Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Kleverson

Itapará - SHOW com poucos peixes mas ENORMES mesmo na seca

Posts Recomendados

Estive entre os dias 1/2 e 8/2 pescando na Pousada Itapará em Roraima. Até esta data, nunca havia pescado um tucunaré na vida, aliás, pesquei sim apenas 1 no Araguaia mas foi no susto então não conta!. Minhas pescarias sempre foram focadas em peixes de couro mas ultimamente resolvi diversificar um pouco e acabei indo para a Argentina e depois para Canavieiras. Ambas as pescarias foram SHOW e já foram relatadas por aqui.

Quando decidi que havia chegado a hora de buscar um bocudo, comecei a pesquisar para tentar aprender um pouco sobre as características da pescaria e seus desafios. Neste aspecto o Fabrício com suas dicas e os amigos do fórum foram decisivos.

Fiz até uma seleção de iscas que levaria e coloquei aqui no fórum para discussão mas vocês sabem muito bem como é um pescador, sempre falta uma isca a mais. Acabei indo com duas caixas cheias de iscas e acabei me focando nas iscas de superfície, infelizmente o resultado não foi bom como vocês verão. Também entrei em sites de FLY e fiz encomendas de jigs extremamente bem elaborados mas que vocês também notarão o resultado logo em seguida. Além disto, encomendei um BOGA que chegou 3 dias antes da pescaria. Neste momento estava armado com um BOGA zerinho, iscas matadoras e varas customizadas pela Custom by Marco. Tinha tudo para dar certo.

Minhas férias eram de 15 dias portanto resolvi passar metade com a família e metade pescando. Cheguei de viagem com a família no dia 31/1 às 16:00 e comecei a desarrumar a mala da viagem. Lá pelas 17:00 acaba a luz em casa, coisa normal ultimamente em SP devido a chuva. Conclusão, montei minha mala de pesca no escuro e com a ajuda de uma lanterna. Sorte que tudo já estava separado.

Dia 1/2 logo pela manhã fui para o aeroporto de Guarulhos. Após uma hora de espera no check-in, encontrei um dos parceiros de pescaria, o grande Carmine. O grupo de 14 pessoas estava separado em voos da Azul, Gol e Tam mas que todos chegariam em Manaus com diferença de, no máximo, 30 minutos. O voo até Manaus foi tranquilo num Airbus A330 da Tam. Fomos os primeiros a chegar e metade do grupo (4 que foram pela TAM) já pararam para tomar um chop lá mesmo no aeroporto. Assim que chegaram os voos da Azul e da Gol, o grupo, já reunido, saiu para almoçar no "Panela Cheia". Vejam o tamanho do bicho que estava no freezer.

Imagem Postada

Lá mesmo tirei esta foto de uma propaganda. Alguém sabe o que é uma água Vanádica? Eu não sei!

Imagem Postada

Após o almoço seguimos para o hotel e aí começou o primeiro problema, o famoso deixa que eu deixo!. O organizador da viagem achava que o dono da pousada reservaria o hotel e vice-versa. Conclusão, a expectativa era de ficar no Tropical mas acabamos ficando no hotel Central, bem no centro velho de Manaus. Hotel extremamente simples mas, numa pescaria acabamos aceitando de tudo!.

No dia seguinte saímos cedo para o aeroporto e embarcamos neste avião.

Imagem Postada

Opsss, avião errado. Este é o correto.

Imagem Postada

Este é um Caravan com apenas 1000 horas de voo.

O voo para o Itapará dura 1 hora e meia. A expectativa era alta e depois de algum tempo começamos a ver a situação dos rios. Todos muito secos.

Imagem Postada

Este é o rio Itapará. Esta parte mais amarela do rio, em alguns lugares, não tinha mais do que 10 cm de água. Em alguns pontos era necessário empurrar o barco. Ao chegar percebemos que o rio estava super seco. Encontramos um grupo de americanos que iriam voltar no mesmo avião que nos levou e o comentário deles não era muito animador. Os peixes estavam manhosos e no fundo e estavam saindo poucos peixes e apenas nas iscas vivas ou com jigs.

Imagem Postada

PRIMEIRO DIA DE PESCARIA

Depois de desembarcar, abrir a mala e tomar um café/almoço, saímos para pescar próximo das 11 da manhã e logo percebemos que nossa pescaria não seria fácil. Rio seco e peixes parados.

Neste primeiro dia peguei várias traíras na artificial e apenas três tucunarés, um de 4 quilos e dois de 3 quilos. Não achei as fotos destes peixes e acho que ficaram na máquina do meu parceiro portanto, sem foto, tudo é boato. Ainda bem que não foram os maiores da pescaria.

SEGUNDO DIA DE PESCARIA

Logo pela manhã acordamos e saímos em direção a pousada 2 que fica a quase duas horas de barco da pousada principal. A idéia era passar 3 dias pescando na pousada 2. O caminho foi difícil pois o rio estava baixo e era necessário ir para a proa para o barco não atolar. Durante a descida paramos para pescar em vários lagos mas sem sucesso. Eu continuava insistindo nas iscas de superfície mas sem resultado. Em determinado momento coloquei uma vara com isca viva e consegui retirar meu primeiro grande peixe, este tucuna de 6 quilos no meio da chuva.

Imagem Postada

No final do dia o piloteiro recomendou pescarmos em um lago na frente da pousada mas seria necessário caminhar por 15 minutos. Aceitamos o desafio e partimos apenas com as varas e poucas iscas mas esquecemos o principal, a máquina fotográfica. Depois de 15 minutos de caminhada encontramos o barco da pousada que fica permanentemente neste lago e partimos no remo. O lago estava completamente calmo mas nada dos tucunarés. Após uns 20 minutos de pescaria meu parceiro retira um bichão de 9 quilos na isca de meia água. No final da briga com o bicho, eu engato um de 8 quilos na isca viva mas, como tínhamos esquecido a máquina, tudo virou boato!

TERCEIRO DIA DE PESCARIA

Acordamos cedo e saímos para um dos lagos do Itapará. Das 7:30 até às 9:50 nada de peixe. Era hélice, zara, meia água, jig e tudo mais para todos os lados e nada dos peixes (exceto as traíras). Chega uma hora que a gente cansa e resolve colocar uma isca viva. Depois de poucos minutos consigo tirar este lindo peixe de 7 quilos.

Imagem Postada

Apesar de poucos peixes, continuamos no lago e neste momento usei uma das dicas do Fabrício, a observação. Vi um ataque de tucunarés na parte rasa, a poucos metros do barco. Tive a sorte de estar com a vara pronta para o arremesso com uma hélice turbo da Jennerlure. Arremessei e a isca caiu na grama, uns 10 cm longe da água mas muito próximo do local do ataque. A isca bateu na grama e caiu de volta na água bem na frente do bruto. Não tive nem tempo de trabalhar a isca e POWWWWWWW. Foi a maior emoção que tive ao ver o ataque. Comecei a briga com o bicho e tentava a todo tempo lembrar das dicas: ter calma, regular carretilha, etc. A briga continuava e o barulho do bicho tomando linha era fantástico ZZZZZZZZZZZZZZ. Depois de várias idas e vindas, tiro o peixe da água. Coloco o Boga novinho na boca do bruto e verifico o peso, neste momento a emoção toma conta, 21 libras ou seja, 9,5 quilos!. Foi um sonho realizado. Tive muita sorte de presenciar o ataque, estar próximo e acertar o arremesso.

Imagem Postada

Imagem Postada

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04489.jpg

Neste mesmo ponto perdi ainda um que pegou numa zara mas faltou calma para tirar. Além de não ter trocado a garatéia de uma Trairão (preguiça pura), travei a carretilha no dedo para o bicho não ir para o pau. Conclusão, garatéia aberta e peixe perdido.

QUARTO DIA DE PESCARIA

Continuamos a pescaria na pousada 2. Neste dia, pela manhã, só consegui tirar um de 6 quilos na isca viva já que não vinha nada nas artificiais.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04521.jpg

Na hora do almoço nos reunimos num ponto de encontro. O combinado era que cada barco levaria 2 exemplares de até 2 quilos para o almoço (peixes acima deste peso são obrigatoriamente soltos). Meu barco só estava com 1 peixe de 1,5 quilo pego pelo meu parceiro. Achávamos que os outros barcos levariam o almoço. Ao chegarmos no ponto de encontro a surpresa, ninguém tinha peixe. Vi a sucuri abaixo e juro que pensei em passar a faca na bicha para o almoço mas resolvemos sair em busca das traíras para não ficarmos sem comer. No final meu piloteiro ainda conseguiu dois peixes num lago pequeno no meio do mato, foi a sorte pois, caso contrário, só teríamos arroz e salada para o almoço. A coisa estava feia. Neste dia peguei mais dois peixes de 3 quilos mas nem tirei foto, viraram boato!.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04465.jpg

QUINTO DIA DE PESCARIA

Os peixes continuavam não atacando as artificiais e só estavam saindo nos jigs, nas iscas vivas e, excepcionalmente nas iscas de meia água.

Consegui ainda tirar este de 6 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04540.jpg

E mais este de também 6 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04564.jpg

Durante à tarde paramos na entrada de um lago, coloquei um cará no anzol mas que foi logo detonado pelas piranhas. Tinha sobrado só um pedaço da cabeça. O piloteiro até pediu para trocar a iscas mas eu estava meio desolado pela falta de peixes e não queria colocar uma isca nova para ser detonada pelas piranhas. Continuei com a metade da cabeça e derrepente a carretilha começa a cantar ZZZZZZZZZZZ. Achei que fosse uma pirarara mas percebi a linha subindo em direção à flor da água. Em um segundo vejo um bruto saltando com o corpo totalmente fora da água e meu anzol e isca caindo da boca. Não tenho fotos mas a cena não sai da minha memória pois o bicho era bruto. Não tenho como falar que seria um 2 dígitos mas tenho a impressão que se não batesse este peso, ficaria bem próximo. Ficou apenas na memória.

Ah, já estava esquecendo do troféu. No final do dia um maluco entrou numa isca da Zagaia.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04613.jpg

SEXTO E ÚLTIMO DIA DE PESCARIA

O dia começou péssimo, descemos o rio mas só achamos estas traíras no caminho até os pontos de pesca.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04667.jpg

Batemos em vários lagos e nada. Como o rio estava baixo demais, estávamos respeitando os lagos onde os outros parceiros estavam pescando para não colocar dois barcos no mesmo lugar. Desta forma, depois de bater em tudo quanto é lugar, resolvemos voltar para a pousada, colocar combustível e subir o rio. Para quem não conhece, parte do Itapará é desta forma, estreito mesmo, mas só pescamos nos lagos ou ressacas. No leito do rio só encontramos peixes pequenos, ótimos para os amantes do FLY. Havia um americano (que mora no Rio) que só estava no fly, ele pescava no rio e tirava mais de 80 peixes por dia, todos pequenos mas o que vale é a emoção.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04665.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04440.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04513.jpg

Já eram mais de duas horas da tarde e nada de peixe. Tínhamos descido o rio, subido o rio e nada. Comecei a ficar preocupado em sair sapateiro neste dia. Nem as traíras estavam saindo. Resolvemos pescar num lago na frente da pousada. Já tinha tentado usar meus jigs mas eles eram leves demais e o resultado não tinha sido bom. Meu parceiro então me passou um jig que ele tinha e que era pesado demais. Não tive dúvida, coloquei e consegui tirar este de 7 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04685.jpg

Na isca viva tirei este também de 7 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04710.jpg

E este de 3 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04721.jpg

Olhem a distância da pousada principal.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04725.jpg

Subimos novamente uns 3 minutos de barco e consegui tirar mais este de 6 quilos

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04736.jpg

Este outro de 2,5 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04756.jpg

E mais este de 7 quilos.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04768.jpg

No final do dia peguei 6 peixes, sendo que foi o melhor de todos os dias. Conclusão, para que gastar combustível se o peixe está na frente da pousada!

No dia seguinte, já com tudo pronto para ir embora, sentei junto com os companheiros na varanda da pousada. Neste momento um dos amigos grita: "Olhem o ataque". Estava com a câmara na mão mas perdi a foto dos peixinhos pulando para fora da água porém consegui pegar uma sequência de ataques. Reparem na segunda foto, com zoom no computador, que dá para perceber que há pelo menos dois tucunarés atacando o cardume.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04808.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04808-2.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04809.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04810.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04811.jpg

Depois disto embarcamos no voo de volta. Na ida tinha sentado no último banco (puro medo). Na volta resolvi ficar logo no primeiro banco mas juro que não foi a melhor opção. Toda hora aparecia um alarme no painel do avião indicando que o gerador principal tinha sido desligado e que o secundário havia assumido. Juro que fiquei com medo de pane elétrica mas no final correu tudo bem.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04881.jpg

Algumas fotos de Manaus. Reparem na quantidade de barcos parados. Como foi minha primeira vez por lá, não sei se isto é ou não normal.

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04849.jpg

http://i259.photobucket.com/albums/hh319/batistelak/Itapara%20Fevereiro%202010/DSC04857.jpg

Em resumo, tinha a expectativa de tirar peixes grandes e vários outros menores. Posso dizer que, apesar do problema com o hotel, com algumas baterias dos motores elétricos que abriam o bico com menos de uma hora de uso, e com a pouca quantidade de peixes, que a pescaria foi um sucesso. Para a minha primeira pescaria de tucunaré posso dizer que estou plenamente satisfeito. Meu parceiro tirou 18 peixes acima de 6 quilos sendo um deles de 10 quilos. Não preciso nem falar que ele foi o campeão da pescaria. Esta pescaria foi completamente diferente das que vejo aqui no fórum já que todos usam apenas iscas artificiais mas não tive alternativa, ou usava isca natural ou sairia de lá com 2 ou 3 peixes.

Este ano, se der certo, estarei lá novamente mas, desta vez, em Novembro!

Alguns esclarecimentos:

Todos os peixes foram devidamente devolvidos, exceto poucos abaixo de 2 quilos que serviram de alimento na beira do rio.

Prefiro tirar fotos de peixes colados no corpo. Não critico que faz o contrário.

Todos os peixes foram pesados num BOGA recém comprado.

Equipamentos:

Varas Custom By Marco. Uma de 25 libras de ação rápida. Outra de 30 libras de ação extra rápida.

Carretilha Daiwa Zillion 7.3 - 50 anos

Carretilha Marine Sports Contender Tournament 7.1. Até que aguentou bem mas no último dia já estava abrindo o bico.

Iscas, bom, tinha de tudo mas só consegui tirar um peixe na Jennerlure T170 turbo, outro que escapou numa Trairão cor osso e outro num jig que foi adaptado.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pecaria é isso aí.....contornar as adversidades e tirar os peixes d'água. E na minha opinião é isso que faz da gente pescadores. Apesar não ter entrado nas artificiais, o que tornaria a pescaria muito mais emocionante, inesquecível e divertida, o fato de soltar os peixes é que importa. Parabéns pela aventura.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Kleverson, pescaria é assim mesmo sempre temos que nos adaptar as situaçoes..o importante é o saldo final..e pelo que vi sei que foi legal, sairam lindos peixes e vc teve a felicidade de embarcar um bitelo na helice, o resto já foi lucro, principalmente pra quem acerta isso na primeira vez...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Q show de bola Kleverson...hehee...Vibrei aqui com vc. palmas::

E vendo q as dicas do fórum te ajudaram vibrei mais ainda...hehee... love::

Parabéns pela belíssima pescaria...Pelo belíssimo relato...com fotos de peixe maravilhosos...e um ataque cinematográfico.

Agora é saber se o vírus da AM não te contaminou..hehee... rindo3::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Show de pescaria meu amigo...realmente os peixes estavam difíceis, mas tirou água de pedra e sairam uns brutos hein...e o maior na superfície e na hélice...rs

Abraços e parabéns novamente

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado galera pelo elogios.

Marcos e Bete. As varas se comportaram muito bem. O trabalho da 25 libras com hélice ficou show. Parabéns pelo trabalho! aplauso::

No meu grupo havia outra pessoa com varas da Custom by Marco. Era o Eduardo que acabou colocando o "título" Itapará 2010 nas varas dele.

Fabrício. Obrigado pelas dicas mestre:: . Fui sim contaminado mas não só pelo vírus. Quanto ao vírus da AM, estou planejando uma volta em Novembro deste ano mas, além do vírus, peguei uma bactéria que acabou comigo suici:: .

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado galera pelo elogios.

Marcos e Bete. As varas se comportaram muito bem. O trabalho da 25 libras com hélice ficou show. Parabéns pelo trabalho! aplauso::

No meu grupo havia outra pessoa com varas da Custom by Marco. Era o Eduardo que acabou colocando o "título" Itapará 2010 nas varas dele.

Fabrício. Obrigado pelas dicas mestre:: . Fui sim contaminado mas não só pelo vírus. Quanto ao vírus da AM, estou planejando uma volta em Novembro deste ano mas, além do vírus, peguei uma bactéria que acabou comigo suici:: .

Abraços.

Valeu Kleverson, que legal que estava o Eduardo tambem , alias acho que foi muita gente que conheço neste grupo, soube se foi tudo bem com as meninas dele? ele não gosta muito de canhão.

Tinha certeza que voce ia gostar mais da de 25 pois a outra não é mole não para puxar não é? mas puxa muito!!! vi uma dessa beber muita agua com o léo heheheheheh da para acreditar? ele só usou essas canhão , eu não aguentei , e ele levantou muiiiiiiiiito peixe, isso comigo é problema de DNA ( data de nascimento antiga heheheheh)

Valeu mais uma vez Parabens!!!

Marcão

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Kleverson,

Ainda não tinha visto esse relato, que está sensacional !

Fique certo de que para quem estréia na AM, sua pescaria pode ser conmsiderada como um sucesso ! Pena mesmo foram as águas estarem tão baixas assim...

Não sei para onde estará indo em Novembro, mas pelo visto serás mais um a não conseguir "se livrar" desse vírus amazônico...

E as fotos, sensacionais ! Essa embaixo então, fantástica ! Vocês são "primos" ? :gorfei:

Imagem Postada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alejandro e Kid.

Vocês perceberam bem. Minha felicidade no momento desta foto estava demais rindo3:: . Era o meu sexto tucunaré e já estava tirando um de 9,5 !!! Não pude me conter.

Se der certo, Novembro novamente na AM!!! legal::

Marcão e Bete.

Não falei especificamente com o Eduardo sobre as varas mas sei que ele usou hélices num lago depois de uma dicas minhas e conseguiu tirar alguns bitelos. Ele só reclamou que estava cansado mais isto é normal.

Não achei ruim a vara (gostei muito das duas) mas tive mais dificuldades para arremessar com a extra rápida. Achei que os arremessos eram mais longos e precisos com a rápida portanto fiquei nela na maior parte do tempo. Deixei a extra rápida para as iscas vivas e jigs depois de uns dois dias de pescaria.

Antes de ir viajar fiz uma preparação específica de braço para as hélices e não tive problema nenhum. Meu único problema foi com os dedos da mão esquerda que ficaram muito doloridos devido a posição da carretilha.

Neste ano, se der certo, irei novamente para a AM e certamente tirarei alguns bichões com as duas varas que já se tornaram as minhas queridinhas! Estou pensando em passar aí para encomendar outra mais específica para as artificiais (zaras e meia água) mas farei isto lá para Abril.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Grande Kleverson,

Rapaz, ando bem sumido por aqui, por alguns pequenos probleminhas, mas aos poucos vou aparecendo... vergonha:: vergonha::

Rapaz, esse seu relato, foi um dos mais belos que já li nesse fórum... fiquei vibrado demais e bem emocionado...primeiro, por que tive o prazer de te conhecer pessoalmente e conversamos um pouco sobre a sua vontade de pescar o tucunaré.... e outra...as fotos ficaram lindíssimas...

Parabéns pelo pescaria!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...