Ir para conteúdo

Edmar Alves

Membro
  • Total de itens

    112
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Histórico de Reputação

  1. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Rafael Augusto em "Valor" das iscas artificiais.   
    Acredito que de forma ampla, com raras exceções, contudo não fomos educados para "criar" ou "pensar" ou "questionar" e tirar nossas próprias conclusões e assim depois agir, mas fomos "doutrinados" a copiar ou a repetir ou simplesmente aceitar aquilo que nos foi oferecido...principalmente aquilo que é caro com a "bandeira" de felicidade...daí vira isso que vemos ai...inclusive na pesca.
    Um exemplo: Uma isca de madeira feita a mão, única do jeito que você quiser, com acabamento, pintura e testes exclusivos a seu gosto, um artesão tem que ralar muito para consegui vender uma isca pela metade do valor de uma isca gringa feita em serie que tem que trocar garateia e raramente vão para água trabalhar e mais raramente ainda pegar peixes...exceto modelos específicos....
    Outro exemplo: Outro dia ouvi um gringo falar que no EUA não tinham hábito de usar T10, fiquei surpreso....perguntei o porque? Ele disse logo...que custava 2 dolar no Wallmart.....pronto, explicado. rs...
    Esse mesmo gringo depois de uns dias disse que foi ao Wallmart comprou a isca e foi pescar, disse que pegou muitos peixes....kkkk
    E por ai vai....
    Acho que tem outra situação ainda....quando estamos com vontade de pescar e não podemos ir, compramos tudo que aparece na nossa frente supondo que aquela vontade de pescar vai suprir nossa felicidade né....kkk
     
  2. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Rafael Augusto em "Valor" das iscas artificiais.   
    Acredito que de forma ampla, com raras exceções, contudo não fomos educados para "criar" ou "pensar" ou "questionar" e tirar nossas próprias conclusões e assim depois agir, mas fomos "doutrinados" a copiar ou a repetir ou simplesmente aceitar aquilo que nos foi oferecido...principalmente aquilo que é caro com a "bandeira" de felicidade...daí vira isso que vemos ai...inclusive na pesca.
    Um exemplo: Uma isca de madeira feita a mão, única do jeito que você quiser, com acabamento, pintura e testes exclusivos a seu gosto, um artesão tem que ralar muito para consegui vender uma isca pela metade do valor de uma isca gringa feita em serie que tem que trocar garateia e raramente vão para água trabalhar e mais raramente ainda pegar peixes...exceto modelos específicos....
    Outro exemplo: Outro dia ouvi um gringo falar que no EUA não tinham hábito de usar T10, fiquei surpreso....perguntei o porque? Ele disse logo...que custava 2 dolar no Wallmart.....pronto, explicado. rs...
    Esse mesmo gringo depois de uns dias disse que foi ao Wallmart comprou a isca e foi pescar, disse que pegou muitos peixes....kkkk
    E por ai vai....
    Acho que tem outra situação ainda....quando estamos com vontade de pescar e não podemos ir, compramos tudo que aparece na nossa frente supondo que aquela vontade de pescar vai suprir nossa felicidade né....kkk
     
  3. Thanks
    Edmar Alves deu reputação a Henrique Rossini em Iscas Artificiais Sem Ratlin   
    Tive sorte de pegar uma Magic Stick 80 sem Ratlin, é minha pegadeira. Tenho com Ratlin, menos produtiva, cores iguais.
  4. Like
    Edmar Alves deu reputação a André V Shinzato em Nova aquisição - Vara Rapala Gold 8 lb Carretilha   
    Edmar, Tenho já há algum tempo a 8 libras e uso nos tucuna Sudeste como minha titular. Gosto muito da leveza e esportividade. O porém eh casting ( se não me engano 10 gramas), mas da usar diversas iscas ( firestcik, red pepper, stick Nelson 80, lelé, birutinha, spock jr). Já peguei bons azuis com ela no rio grande e na minha opinião da pra pescar. Claro q estará arriscando mais uma de librarem maior, mas faz parte do risco. Uso com uma Alphas air e multi Maruri 0,18.
    Espero ter ajudado.
    Abs
  5. Like
    Edmar Alves recebeu reputação de Carlos Robaert em Pecar traíra no inverno, será que dá?   
    Tem um blog muito legal sobre trairás, já antigo, mas muito conteúdo.
     
    http://tudosobretraira.blogspot.com/2011/05/tutorial-sobre-pescaria-de-traira.html
     
    Abraços!
  6. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Augusto Mestieri em Nó SF é mesmo o bruto?   
    Eu uso o midnight com um pesinho muito rápido e muito fino, mais resistente que o SF. Segue o vídeo.
    Eu uso nas varas Plumas da Sumax e na vara Quantum Smoke que tem ultra micro passadores, espero ter ajudado.
    O nó fica pronto em menos de 10 segundos e o acabamento mais uns 30 segundos. Não tem que queimar nada.
     
     
  7. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Pepe Melega em ARGOLAS DAS ISCAS: TIRAR OU NÃO TIRAR?   
    Bastante opiniões, legal. Como penso, ou melhor o meu entendimento. Porém antes gostaria de mencionar que o snap em formato de gota não é tão recente assim - a Sampo (http://www.samposwivels.com/) já o teve em linha nos anos 90 e a outros que também o comercializavam na segunda metade dos anos 80. Os chineses estão reeditando um clássico. 
    Argolas são para facilitar a amarração, é uma facilidade e não uma necessidade de funcionamento ! Há controvérsias interessantes sobre o tema, do tipo: fica mais fácil de amarrar a linha! Fato, mas um split ring trabalha e se trabalha provoca atrito na linha, ou seja está se criando um ponto de ruptura. Era mais difícil de acontecer quando usávamos mono filamentos, mas com o uso de multi de quatro, oito e até dezesseis fios o rompimento de um dos pequenos fios é suficiente para o problema surgir.  Logo não uso, prefiro um snap que me proporciona conforto e rapidez para a troca de iscas. 
    Quando uso split ring - só uso grande em iscas grandes, amazônia nos hélices, não amarro diretamente o multi nele e sim num solid ring - que não trabalha, e esse passo pelo split ring ! Isso me dá mais segurança e a possibilidade de trocar de isca também sem cortar a linha principal - que nesse caso é de multi e não uso líder. 
    Argolas ou split rings em garatéias, trocar ou não? Depende do que se vai pescar e da isca que se vai usar ! Se gosta de um nado de uma isca projetada para o Black Bass e se vai usar na amazônia entendo ser necessário a troca. Mas há de se fazer pensando no equilíbrio dessa, senão aquele nado que você tanto deseja desaparece. Ai dá trabalho, precisa pesquisar, ajustar e deixar a seu gosto - isso é uma customização (estamos personalizando o trabalho de forma pessoal em uma isca que nós agrada o trabalho inicial) 
    O problema é que muitos querem as iscas importadas e não olham para as iscas produzidas em nosso território que estão prontas para aguentar espécies que só existem em nossas águas (apesar das introduções que acontecem no mundo todo)  Ou seja: "nossos peixes, nossas iscas", pois estás já estão prontas, funcionam e são mais baratas. OK, merchandise ! Não experiência de quem ajuda a desenvolver desde 1994 para marcas brasileiras que fazem iscas artificiais - desculpe mencionar esse final, mas é um fato e faz diferença !
     
    Abraço,
     
  8. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Marcos Juliano em "Valor" das iscas artificiais.   
    Muito legal o tópico 
    só uma coisa que gostaria de acrescentar e que somos vítimas , como pescadores, de uma indústria bilionária. Até a variedade de iscas e cores que fabricam envolve mais  uma estratégia de atrair o pescador algumas vezes do que o próprio peixe. Temos que levar esse "terceiro elemento" el consideração ao comprar ( somos nós que somos fisgados nos vídeos , recomendações, propagandas e etc).
    ha vídeos muito bem embasados no YouTube sobre a ciência das cores de isca e a conclusão é que não mais que 4  cores de iscas é suficiente para a adequada visualização do peixe mas mais variadas condições da água e luminosidade, mas mesmo assim, os fabricantes lançam mais de 20 opções. 
    Ou seja , vale sempre ter em mente que há alguém muito interessado em nós fazer pensar q tudo é essencial pra nossa diversão. 
  9. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Felipe Reinehr Faganello em "Valor" das iscas artificiais.   
    Não é?? kkk
    Essa explicação foi dada por minha psicologa um tempo atrás quando perguntei algo relacionado... 
  10. Like
    Edmar Alves deu reputação a Pepe Melega em + sobre multifilamentos   
    Respondendo há um tópico sobre multifilamento usei o texto abaixo - que completei com outras informações, por considera-lo interessante ao grupo em relação ao assunto motivou-me a abrir esse tópico.
    O que temos nessas informações são fruto de pesquisas diversas, diálogo com conhecedores do assunto e membros do staff internacional da Seaguar (@fishseguar - linhas de pesca), além do amigo querido Marcos Okamoto - o Marquinhos da YGK (Wakoku) 
    Não é uma regra estabelecida, não é um norma inflexível e sim um descritivo de experiências vividas por mim e outros relatos em que estive presente.
    Primeiro é que Bitola é a largura determinada pela distância medida entre as faces interiores das cabeças de dois trilhos ou carris em uma via férrea. Diâmetro distâncias entre dois pontos de um subconjunto de um espaço métrico. Apesar do hábito de se falar bitola para linhas de pesca, não é correto de forma nenhuma mencionar esse termo. Diâmetro - apesar de as vezes as linhas não serem redondas e ou espessura é o mais adequado. Isso sim deveria ser um regra inflexível - pois se trata de nossa língua: o português (BR)
    As linhas possuem especificações de resistência em seu alongamento - ou seja prende-se em dois ponto - normalmente pinças de um dinamômetro hidráulico e essas vão puxando para lados opostos até se romperem (esse é o padrão). Esse procedimento é em parte semelhante ao que acontece quando já fisgamos o peixe e estamos na briga para embarca-lo. Porém há pescadores que procedem fisgadas bem vigorosas e há peixes predadores que atacam nossas iscas em uma intensidade que muitas vezes desacreditamos, como também há o ato do arremesso. Nessas situações o que ocorre é um impacto seco em nossas linhas - e elas não são testadas dessa forma. O teste de resistência é relativo ao alongamento até a ruptura!
    As marcas fazem recomendações em seus sites e ou embalagens quanto ao uso de linhas para a pratica de pesca de arremesso (bait casting) indicando espessura e ou diâmetro do fio compatível ao peso (isca) que vai ser lançado. Apesar de serem mais fortes - no alongamento até a ruptura, os multifilamentos e mesmo os monofilamentos de fluorcarbon não possuem a elasticidade dos monofilamentos confeccionados em náilon (poliamida) que ajudam a absorver o impacto provocado no ato do arremesso nas linhas atuais que usamos. 
    Assim sendo não é um problema de linha, não é a aquisição de uma linha falsificada e sim o fato de ignorarmos muitas vezes a recomendação dos fabricantes para o uso desse material e depois culpamos as diversas marcas.
    Lembrete 1: Detalhe importante - há vários tipos de confecção - maneiras de extrusão, dos micro fios de PE ( Polietileno ) que foram batizados de Spectra (ROCKEWELL, DOW), Dyneema, Izanas (TOYOBO) que estão na mãos de dois ou três grandes conglomerados da industria química e há outras três ou quatros empresas (OM) que são os que tecem - processo têxtil,  esses fios para o formato que conhecemos - as linhas de multifilamentos. É lógico que eles possuem um gama de ofertas muito grande  - onde as diversas marcas existentes fazem suas escolhas de acordo com a faixa de preço que querem atuar e isso influência na resistência e diâmetro do fio que adquirimos. 
    Há uma recomendação de resistência x peso para a pratica da pesca de arremesso, ela é baseada na experiência de vários staff (s) de marcas que pescam diversos espécimes em todo mundo:
    Peso          Resistência
    1-5 gr           10 - 15 lb
    5-7 gr           20 lb
    8-14 gr         25 - 30 lb
    15-20 gr       35 lb
    21-40 gr       40 lb
    41-60 gr       50 lb
    61-80 gr       65 lb
    81-100gr       80 lb
     
    Lembrete 2: Há arremessos que usamos que causam pouco impacto a linha para ser executado onde precisamos usar um fio de baixa espessura mesmo usando um peso maior do que o indicado, que é o caso do flipping e pitching.  Ou seja, em caso de pesca "de fundo" com jigs, head jigs, e diversas montagens onde muitas vezes temos a necessidade de usar diâmetros finos para evitar um arrasto da linha maior há soluções de arremesso que podem nos ajudar.
     
     
    Lembrete 3: Como eu uso os multifilamentos - pesca de fundo com necessidades de usar diâmetro fino dou preferência para multi de 4 fios  entre 20 e 30 lb de resistência. Pesca de arremesso com iscas de até 15 gr uso multi de 8 fios de 30 e ou 35 lb. Acima de 15 gr uso multi de de 8 fios de 40 lb. Há situações que uso 50 e ou 65 lb, mas pela defesa do diâmetro maior em relação a abrasão de obstáculos como troncos de árvores - normalmente na região do rio Negro (bacia amazônica).
     
    Abraços
  11. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Carlos Robaert em Sapo (Frosgs) para traíras   
    Em épocas que a traíra está manhosa isso acontece frequentemente mesmo....ou seja, o problema não é o Frog que estava usando e nem mesmo (Provavelmente) o equipamento, pelo relato característico.
    Já pesquisei bastante em blogs, foruns, you tube etc... perguntei a vários mestres e tentei aprimorar as experiências nas pescarias, mas ainda assim tem situações que ainda perco muitas fisgadas dessa forma mesmo, a traíra só morde sutilmente a isca e fica parada dificultando as fisgadas...
    Se alguém tiver mais experiências de sucesso nessas situações e puder nos auxiliar seria ótimo né! hehe....
  12. Upvote
  13. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Gilbertinho em Estamos perdendo a amazônia para os gringos e bandidos.   
    A fala do ilustre militar merece ser compulsada à luz dos fatos. Afinal, não é a farda que dá credibilidade a alguém, mas sim os fatos. Como tal, delírios, ilações e inverdades não podem cunhar o convencimento ou a adesão de terceiros que se predispõem a aceitar factoides como se verdades fossem.
    Nessa linha de reflexão, proponho a divisão do tema em aspectos distintos, abordando, de início, os aspectos geopolíticos e conjunturais a partir da instalação do regime militar no país. Quem vivenciou e acompanhou a politica militar relativa à Amazônia se recorda do bordão "integrar para não entregar". Isto é, o governo ditatorial decidira por realizar grandes investimentos em rodovias, estradas e portos na região amazônica, viabilizando (em tese) a ocupação dos nacionais para afastar toda e qualquer tentativa de internacionalização da Amazônia. Gastaram volumes astronômicos de dinheiro sem integrar absolutamente nada. Após a derrocada do regime, lá se vão seis décadas sem que a temida e versada internacionalização tenha sido materializada. Isso é fato, e como tal, indesmentível.
    Segundo, quem conhece o mínimo do Brasil sabe de sua histórica fragilidade institucional, política  e econômica, que faz com que os sucessivos governos de todas as esferas ignorem a questão amazônica. Isso somado à falta de consciência ambiental da própria sociedade, à exceção de alguns nichos semelhantes a este Fórum, deságua inevitavelmente numa gradual e sistêmica destruição do patrimônio natural amazônico, e nele, florestas, fauna, recursos hídricos e genéticos, que encerram em si a propriedade de cura de um vasto leque de enfermidades, contudo o país relega esse enorme potencial. Os recursos pesqueiros integram esse cenário de caos e destruição massiva. Ao invés de estimular-se o desenvolvimento da piscicultura, as autoridades de plantão optam por deixar a predação pelo homem correr solta. Centenas são as colônias de pesca dispersas na Amazônia, e todas clamam por equipamentos de pesca capazes de produzir pescados até o limite de sua extinção, sem se dar conta que é a sua própria atuação que responde pela miséria crescente a que são submetidos. Fossem piscicultores a realidade seria diferente, na medida em que o pescado não faltaria à mesa e os rios seriam recuperados em sua ictiofauna. Mas isto é o Brasil, e não um país sério.
    Terceiro, adentremos a questão das ong's. Não procede a fala generalesca de que tais instituições estão a serviço de corporações interessadas no fracionamento da nossa Amazônia. Basta ter em conta que a Amazônia não começa e termina em nossos país, há outros oito países que a integram, e em nenhum deles se propaga a tosca e absurda ideia da internacionalização, ao menos no que se refere ao aspecto geopolítico. Afastada a geopolítica, há sim, interesses multilaterais sobre a preservação da Amazônia. Alguns já citei (patrimônio genético em especial), mas há ainda a questão climática global em jogo, e nossa Amazônia tem um papel relevante no processo de sequestro de carbono e nas condições climatológicas nacionais e globais. Também deve ser esclarecido que governos de países desenvolvidos, como Alemanha, Holanda e Inglaterra patrocinam ações preservacionistas da Amazônia, contemplando o rol das nove nações amazônicas. Podemos até não gostar dessa intromissão em assuntos internos, porém se  levarmos em conta que nossos governos incapazes e ineptos nada farão a respeito, melhor deixar assim, e se possível, esforçarmo-nos por entender os legítimos interesses que as comunidades internacionais defendem, que são também os nossos interesses, notadamente das novas gerações.
    Quarto, imaginemos por um instante que não permitíssemos a criação de áreas protegidas e terras indígenas na Amazônia e deixássemos as coisas correrem soltas. Com 100% de certeza, posso adiantar que a pesca e a caça predatória dizimaria tudo, fazendo-nos crer que os grandes tucunarés e outras espécies silvestres teriam sido extintas junto com os dinossauros. A partir disso, fico com a ação protecionista e preservacionista patrocinada por entidades e governos estrangeiros, permitindo que a qualquer tempo eu e meus descendentes tenhamos o direito e a satisfação de podermos vivenciar e compartilhar as riquezas da Amazônia. O general que me desculpe, mas suas conclusões e ilações não me sensibilizam, pois os fatos o contradizem.
    É o que penso, em sumária ponderação.
    Abraço do Gilbertinho da Amazônia.             
        
  14. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Travagin em Vara Shimano Solara   
    "Um linha de entrada de varas mais em conta, mas mesmo assim as varas Solara são desenvolvidas com o alto padrão de qualidade Shimano, e foi projetada para diversos tipos de pescaria, desde arremesso de iscas para a pesca dos Tucunarés, até pescarias em pesqueiros, pescarias de Piapara, Traíras, Matrinxãs entre outros tipos de pesca. É um produto destinado para aqueles pescadores que estão montando seu equipamento com um excelete custo benefício.
    O seu Blank ou o Corpo da Vara é desenvolvido com o conceito Aeroglass um composto de fibra de vídro extremamente leve e resistênte que possui uma alta durabilidade, formando assim um produto de alta flexibilidade. Ela ainda possui passadores reforçados em Óxido de Alumínio e também possuim um lindo cabo de Cortiça muito aderente que ajuda na pescaria principalmente de arremessos. Além disso seu Reel Seat ou Pegador é produzido em Grafite e proporciona uma grande sensibilidade durante a pescaria."
     

     
  15. Downvote
    Edmar Alves deu reputação a Preto Barcellos em Estamos perdendo a amazônia para os gringos e bandidos.   
    A salvação é Bolsonaro... Esse tem meu apoio, pior que está não fica...
  16. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Marcelo Pupim em Estamos perdendo a amazônia para os gringos e bandidos.   
    Tá loco. Realmente muito preocupante. O pior é que o testo e muito forte na denúncia. Será que não tem ninguém da polícia federal investigando? Se não, porque? Tudo neste país é pensado apenas em resolver problemas de poucos. Difícil, porém acredito que educação resolveria muita coisa, porém os nossos políticos não querem um povo com boa formação.
  17. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Eduardo Chedid em [Nova Venator Lite] Review técnico - Por Eduardo Chedid.   
    http://www.ldstuning.com.br/review-tecnico-da-nova-venator-lite-por-eduardo-chedid-lds-tuning/
    AÍ EM CIMA O LINK ORIGINAL DO TÓPICO.
    Salve Galera da web , VAMOS A MAIS UM REVIEW TÉCNICO DA MAIS QUE FAMOSA VENATOR LITE.
    SERÁ QUE ELA É BOA E FAZ JUS A FAMA E REPUTAÇÃO DAS SUAS ANTECESSORAS?
    VALE A PENA O VALOR COBRADO POR ELA?
    ELA ESTÁ ENTRE AS MELHORES CARRETILHAS BRASILEIRAS?
    AQUI ABAIXO VAMOS AS RESPOSTAS, TÃO ESPERADAS PELOS PESCADORES ÁVIDOS DE INFORMAÇÃO.
    DEIXANDO BEM CLARO ,MAIS UMA VEZ , QUE NÃO SOU PATROCINADO POR NINGUÉM E A MINHA OPINIÃO É PURAMENTE TÉCNICA.
    Faço manutenção e custom nela pelo menos 1 vez por semana e resolví depois de algum tempo fazer o tão merecido review sobre ela ,mas deixando claro que além das pinturas faço custom tb com carbontex , rolamentos cerâmicos boca modelo novo troca de peças internas ,troca de manivelas .
    Muitos já sabem disso alguns outros não , trabalho quase que 100 % pela internet e correios aonde as pessoas mandam de qualquer lugar do País para mim  as carretas faço o serviço e mando de volta completamente modificada e melhorada a carreta .
    QUEREM MEU CONTATO ?
    AQUI ESTÁ :
    WHATS APP (11) 967808633 (CLARO)  EDUARDO CHEDID
    Por aqui no fórum inbox : EDUARDO CHEDID
    Pelo facebook : EDUARDO CHEDID / LOJINHA DE SALIM / LDS TUNING
    E JÁ ESTAMOS NO AR COM O BLOG / SITE PRÓPRIO TB :
    WWW.LDSTUNING.COM.BR

    E agora com pagina no facebook tb :
    Aqui todas as fotos e reviews acompanhe e dê um joinha lá !!!!
    https://www.facebook…908102209227865
    Dáu ma curtida e uma olhada nos projetos lá tb.
    Agora um agradecimento  , tenho estado aqui com a TURMA DO BIGUÁ  há mais ou menos 2 anos e aprendi demais com essa galera , muitas das minhas dúvidas consegui sanar por aqui , há pouco tempo atrás recebi da MODERAÇÃO um  AVATAR  personalizado que fica na minha assinatura lá em baixo e fiquei no mínimo feliz e lisonjeado com isso , venho agradecer muito esse pessoal que me ACEITOU  DE PORTAS ABERTAS no vosso fórum se trata desse avatar:

    Bom mas vamos de deixar de conversa e vamos aos trabalhos :
    Especs da carreta:
     
    – Relação de Recolhimento 8.3:1;
    –  11 Rolamentos;
    – 2 Rol de Cerâmica + 8 Rol de Esferas + 1 de Roletes Inox;
    – Manivela com Infinito Anti Reverso;
    – Manivela em duralumínio;
    – Guia de Linha revestido em Titanium;
    – Regulagem Freio Ponto a Ponto;
    – Regulagem de Ajuste Fino Ponto a Ponto;
    – Super Freio com 6 Aruelas, 3 Carbono, 2 Inox e 1 Duraluminio;
    – Drag/Freio:  14Lbs ou 6,35kgs
    – Sinal sonoro do freio;
    – Prendedor de Anzol;
    – Peso de 155g;
    – IPT: Recuperação por Volta 84cm;
    – Capacidade de Linha: 0,25mm – 130m.


    Muito se fala da carretilha venator no Brasil , a marine sports junto a doyo (projeto oem) foram felizes nele ,primeiro a doyo pelo excelente projeto (derivado das abu garcia) e depois a ms por fazer tal parceria com a fabrica.
    Se comparada com as primeira venator a roxa (primeira série) e a SE (segunda série) elas apresentam uma perca em materiais , tamanho e qualidade no produto final.
    A PRIMEIRA VENATOR É MELHOR QUE  SEGUNDA QUE É MELHOR QUE A LITE , simples assim.
    Mas Chedid por que ?
    A primeira série usava rolamentos melhores ,manivela em carbono , era maior, sem contar com o sistema de freio de 6 sapatas ,para um freio centrífugo, muito menos suscetível a cabeleiras.
    A segunda série, SE , já mudaram os rolamentos para cerâmicos , muito ruins , não rendem nada perto da primeira, trocaram a manivela pela de alumínio , alegando ser mais robusta , e colocaram o sistema de freio de 4 paletas, teoricamente ela ficou mais afiada ,mas não , na hora do estouro do cardume e do nervosismo de jogar a isca rápido na água , a cabeleira acontece com muito mais facilidade.
    Mesmo assim quando customizadas ficam bem parecidas , vejam o vídeo de comparação entre as 2 primeiras abaixo:
     
    Estamos falando das 2 primeiras venator para explicar de fato o que aconteceu com a VENATOR LITE  , ela ficou mais rápida , mais leve ,menor e bem mais frágil também, no caso da marinizada (azul) o número de carretilhas reclamadas é muito grande , mesmo ela levando 6 rolamentos ( número minimo para maciez da carretilha), a oxidação por uso na água salgada é precoce e requer manutenção com maior periodicidade .
    Na vermelha com 11 rolamentos , e com uso em água doce , pouco problemas com corrosão.

    Aqui a primeira e uma das piores falhas desse modelo.
    O botão de destrave da tampa lateral está bem próximo ao botão de destrave do sistema e para piorar a situação a tampa, como os outros modelos da MS, não oferece giro para destravar e sim sai reta.
    Resultado comum , muitas tampas sendo perdidas nas pescarias.
    Um erro absurdo nesse modelo , agora a parte boa a ms oferece peças de reposição a preços compatíveis,eu mesmo possuo estoque delas aqui.

    Tampa destravada , olhem o botão (tampa lateral) na posição que fica , ele destrava para baixo , no mesmo sentido do botão de destrave da carretilha.

    Sistema de fricção da carretilha , 4 sapatas centrífugas com regulagem externa ,hj em dia é o projeto mais atual e bem mais sucedido.

    Sistema de apoio do carretel por 3 rolamentos , por possuir carretel bem leve (excelente para iscas pequenas) e eixo do carretel em alumínio , se torna quase que obrigatório o uso de 3 rolamentos para apoio do carretel.

    Aqui começando a desmontagem da parte da manivela , notem que ela possui 2 sistemas de arruelas concavas de , o que deixa a fricção muito mais macia e dá uma regulagem com muito mais opções , tornando ela bem linear na tomada de linha do peixe, ponto positivo.
     

    Sistema de conjunto motriz da LITE , coroa em alumínio anodizado , pinhão em bronze/latão , torre em alumínio tb, kit de fricção em carbono (3 arruelas) e 3 em aço , essa carretilha possui alarme de tomada de linha ,muitos gostam outros odeiam, fica a critério de cada um, nas filmagens faz um efeito todo especial com o barulho , kkkkkk.

    Aqui uma contagem parcial dos rolamentos sendo 4 na manivela , 3 no eixo, 2 na torre totalizando 9 (o antireverso está incluído) faltando apenas 2 rolamentos que estão dentro do devaneador de linha.
    Falando em rolamentos todos são do tipo comum 2 rolamentos do carretel são híbridos (pista em aço com esferas em cerâmica) porem o rendimento deles é muito baixo , vale muito a pena a troca pelos abec 5 ou abec 7 (mas os bons) pois esses Chineses são péssimos.
    O antireverso é de excelente qualidade , em microroletes , gera praticamente folga zero , fica muito macio no recolhimento, vale a pena ressaltar que a série venator é muito macia desde a primeira.
    Outra consideração importante o projeto da venator lite é diferente das suas irmãs mais velhas ele ficou menor e por consequência menos capacidade de linha também.

    Aqui começam as diferenças , não só cosméticas , o chassis é bem menor e muito mais frágil também , ele possui um aro de decoração na parte de cima , todos os parafusos são do tipo auto atarraxantes.

    Aqui o sistema completo do devaneador , exatamente igual ao das antecessoras e com os 2 rolamentos que faltavam na contagem dos 11 que compõe a carretilha , todo em plastico com unha em metal cromado guia de linha em titânio (preparada para multifilamento).,

    Aqui o sistema de destrave interno , idêntico ao das irmãs com 2 molas de desarme .
    O pinhão do conjunto motriz continua sendo flutuante.
    Ela oferece desarme quando o botão é pressionado para cima , do mais é tudo igual.

     
    O corpo dessa carretilha depois de desmontado e sem a tampa lateral de apoio se demonstrou muito frágil.
    Chegando ao ponto de torcer lateralmente na minha mão , isso me deixou bastante preocupado pois foi tirada estrutura dele por conta do peso.
    Sinceramente não vejo de maneira nenhuma essa carretilha pescando peixes acima de 5 kg sem danos posteriores , ou por desgaste do conjunto motriz, ou por torção ,essa fricção dela dando 6 kg é muito alto para a estrutura da carretilha.
    Em pescarias com ela tive a impressão que ela iria quebrar e com peixes de apenas 3 kg, evidente que ela aguentou ,apenas alguns estralos.



    Acho que tiraram muito da estrutura confiando nesse carbono (federon).
    Mas tenho certeza que tanto a doyo como a ms vão fazer alguma revisão nelas .
    Não sei se por conta de economia (para oferecer um produto mais barato ao consumidor final) ou por questão de projeto (chegar a uma das carretilhas mais leves do mercado) , mas acho em comparação as antecessoras esse o projeto mais frágil delas.
    Vale a pena comprar uma venator lite ?
    Depende do preço , achando na casa dos 450,00 a 500,00 até acredito que sim , acima disso temos carretilhas superiores no mercado que agregam melhor custo benefício.
    E para peixes de até 5 kg?
    Sim ela é perfeita , pequena e ergonômica para esse uso.
    Mas não é o canivete Suíço que procuramos nesse Brasil tão grande e com quantidade e tamanho de peixes.
    MAS FICA A CRITÉRIO DE CADA UM , ESSE É APENAS MAIS UM REVIEW TÉCNICO PARA VCS TIRAREM AS CONCLUSÕES!!!!
    Precisanddo de uma custom ?
    è só chamar (11) 967808633 whastapp
    ou no site : www.ldstuning.com.br
    Abraços a todos e até a próxima !!!!!!!
  18. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a BrunoMingardi em Campanha para Melhorar a Pesca Esportiva em Tres Marias MG - Participe!   
    Caros amigos pescadores,

    Começo hoje uma campanha para tentar aumentar o número de pescadores que praticam o pesque e solte como a gente na represa de Tres Marias em MG, estou enviando abaixo o link do vídeo explicando tudo sobre a campanha como vai funcionar e como você pode contribuir, calma que não tem que doar dinheiro não kkkkkk, o gesto é simples, assista o vídeo da explicação que você vai entender o porque é importante nos unirmos, no final do vídeo tem uma gravação comigo pegando um belo exemplar de tucunaré azul na represa de Tres Marias em MG. Desde de já agradeço sua atenção e espero poder contar com vocês nessa caminhada, lembrando que mesmo nos vídeos já postados você pode alterar e colocar a hashtag #EuEscolhiSoltarOPeixe , um grande abraço e que tenhamos sempre boas pescarias, se quiser me convidar um dia para pescar será um grande prazer! Nada impede de se tornar uma campanha nacional, só depende de nós mesmos.

    Obs: Não sei se é permitido postar telefone e email mas caso queiram pode me adicionar no whatsapp ou me ligar que esclareço qualquer duvida sobre a campanha, se este tópico ferir qualquer regra do fórum desde já peço desculpas e farei o possível para torna-lo visível dentro das regras!!!
     
     
    Um abraço a todos!
    Bruno Mingardi
    Contato: 31 99351.0223 - Whatsapp
    Email: brunomingardi@hotmail.com
  19. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Rodrigo Delage em METANIUM MGL HG OU DAIWA STEEZ SV TWS 1016. COMPARAÇÃO LEGITIMA? QUAL A SUA PREFERIDA?   
    Bom dia, Edimar e demais amigos do fórum! Uso daiwa e shimano. Pude usar a metanium XG 2015 e a metanium DC XG. É inegável que as metanium arremessam mais que a daiwa (inclusive a steez limited SV, que já usei bastante) ...
    Com relação à metanium e a metanium DC, pesquisei muito... vi alguns testes legais sobre os arremessos, inclusive do Pedro Dib aqui do fórum, show. Contudo, tenho uma colocação a fazer. Fala-se que a DC perde em distancia de arremesso em comparação com o freio centrífugo da metanium "comum". Isso realmente ocorre, entretanto, levando em consideração condições ideais para o arremesso perfeito. No dia a dia, em condições reais (vento contra, balanço do barco, mudança de direção de vento, etc) é inegável que a média de distância de arremessos da DC, em um dia de pesca é maior. Isso sem falar que não se perde nenhum arremesso com cabeleiras, o que otimiza nosso preciso tempo de pescaria, rsss... Outra coisa, difícil falar em precisão de arremesso com mais de 50 metros de distância hein, hehehe...
    Enfim, a metanium DC, até o momento, foi a melhor carretilha que já usei (para pesca), se quiser carretilha para competição de arremesso já vi vídeos da antares arremessando mais de 100 metros em um ginásio fechado, rsss.
    Grande abraço e obrigado!
  20. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Eduardo Chedid em METANIUM MGL HG OU DAIWA STEEZ SV TWS 1016. COMPARAÇÃO LEGITIMA? QUAL A SUA PREFERIDA?   
    Edmar vc está comparando 2 carretilhas que teoricamente são competidoras , a steez com o seu carretel raso e sistema tws veio para minimizar ainda mais as cabeleiras e lançar um pouco mais por conta do seu sistema de freio magnético (constante) , a nível de upgrade , a steez é melhor , porém existe a turma que não troca a shimano por nenhuma outra carretilha e a metanium é de fato a melhor carretilha da marca , lança mais que a steez por conta do seu freio centrífugo , porém é mais suscetível a cabeleiras principalmente com vento contra.
    Eu se pudesse optar ficaria com a steez mas é briga feia , 2 senhoras maquinas.
  21. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Gabriel Bessa em QUAIS ISCAS VOCÊ LEVARIA NUMA PESCARIA NESSE PERFIL   
    Mesmo raciocínio que tive! 
    Bacana
  22. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Edson Yukio em QUAIS ISCAS VOCÊ LEVARIA NUMA PESCARIA NESSE PERFIL   
    Só isca nervosa hein! Hehe...
    Obrigado!
  23. Upvote
    Edmar Alves deu reputação a Gabriel Bessa em QUAIS ISCAS VOCÊ LEVARIA NUMA PESCARIA NESSE PERFIL   
    Eu arriscaria, pois como você citou o local recebe muitos pescadores, assim, os peixes podem ser um pouco "manhosos" e refutarem muito barulho...
  24. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Eder campos em [Dúvida] Pescaria de tucunaré - Três Marias MG   
    Fala moçada!
    Três marias...oh três Marias sua linda!! hehe...
    Bem companheiros, levando em consideração tudo que já foi falado pertinentemente pelos colegas acima, mas principalmente tentando ajudar o colega ai, sugeria duas opções (que eu já fui, mas existe varias outras legais):
    Pousada Ilha do Mangabal, se hospeda lá com o Sr. Dejair www.ilhadomangabal.com.br (No site tem todos contatos e mapa para chegar ao local sem complicação) sendo uma opção de estadia tranquila ambiente familiar, mas não é voltado para pescaria exclusivamente, ai poderá explorar o braço a represa a direita da ilha com boas ações de tucunaré e traira, principalmente na cascalheira onde peguei esse bruto ai da minha foto. Sr. Dejair também lhe passará outras dicas de pontos de pesca nas proximidades que não irá se perder na represa.
    Outro local é a pousada recanto verde, do Bento ( Tel:(37) 9949-5698 - 37-9863-3248 )  , que fica no distrito do Junco, município de Morada Nova de Minas, mais o acesso é por Abaité ou Pompeo sentido balça do extrema, lá ele te passará todas as coordenadas de ponto de pesca e tem um Senhor que mora lá do lado dele que adora pescaria e é só chamar ele que vai com você e mostra os pontos de pesca, tudo bem barato e acessível como você procura.
    Iscas, use o tipo que você gostar mais nas cores brancas, verdes e ROSA, minha preferida!
    A logica é a mesma para qualquer lugar, quanto maior a isca maior o peixe, mas menor a produtividade, ai vai o que priorizar!
    Os peixes mudam de comportamento frenquentemente então quando mais variações fizer maior a probabilidade de encontrar uma estrategia que dara resultado a ai insistir na mesma garantindo o sucesso em sua pescaria.
     
    Forte abraço e sucesso na pescaria!
     
     
     
     
     
     
     
     
     
  25. Upvote
    Edmar Alves recebeu reputação de Wagner Balen em Pescaria em RR - Caracarai (aluguel de barcos e pousada)   
    Olá Sr. Gilbertinho!
    O Randerson se identificou ser de Boa Vista e é guia junto a uma equipe que acampa as margens dos afluentes do Rio Branco.
     
    Parabéns pelo projeto! Aparentemente apresenta-se ser uma bela atitude para preservar os peixes e bacias hidrográficas da região, bem como as comunidades ribeirinhas e sua cultura, e o meio ambiente nativo de forma geral.  
     
    Aproveitando o comentário do Senhor, vi que já atuou na secretaria de meio ambiente, e pelo perfil e pelas suas palavras se apresenta-se uma pessoa de vasto conhecimento da região. 
    Acredito que o Senhor possa nos ajudar a entender melhor a realidade ambiental ai da região.
    A gente escuta falar muito no desmatamento da Amazônia diante todo contexto globalizado atual e sistema capitalista, enfim vimos que cada dia mais a civilização moderna toma conta da amazônia, essas semanas que passaram estive explorando via imagens via satélite a situação doloroso de desmatamento ai de Roraima, principalmente na região que o Senhor citou de Rorainópolis e Boa vista...bem como toda Amazônia ai em Roraima e nos estados Pará, Amapá, Acre, Mato Grosso e um pouco "menos" no Amazonas, mas falar com o Senhor que meu coração sangrou viu, isso ainda sem falar de toda exploração mineral daquela região (Trabalho numa locadora que aluga maquinas para empreiteiras ai região), a construção de usinas hidrelétricas etc...
    Gostaria de ouvir do Senhor como cidadão ai da região e também diante sua experiência como autoridade, o que tem a dizer sobre toda essa transformação ai na região ...
    Desde já muito obrigado pela contribuição que façamos entender um pouquinho mais desse universo!!
     
     
×