Ir para conteúdo

Kid M

Moderador
  • Total de itens

    10.778
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    41

Histórico de Reputação

  1. Upvote
    Kid M recebeu reputação de VitorMorais em Primeira Vez em Barcelos, ajuda com iscas e garateias!   
    Vitor,
    Pode levar sua vara de 20 lb (ou até 17 lb).
    Para pescar com as T20, uma vara mais leve vai lhe ajudar em 90% dos lançamentos !
    Apesar de já ter iscas "twitch bait" (Biruta e Curisco), arrisco-me a lhe indicar (em complemento)
      
    Cores preferenciais = OSSO
    Trocar as garateias da Sub-Walk (imperativo)
    Leve duas de cada ! Poderão salvar seu dia no rio...
     
  2. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Cristiano Rochinha em IMPORTÂNCIA DO USO DO PROTETOR SOLAR   
    Amigo João,
    Importante é ter descoberto à tempo de tratamento.
    Esquema de pescar com segurança no trajar e na proteção é essencial !
    E como disse o JCK, serve até de "troféu" para prosear com os netos...
    Sucesso para você !
    Lá em SIRN presenciei sua "virose" que também tive e perdi um dia de pescaria (não teve prejuízo, pois peixe não havia...) !
  3. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em Qual a melhor vara para puxar hélice no Amazonas? Albatroz Enzo III 6' 25 lbs ou Fleming Amazon Tucuna 6' 36 lbs    
    Se for para customizar, tenho uma novinha Amazon Tucuna 36lb - 6' (nunca usada) que é para molinete !
    Transformar para carretilha é relativamente tranquilo para quem faz customizações !
    Já fiz mais de uma com o Marco (de carretilha para molinete) da Custom by Marco.
    Está estacionada sem uso e poderei lhe ceder, se assim desejar ! Fique a vontade !
  4. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em “Seleção” pra operar em SIRN a partir deste ano   
    Seria interessante saber (se possível), quais os valores apresentados pelos operadores vencedores, assim como o prazo de validade dessa escolha !
    Não por "curiosidade", mas para ver quanto passarão custar os pacotes de pesca por aqueles lados... 
    Se seguirem a regra (independentemente do que foi estabelecido), já será um bom passo para a diminuição da pressão de pesca...
    Vamos aguardar para ver o funcionamento. À propósito, continuará havendo cobranças de licenças de pesca municipais... ? 
  5. Like
    Kid M recebeu reputação de Custom by Marco em Molongo escuro ( Muito legal)   
    Tetéia !  
  6. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Flavio Gonzales em Leader. Trairao corta ou não? Aço? Trabalho da isca? Segurança?   
    Sem discordar das ponderações feitas, gostaria de "introduzir" (calma galera !) um novo aspecto que pode complementar alguns dos pensamentos...
    Na busca de esportividade, cada vez mais trabalhamos com conjuntos mais leves, não apenas no peso, mas também no equilíbrio. Há pescadores que dificilmente se permitem usar iscas de fundo, pois a esportividade que procuram está "aliada" a iscas de superfície ou mesmo as de sub-superfície. Via de regra, essas iscas não são grandes, embora existam exceções ! Faço a ressalva da prática direcionada aos tucunarés, e peixes encontrados na região centro oeste e norte. Nesses locais, quanto mais natural se apresentarem as iscas, maiores serão os sucessos nas "batidas". As iscas de superfície e sub superfície, necessitam de um procedimento de "ponta de vara" ao serem recolhidas, e um líder (independente do que seja) irá prejudicar seu desempenho (mais ou menos dependendo do grau de exigência do pescador). 
    Longe de desejar ficar perdendo "iscas", entendo que o risco precisa estar presente nas pescarias, até para fazer com que o pescador se aperfeiçoe nas suas técnicas de pincho e recolhimento. Iscas serão perdidas ? Claro que sim, mas pense na alegria de embarcar um troféu capturado com material mais leve do que seria o normal de ser usado... 
    Pelo menos para mim (e acho que idade e experiência tem um pouco a ver...), a alegria da pescaria está em buscar a própria melhoria constante, desafiando-se a permitir mais exposição de risco a cada pescaria ! "Mas e se perder o troféu ?" - essa é a pergunta que mais tenho ouvido após essas afirmações - vamos em busca de outro ! A pescaria se resume mesmo na superação dos desafios, já que iremos (ou deveríamos) soltar os peixes embarcados. Dessa forma, por que ficar "estressado" se o peixe levou sua isca, ou mesmo escapou no recolhimento que estava sendo feito ? Assim é a pescaria.
    Buscar algumas "alternativas" de pequenos líderes é algo aceitável, desde que exista consciência de que as iscas (principalmente de menor tamanho ou porte) não estarão trabalhando de forma plena.
    Finalizando, não é meu desejo criar qualquer polêmica nesse tema, mas tão somente apresentar meu ponto de vista.
    Nas pescarias, precisamos ter o direito de ousar, e cada um deve saber dos riscos que isso pode levar...   
  7. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Flavio Gonzales em Leader. Trairao corta ou não? Aço? Trabalho da isca? Segurança?   
    Sem discordar das ponderações feitas, gostaria de "introduzir" (calma galera !) um novo aspecto que pode complementar alguns dos pensamentos...
    Na busca de esportividade, cada vez mais trabalhamos com conjuntos mais leves, não apenas no peso, mas também no equilíbrio. Há pescadores que dificilmente se permitem usar iscas de fundo, pois a esportividade que procuram está "aliada" a iscas de superfície ou mesmo as de sub-superfície. Via de regra, essas iscas não são grandes, embora existam exceções ! Faço a ressalva da prática direcionada aos tucunarés, e peixes encontrados na região centro oeste e norte. Nesses locais, quanto mais natural se apresentarem as iscas, maiores serão os sucessos nas "batidas". As iscas de superfície e sub superfície, necessitam de um procedimento de "ponta de vara" ao serem recolhidas, e um líder (independente do que seja) irá prejudicar seu desempenho (mais ou menos dependendo do grau de exigência do pescador). 
    Longe de desejar ficar perdendo "iscas", entendo que o risco precisa estar presente nas pescarias, até para fazer com que o pescador se aperfeiçoe nas suas técnicas de pincho e recolhimento. Iscas serão perdidas ? Claro que sim, mas pense na alegria de embarcar um troféu capturado com material mais leve do que seria o normal de ser usado... 
    Pelo menos para mim (e acho que idade e experiência tem um pouco a ver...), a alegria da pescaria está em buscar a própria melhoria constante, desafiando-se a permitir mais exposição de risco a cada pescaria ! "Mas e se perder o troféu ?" - essa é a pergunta que mais tenho ouvido após essas afirmações - vamos em busca de outro ! A pescaria se resume mesmo na superação dos desafios, já que iremos (ou deveríamos) soltar os peixes embarcados. Dessa forma, por que ficar "estressado" se o peixe levou sua isca, ou mesmo escapou no recolhimento que estava sendo feito ? Assim é a pescaria.
    Buscar algumas "alternativas" de pequenos líderes é algo aceitável, desde que exista consciência de que as iscas (principalmente de menor tamanho ou porte) não estarão trabalhando de forma plena.
    Finalizando, não é meu desejo criar qualquer polêmica nesse tema, mas tão somente apresentar meu ponto de vista.
    Nas pescarias, precisamos ter o direito de ousar, e cada um deve saber dos riscos que isso pode levar...   
  8. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Flavio Gonzales em Leader. Trairao corta ou não? Aço? Trabalho da isca? Segurança?   
    Sem discordar das ponderações feitas, gostaria de "introduzir" (calma galera !) um novo aspecto que pode complementar alguns dos pensamentos...
    Na busca de esportividade, cada vez mais trabalhamos com conjuntos mais leves, não apenas no peso, mas também no equilíbrio. Há pescadores que dificilmente se permitem usar iscas de fundo, pois a esportividade que procuram está "aliada" a iscas de superfície ou mesmo as de sub-superfície. Via de regra, essas iscas não são grandes, embora existam exceções ! Faço a ressalva da prática direcionada aos tucunarés, e peixes encontrados na região centro oeste e norte. Nesses locais, quanto mais natural se apresentarem as iscas, maiores serão os sucessos nas "batidas". As iscas de superfície e sub superfície, necessitam de um procedimento de "ponta de vara" ao serem recolhidas, e um líder (independente do que seja) irá prejudicar seu desempenho (mais ou menos dependendo do grau de exigência do pescador). 
    Longe de desejar ficar perdendo "iscas", entendo que o risco precisa estar presente nas pescarias, até para fazer com que o pescador se aperfeiçoe nas suas técnicas de pincho e recolhimento. Iscas serão perdidas ? Claro que sim, mas pense na alegria de embarcar um troféu capturado com material mais leve do que seria o normal de ser usado... 
    Pelo menos para mim (e acho que idade e experiência tem um pouco a ver...), a alegria da pescaria está em buscar a própria melhoria constante, desafiando-se a permitir mais exposição de risco a cada pescaria ! "Mas e se perder o troféu ?" - essa é a pergunta que mais tenho ouvido após essas afirmações - vamos em busca de outro ! A pescaria se resume mesmo na superação dos desafios, já que iremos (ou deveríamos) soltar os peixes embarcados. Dessa forma, por que ficar "estressado" se o peixe levou sua isca, ou mesmo escapou no recolhimento que estava sendo feito ? Assim é a pescaria.
    Buscar algumas "alternativas" de pequenos líderes é algo aceitável, desde que exista consciência de que as iscas (principalmente de menor tamanho ou porte) não estarão trabalhando de forma plena.
    Finalizando, não é meu desejo criar qualquer polêmica nesse tema, mas tão somente apresentar meu ponto de vista.
    Nas pescarias, precisamos ter o direito de ousar, e cada um deve saber dos riscos que isso pode levar...   
  9. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Flavio Gonzales em Leader. Trairao corta ou não? Aço? Trabalho da isca? Segurança?   
    Sem discordar das ponderações feitas, gostaria de "introduzir" (calma galera !) um novo aspecto que pode complementar alguns dos pensamentos...
    Na busca de esportividade, cada vez mais trabalhamos com conjuntos mais leves, não apenas no peso, mas também no equilíbrio. Há pescadores que dificilmente se permitem usar iscas de fundo, pois a esportividade que procuram está "aliada" a iscas de superfície ou mesmo as de sub-superfície. Via de regra, essas iscas não são grandes, embora existam exceções ! Faço a ressalva da prática direcionada aos tucunarés, e peixes encontrados na região centro oeste e norte. Nesses locais, quanto mais natural se apresentarem as iscas, maiores serão os sucessos nas "batidas". As iscas de superfície e sub superfície, necessitam de um procedimento de "ponta de vara" ao serem recolhidas, e um líder (independente do que seja) irá prejudicar seu desempenho (mais ou menos dependendo do grau de exigência do pescador). 
    Longe de desejar ficar perdendo "iscas", entendo que o risco precisa estar presente nas pescarias, até para fazer com que o pescador se aperfeiçoe nas suas técnicas de pincho e recolhimento. Iscas serão perdidas ? Claro que sim, mas pense na alegria de embarcar um troféu capturado com material mais leve do que seria o normal de ser usado... 
    Pelo menos para mim (e acho que idade e experiência tem um pouco a ver...), a alegria da pescaria está em buscar a própria melhoria constante, desafiando-se a permitir mais exposição de risco a cada pescaria ! "Mas e se perder o troféu ?" - essa é a pergunta que mais tenho ouvido após essas afirmações - vamos em busca de outro ! A pescaria se resume mesmo na superação dos desafios, já que iremos (ou deveríamos) soltar os peixes embarcados. Dessa forma, por que ficar "estressado" se o peixe levou sua isca, ou mesmo escapou no recolhimento que estava sendo feito ? Assim é a pescaria.
    Buscar algumas "alternativas" de pequenos líderes é algo aceitável, desde que exista consciência de que as iscas (principalmente de menor tamanho ou porte) não estarão trabalhando de forma plena.
    Finalizando, não é meu desejo criar qualquer polêmica nesse tema, mas tão somente apresentar meu ponto de vista.
    Nas pescarias, precisamos ter o direito de ousar, e cada um deve saber dos riscos que isso pode levar...   
  10. Like
    Kid M recebeu reputação de Felipe Reinehr Faganello em Leader. Trairao corta ou não? Aço? Trabalho da isca? Segurança?   
    Caro Felipe, nada mais que uma opinião pessoal...
    Já usei muita coisa antes do snap, e cada vez mais prefiro não usar qualquer líder !
    Quando muito, em função da questão da abrasão, um pedaço pequeno de líder de fluorcarbono ou monofilamento, este último mais macio e melhor de ser trabalhado.
    Empates de aço já é algo mais complicado ! Também já desisti deles há tempos, e olha que usava os encapados ! Estes agora só na pesca de espera de peixes de couro.
    Boca de traíra já é uma navalha, imagine a de trairão ! Se pegar na linha (independente de multi ou mono) vai cortar. Como o bote é na isca, é torcer para não "encharutar" !  
    Mas vamos ouvir os demais depoimentos...
  11. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Homero Martins Neto em Molinete para os gigantes de couro   
    Acredito que um 5000 ou 6000 vai estar de bom tamanho, senão fica muito pesado para a proposta...
  12. Like
    Kid M recebeu reputação de Francisco Jr em Tralha de pesca vs avião   
    Pelo que sei, a definição de procedimento é de livre arbítrio da operadora.
    Algumas AINDA estão usando como marketing no segmento destinado aos pescadores, a inclusão da vara como bagagem normal.
    Já outras não só desprezam a "bagagem extra" (que pode até ter sido previamente comprada), como classificam o Tubo como "bagagem especial" (fora dos limites de tamanho).
    Acredito que grande parte dos aeroportos (embarques) estão usando um pouco de bom senso, embora as regras quanto ao tamanho do volume a ser transportado (quilos e tamanho - perímetro - do volume) já estejam em vigor... (ressalvados os bilhetes comprados anteriormente).
    As empresas - em contra partida - ficaram de abaixar os preços das passagens... (não vi qualquer mudança nisso).
    Ainda teremos um momento em que os aeroportos estarão liberados para outras empresas aéreas atuar, sem regras e dentro da competição de mercado... Vai ser difícil as atuais se manterem...  
  13. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Hugo Valias em CONJUNTO PRA TAMBA MOLINETE   
    Hugo,
    Imaginei que não seria algo fácil e simples de ser encontrado... o Zauber existe sim, mas só através do E-Bay, e aí sai muito caro...
    Esse modelo "Zester" (fabricado pela Sumax - deve ser uma licença da Ryobi - não me parece ser ruim, a começar pelo preço), mas ainda não o peguei nas mãos para confirmar isso...

    MATERIAL DE VENDA
    O Zester VX 4000 é confeccionado com o corpo totalmente em metal, sob design e engenharia japonesa! Conta com sistema de baixa oscilação para um desempenho extra suave, aliado a grande força de tração. 
    Desempenho especial para pesca de arremesso em água doce, excelente para o mar e costeiras!
    Além disso o Zester conta com:
    - V-Shaped Rotor (Rotor extra reforçado);
    - V-Shaped Large Spool (Carretel projetado para otimizar o arremesso);
    - 5 Rolamentos;
    Especificações:
    Modelo: Zester VX 4000
    Rolamentos: 5
    Capacidade de linha: 0,25mm - 290m / 0,30mm - 180m / 0,35mm / 130m
    Recolhimento: 5.0:1
    Material do corpo: Alumínio
    Material do carretel: Alumínio
    Drag: 6kg
    Peso: 290g
    Avalie se não lhe interessa ! Sucesso
  14. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em [Pioneirismo] Coaching de Pesca Esportiva   
    Amigo Marcel,
    Não o conhecesse, diria que estaria se "amostrando" com tanto peixe exibido... 🤣🤣
    Tenho certeza de que essa "nova iniciativa" complementa todas as demais fases que já superou !
    A questão da visão do pescador com relação ao que está sendo proposto através "coaching" ainda é pouco esclarecida.
    Pioneirismo tem essa questão ! Apenas fazendo um paralelo, há tempos (muito tempo), a ideia de ter um guia de pesca era esquisita. Na abundância de outrora, o "piloteiro" era mais que suficiente para as pescarias funcionarem... Tempo em que não se falava em motor elétrico, e até mesmo em "pesque e solte". Depois a evolução foi chegando e com ela as melhorias das tralhas e os novos conceitos de pesca esportiva. Romper os paradigmas sempre será uma função difícil e feita apenas por aqueles (como você) que acreditam no propósito oferecido.
    Particularmente e pessoalmente, acho o propósito fantástico não apenas para os que estão começando, como também para os que estão a beira da aposentadoria como eu ! Ainda me acho tão necessitado de aprendizados, que esse esquema seria uma coisa a ser pensada ! Quem sabe não me convenço a mudar de molinete para carretilha ? 😁  
    Tenho a convicção que muito em breve você já terá expandido seus horizontes dentre desse enorme potencial de pesca, que é nosso país !
    Sucesso será uma decorrência natural do seu trabalho, sempre ético, perspicaz e elegante perante seus colegas e amigos ! Nem preciso lhe desejar sorte...
  15. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em [Pioneirismo] Coaching de Pesca Esportiva   
    Amigo Marcel,
    Não o conhecesse, diria que estaria se "amostrando" com tanto peixe exibido... 🤣🤣
    Tenho certeza de que essa "nova iniciativa" complementa todas as demais fases que já superou !
    A questão da visão do pescador com relação ao que está sendo proposto através "coaching" ainda é pouco esclarecida.
    Pioneirismo tem essa questão ! Apenas fazendo um paralelo, há tempos (muito tempo), a ideia de ter um guia de pesca era esquisita. Na abundância de outrora, o "piloteiro" era mais que suficiente para as pescarias funcionarem... Tempo em que não se falava em motor elétrico, e até mesmo em "pesque e solte". Depois a evolução foi chegando e com ela as melhorias das tralhas e os novos conceitos de pesca esportiva. Romper os paradigmas sempre será uma função difícil e feita apenas por aqueles (como você) que acreditam no propósito oferecido.
    Particularmente e pessoalmente, acho o propósito fantástico não apenas para os que estão começando, como também para os que estão a beira da aposentadoria como eu ! Ainda me acho tão necessitado de aprendizados, que esse esquema seria uma coisa a ser pensada ! Quem sabe não me convenço a mudar de molinete para carretilha ? 😁  
    Tenho a convicção que muito em breve você já terá expandido seus horizontes dentre desse enorme potencial de pesca, que é nosso país !
    Sucesso será uma decorrência natural do seu trabalho, sempre ético, perspicaz e elegante perante seus colegas e amigos ! Nem preciso lhe desejar sorte...
  16. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em Vazzoleri Camp é recorde mundial! Agora é oficial!   
    Grande Marcel,
    Fico muito feliz (mas não surpreso) com esse mais novo sucesso de sua operação.
    Gente como você, sempre faz a diferença, e não é por acaso que o sucesso aparece ! 
    Ainda chego por lá... (de novo) ! 
  17. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em Vazzoleri Camp é recorde mundial! Agora é oficial!   
    Grande Marcel,
    Fico muito feliz (mas não surpreso) com esse mais novo sucesso de sua operação.
    Gente como você, sempre faz a diferença, e não é por acaso que o sucesso aparece ! 
    Ainda chego por lá... (de novo) ! 
  18. Upvote
    Kid M recebeu reputação de FabianoTucunare em Recorde Vazzoleri - agora vai!   
    Amigo Werner,
    Em nada me surpreende essa atitude em se tratando do amigo, sempre ético e zeloso dos seus vínculos profissionais e humanos.
    Pesquei, como já lhe disse, anteriormente à sua ida ao rio Paracutu e Nhamundá (há mais de 20 anos) e retornei atrás dos valentes Vazzoleris da região !
    Claro que numa organização muito deficiente e precária, diferentíssima do que hoje oferece aos seus amigos e clientes !
    Não sei se ainda conseguirei retornar à região, mas bem que gostaria de fazê-lo, e certamente - se isso acontecer - desfrutar do seu conhecimento e amizade !
    Acredito que sua demonstração de apreço pelo cliente, colocando-o num patamar especial, possa (e torço para que venha) servir de exemplo para outros profissionais do ramo ! Parabéns
    Forte abraço
  19. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Jorel em Tralha de pesca vs avião   
    As notícias que soube por quem já viajou, é que ainda não há (ou havia) uma determinação formal, e as companhias aéreas não estavam agindo de forma idêntica nos diversos locais de onde faziam seus voos. 
    Contudo, já teve gente com o tubo cobrado, e pior ainda, com taxação de bagagem especial (ainda mais cara por não estar dentro da dimensão autorizada - não é nem pelo peso). Soube que a LATAM já estaria praticando essas cobranças (por trecho voado) e que a GOL também estaria prestes a dar início ao procedimento. As demais possivelmente irão seguir essa tendência !
    Cada vez mais obstáculos para o pescador esportista se deslocar em voo para os pontos de pesca.
    Os que estão com viagens marcadas, SUGIRO verificarem previamente junto às respectivas companhias aéreas, qual a política por elas adotadas, não só por conta dos tubos, mas também por conta do resto das tralhas (se seriam permitidas como bagagem de mão). Se não puderem ser levadas como bagagem de mão, vejam a conta de + uma mala despachada e + uma bagagem especial despachada, quando tudo isso não terá nem 20 quilos, se houver continuidade do voo após MAO para Barcelos e/ou SIRN (por conta do peso no voo de avião regional). 
  20. Like
    Kid M recebeu reputação de Custom by Marco em O que chamamos de projeto Top dos top.   
    O problema não é confiar, e sim viciar...
    Não vai querer qualquer outra vara que não customizada ! Recomendo 
  21. Like
    Kid M recebeu reputação de Custom by Marco em O que chamamos de projeto Top dos top.   
    O problema não é confiar, e sim viciar...
    Não vai querer qualquer outra vara que não customizada ! Recomendo 
  22. Like
    Kid M recebeu reputação de Custom by Marco em Muito bonita ( Molinete)   
    Sempre um "colírio" para os olhos e uma tentação para a "carteira"... Parabéns Marcão !
  23. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Felipe Sousa.´. em R$ 18.000,00   
    Amigo Dair,
    Essa é uma questão que iremos nos deparar com maior frequência de agora em diante ! Fazer preservação apenas com base no processo cultural demora mais tempo do que o aniquilamento dos peixes na Amazônia. Isso não significa que concorde com a tese de exclusividade de um operador apenas, pois acredito que o processo de competição ajusta a realidade comercial.
    Precisamos entender que o "nosso paraíso" de outrora já está em outro patamar, certamente mais difícil de ser usufruído pelos brasileiros de menor poder aquisitivo ! Apenas para entenderem o teor das minhas palavras, lembram-se da exuberância do Pantanal, pois então, quantos dos que aqui frequentam já não conseguem "pensar" em ir naqueles recantos onde antes a piscosidade era extrema e hoje é difícil encontrar exemplares dentro das medidas legais... (quantos operadores quebraram naquela região...). Claro que as condições eram diferentes, não havia pesque e solte, e até mesmo indústrias se instalaram na região. Mas será que a Amazônia estará tão distante disso ?
    Gerar recursos para a população ribeirinha (indígena ou não) é sempre uma bandeira para essas ações, e acredito que sejam válidas, principalmente se for obrigatória a utilização (mesmo que pequena) de mão de obra local. Quem está disposto (ou pode) pagar R$ 18 mil numa ida à Amazônia, certamente será exigente com o que pretende receber em serviços, onde o peixe se torna uma consequência.
    Difícil contudo (pelo menos para mim) é acreditar que essas "soluções" não sejam criadas e estabelecidas através de "esquemas", onde o valor final se torna excessivo pela "cadeia alimentar" dos pagamentos... Outra coisa, e a transparência desses processos, será que os responsáveis (sejam municipais, estaduais ou federais) estão envolvidos e capazes de prestar contas desses procedimentos à sociedade ?
    Apenas para ciência, já comecei a receber ofertas de pescarias semelhantes às dos nossos barco hotéis amazônicos, só que dos nossos "vizinhos", com custos inferiores aos praticados pelas operadores brasileiras na região do Negro e adjacências... Será que seremos a próxima geração de "gringos" pescando em águas estrangeiras ? 
  24. Like
    Kid M recebeu reputação de Gabriel Bessa em Molinete para vara robaleira   
    Concordo integralmente com o Armando ! Sem qualquer dúvida uma excelente opção 

  25. Upvote
    Kid M recebeu reputação de Felipe Sousa.´. em R$ 18.000,00   
    Amigo Dair,
    Essa é uma questão que iremos nos deparar com maior frequência de agora em diante ! Fazer preservação apenas com base no processo cultural demora mais tempo do que o aniquilamento dos peixes na Amazônia. Isso não significa que concorde com a tese de exclusividade de um operador apenas, pois acredito que o processo de competição ajusta a realidade comercial.
    Precisamos entender que o "nosso paraíso" de outrora já está em outro patamar, certamente mais difícil de ser usufruído pelos brasileiros de menor poder aquisitivo ! Apenas para entenderem o teor das minhas palavras, lembram-se da exuberância do Pantanal, pois então, quantos dos que aqui frequentam já não conseguem "pensar" em ir naqueles recantos onde antes a piscosidade era extrema e hoje é difícil encontrar exemplares dentro das medidas legais... (quantos operadores quebraram naquela região...). Claro que as condições eram diferentes, não havia pesque e solte, e até mesmo indústrias se instalaram na região. Mas será que a Amazônia estará tão distante disso ?
    Gerar recursos para a população ribeirinha (indígena ou não) é sempre uma bandeira para essas ações, e acredito que sejam válidas, principalmente se for obrigatória a utilização (mesmo que pequena) de mão de obra local. Quem está disposto (ou pode) pagar R$ 18 mil numa ida à Amazônia, certamente será exigente com o que pretende receber em serviços, onde o peixe se torna uma consequência.
    Difícil contudo (pelo menos para mim) é acreditar que essas "soluções" não sejam criadas e estabelecidas através de "esquemas", onde o valor final se torna excessivo pela "cadeia alimentar" dos pagamentos... Outra coisa, e a transparência desses processos, será que os responsáveis (sejam municipais, estaduais ou federais) estão envolvidos e capazes de prestar contas desses procedimentos à sociedade ?
    Apenas para ciência, já comecei a receber ofertas de pescarias semelhantes às dos nossos barco hotéis amazônicos, só que dos nossos "vizinhos", com custos inferiores aos praticados pelas operadores brasileiras na região do Negro e adjacências... Será que seremos a próxima geração de "gringos" pescando em águas estrangeiras ? 
×