Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

João Guilherme

PESCARIA AMAZÔNIA - BARCELOS SET/2015

Posts Recomendados

Pessoal, relato completo do pescador Jony Brito que acabou de voltar da Amazônia.
Apreciem sem moderação.
Um abraco,
João Guilherme 
 
 
 

Expedição Amazônia – Rio Caurés

 Setembro de 2015

 
 
6.30 hs de 01/09/15,uma terça feira,aeroporto Afonso pena em Curitiba. Time Labadee Sport Fishing facilmente identificável no saguão,camisas brancas Columbia,estampadas com as logomarcas dos parceiros  [faz parte do kit Labadee de viagem] e com os inseparáveis tubos de varas apontando para cima. Somos seis amigos pescadores dois recém-conhecidos no Boteco do Pescador, reunião que fazemos em bares de Curitiba  para contar causos e experiências de pescarias,interessante demais, se alguém se interessar em participar é só entrar em contato com a LSF. Uns debutando, outros com experiências diversas. Destino: Amazônia, mais precisamente no rio Caurés. Abraços de sempre, gozações habituais e o Mario um dos parceiros recém conhecido já dava  o tom que a parceria ali iniciada seria demais.Em tempo,Mario,Flavio,PC,Sergio,Poldi,Jorge,Brito e Gláucio formavam o time. Check in rápido, conexão na cidade maravilhosa e já já sobrevoando o rei dos rios para a pesca esportiva do tucunaré,o rio Negro. Manaus,transfer,hotel Quality ,check in antecipado providenciado pela LSF. O shopping Manauara a aproximadamente 100 mts e lá estávamos nós batendo ponto na cachaçaria do Dedé e loja Sucuri para o last minute das tralhas[e vai que é essa isca que vai pegar? Dalhe comprar mais uma!!!!!!!]
Hotel para aquela relaxada e a noite fomos para a Morada do Peixe, restaurante fora do eixo tradicional com pescados de responsa e ambiente bem agradável e lá recebemos a visita ilustre do Cristiano do BaquaraTeam que nos brindou com vídeos e belos relatos das suas pescarias e experiência na região amazônica.Parceiraço o Cristiano.
Neste momento conversamos da ansiedade boa que estava tomando conta de todos, afinal na manhã seguinte faríamos a tão esperada Expedição para o rio Caurés com a Peacook Bass Expedition e a Labadee Sport Fishing,com um hidroavião nos levando a pousar em frente ao flutuante já posicionado em um excelente ponto de pesca ou seja você chega e já está pescando onde os outros levam 3 a 4 dias para estar.Isso é otimizar uma pescaria e minimizar a possibilidade de não ter ação.
Hotel, descanso necessário e muito cedo café da manhã, às cinco horas, outra providencia tomada pela Labadee pois o voo estava marcado para as seis horas e o que era para ser um café simples como combinado, foi o buffet completo para o grupo.Aplausos para o Quality. Transfer para o Eduardinho e lá estava na pista o nosso transporte, um hidroavião Caravan para oito lugares da empresa Rico.Momentos depois estávamos sobrevoando a floresta mais emblemática do planeta,com seus incontáveis rios. Uma hora e quarenta minutos depois pousamos suavemente em frente ao flutuante. Dois barcos fizeram nosso transporte e fomos recebidos pela tripulação, impecáveis, perfilados, desde o gerente até o pessoal da cozinha. A impressão primeira é a que fica e foi muito boa. Adentramos então ao nosso hotel cinco estrelas, posicionado num dos rios mais piscosos da Amazônia e que seria nossa casa pelos próximos sete dias, sim sete dias de pesca, mas o pacote fala em seis? Essa é a vantagem do hidroavião, ganha-se um dia de pesca. E nos esperava outro café da manhã, e como pescador não é de recusar fomos a gula novamente. Rapidamente nos instalamos nas cabines duplas com camas de solteiro, ar condicionado, banheiro grande com chuveiro quente e arrumado com esmero. Arrumamos as tralhas, e acreditem,por volta das nove e meia demos nossos primeiros arremessos no Caurés.Operação afinadíssima.
Nesta primeira volta para o almoço já deu a noção do que seriam nossos próximos dias, o Flavio retirou da água o primeiro "burrão" denominação dada por nós aos acima de dez libras. E muitos exemplares menores e muitos ataques. Ducha para refrescar, cerva gelada, vale um parênteses:o nosso atendente Mauricio nos esperava a cada retorno de período de pesca com uma bandeja de cerveja gelada que tomávamos ainda no barco. Gentileza pura e muito atencioso o Mauricio. Nota dez. Almoço, soneca num ambiente a 17 graus e renascidos para mais um período de puro lazer. Nesta tarde muitos peixes, com ação na superfície e na meia água. Peixes de vários tamanhos mas nenhum "burrão". A noite nos delinearam a estratégia de como seria o movimento do flutuante: iríamos subir o rio com paradas em pontos pré determinados até o umbigo do Caurés. E o ultimo ponto seria onde o hidroavião iria nos resgatar e a semana seguinte seria o movimento inverso até o ponto onde descemos e assim sucessivamente. Isso para diminuir a pressão de pesca. O rio ainda apresentava-se um pouco fora da caixa, mas com várias praias. À medida que subíamos a ação de pesca aumentava substancialmente.Vários "burrões" foram saindo e muitos mas muitos mesmo, médios e pequenos também. O Flavio continuava sendo o sucesso, mas logo o Jorge se animou também, Gláucio o mestre da joão pepino mostrando seu talento pegando e soltando um 15 lbs. Sergio,voltando com uma alegria incomum quando pegou seu"burrão na superficie16 lbs,Mario valente parceiro do Flavio falava que preferia ação em vez de "burrão"[não dá para acreditar não é?] pegando demais tucunas de vários  tamanhos,Poldi e PC neófitos de pesca amazônica e  de tucunas contando proezas de veteranos com tanta ação e fisgaram vários "sub burrões" de 5 a 10 libras. E este que vos escreve,Brito,pegou 1"burrão" mas muitos,muitos mesmo de variados tamanhos, sendo meu primeiro “burrão” na hélice.
 
 Tivemos três tipos de pesca, Glaucio e Brito dedicaram-se mais a iscas de superfície com as suas Black Mambas 25 lbs[t20,hélice,zig zara,zara etc] com muita ação mas com menos "burrões",Flávio mesclou superfície com meia água[zig zara,corisco, rapala etc] e foi o cabeça,todo dia no mínimo um "burrão" e até 3 num dia. Jorge,PC,Sergio e Poldi dedicaram-se mais a meia água onde a perversa deitou e rolou.Jorge foi o cabeça no maior "burrão" 22 lbs. O importante é que a quantidade de peixes deixou todos os oitos pescadores com sorrisos estampados nos rostos todos os dias. Resumindo, nesse período de pescaria a isca de superfície se mostrou com mais ações e a de meia água com os peixes de maior tamanho.
Os guias de pesca deram muita atenção nos primeiros dias a pesca nos molongós e nos lagos, onde historicamente ocorrem as maiores ações mas nessa expedição não foi o que ocorreu,logo percebeu-se que os peixes estavam mais no rio e a partir daí as atenções se voltara para lá e foi realmente onde foram fisgados e soltos grande quantidade de tucunas. 
No flutuante a operação foi top,show,comida honesta e saborosa,ponto alto para as sobremesas de frutas regionais que eram esperadas como um premio após as refeições. Para ter ideia da atenção que recebíamos, eram 11 tripulantes,incluindo os guias, que diga-se de passagem tinham muita experiência, para 8 pescadores. Roupa lavada todos os dias,facilitando o peso da bagagem, podendo levar o mínimo de roupa e sobrando peso para as preciosas iscas.O peso máximo para o hidro são 12 kg para a mala e 3 kg para a de mão. 
           Após aquele merecido dia de labuta sob o sol do equador,muito pesca  e solta, aquela ducha revigorante e antes do jantar,subíamos ao deck onde fazíamos aperitivo  e partilhávamos as histórias do dia. A teoria de que o grande é o que escapa, caiu por terra inúmeras vezes, pois vários relatos de tucunas fisgados que foram para a galhada e pareciam ter escapado e o pescador lamentando-se do "burrão" que perdeu quando o guia de pesca alertava para que ainda estava na linha e após a visualização do mesmo via-se que era um belo tucana mas não um mais de 10 lbs.
          E assim num piscar de olhos, o hidro estava pousando novamente para nos buscar e trazer 8 novos sortudos. Neste momento percebemos que todas as nossas expectativas mais que se realizaram, afinal grandes parceiros, muitos peixes e estrutura show é uma combinação perfeita. Saímos de lá com a certeza que voltaremos ano que vem. Um agradecimento especial ao Marlon Otero e sua excepcional equipe da Peacock Bass Expedition e a Labadee Sport Fishing pelo profissionalismo da organização.
Um abraço,  Brito. Valeu Parceiros!!!!!!
 

 
Quem quiser seguir o Jony Brito no instgram @britojoca ea Labadee @labadeesportfishing
 
TLXLIq.jpg

IdUwiN.jpg

vSZapU.jpg

RLZX14.jpg

zz7i4X.jpg

ICjDUV.jpg

1720yd.jpg

NNQU5y.jpg

99zrIb.jpg

t3VnFN.jpg

VetJnU.jpg

XFWVin.jpg

KjuYsP.jpg

ywEUcr.jpg

150wQN.jpg

rxVyHX.jpg

Jzmbl9.jpg

BozF0L.jpg

zWHyq1.jpg

Ygjgau.jpg

Q8ZJtM.jpg

9NG0Zj.jpg

K9F4hr.jpg

eKGkRB.jpg

TwsGJf.jpg

HuDJIU.jpg

pwcqQd.jpg

WfBnlr.jpg

kWCUiw.jpg

hTaAjP.jpg

VI2xv1.jpg

TkDdUQ.jpg

TWNDeh.jpg

yKizVW.jpg

ZBGjgK.jpg

HMu0zl.jpg

w9GTCY.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal sua narrativa !

 

Parabéns pela pescaria !

 

Depois complemento meus comentários...

 

 

Pois então, permitam-me alguns comentários, iniciando - novamente - pelos parabéns ao Grupo !  palmas::

arrow:: Esquema muito legal, principalmente quando tudo está azeitado e funcionando dentro das expectativas !

arrow:: Mas o que me chamou atenção é que mudam-se os "protagonistas", mas os anseios e atividades são muito parecidas...

arrow:: Ida à Sucuri, Shopping, comidinha da terra, cerveja gelada, animação e expectativa são um paradigma presente em todas as viagens !

arrow:: Especial atenção ao Grupo que produziu camisas, e mais que isso, fez questão de usá-las sem qualquer "pudor" de se apresentarem como um Grupo de Pesca !

arrow:: Operação com hidro-avião (nunca fiz), mas é um Show ! Nem navegação existe após a chegada no flutuante ! Iscas esticadas de imediato !  ::fishing

arrow:: Esquema do Marlon (nosso velho conhecido) aprimora-se a cada ano, e só podemos torcer para que alcance seus objetivos logo !  palmas::

arrow:: Esquema de atenção e atendimento no serviço aos clientes, é mesmo inquestionável ! ::tudo:: Não dá para encontrar "defeitos" (nem os "cri cris") !  lingua2::

arrow:: Peixes a vontade, e mais que os peixes, a verificação de que todos se divertiram no que faziam ! Será que precisa de mais ??  mestre::

arrow:: Ótimas fotos e detalhadas explanações na narrativa nos propicia sentir "saudades" daquela região e peixes selvagens ! :amigo:

arrow:: Parabéns (mais uma vez) ao Grupo, e já sei que ano que vem vai ter mais...  :gorfei:

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Inaugurando os relatos da temporada num local lindo. O grupo Labadee unindo forças a estrutura do Marlon resultou em excelente pescaria, com harmonia e alegria dos integrantes; com lindos peixes, um indo para a galeria dos 20 up, parabéns ao grupo e iniciativa do Jongui em partilhar a experiência do Jonny Brito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...