Ir para conteúdo
Eder Nascimento

Polêmica – GUIAS QUE PESCAM COM CLIENTES

Posts Recomendados

Pessoal quero levantar um assunto aqui que vai dar “pano pra manga”.

 

Tenho percebido a cada dia mais, principalmente acompanhando pelo instagram, guias renomados que pescam com seus clientes.

Não vou aqui citar nomes para não ser expor e nem ser injusto com um ou com outro, mas quem acompanha Instagram sabe exatamente dos guias que estou falando (kkkkk).

Confesso que uma das coisas que me incomoda muito é ver o guia pescando com os clientes e tem uns que ainda pescam no bico do barco, posição privilegiada que deveria ser do cliente que sai de muito longe para pegar seu troféu e paga caro, diga-se de passagem.

Vejo isso ocorrer mais em lagos de maneira geral do que na Amazônia por exemplo (mas também acontece uma vez ou outra). Atrevo-me a dizer que mais de 70% dos guias de pesca de tucunaré azul e ate mesmo de robalo pescam com os clientes, que muitas vezes ficam constrangidos em solicitar para que o guia não pesque.

A meu ver isso diminui significantemente as chances do peixe grande bater na isca do cliente que é quem esta pagando a pescaria. Afinal qual será isca que vai apresentar um melhor trabalho? Quem terá um arremesso mais preciso? Quem esta todo dia na água ou quem esperou vários meses sem pescar para ter aquele momento?

Ainda vejo esses guias renomados tirando foto com a placa e o cliente ao lado com cara de paisagem.

Sei também que tem os dias atípicos em que o guia precisar pescar para levantar o peixe ou até mesmo para salvar um assado para o almoço.

 

Para fechar eu deixo a seguinte pergunta: “o guia vai rachar a diária com cliente?”

 

Sei que muitos vão discordar comigo, então quero ver a opinião de vocês.

 

Mas reflitam: “vocês esta na Amazônia pescando (pagou mais de 6 mil) em uma pescaria difícil, o guia passa a mão em um dos seus conjuntos e pega um troféu e você fica chupando dedo”. É para jogar o guia para as piranhas ou não é? E olha já vi acontecer, kkkkk.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu não gosto que o guia pesque e já aviso desde o primeiro dia na pousada. Excepcionalmente posso combinar dele arrremessar iscas sem garateia, quando a pescaria esta mais dificil.. Mas de forma geral, ele é Piloteiro, então pilota e eu pesco. Isso ai....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 minutos atrás, Adalberto Magrao disse:

Eu não gosto que o guia pesque e já aviso desde o primeiro dia na pousada. Excepcionalmente posso combinar dele arrremessar iscas sem garateia, quando a pescaria esta mais dificil.. Mas de forma geral, ele é Piloteiro, então pilota e eu pesco. Isso ai....

Isso ai meu amigo, eu também já aviso de cara para não ter problema ao longo da pescaria. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Assunto de fato complicado..

Só pesquei com guia em Barcelos, e por sinal fiquei admirado com o trampo dos caras, subia em arvore pra desenroscar iscas, pulava na água pra salvar equipamento, ajudava a tirar os peixes da e sempre deixava o barco na posição boa para os dois pescadores arremessar.

A proa do barco de fato é um lugar mais privilegiado para quem pesca com guia, pra quem pesca em dupla ou trio e com o motor elétrico direcionado biologicamente, muitos fogem... kkkk

Se eu tiver pescado sozinho + o guia talvez até peça para ele pescar comigo, desde que não atrapalhe no seu serviço prestado, mas em dupla + o guia ja acho que fica ruim.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, TiagoAsa disse:

Assunto de fato complicado..

Só pesquei com guia em Barcelos, e por sinal fiquei admirado com o trampo dos caras, subia em arvore pra desenroscar iscas, pulava na água pra salvar equipamento, ajudava a tirar os peixes da e sempre deixava o barco na posição boa para os dois pescadores arremessar.

A proa do barco de fato é um lugar mais privilegiado para quem pesca com guia, pra quem pesca em dupla ou trio e com o motor elétrico direcionado biologicamente, muitos fogem... kkkk

Se eu tiver pescado sozinho + o guia talvez até peça para ele pescar comigo, desde que não atrapalhe no seu serviço prestado, mas em dupla + o guia ja acho que fica ruim.

 

Esse sim é o guia que faz valer a caixinha do final da pescaria, na Amazônia em sua grande maioria os piloteiros são os ribeirinhos e tem este tipo de tratamento. Chega até deixar a gente constrangido do tanto que nos trata bem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa é uma questão recorrente ! A depender do local (e do operador), os piloteiros são ousados mesmo !

Certa feita conheci um guia que pescava para levar o peixe para casa, quando os pescadores praticavam pesque e solte...

O mais coerente (e recomendado) é ajustar essa situação ANTES de iniciar a pescaria !

Vão ter uns que irão se incomodar, mas de uma maneira geral, aceitarão numa boa... !

De preferência na frente do responsável pela operação (seja o dono ou o gerente) para deixar claro !

A questão da "gratificação" (já incorporada como salário indireto) ajuda a minorar essa questão !

Basta avisar que ela "existirá" para deixar os ânimos menos acirrados... colocar um prêmio especial para o maior peixe, ajuda bastante !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem complicado mesmo esse tipo de debate, temos grandes guias aqui mesmo no fórum e alguns são bons amigos também, mas vamos lá!

No "meu" ponto de vista é que isso acontece principalmente com aqueles guias mais renomados e por serem mais conhecidos "uns já dão até autógrafos rsrsrsrs" eu acho que se sente no direito de pescar junto do cliente e isso não acontece só na pescaria e outros esportes também é assim, o ideal é não termos vergonha de falar e o sitocou também tem que funcionar nessa hora.

Com certeza esse tópico vai ser lido por algum guia que vai se familiarizar e gostaria de dizer que o serviço prestado por eles é fundamental em varias ocasiões e que não se sitam ofendidos, são apenas opiniões próprias e que cada pessoa pensa de uma certa forma e o principal de tudo é o respeito!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eder vamos entender fatos. Primeiro, não acho certo o guia pescar junto com seu cliente - a não ser que solicitado por ele (cliente). Segundo muito do que aparece no Instragram, etc é material promocional do guia - eles precisam se promover para terem clientes e ganhar o sustento de seu trabalho e há situações em que eles participam de matérias junto a programas de TV e ou revista especializadas e pescam para que seja conhecida sua habilidade no tema. Há também os que estão se iniciando numa modalidade e ou em um espécie e desejam aprender e usam guias com esse intuito, o que torna a pratica muitas vezes a demonstração de como se fazer as recomendações. Mas o que menciono nesse paragrafo é a respeito de guias que são autônomos  - possuem barco, equipamentos e conhecem muito sobre o local e espécie desejada.  Isso é diferente de um guia na Amazônia como você menciona, lá ele é uma guia local que tem muito conhecimento da região e sobre o peixe e os que realmente permitem que o guia pesque é por que não demonstram conhecimento suficiente para tal e não desejam retornar sem algo a apresentar.

Quando vc contrata o serviço de um guia há propósitos ao faze-lo, é ai que começa a boa relação com seu guia ! A sinceridade em avisar que você deseja pescar de sua forma e gostaria que ele só o oriente em relação ao local e não pesque. Ou que você deseja aprender e quer vê-lo pescar comentando o que está fazendo e oriente a maneira adequada de fazer. Guias especializados são uma ótima forma de encurtar aprendizado, quando é o que se deseja. Guias é uma ótima forma de se dar bem em uma pescaria  - principalmente se não conhece a região, ele estará cedendo essas informações. Mas é preciso dizer o que se deseja claramente. Senão você irá continuar a fazer enquetes semelhantes a procura de respostas que te confortem e não resposta que resolvam o problema. 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Kid M disse:

Essa é uma questão recorrente ! A depender do local (e do operador), os piloteiros são ousados mesmo !

Certa feita conheci um guia que pescava para levar o peixe para casa, quando os pescadores praticavam pesque e solte...

O mais coerente (e recomendado) é ajustar essa situação ANTES de iniciar a pescaria !

Vão ter uns que irão se incomodar, mas de uma maneira geral, aceitarão numa boa... !

De preferência na frente do responsável pela operação (seja o dono ou o gerente) para deixar claro !

A questão da "gratificação" (já incorporada como salário indireto) ajuda a minorar essa questão !

Basta avisar que ela "existirá" para deixar os ânimos menos acirrados... colocar um prêmio especial para o maior peixe, ajuda bastante !

Grande Kid acredito que em operações de pesca seja menos recorrente o caso do guia ser ousado a este ponto, mas claro sempre pode acontecer.
Mas em lagos que você lida direto com guia é muito corriqueiro. Isso é algo em que os guias precisam amadurecer, mas cabe ao cliente pontuar a situação com guia. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
39 minutos atrás, TiWillian disse:

Bem complicado mesmo esse tipo de debate, temos grandes guias aqui mesmo no fórum e alguns são bons amigos também, mas vamos lá!

No "meu" ponto de vista é que isso acontece principalmente com aqueles guias mais renomados e por serem mais conhecidos "uns já dão até autógrafos rsrsrsrs" eu acho que se sente no direito de pescar junto do cliente e isso não acontece só na pescaria e outros esportes também é assim, o ideal é não termos vergonha de falar e o sitocou também tem que funcionar nessa hora.

Com certeza esse tópico vai ser lido por algum guia que vai se familiarizar e gostaria de dizer que o serviço prestado por eles é fundamental em varias ocasiões e que não se sitam ofendidos, são apenas opiniões próprias e que cada pessoa pensa de uma certa forma e o principal de tudo é o respeito!

No meu ponto de vista os guias que tem esta prática precisam ser mais profissionais, serve de alerta e cabe ao cliente fazê-los enxergar que o caminho para satisfação do cliente passa por ele não pescar.

Tem guia que se deixar joga o cliente do barco kkkkk.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Kid M disse:

Essa é uma questão recorrente ! A depender do local (e do operador), os piloteiros são ousados mesmo !

Certa feita conheci um guia que pescava para levar o peixe para casa, quando os pescadores praticavam pesque e solte...

O mais coerente (e recomendado) é ajustar essa situação ANTES de iniciar a pescaria !

Vão ter uns que irão se incomodar, mas de uma maneira geral, aceitarão numa boa... !

De preferência na frente do responsável pela operação (seja o dono ou o gerente) para deixar claro !

A questão da "gratificação" (já incorporada como salário indireto) ajuda a minorar essa questão !

Basta avisar que ela "existirá" para deixar os ânimos menos acirrados... colocar um prêmio especial para o maior peixe, ajuda bastante !

Com tudo respeito KID M, o fato de estipular um premio especial é o que leva ao desequilíbrio funcional entre guias - sim há os bons e ou menos bons, oferecer algo que não é comum a todos cria uma competição que pode prejudicar muito mais a quem está pagando para ir pescar do que a quem está prestando o serviço. Quando estive a frente de operações semelhantes combati essa pratica e sempre estarei combatendo - ela só serve para encarecer o serviço e estimular algumas praticas não adequadas. Entendo que pode parecer um incentivo a mais, que deveria ser produtivo, mas a pratica leva a verdadeiro clima de guerra entre os prestadores de serviço a uma operação e muitos - bons profissionais, preferem sair a conviver com essa pratica.

Gratificação é o agradecimento por um serviço bem realizado, que te atendeu acima do esperado - pois pelo esperado já estamos pagando ! Desculpe é a visão de alguém que já esteve de vários lados do mesmo problema. Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
22 minutos atrás, Pepe Melega disse:

Eder vamos entender fatos. Primeiro, não acho certo o guia pescar junto com seu cliente - a não ser que solicitado por ele (cliente). Segundo muito do que aparece no Instragram, etc é material promocional do guia - eles precisam se promover para terem clientes e ganhar o sustento de seu trabalho e há situações em que eles participam de matérias junto a programas de TV e ou revista especializadas e pescam para que seja conhecida sua habilidade no tema. Há também os que estão se iniciando numa modalidade e ou em um espécie e desejam aprender e usam guias com esse intuito, o que torna a pratica muitas vezes a demonstração de como se fazer as recomendações. Mas o que menciono nesse paragrafo é a respeito de guias que são autônomos  - possuem barco, equipamentos e conhecem muito sobre o local e espécie desejada.  Isso é diferente de um guia na Amazônia como você menciona, lá ele é uma guia local que tem muito conhecimento da região e sobre o peixe e os que realmente permitem que o guia pesque é por que não demonstram conhecimento suficiente para tal e não desejam retornar de mão vazia em seu retorno.

Quando vc contrata o serviço de um guia há propósitos ao faze-lo, é ai que começa a boa relação com seu guia ! A sinceridade em avisar que você deseja pescar de sua forma e gostaria que ele só o oriente em relação ao local e não pesque. Ou que você deseja aprender e quer vê-lo pescar comentando o que está fazendo e oriente a maneira adequada de fazer. Guias especializados são uma ótima forma de encurtar aprendizado, quando é o que se deseja. Guias é uma ótima forma de se dar bem em uma pescaria  - principalmente se não conhece a região, ele estará cedendo essas informações. Mas é preciso dizer o que se deseja claramente. Senão você irá continuar a fazer enquetes semelhantes a procura de respostas que te confortem e não resposta que resolvam o problema. 

 

Grande Pepe Melega, satisfação de ter você comentando meu tópico.

Entendo essa questão do guia ter que se promover, mas não seria mais interessante o guia se promover com captura do cliente. A vontade de citar pelo menos dois nomes é muito grande mais não vou fazer para não gerar transtorno.

Então vou citar um exemplo positivo de tal fato como você explanou: meu guia de pesca (quem me acompanha aqui sabe quem é meu guia) me ensinou praticamente tudo que sei hoje e continua a me ensinar a cada pescaria que faço com ele. Hoje posso dizer que a relação extrapolou e somos amigos. Ele no início pescava comigo justamente para me ensinar na prática e hoje isso não ocorre mais, os pequenos ajustes ele faz me falando e não pescando. Sou fraco com ele e digo que não quero que ele pesque e ele respeita, digamos que quase que 100%, afinal todo guia é fominha.

O sucesso de uma pescaria vai muito do guia como profissional e valorizo demais este trabalho. Os guias ficam debaixo de sol e chuva para ganhar seu pão diário e prestando serviços para todo tipo de cliente, e vamos falar a verdade tem cliente que é de lascar!

Na amazônia nem costumo chamar de guia, mas sim piloteiro. Os caras conhecem muito e seu trabalho é ligado ao operador.

Quanto a minha enquete levantada como foi colocada por você, quero deixar claro que não busco resposta que me conforte, não estou em busca de alguém que chegue aqui e me traga conforto com sua resposta. É mais uma indignação das coisas que tenho visto, como vi hoje pela manhã e cansado de ver tal situação eu só fiz um desabafo e gostaria de saber se os amigos também ficam indignados em passar por isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Penso que essa questão de Guia pescar deveria ser simples: Para pesque e solte o guia não pesca, ponto final.

Acho também que o GUIA que pesca deveria em primeiro lugar dizer "Eu só acompanho o turista se eu também pescar, você (turista) aceita esta condição? Se sim, o turista aceita, está resolvido. 

Se ele(guia) é patrocinado por alguém e precisa mostrar ao patrocinador suas habilidades, deveria faze-lo em um dia pesca SOZINHO!

Eu entendo que quando eu contrato um guia para EU  pescar, eu sou o patrocinador do guia neste momento! Eu preciso que ele mostre suas habilidade de pilotagem e de tirar o peixe da pauleira etc...

Enfim é uma relação de "negócio" como qualquer outra combina, antes e fim de papo!

Agora, você vai pescar no barco hotel, por exemplo, e os piloteiros sem mais aviso começa a jogar a isca na água... já era!

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
23 minutos atrás, Pepe Melega disse:

Com tudo respeito KID M, o fato de estipular um premio especial é o que leva ao desequilíbrio funcional entre guias - sim há os bons e ou menos bons, oferecer algo que não é comum a todos cria uma competição que pode prejudicar muito mais a quem está pagando para ir pescar do que a quem está prestando o serviço. Quando estive a frente de operações semelhantes combati essa pratica e sempre estarei combatendo - ela só serve para encarecer o serviço e estimular algumas praticas não adequadas. Entendo que pode parecer um incentivo a mais, que deveria ser produtivo, mas a pratica leva a verdadeiro clima de guerra entre os prestadores de serviço a uma operação e muitos - bons profissionais, preferem sair a conviver com essa pratica.

Gratificação é o agradecimento por um serviço bem realizado, que te atendeu acima do esperado - pois pelo esperado já estamos pagando ! Desculpe é a visão de alguém que já esteve de vários lados do mesmo problema. Abs

Concordo com Pepe, gera um ciúmes que pode acabar afetando a pescaria dos demais companheiros, se for para fazer isso que seja no último dia (hehehe). Afinal o troféu pode vir naturalmente no decorrer da pescaria. 

Eu particularmente acho que todos devem dar a caixinha no final da pescaria e em valores iguais. Mas se ao longo da pescaria alguma dupla tiver insatisfeito com serviço prestado pelo piloteiro, já fala logo com operador e nem espera acabar a pescaria.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, Eder Nascimento disse:

Grande Pepe Melega, satisfação de ter você comentando meu tópico.

Entendo essa questão do guia ter que se promover, mas não seria mais interessante o guia se promover com captura do cliente. A vontade de citar pelo menos dois nomes é muito grande mais não vou fazer para não gerar transtorno.

Então vou citar um exemplo positivo de tal fato como você explanou: meu guia de pesca (quem me acompanha aqui sabe quem é meu guia) me ensinou praticamente tudo que sei hoje e continua a me ensinar a cada pescaria que faço com ele. Hoje posso dizer que a relação extrapolou e somos amigos. Ele no início pescava comigo justamente para me ensinar na prática e hoje isso não ocorre mais, os pequenos ajustes ele faz me falando e não pescando. Sou fraco com ele e digo que não quero que ele pesque e ele respeita, digamos que quase que 100%, afinal todo guia é fominha.

O sucesso de uma pescaria vai muito do guia como profissional e valorizo demais este trabalho. Os guias ficam debaixo de sol e chuva para ganhar seu pão diário e prestando serviços para todo tipo de cliente, e vamos falar a verdade tem cliente que é de lascar!

Na amazônia nem costumo chamar de guia, mas sim piloteiro. Os caras conhecem muito e seu trabalho é ligado ao operador.

Quanto a minha enquete levantada como foi colocada por você, quero deixar claro que não busco resposta que me conforte, não estou em busca de alguém que chegue aqui e me traga conforto com sua resposta. É mais uma indignação das coisas que tenho visto, como vi hoje pela manhã e cansado de ver tal situação eu só fiz um desabafo e gostaria de saber se os amigos também ficam indignados em passar por isso.

Entendo Eder, minha resposta não teve conotação pessoal em primeiro lugar. O fato você já esclarece no seu texto e tem muito respeito ao seu guia mais comum quando pesca na Amazônia, a ponto de ter se tornando um amigo - a exemplo de muitos que fiz  da mesma forma. O que alerto - pois muito lêem as respostas e a necessidade de estabelecer a relação que se deseja na prestação do serviço e nisso temos o mesmo pensamento. Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, MAURICIO ROSSETIM disse:

Penso que essa questão de Guia pescar deveria ser simples: Para pesque e solte o guia não pesca, ponto final.

Acho também que o GUIA que pesca deveria em primeiro lugar dizer "Eu só acompanho o turista se eu também pescar, você (turista) aceita esta condição? Se sim, o turista aceita, está resolvido. 

Se ele(guia) é patrocinado por alguém e precisa mostrar ao patrocinador suas habilidades, deveria faze-lo em um dia pesca SOZINHO!

Eu entendo que quando eu contrato um guia para EU  pescar, eu sou o patrocinador do guia neste momento! Eu preciso que ele mostre suas habilidade de pilotagem e de tirar o peixe da pauleira etc...

Enfim é uma relação de "negócio" como qualquer outra combina, antes e fim de papo!

Agora, você vai pescar no barco hotel, por exemplo, e os piloteiros sem mais aviso começa a jogar a isca na água... já era!

 

 

 

Exatamente isso parceiro. Foi bem claro nas suas palavras, penso desta forma também. 

Agora esse piloteiro do barco hotel começar jogar iscar é Phodis heim! A vontade é fazer ele virar comida de piranha ou rachar os mais 6 mil que você pagou com ele, kkkk.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, Pepe Melega disse:

Entendo Eder, minha resposta não teve conotação pessoal em primeiro lugar. O fato você já esclarece no seu texto e tem muito respeito ao seu guia mais comum quando pesca na Amazônia, a ponto de ter se tornando um amigo - a exemplo de muitos que fiz  da mesma forma. O que alerto - pois muito lêem as respostas e a necessidade de estabelecer a relação que se deseja na prestação do serviço e nisso temos o mesmo pensamento. Abraço

Mais uma vez obrigado Pepe, esta esclarecido. Muito também é culpa do cliente que se constrange em dizer que gostaria que o guia não pescasse. 

Mas é isso que o amigo disse em cima, se é pesca esportiva o guia esta ali para te deixar na cara do gol e te ensinar no que precisar aprender para aquela pescaria.

Grande abraço e suas cores de isca não falha. Pegamos bons peixes com elas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, Eder Nascimento disse:

Exatamente isso parceiro. Foi bem claro nas suas palavras, penso desta forma também. 

Agora esse piloteiro do barco hotel começar jogar iscar é Phodis heim! A vontade é fazer ele virar comida de piranha ou rachar os mais 6 mil que você pagou com ele, kkkk.

Fato, mas posso lhe afirmar que dois guias que conheço e que frequentemente aparecem pelo Instagram e FB há um que tem o meu mais profundo respeito como profissional e a operação dele custa bem mais do que o valor mencionado. As vezes precisamos entender a função real do individuo no grupo - tipo se esse é o organizador, ou administrador somente ou se ambos além de ser um dos guias !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, Pepe Melega disse:

Fato, mas posso lhe afirmar que dois guias que conheço e que frequentemente aparecem pelo Instagram e FB há um que tem o meu mais profundo respeito como profissional e a operação dele custa bem mais do que o valor mencionado. As vezes precisamos entender a função real do individuo no grupo - tipo se esse é o organizador, ou administrador somente ou se ambos além de ser um dos guias !

Sei exatamente de quem esta falando. Esse é um cara que é diferenciado mesmo, a operação dele é cara mas ele entrega o que tem de melhor para seu cliente, não mede esforços e tem um trato com cliente que faz valer cada centavo investido.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vejo como situação distintas e a combinar, quando se contrata uma operação os guias geralmente estão inclusos e são prestadores de serviço e não pescadores (cada um no seu lugar) agora já me aconteceu de estar pescando sozinho e convidar o guia para dar uns arremessos mas ai é outra história ou o guia me convidar pra pescar com ele, não vejo problema em o guia dar uma meia duzia  arremessos, agora pescar o dia inteiro e ainda utilizar o teu lugar no barco ( sem chance) mas os guias precisam de publicidade nos tempos de publicidade digital tem locais que as capturas aparecem em tempo real e eles precisam fazer seu nome e divulgação de suas pescarias, mas na minha opinião sempre uma boa conversa resolve... Abraços.., 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
34 minutos atrás, MAURICIO ROSSETIM disse:

Penso que essa questão de Guia pescar deveria ser simples: Para pesque e solte o guia não pesca, ponto final.

Acho também que o GUIA que pesca deveria em primeiro lugar dizer "Eu só acompanho o turista se eu também pescar, você (turista) aceita esta condição? Se sim, o turista aceita, está resolvido. 

Se ele(guia) é patrocinado por alguém e precisa mostrar ao patrocinador suas habilidades, deveria faze-lo em um dia pesca SOZINHO!

Eu entendo que quando eu contrato um guia para EU  pescar, eu sou o patrocinador do guia neste momento! Eu preciso que ele mostre suas habilidade de pilotagem e de tirar o peixe da pauleira etc...

Enfim é uma relação de "negócio" como qualquer outra combina, antes e fim de papo!

Agora, você vai pescar no barco hotel, por exemplo, e os piloteiros sem mais aviso começa a jogar a isca na água... já era!

 

 

 

Mauricio, guias autônomos são donos de suas operações e algumas vezes são patrocinados sim. Quando pescam comigo - por exemplo, pescam como parceiros na maioria das vezes - estamos junto a fazer um trabalho que inclui divulgar uma técnica e o trabalho dele como guia. Mas se estou como cliente a história é outra - exemplo, se estou indo para um local de pesca que em seu pacote está o guia de pesca a disposição ele está lá para prestar um serviço que é me guiar em minha pratica de pesca e não pescar comigo - a não ser que eu o convide a isso. Ou seja como sempre somos nós que definimos como será no atividade com eles. Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou fazendo um complemento para esclarecer uma situação de como vejo o "patrocínio" - que na realidade é um apoio promocional na maioria dos casos. Guias, normalmente autônomos e ou operadores recebem, recebem apoio promocional em forma de varas, carretilhas, iscas, linhas, etc para pescar quando solicitados, mas o principio fundamental é para que esses equipamentos entre em contato com seus clientes,  para que uma vara seja experimentada, uma carretilha seja testada em um dia de pesca, para que o líder seja refeito colocando em uso o da marca que ele promove, para que a isca seja conhecida e se mostre pegadeira,  essa é a função básica desse "patrocínio" - se o guia não faz esse uso, ele não é adequado a quem o está apoiando com intuito promocional. Isso deve ser a visão de quem está nesse mercado, seja ele o promotor, o guia e o cliente !

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Passei por isso em Guapimirim,fui com um amigo pescar robalos na baía de Guanabara e nos mangues,o guia perguntou se ele poderia pescar também,meu amigo disse que poderia eu fiquei na minha,pedi para ficar na ponta do barco ele disse que não poderia pois ele que tinha que controlar o motor elétrico, resultado:ele pegou quase todos os peixes da pescaria e o pior,no final ainda queria vender peixe pra gente, nunca mais fui nem recomendo, apesar do lugar ser bacana perdeu um cliente e muitas indicações....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Eder campos disse:

Passei por isso em Guapimirim,fui com um amigo pescar robalos na baía de Guanabara e nos mangues,o guia perguntou se ele poderia pescar também,meu amigo disse que poderia eu fiquei na minha,pedi para ficar na ponta do barco ele disse que não poderia pois ele que tinha que controlar o motor elétrico, resultado:ele pegou quase todos os peixes da pescaria e o pior,no final ainda queria vender peixe pra gente, nunca mais fui nem recomendo, apesar do lugar ser bacana perdeu um cliente e muitas indicações....

Lamentável isso ai meu chara, é complicado demais, você paga caro pagar ter a emoção da fisgada e o guia que pode ter isso sempre não te dá exclusividade que você pagou por ela.

Agora já sabe né? A resposta para o guia é sempre não.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Pepe Melega disse:

Com tudo respeito KID M, o fato de estipular um premio especial é o que leva ao desequilíbrio funcional entre guias - sim há os bons e ou menos bons, oferecer algo que não é comum a todos cria uma competição que pode prejudicar muito mais a quem está pagando para ir pescar do que a quem está prestando o serviço. Quando estive a frente de operações semelhantes combati essa pratica e sempre estarei combatendo - ela só serve para encarecer o serviço e estimular algumas praticas não adequadas. Entendo que pode parecer um incentivo a mais, que deveria ser produtivo, mas a pratica leva a verdadeiro clima de guerra entre os prestadores de serviço a uma operação e muitos - bons profissionais, preferem sair a conviver com essa pratica.

Gratificação é o agradecimento por um serviço bem realizado, que te atendeu acima do esperado - pois pelo esperado já estamos pagando ! Desculpe é a visão de alguém que já esteve de vários lados do mesmo problema. Abs

Prezado Pepe,

Sem querer criar qualquer polêmica, retorno ao que disse apenas com o intuito de esclarecimento do que mencionei, independentemente de qualquer posicionamento sobre o tema.

Quem pesca por uma semana (ou em torno disso), já sabe que terá que gratificar os piloteiros, pois parte de suas rendas advêm disso (já cansei de apurar o funcionamento desses piloteiros).

O que fazemos (e acho que todos que pescam num mesmo grupo) é deixar previsto e programado um montante que será rateado (por igual) à todos com quem tivemos contato (não apenas piloteiros, mas também o apoio administrativo, cozinha, etc...). Tem também a questão da meritocracia escolhida por voto aberto entre todos os pescadores do grupo para eleger aqueles que tiveram um destaque especial e por conta disso merecerem um "bônus financeiro". Independente disso, e por pescarmos em sistema de rodízio (pescadores e piloteiros), criamos uma forma complementar de reconhecimento - que é a de pagar especificamente um "bônus" por grandes exemplares capturados, sendo o de maior valor exatamente aquele que se tornar o troféu da pescaria.

Como esses critérios são previamente anunciados à todos - já que o rodízio evita qualquer forma de favorecimento - isso tem dado muito certo.

Acredito que pescarias em que se vai especificamente para utilizar um guia renomado, isso certamente não acontece, pois seu trabalho se traduz nisso e já está pré pago. 

Por fim amigo Pepe, causa-me (ainda hoje) um certo espanto a forma de contratação das tripulações pelas pousadas e barco hotéis (principalmente estes...), pois as diárias são bem baixas e não necessariamente honradas na sua íntegra ! Se isso tivesse um cunho financeiro pré estabelecido e coerente, toda a tese da "gratificação" tem sua razão de ser, e praticada pontualmente.   

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...