Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Fabiano Oliveira

Teles Pires

Posts Recomendados

Galera espero n estar enrolando muito nesse "causo"... (msm assim já está bastante resumido)

Bom essa se passou no final de março e começo de abril de 2007...

Sou representante, e trabalho com confecção... Nesse ano de 2007 estava com 99% de certeza de não fazer uma pescaria boa, dessas no Mato Grosso... (mas fiz 2, a outra conto depois)

Daí um amigo meu, (q por sinal é meu companheiro de barco nas pescarias) e q tb trabalha com confecção, me disse q precisava fazer umas entregas em MT e q precisava de alguém q tb trabalhasse nessa área e q tivesse costume de pegar a estrada (até aí mera coincidência, n acham???)

Bom para convencer a patroa n foi difícil, pq afinal estava indo trabalhar e as ?traias? de pesca eram só se por acaso a gente resolvesse pescar em algum ponto (coisa q eu disse q n passava por minha cabeça)

Depois de tudo pronto, partimos... Eu, o Zoio e uma Saveiro abarrotada de confecção...

Partimos de Divinópolis-MG numa terça-feira pela manhãzinha... A viagem foi boa, na primeira empreitada tocamos até Cuiabá-MT, como já era 03:00hs da manhã resolvemos parar num posto e dormir, ali msm dentro da saveiro, q por sinal os bancos n reclinam nada.

Fomos vendendo e entregando as encomendas... E quanto à pescaria fomos sem rumo... cada cidade q a gente parava perguntava se alguém conhecia algum guia lá para as bandas do Teles Pires, com isso já tínhamos algumas indicações, até q na quinta-feira enquanto paramos para almoçar, vimos um carro com a placa de Colíder, e a msm seria a última cidade q a gente ia trabalhar, esperamos o proprietário aparecer e perguntamos se ele n sabia de alguém...

Esse rapaz deu duas opções, do lado de lá da ponte tinha uma estrutura melhor, porém o proprietário n tinha guia... do lado de cá da ponte era tudo muito rústico e simples, porem disseram q o proprietário por nome de ?Nego? era muito gente boa e conhecia o rio como poucos...

Depois da ultima entrega em Colíder corremos para um supermercado, compramos uma caixa térmica, algumas picanhas, e é claro umas cervejinhas (poucas) pq ninguém é de ferro...

Pegamos estrada e nada dessa tal ponte aparecer, nesse momento presenciei algo q jamais imaginei... Uma comitiva com 2800 cabeças, foi muito show, os peões vinham e buscavam de 1 a 1 os carros para poder atravessar, pediram um trocado para tomar uma pinga...heheh mas fizemos melhor, levantamos a capota e dissemos: sirvam-se... cada um já agarrou 2, 3 latinhas e depois de um Deus lhe pague, seguiram seu caminho (e nós o nosso).

Imagem Postada

Nesse meio tempo a fome foi apertando... paramos num barzinho de beira de estrada para lanchar e quando entramos um baita fogão de lenha a todo vapor... Arroz, feijão, frango caipira (desses q vem até com ?pito de paia? atrás da orelha), angu, salada, couve e abobrinha batida... Não gente n acreditava no via...

Enquanto almoçávamos perguntamos outra vez sobre algum guia, e pela primeira vez um nome se repetiu, o tal Nego...

Depois do ?pandu? cheio seguimos viagem...

Chegamos nessa ponte no sábado por volta das 14:00, a primeira vista n dei nada pelo local, tudo muito simples msm, o Tal Nego tinha saído para pescar com uma turma de uma cidade lá de perto Nova Canaã...

Imagem Postada

A esposa dele disse q a gente poderia ir pescando por lá msm, e se soubéssemos remar poderíamos pegar o barco q estava poitado lá e ficar por perto (isso pq ela nunca tinha visto a gente). Preferimos ficar no barranco msm, entre um arremesso e outro cachoras e bicudas davam o ar da graça...

Quando anoiteceu ele chegou, tinha uma cara de sistemático e de poucas palavras, mal cumprimentou a gente, passou e foi conversar com Maria, sua esposa.

5 min depois ele apareceu, já estava com um semblante melhor, conversamos e armamos a nossa pescaria do dia seguinte, tínhamos 3 opções:

A primeira era de pescar de rodada para pegar as matrinxãs, tambaquis e corvinas

A segunda era fazer uma pescaria atrás dos peixes de couro (piraíbas em especial)

E a terceira e tb mais cara, era a de pescar os tucunas (optamos por essa por meu companheiro nunca ter pego um tucunaré)

Ficamos ali tomando uma cerveja e comendo um tira gosto as margens do tão afamado Tele Pires, n demorou muito e o sono chegou...

Como a gente n tinha levado barraca, dormimos na carroceria da saveiro, e o pior e q é cheio de ondulações, a Dona Maria isistiu muito para q a gente dormisse em sua casa, ou então nas redes q tinha na varanda (mas e o medo de acordar de madrugada com um moreno de +/- 2 metros de altura, o famoso tripé, falando q rolou sentimento... rs brincadeiras a parte não queríamos incomodar. A Dona Maria nos emprestou um cobertor para a gente forrar, para o sereno n cair direto na gente fechamos a capota e só dormimos com a tampa aberta... ehhh noite mal dormida (mal sabia q valeria todo sacrifício)

O sol ainda n mostrava seu brilho quando escutei umas panelas batendo e em seguida senti um cheiro de café ?cuado no saco? feito naquela hora...

Vou falar a verdade, como n tinha avisado q a gente ia, ela só tinha um pão lá (parecia pão de forma) mas era de milho, e ela lascou uma ?toreba? de margarina no meio... Preparou as nossas marmitas e seguimos rumo ao pesqueiro de tucunas.

Imagem Postada

Decemos aproximadamente 1:30min, ao chegar poitamos na entrada de um corixo, como sempre relatos de muitos peixes, e peixes grandes n me animavam, por na maioria das vezes n se confirmar...

A essa altura o Nego já tava mais solto e até ?batia uma capa? na gente:

- Q isso mineiro se eu tivesse com o anzol n`água já tinha pego 3... ria o piloteiro...

Até eu pegar o jeito foi meio difícil, mas depois só alegria.

Lá a gente pesca com tuvira ou iuiu (tb conhecido como jejum), chumbo pequeno, à uns 30 cm do anzol 5/0 +/-, arremessos de médio a curta distancia (pelo fato de o rio estar com o volume de água elevado, e a gente ter q entrar com o barco literalmente dentro da mata) arremessava e vinha recolhendo, o trabalho era parecido com o de uma meia-água...

Imagem Postada

Os estouros eram um atrás do outro, na maioria tucunaré (se n me engano lá tem o tucunaré-açu) pelo guia já ter capturado exemplar de até 8kg, eu msm no ano seguinte peguei um de 6,2kg, mas isso é uma outra estória...

Vez ou outra aparecia umas matrinxãs, mas só entravam matrinxã criada de 3 a 3,5kg, trairões e até pequenas cacharas tb n resistiam ao trabalho da isca.

Como n tomei café direito a fome já apertava, fui o primeiro a atacar a marmita, passado uns 40min o Zoio e o Nego resolveram almoçar tb... A gente pescava debaixo das árvores e era sombra o tempo todo, e enquanto eles almoçavam resolvi dar uns arremessos, tinha uma árvore muito grande caída e seu tronco estava num lugar estratégico, pq os peixes pequenos tinham de passar por ali quando saíam do corixo, 1, 2, 3 (n acreditava q n havia uma ?baguá? como dizia o guia por ali) 4º arremesso e pronto o silêncio daquela mata era quebrado, como havia muita estrutura debaixo d`água n podia trabalhar com a frecção muito aberta, e msm assim já na primeira tomada de linha pulou uns 10m depois desse tronco caído...

Imagem Postada

Pronto o Nego já gritou é ?baguá? é ?baguá? não deixa ele ir no pau... vai perder, vai perder, nisso a adrenalina tomou conta, eu recolhia de cá e ele tomava de lá e ficamos nesse cabo de guerra até q consegui fazer com q ele passasse para o lado de cá do tronco... Agora sim, uma briga limpa e justa, trouxe ele duas vezes do lado do barco e quando achava q já estava entregue saia ele de novo numa explosão q n dá para descrever, mais um tempinho e pronto estava ele prancheando do lado do barco, n acreditava no tamanho do peixe, nunca tinha pego se quer um de 2kg esse passava dos 4.

Passamos o passaguá, pousamos para algumas fotos e após a oxigenação necessária saiu nadando calmamente para seu tronco, onde com certeza iria descansar mais um pouco.

Imagem Postada

Resultado muito, mas muito tucunarés no final de 4 horas de pescaria...

Voltamos para o acampamento, do barranco ficamos arremessando as artificiais e vez o outra entravam bicudas e cachorras (em outro post coloquei a foto de uma ?cachorrinha? de 12kg, mas vou repetir a foto), nesse meio tempo a noite começou a chegar e o Zoio disse q estava com vontade de comer um frango caipira na janta, em seguida já passa o Nego com um frangão na mão e grita:

- Maria, pode começar a fazer a janta, ajudamos ele a limpar o frango e fomos para a varanda da casa dele, enquanto a janta ficava pronta, mais cerveja e tb agarramos na tal de jurubeba, confesso q fiquei bem ?na ema?.

Acordamos no outro dia e voltamos a vida real, carregamos a saveiro e seguimos rumo a Minas, muito contentes com o resultado da nossa pescaria, e com a certeza d q em 2008 voltaríamos (e voltamos, mas isso já é uma outra estória)..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na de 2007 eu não fui mas em 2008 resolvi encarar essa aventura com esses dois malucos, meu irmão o Fabiano e o Zoio que espera ser adotado pela família ::evil::

Estamos analisando o currículo dele, se ele passar quem sabe entra pros "Malvinos"

A pescaria de 2008 foi fantástica, depois mandamos o relato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ô Fabiano... diz uma coisa, qto o Nego cobra de diária? Colider fica pertinho daqui, só 1400 km com quase 900 de terra... um tirinho! :D

Parabéns pela pescaria e pela disposição, meu amigo... vc é guerreiro, dormir sentado dentro de carro ou na caçamba não é pra qquer um!

Abração!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom, como alguns já perceberam esse post era para ser meu

estava ajudando o Zoio a cadastrar, e quando fui enviar o "meu" relato era ele q estava logado... mas tudo bem, fomos juntos msm...

Respondendo quanto o Nego cobra, vai variar do q irá usar...

A diária dele é(ra) R$80,00 mas como o barco, o motor e a gasolina sua...

Como esse ano foi a segunda vez q a gente foi lá (fora outras 3 turmas de pescadores q tb conheceram o local por indicação nossa/média de 12 pescadores por turma, ele cobrou se n me engano R$200,00 com guia/barco/motor de 25...

Só para vcs terem uma ideia da coragem foram mais de 6000 km q rodamos nessa louca viagem...

Uma dica valiosa, se alguem animar ir para lá a data ideal é de 15 de abril a 15 de maio, claro q isso é uma média, pq tem os tucunas e tb muito peixe de couro...

Qq dúvida posta de novo q tentamos responder...

Ô Fabiano... diz uma coisa, qto o Nego cobra de diária? Colider fica pertinho daqui, só 1400 km com quase 900 de terra... um tirinho! :D

Parabéns pela pescaria e pela disposição, meu amigo... vc é guerreiro, dormir sentado dentro de carro ou na caçamba não é pra qquer um!

Abração!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depois de Colíder vc vai sentido a Nova Canaã do Norte, fica a uns 40km depois dessa cidade, quando chegar na ponte do Tele Pires é lá uhrm::

Mas lembre-se q tem estrutura dos dois lados da ponte... no sentido Nova Canaã/Alta Floresta é o q fica antes, o Nego tb tem um flutuante, com banheiro, cozinha, quartos, e até uma aréa de camping com churrasqueira atras de onde o flutuante fica poitado...

Tem gente q prefere ir de avião até Alta Floresta e depois volta esses 80km de carro alugado ou táxi...

Vou procurar o tel aqui e te passo, se chegar lá de repente só correrá o risco de ter de esperar ele chegar de alguma pescaria...

Mas n esqueçam de levar em conta a data q falei... teve uma turma de amigos aqui de Divinópolis, q foi em julho, msm a gente falando q n era a época, e n pegaram nada...

que aventura do (editado)... essa foi Phodis...

fabiano, como que chega no local a partir de colider????

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso msm... a data é um fator crucial nessa pescaria, pq a gente pega o nível do rio mais alto, e como mostra as fotos com o rio na mata, a profundidade media é 1m 1,5m... tem hora q vc vê o cardume passando do lado do barco... só "baguá"...

E outro fator importante, no fim desse corixo tem uma lagoa imensa onde os tucunas entram para acasalhar e desovar, daí com o nivel mais alto tem como chegar nela... ou seja com certeza os maiores machos e femeas estaram lá...

Vcs são f*** só pq o ano q vem eu já tenho uma marcado nesse msm período oloko:: fui lá em 2007 e 2008

o negócio é entre abril e maio né??

to animando nesse trem...

Eu também hein!!seila:: seila::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...