Ir para conteúdo
Romulo Dicarlo

Snake Head - Ameaça ou Sensacionalismo

Posts Recomendados

498f9e10-a44a-48f9-ad99-29d8110c0ae2_zps arrow:: 387d9533-2266-4116-8f23-91bc6a0247a5_zps 

 

Boa noite amigos, participo de um grupo de WhatsApp e esses dias um colega enviou umas fotos de pescadores que haviam capturado a tal espécie (Snake Head) em rios de Pernambuco, logo surgiram vários comentários que me deixaram com uma certa preocupação. Os comentários foram de que tal espécie representa um risco altíssimo para os peixes de nossas águas inclusive o Tucunaré, e que seria questão de tempo para que começássemos a sentir o efeito da devastação que este peixe pode calsar. Antigamente vi uma reportagem sobre o Snake Head de que nos Estados Unidos haviam liberado a captura desenfreada deste peixe com o intuito de diminuir o estrago que eles causam nas regiões que habitam. Decidi abrir este tópico para ouvir a opinião de vocês sobre o assunto pois acredito que quando se fala do futuro de nossas espécies em especial do nosso carro chefe (TUCUNARÉ) ai a coisa fica séria.

Grande abraço a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Romulo

 

A introdução de especies exoticas é a segunda maior causa de extinção, perdendo apenas para a destruição de habitat.

Geralmente ocorrem maiores problemas em ambientes com pouca diversidade, como america do norte e europa. Falando de peixe, o nosso litoral esta começando a ser ocupado pelo peixe-leão, parece que nos corais da florida e caribe ja estao sentindo os efeitos desse novo predador.

Sobre o snake-head, o risco existe. Como vc relatou, se ele esta presente nos rios que vc pesca, so resta esperar e ver o que acontece...

 

bração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um Biólogo já tinha me falado que ele é uma potencial ameaça inclusive para o Tucunaré há uns 2 anos atrás, e que já estava sendo encontrado no Brasil eu não acreditei mas agora é rezar para que não apareça aqui na Bahia! Quem pegar favor sacrificar! Essa é minha opinião!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Romulo

A introdução de especies exoticas é a segunda maior causa de extinção, perdendo apenas para a destruição de habitat.

Geralmente ocorrem maiores problemas em ambientes com pouca diversidade, como america do norte e europa. Falando de peixe, o nosso litoral esta começando a ser ocupado pelo peixe-leão, parece que nos corais da florida e caribe ja estao sentindo os efeitos desse novo predador.

Sobre o snake-head, o risco existe. Como vc relatou, se ele esta presente nos rios que vc pesca, so resta esperar e ver o que acontece...

bração

Valeu Tiago, agora é torcer para que eles encontrem muitas ariranhas pelo caminho. Rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Espécies introduzidas ou invasoras são sempre um perigo, então temos que tomar muito cuidado. Agora em relação a comer o mesmo não sei teremos que ver kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

Pegou matou, será que presta frito ::tudo:: ::tudo::

 

 

27ef57a6-6add-4cfe-9c7f-82042864b1f6_zps 9d3e1208-6bc4-4525-9640-f610fc325fe0_zps

 

Se presta não sei, mas tem gente comendo...  :gorfei:  Kid M

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sensacionalismo puro... Tão prejudicial quanto qualquer outro peixe predador ou com potencial para, como Bass, Bagre Africano, Tilápia, Truta, TUCUNARÉ, etc... e qualquer outro peixe que não seja nativo da bacia em questão...

 

Sinceramente... Para mim é mais uma ótima opção de pesca... Se um dia tiver a oportunidade de pegar não vou abater.

 

Abraços,

 

Ricardo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lá nos estaduzunidos a coisa é trata seriamente.

 

Ele é tido sim como uma ameça à fauna e a recomendação é matar , colocando em água gelada pois ele sobrevive bastante tempo fora da água. Tem respiração pseudo-pulmonar.

Além disso o pescador deve informar a agência americana de proteção à vida selvagem o local onde capturou.

Lá a venda e transporte desse peixe é PROIBIDA.

 

Algumas coisa são preocupantes:

- Se adapta muito bem em águas tropicais, pois é um peixe de origem africana ou asiática, conforme a espécie.

portanto pode se reproduzir muito bem aqui.

- Tem grande habilidade parental. O casal cuida dos alevinos até que atingiam tamanho suficiente. Assim como faz o tucunaré.

- Voraz, se alimenta de tudo.

- Há relatos de ataques a humanos da espécie maior Channa micropeltes. Pois é, o nome científico é Channa. blink::

- Há grande preocupação que seja vetor de bactérias e parasitas potencialmente tão perigosos para o meio ambiente quanto ele.

 

Tá tudo aqui: http://www.fws.gov/fisheries/ANS/pdf_files/Snakeheads.pdf

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lá nos estaduzunidos a coisa é trata seriamente.

 

Ele é tido sim como uma ameça à fauna e a recomendação é matar , colocando em água gelada pois ele sobrevive bastante tempo fora da água. Tem respiração pseudo-pulmonar.

Além disso o pescador deve informar a agência americana de proteção à vida selvagem o local onde capturou.

Lá a venda e transporte desse peixe é PROIBIDA.

 

Algumas coisa são preocupantes:

- Se adapta muito bem em águas tropicais, pois é um peixe de origem africana ou asiática, conforme a espécie.

portanto pode se reproduzir muito bem aqui.

- Tem grande habilidade parental. O casal cuida dos alevinos até que atingiam tamanho suficiente. Assim como faz o tucunaré.

- Voraz, se alimenta de tudo.

- Há relatos de ataques a humanos da espécie maior Channa micropeltes. Pois é, o nome científico é Channa. blink::

- Há grande preocupação que seja vetor de bactérias e parasitas potencialmente tão perigosos para o meio ambiente quanto ele.

 

Tá tudo aqui: http://www.fws.gov/fisheries/ANS/pdf_files/Snakeheads.pdf

Salvei na pendrive, lerei em casa com cuidado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lá nos estaduzunidos a coisa é trata seriamente.

 

Ele é tido sim como uma ameça à fauna e a recomendação é matar , colocando em água gelada pois ele sobrevive bastante tempo fora da água. Tem respiração pseudo-pulmonar.

Além disso o pescador deve informar a agência americana de proteção à vida selvagem o local onde capturou.

Lá a venda e transporte desse peixe é PROIBIDA.

 

Algumas coisa são preocupantes:

- Se adapta muito bem em águas tropicais, pois é um peixe de origem africana ou asiática, conforme a espécie.

portanto pode se reproduzir muito bem aqui.

- Tem grande habilidade parental. O casal cuida dos alevinos até que atingiam tamanho suficiente. Assim como faz o tucunaré.

- Voraz, se alimenta de tudo.

- Há relatos de ataques a humanos da espécie maior Channa micropeltes. Pois é, o nome científico é Channa. blink::

- Há grande preocupação que seja vetor de bactérias e parasitas potencialmente tão perigosos para o meio ambiente quanto ele.

 

Tá tudo aqui: http://www.fws.gov/fisheries/ANS/pdf_files/Snakeheads.pdf

palmas::  palmas::  palmas::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lá nos estaduzunidos a coisa é trata seriamente.

Ele é tido sim como uma ameça à fauna e a recomendação é matar , colocando em água gelada pois ele sobrevive bastante tempo fora da água. Tem respiração pseudo-pulmonar.

Além disso o pescador deve informar a agência americana de proteção à vida selvagem o local onde capturou.

Lá a venda e transporte desse peixe é PROIBIDA.

Algumas coisa são preocupantes:

- Se adapta muito bem em águas tropicais, pois é um peixe de origem africana ou asiática, conforme a espécie.

portanto pode se reproduzir muito bem aqui.

- Tem grande habilidade parental. O casal cuida dos alevinos até que atingiam tamanho suficiente. Assim como faz o tucunaré.

- Voraz, se alimenta de tudo.

- Há relatos de ataques a humanos da espécie maior Channa micropeltes. Pois é, o nome científico é Channa. blink::

- Há grande preocupação que seja vetor de bactérias e parasitas potencialmente tão perigosos para o meio ambiente quanto ele.

Tá tudo aqui: http://www.fws.gov/fisheries/ANS/pdf_files/Snakeheads.pdf

Grande Yamaki, com meu inglês horroroso eu tinha lido também que vive bem em águas com certo grau de salinidade. Me confirma?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Yamaki, com meu inglês horroroso eu tinha lido também que vive bem em águas com certo grau de salinidade. Me confirma?

Tudo joia Pinguim. :amigo:

Não sou muito melhor que vc na língua de Shakespeare :gorfei: , mas o texto diz o contrário:

"Snakeheads are freshwater fishes with little, if any, tolerance for saltwater."

 

Eles não seriam peixes de estuário, contudo, como testemunhado pelo Dini, há sim Snakeheads nos canais da Flórida (Miami) e estes possuem ligação com o mar. Não saberia dizer qual o grau de salinidade dessas águas, mas provavelmente eles se encontram em canais mais interiores, longe do mar.

 

Uma coisa mais preocupante e que me passou despercebido , e só reparei graças a vc pois está no mesmo parágrafo, é que essa "praga"  tem tolerância alta e preferência por águas ácidas, conseguindo sobreviver a pHs de até 2,8. Isso é mais ácido que as águas do Rio Negro. :choquei:

 

Isso não quer dizer que ele não viva em águas neutras ou alcalinas, mas que pode sobreviver a uma variedade enorme de ecossistemas se propagando de uma para a outra sem maiores dificuldades.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tudo joia Pinguim. :amigo:

Não sou muito melhor que vc na língua de Shakespeare :gorfei: , mas o texto diz o contrário:

"Snakeheads are freshwater fishes with little, if any, tolerance for saltwater."

Eles não seriam peixes de estuário, contudo, como testemunhado pelo Dini, há sim Snakeheads nos canais da Flórida (Miami) e estes possuem ligação com o mar. Não saberia dizer qual o grau de salinidade dessas águas, mas provavelmente eles se encontram em canais mais interiores, longe do mar.

Uma coisa mais preocupante e que me passou despercebido , e só reparei graças a vc pois está no mesmo parágrafo, é que essa "praga" tem tolerância alta e preferência por águas ácidas, conseguindo sobreviver a pHs de até 2,8. Isso é mais ácido que as águas do Rio Negro. :choquei:

Isso não quer dizer que ele não viva em águas neutras ou alcalinas, mas que pode sobreviver a uma variedade enorme de ecossistemas se propagando de uma para área outra sem maiores dificuldades.

Show amigo.

Valeu pelo esclarecimento.

Estou precisando me matrucular em uma escola de inglês urgente. Rsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...