meio é um lugar possivel de pegar peixe, então deve ser explorado.

O tanto que vc vai arremessar para o meio vai variar muito com o tipo de ponto que vc vai estar pescando. Por exemplo..... quando pescamos no próprio Negrão, não adianta arremessar pro meio do rio..... o negócio é achar estruturas, pontas de praia e drop offs ( aquele limite claro/escuro próximo às margens). Nas bocas de lago tento arremessar da entrada para dentro do lago de tal forma que minha isca simule um peixinho saindo do lago pelo canal.

Em lagos fechados, principalmente se estiverem rasos e as margens muito quentes..... arremesso para o meio do lago.

Se tiver qualquer tipo de estrutura no meio do lago ( ilhas, pedra, galhada.....) é ponto obrigatório.

Quando dentro de ressacas, e lá dentro forma pequenas baías, penteio a baía inteira e arremesso pro meio como se fosse a entrada da baia.

Emfim..... são inúmers situações que podem acontecer, mas o importante é lembra que arremessos para o meio são válidos e, se o piloteiro mandar....... enfia isca no meio sem dó.

Abraços

Beto-BH

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na minha opinião, a grande diferença entre Robalos/Trairas e o tucunaré amazônico é que, na primeiro caso não adianta perder tempo arremessando para o meio enquanto no segundo o meio é um lugar possivel de pegar peixe, então deve ser explorado.

O tanto que vc vai arremessar para o meio vai variar muito com o tipo de ponto que vc vai estar pescando. Por exemplo..... quando pescamos no próprio Negrão, não adianta arremessar pro meio do rio..... o negócio é achar estruturas, pontas de praia e drop offs ( aquele limite claro/escuro próximo às margens). Nas bocas de lago tento arremessar da entrada para dentro do lago de tal forma que minha isca simule um peixinho saindo do lago pelo canal.

Em lagos fechados, principalmente se estiverem rasos e as margens muito quentes..... arremesso para o meio do lago.

Se tiver qualquer tipo de estrutura no meio do lago ( ilhas, pedra, galhada.....) é ponto obrigatório.

Quando dentro de ressacas, e lá dentro forma pequenas baías, penteio a baía inteira e arremesso pro meio como se fosse a entrada da baia.

Emfim..... são inúmers situações que podem acontecer, mas o importante é lembra que arremessos para o meio são válidos e, se o piloteiro mandar....... enfia isca no meio sem dó.

Abraços

Beto-BH

Beto,

Obrigado pela contribuição!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que podemos ir a próxima pergunta:

No ano passado a cada dia planejávamos o próximo junto com o piloteiro. Eu sempre procurando direcionar o piloteiro para procurar por lagos e o meu colega já queria mais pescar nos rios principalmente nas pontas de praias.

Diante disso gostaria de saber dos mais experientes o que normalmente dá mais resultado na busca por grandees exemplares. Lagos represados ou ponta de praia. Acredito que a resposta pode ser diferente dependendo da situação neste caso talvez a pergunta seria em que condições devo optar pelos lagos ou pescar nas pontas de praias e demais tipos de pesqueiros no próprio Rio Negro e seus afluentes?.

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa Vanderlei.

Depende da situacao.Com o nivel de agua baixo acredito muito mais em bocas de lagos e ressacas.Quando a seca ta grande eh comum eles sairem para o rio a procura de aguas com temperaturas mais amenas e mais vida(comida).Nao costumo investir em lagos com aquela nata de agua parada ou muito quentes,comigo nunca funcionou.

Com o nivel de agua bom sou 100% lago e ressaca,de preferencia com areia no fundo,foi nesse tipo de meio que capturei meus trofeus.Se tiver pauleira entao...... danca::

Pescar no rio tambem eh legal,deixar o barco descer na correnteza e arremessar em direcao as praias eh divertido,mas acredito ser mais produtivo de manha cedo e do meio p o final da tarde. joia::: So acho que a chance do "trofeu" esta no lago ou na ressaca.

Espero ter ajudado.

Abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa Vanderlei.

Depende da situacao.Com o nivel de agua baixo acredito muito mais em bocas de lagos e ressacas.Quando a seca ta grande eh comum eles sairem para o rio a procura de aguas com temperaturas mais amenas e mais vida(comida).Nao costumo investir em lagos com aquela nata de agua parada ou muito quentes,comigo nunca funcionou.

Com o nivel de agua bom sou 100% lago e ressaca,de preferencia com areia no fundo,foi nesse tipo de meio que capturei meus trofeus.Se tiver pauleira entao...... danca::

Pescar no rio tambem eh legal,deixar o barco descer na correnteza e arremessar em direcao as praias eh divertido,mas acredito ser mais produtivo de manha cedo e do meio p o final da tarde. joia::: So acho que a chance do "trofeu" esta no lago ou na ressaca.

Espero ter ajudado.

Abs.

Pelo que você escreveu entedi que em situações normais você prefere começar e terminar o dia no rio batendo as práis, mas durante o dia vai para os lagos. Já com o nível de água muito baixo você prefere se manter mais tempo possível no rio. Cefrto?

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais ou menos isso Vanderlei.Em condicoes normais geralmente comeco batendo na boca,se tiver praia melhor,depois vou p a ressaca,o basico mesmo.Com os niveis muito baixos invisto mais nas bocas,entro um pouco,geralmente nao bato fundos de lagos,salvo algumas excecoes.

Praia no meio do rio eh mais raro,soh em algumas ocasioes.O lado legal de pescar em praia de rio eh que as vezes entra alguma surpresa,tipo cachara.Ja viu uma cachara saltando com uma helice.........e na brasa? :gorfei: :gorfei:

Bom demais. ::tudo:: ::tudo::

Abracao.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado aos amigos pela contibuição, como diz o ditado, oque não tem remédio remediado está. Já que na maioria dos casos teremos que planejar com antecedencia as férias não tem jeito é marcar a data e rezar para dar tudo certo :>

Acho que posso ir a próxima pergunta. Resolvi continuar aqui mesmo neste tópico, assim já ficam concentradas todas as informações num único local.

Eu como um pescador de traíra aqui no sul e as vezes robalo na galhada sempre procura arremessar nas margens naqueles locais mais difíceis. Acontece que no ano passad as vezes estávamos nos lagos e eu sempre atento a aquele lugarzinho nas margens perde de paus e tranqueira para arremessar, porém as vezes o piloteiro mandava arremessar no meio do lago e isso para mim soava meio estranho, pois achava muito mais difícil acertar o peixe alí, pois na minha cabeça de pescador de traíra ele deveria estar na margem a espreita da caça. Acho que por fazer o negócio sem botar fé nào conseguí pegar nenhum no meio do lago acho que arremessava sem acreditar.

Já li em outros tópicos aqui que principalmente no horário do meio-dia valia a pena tentar o meio do lago. Más para ser mais específicos gostaria de saber em que situação devemos abandonar os arremessos nas margens e tentar o meio do lago lugar mais fundo. Consideramos aqui a utilização de hélice, outras iscas de superfície e subsuperfície.

Att

Vanderlei

Vanderlei,

Estou meio atrasado, mas vamos lá: do meio saem os maiores peixes, não duvide disso! Em entradas de lagos, por exemplo, naqueles locais onde o lago estreita, criando uma passagem para o rio, se você arremessar nas margens, terá a chance de pegar uns bons pacas, principalmente do lado de fora do lago (no rio). Agora se arremessar nb meio da boca, bem no meio mesmo, terá a chance de pegar um açuzão de 20 lbs.

Dentro dos lagos é difícil pegar peixes grandes próximo às margens... O mais provável é encontrá-los no meião do lago. Nas primeiras vezes que eu fiz isso, me senti meio maluco também... arremessando no nada... Depois você aprende (com os piloteiros, principalmente) a "ler" o lago, perceber pelo movimento da água, sombras, pequenas estruturas, que o peixe está lá.

Além disso, nos afluentes do Rio Negro, os lagos são todos "razos" (prufundidade de 3m, por aí...). Se tiver um tronco deitado lá no fundo, ou uma pedra, ou uma galhada, a estrutura está lá! E consequentemente, seu troféu também!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que podemos ir a próxima pergunta:

No ano passado a cada dia planejávamos o próximo junto com o piloteiro. Eu sempre procurando direcionar o piloteiro para procurar por lagos e o meu colega já queria mais pescar nos rios principalmente nas pontas de praias.

Diante disso gostaria de saber dos mais experientes o que normalmente dá mais resultado na busca por grandees exemplares. Lagos represados ou ponta de praia. Acredito que a resposta pode ser diferente dependendo da situação neste caso talvez a pergunta seria em que condições devo optar pelos lagos ou pescar nas pontas de praias e demais tipos de pesqueiros no próprio Rio Negro e seus afluentes?.

Att

Vanderlei

Vanderlei,

Assino em baixo do que o Celso falou! Com água muito baixa, os lagos estarão quentes demais para o tucunaré ficar alí de bobeira... Ele não aguenta! Aí vale a pena insistir nas praias e locais com água mais fresca.

Agora com as águas um pouco mais altas, o troféu está no lago, pode apostar. É claro que existem exceções, pois você pode pegar um peixe "migrando" de um lago para outro. Mas sua maior chance de pescar um peixão é nos lagos.

Quanto às praias nos rios, acho muito difícil. Lá o tucunaré-açú está em campo aberto contra todos os seus inimigos: botos, jacarés, ariranhas... Nos lagos, ele está mais abrigado.

Agora bateu um saudade da boa e velha pesca de rodada... Deixar a canoa solta, só no remo, descendo a corrente do rio, batendo nas margens... Ê beleza! Só não é pro Rio Negro, mas que é bom, é!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se eu tivesse que escolher... ou só pesca no rio ou só pesca em lago........... lago sem pestanejar!!!!!! E se fosse proibido pescar nos lagos..... ressacas do rio. Mas quem vai definir tudo é o dia de pesca e o feeling do piloteiro (levando em conta que vc estará pescando com um bom piloteiro). Se depender de mim (vamos supor que estou sem piloteiro ou que o piloteiro se mostrou fraco) só apelo para o rio se os lagos estiverem totalmente inativos daí eu procuro primeiro as ressacas e por ultimo as margens estruturadas do rio ou praias que me tragam confiança.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se eu tivesse que escolher... ou só pesca no rio ou só pesca em lago........... lago sem pestanejar!!!!!! E se fosse proibido pescar nos lagos..... ressacas do rio. Mas quem vai definir tudo é o dia de pesca e o feeling do piloteiro (levando em conta que vc estará pescando com um bom piloteiro). Se depender de mim (vamos supor que estou sem piloteiro ou que o piloteiro se mostrou fraco) só apelo para o rio se os lagos estiverem totalmente inativos daí eu procuro primeiro as ressacas e por ultimo as margens estruturadas do rio ou praias que me tragam confiança.

Vou fazer uma pergunta idiota, más tudo bem, pelo menos não fico na dúvida. Quando se trata de rio como identifico uma ressaca? Até agora estava associando praia a ressaca, porém agor ficou claro que não é a mesma coisa. negativo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sou supeito para responder a pergunta lago ou praia, eu sou um fanatico por pescar em praias alegre:: , principalmente Rio Preto, Araca e o Negro, naquelas onde formam canais em forma de V, boa parte dos meus 20lbs foram em praias, mas praia é isca de helice sem nem pensar ::tudo:: . Não importa se esta muito seco ou cheio, se tiver uma praia fora da agua e a estrutura em V pode descer batendo, nestes locais eles são mais agressivos que nos lagos. Realmente não ponho fé em lagos muito grandes, gosto de lagos pequenos e de no maximo 2mts de profundidade. Ressacas são pequenas entradas no rio onde a agua fica mais parada, não definindo uma lagoa devido seu tamanho reduzido, pode ser formado por uma entrada na margem ou por uma ponta de praia que acaba represando o canal do rio(otimos locais-um dos meus preferidos).

Abs

Carlos Dini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se eu tivesse que escolher... ou só pesca no rio ou só pesca em lago........... lago sem pestanejar!!!!!! E se fosse proibido pescar nos lagos..... ressacas do rio. Mas quem vai definir tudo é o dia de pesca e o feeling do piloteiro (levando em conta que vc estará pescando com um bom piloteiro). Se depender de mim (vamos supor que estou sem piloteiro ou que o piloteiro se mostrou fraco) só apelo para o rio se os lagos estiverem totalmente inativos daí eu procuro primeiro as ressacas e por ultimo as margens estruturadas do rio ou praias que me tragam confiança.

Vou fazer uma pergunta idiota, más tudo bem, pelo menos não fico na dúvida. Quando se trata de rio como identifico uma ressaca? Até agora estava associando praia a ressaca, porém agor ficou claro que não é a mesma coisa. negativo::

Não é, Vanderlei. Ressaca é um "canto" do rio onde a água não corre. Ela é totalmente aberta para o rio, não tem partes mais estreitas de ligação (boca). Diferente de um lago, pois um lago tem boca (local onde ele estreita para se encontrar com o rio) franca (aberta para o rio) ou fechada (a comunicação com o rio é muito estreita e fechada por mata ou mesmo por areia ou terra na seca).

Desenhando fica bem mais fácil... Vou tentar fazer um desenho aqui e te mandar. Me manda seu e-mail por MP.

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mesmo com um pouco de atraso, e tentando mostrar uma outra visão...

arrow:: Arremessos na direção da margem, tendem ( como já foi dito ) a pegar peixes menores, MAS a depender do local ( e em SIRN existem diversos pontos diferenciados ), onde existam pequeníssimas ressacas nos entornos das palmeiras nativas, existem alguns troféus a espera ! Convém não desprezar estruturas desse tipo ( água com 1 m de profundidade ).

arrow:: Lançar iscas para o meio, sem objetivo aparente é um exercício de paciência, e quase sempre feito com iscas de hélice, lançadas num mesmo lugar por diversas vezes ! A tração ( ou irritação ) pelo barulho provocado é que faz com que os "bocudos" invistam num ataque ! A leitura das águas é sempre importante, assim como as indicações do seu piloteiro, que - em tese - estará mais experiente em detectar os peixes e oportunidades... Acredite nele !

arrow:: Em locais de correnteza mais amena ( ressacas ), sugiro alternar o trabalho das hélices, com uma boa popper, sendo tracionada com alguma velocidade em alternância a toques secos ! O barulho proporcionado, via de regra, traz sucesso ! Outra isca a ser tentada nesses locais são as zaras, preferencialmente as de modelo mais barulhento ( Dr Spock da KV ), que se apresentam como fatais em determinadas circunstâncias, principalmente em pontos onde houver galhadas submersas...

arrow:: Com relação aos horários, me parece já ser um quase consenso que os horários mais quentes são os mais propícios a encontrar os grandes peixes ! Talvez pelo seu hábito alimentar nos horários de maior claridade estejam mais ativos, mas os horários de alvorada e entardecer não devem ser desprezados sob qualquer circunstância !

arrow:: Se o objetivo é pescar peixes com iscas de supefície, nada mais a acrescentar SALVO que deve ser mantida uma ( quiçá 3ª ) vara pronta com uma isca Twich ( meia água ), para as situações de rebojo atrás da isca sem batida... Convém não pestanejar na substituição do equipamento, pois pode ser sua chance de embarcar o troféu ! ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sou supeito para responder a pergunta lago ou praia, eu sou um fanatico por pescar em praias alegre:: , principalmente Rio Preto, Araca e o Negro, naquelas onde formam canais em forma de V, boa parte dos meus 20lbs foram em praias, mas praia é isca de helice sem nem pensar ::tudo:: . Não importa se esta muito seco ou cheio, se tiver uma praia fora da agua e a estrutura em V pode descer batendo, nestes locais eles são mais agressivos que nos lagos. Realmente não ponho fé em lagos muito grandes, gosto de lagos pequenos e de no maximo 2mts de profundidade. Ressacas são pequenas entradas no rio onde a agua fica mais parada, não definindo uma lagoa devido seu tamanho reduzido, pode ser formado por uma entrada na margem ou por uma ponta de praia que acaba represando o canal do rio(otimos locais-um dos meus preferidos).

Abs

Carlos Dini

Obrigado Carlos, Agora ficou bem mais fácio o etendimento do assunto.

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se eu tivesse que escolher... ou só pesca no rio ou só pesca em lago........... lago sem pestanejar!!!!!! E se fosse proibido pescar nos lagos..... ressacas do rio. Mas quem vai definir tudo é o dia de pesca e o feeling do piloteiro (levando em conta que vc estará pescando com um bom piloteiro). Se depender de mim (vamos supor que estou sem piloteiro ou que o piloteiro se mostrou fraco) só apelo para o rio se os lagos estiverem totalmente inativos daí eu procuro primeiro as ressacas e por ultimo as margens estruturadas do rio ou praias que me tragam confiança.

Vou fazer uma pergunta idiota, más tudo bem, pelo menos não fico na dúvida. Quando se trata de rio como identifico uma ressaca? Até agora estava associando praia a ressaca, porém agor ficou claro que não é a mesma coisa. negativo::

Não é, Vanderlei. Ressaca é um "canto" do rio onde a água não corre. Ela é totalmente aberta para o rio, não tem partes mais estreitas de ligação (boca). Diferente de um lago, pois um lago tem boca (local onde ele estreita para se encontrar com o rio) franca (aberta para o rio) ou fechada (a comunicação com o rio é muito estreita e fechada por mata ou mesmo por areia ou terra na seca).

Desenhando fica bem mais fácil... Vou tentar fazer um desenho aqui e te mandar. Me manda seu e-mail por MP.

Abraço!

Gustavo,

As explicações já foram suficientes pelo menos para mim, más se quizer contribuir para ilustrar melhor depois no tópico que lançarei com a solução de todas as dúvidas de um principiante acho que poderá ajudar.

Obriado pela contribuição.

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mesmo com um pouco de atraso, e tentando mostrar uma outra visão...

arrow:: Arremessos na direção da margem, tendem ( como já foi dito ) a pegar peixes menores, MAS a depender do local ( e em SIRN existem diversos pontos diferenciados ), onde existam pequeníssimas ressacas nos entornos das palmeiras nativas, existem alguns troféus a espera ! Convém não desprezar estruturas desse tipo ( água com 1 m de profundidade ).

arrow:: Lançar iscas para o meio, sem objetivo aparente é um exercício de paciência, e quase sempre feito com iscas de hélice, lançadas num mesmo lugar por diversas vezes ! A tração ( ou irritação ) pelo barulho provocado é que faz com que os "bocudos" invistam num ataque ! A leitura das águas é sempre importante, assim como as indicações do seu piloteiro, que - em tese - estará mais experiente em detectar os peixes e oportunidades... Acredite nele !

arrow:: Em locais de correnteza mais amena ( ressacas ), sugiro alternar o trabalho das hélices, com uma boa popper, sendo tracionada com alguma velocidade em alternância a toques secos ! O barulho proporcionado, via de regra, traz sucesso ! Outra isca a ser tentada nesses locais são as zaras, preferencialmente as de modelo mais barulhento ( Dr Spock da KV ), que se apresentam como fatais em determinadas circunstâncias, principalmente em pontos onde houver galhadas submersas...

arrow:: Com relação aos horários, me parece já ser um quase consenso que os horários mais quentes são os mais propícios a encontrar os grandes peixes ! Talvez pelo seu hábito alimentar nos horários de maior claridade estejam mais ativos, mas os horários de alvorada e entardecer não devem ser desprezados sob qualquer circunstância !

arrow:: Se o objetivo é pescar peixes com iscas de supefície, nada mais a acrescentar SALVO que deve ser mantida uma ( quiçá 3ª ) vara pronta com uma isca Twich ( meia água ), para as situações de rebojo atrás da isca sem batida... Convém não pestanejar na substituição do equipamento, pois pode ser sua chance de embarcar o troféu ! ::tudo::

Kid,

MUito obrigado pela atenção, como sempre perfeito quando se trata de tucunaré no Rio Negro. Más, va se preparando que as dúvidas não terminaram não. Ainda tem mais...

Aproveito já que você citou as zaras. A pergunta sobre elas é que se e melhor trabalhar elas deslizando em Z formando curvas mais abertas ou com toques mais vigorosos para fazer ela vir tipo pulando sobre a água, trabalho muito recomendado pelo meu piloteiro no ano passado principalmente quando se tratava do joão pepino?

Att

Vanderlei

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em termos de zaras, eu inicio o trabalho no primeiro metro como um stick, depois venho zarando com toques curtos, tenho tido mais sucesso assim, e realmente os piloteiros de lá gostam deste trabalho.

E para trabalhar como stick, na minha opinião é imbativel a Jumping minnow original.

Abs

Carlos Dini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...