Ir para conteúdo
  • 0
Entre para seguir isso  
Visitante

SUGESTÃO - Abaixo assinado Pró-Alevinos.

Pergunta

Visitante

Sugestão aos donos de pousadas e pessoas influentes do fórum: Fazer, junto com os donos de pousadas e nós, amadores, um abaixo-assinado solicitando ao novo Ministro da pesca a elaboração de uma Lei que obrigue TODA CIDADE RIBEIRINHA a soltar, anualmente, certa quantidade de alevinos nos rio.

Essas cidades lucram com o turismo de pesca e em nada contribuem para o aumento do pescado.

Eu não inicio porque não tenho contatos com pessoas influentes na política nem com donos de pousadas, que certamente também têm interesse no assunto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

9 respostass a esta questão

Posts Recomendados

  • 0

Eu já falei sobre isso, em um post. Corumbá é uma cidade que vive da pesca, cobra taxa de turismo por dia, e não reverte nada para este tipo de iniciativa.

Para um município deste investir 10 mil reais por mes em alevinos, não é nada!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

A idéia é maravilhosa, contudo, foram tantos os abaixo assinados nos fóruns de pesca nos últimos anos q não deram em nada q a turma está desmotivada.

Lembram da taxa q as companhias aéreas cobravam sobre o tubo de varas!??! Pois é...arrumos um abaixo assinado e quase não conseguimos 300 assinaturas...hehee...

Bem...a dica está aí. Eu sou um q gostaria de aderir...mas preparem-se para passar raiva...ehhee..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

A IDEIA É OTIMA, POREM NA HORA QUE ESTE ABAIXO ASSINADO CHEGAR LA NO MINISTERIO SERÁ QUE O MINISTRO VAI SABER O QUE ALEVINO, POIS O MESMO NÃO SABE NEM COLOCAR MINHOCA NO ANZOL.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Muito boa sua intenção mas no meu ponto de vista não concordo que o caminho adequado seja a soltura de alevinos isso já foi debatido várias vezes aqui no forum então não vou prolongar o assunto.

O que realmente precisamos todo mundo já sabe que é a fiscalização rigida e eficiente, tratamento ideal dos resíduos domésticos e industriais para evitar a poluição dos nossos corpos d'agua, replantio e preservação das matas ciliares principalmente áreas de nascentes e principalmente CONSCIENTIZAÇÃO.

Abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

só pra completar o que o Edson disse.

não adianta nada soltar os alevinos se a 2km rio acima ou abaixo exitem varios pescadores com suas redes "coando" o rio de forma indiscriminada.

sem as devidas fiscalizações ambientais, fica difícil fazer esta reposição nos rios.

::tudo:: sem conscientização não há diversão. ::fishing

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Sugestão aos donos de pousadas e pessoas influentes do fórum: Fazer, junto com os donos de pousadas e nós, amadores, um abaixo-assinado solicitando ao novo Ministro da pesca a elaboração de uma Lei que obrigue TODA CIDADE RIBEIRINHA a soltar, anualmente, certa quantidade de alevinos nos rio.

Essas cidades lucram com o turismo de pesca e em nada contribuem para o aumento do pescado.

Eu não inicio porque não tenho contatos com pessoas influentes na política nem com donos de pousadas, que certamente também têm interesse no assunto.

A idéia é boa. Não sei se o melhor caminho é o abaixo-assinado, mas é melhor que a inércia. Como nosso excelentíssimo ministro só deve entender de "truta" (rsrs), o plano precisa ser bem arquitetado (e incomodar) se quisermos que seja levado à sério.

Sobre a alevinagem em si, o problema que vejo é a possibilidade de um desastre ambiental, caso esta ação não seja acompanhada de muito perto por profissionais de 1ª linha, pois o risco de uma espécie de "degradação genética" é grande e por várias razões. O amigo Michel tem mais competência para explicar sobre isto.

Saúdo o parceiro por ter levantado um assunto tão importante e que cujo pontapé inicial só poderá partir da sociedade (nós mesmos). joia:::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

A questão é complicada !

Se por um lado a ausência de alguma medida faz com que diminuam-se os estoques, a implementação de ações como o repeixamento traz outras consequências, tão bem alertadas pelo Estêvão !

arrow:: É claro que o IDEAL seria mesmo a conscientização das pessoas, principalmente as ribeirinhas...

arrow:: Não muito distante do IDEAL seria motivar ações da coletividade visando a preservação do que poderá ser o "futuro"...

arrow:: E por fim, muito mais exequível, seria estabelecer uma forma de proibição de comercialização de pescado fora do seu ponto de captura ! Com a proibição de transporte, os estoques passariam a ter folego de serem repostos...

Claro que isso geraria uma enorme "grita" no segmento que explora essa alternativa ( no ponto de vista comercial ), e atingiria também, por consequência, os pescadores profissionais e suas rendas familiares...

arrow:: Mas quem está disposta a fazer omeletes sem quebrar os ovos ?

Um trabalho centrado em repor esses ribeirinhos em atividades paralelas à pesca profissional poderia ajudar nisso ( por que não transformar parte deles em fiscais da autoridade que controla isso - Ibama ou MPesca ? ).

arrow:: Claro que é complicado, mas será que pode ser diferente disso...

arrow:: Também a adoção obrigatória do pesque solte seria recomendada !

E como atender aos que tem "aquele hábito" de levar um peixinho para comer em casa...

arrow:: Não me parece ser menos complicado também...

No fundo mesmo, precisamos re-inventar os conceitos e reforçar os valores, até para que possa haver algum tipo de conscientização !

O preço a pagar é sempre "muito caro", e nessa nossa terra da "lei de Gérson", todos querem "levar alguma vantagem, certo ?"

O grande problema de tudo isso é que quanto mais tarde, pior ( e mais difícil ) fica sendo a adoção de uma medida, qualquer que seja ela, e os estoques de peixes silvestres vão desaparecendo... ::medo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Buenas... antes de qualquer atitude em favor do assunto, como a realização de um abaixo assinado, é necessário que seja realizada uma pesquisa muito séria sobre a possibilidade do peixamento, visando determinar se este procedimento é possível e viável na região, sem prejudicar o ambiente da maneira em que ele se encontra.

Esta prática de soltura indiscriminada de peixes no ambiente natural, seja por peixamentos, ou por fuga de criadores, quando feita sem o devido cuidado, é extremamente prejudicial ao ambiente como um todo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 0

Olá amigos,

sou produtor de peixes e já fiz soltura de alevinos no Araguaia.

Porém, a questão que mais pega em nossos rios, para a diminuição dos estoques pesqueiros, está longe da vista dos pescadores.

O desmatamento e a degradação da vegetação ciliar, a ocupação de APPs por fazendas, pousadas, loteamentos e etc me preocupa até mais que a matança de peixes.

Sabem pq?

Vcoês sabiam que os peixes desovam, os ovos eclodem em 24 horas e a larva leva apenas 20 dias para se tornar um peixinho do tamanho de uma unha do dedão do pé?

Nesse período a larva se alimenta muito e se alimenta, principalmente nas primeiras duas semanas de zooplancton.

Sem as matas siliares e sem as terras alagáveis, ou com a diminuiçao destas(algumas pousadas e fazendas fazem aterros pra diminuir o alagamento) não há matéria em decomposição suficiente para adubar a água. Sem o material das matas (folhas caidas, troncos, as proprias árvores e seus ganhos e folhas) a água não fica corretamente adubada e o zooplancton nao consegue se desenvolver.

Sem o desenvolvimento do Zooplancton em quantidades suficientes as larvas não se desenvolverão, algumas morrerão e outras serão predadas. Com isso, vai se tendo a diminuição gradativa da quantidade do pescado.

Para fazermos ações em prol do meio ambiente, é necessário que façamos ações em teia. O homem e os governos tem mania de pontuar medidas e soluções sendo que na natureza tudo é um "efeito borboleta" ou efeito dominó.

O ideal é que reinvindiquemos a preservação das matas, nascentes, fiscalização de pesca predatória, fiscalização e impedimento de ocupação de areas de APP, adoção do transporte zero de pescado, repeixamento e outras mais...

uma ação pontual não resolve o problema. infelizmente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder esta pergunta...

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...