Ir para conteúdo
Kid M

O que esperar de um operador de pesca ?

Posts Recomendados

599279457_tucunar1.jpg.9d1fb51860ebbac0499c7e43dd5e24eb.jpg  50670534_tucunar3.jpg.fc018cb95d0990427bbf0ddfabbd8cfa.jpg  1086257867_tucunar2.jpg.c05c47bc639990cfa52da0abeef88e69.jpg

Amigos,

Essa é uma "questão recorrente" embora quase sempre tratada apenas quando a experiência foi negativa...

O preparo para uma pescaria de uma semana (ou quase isso) é algo feito com bastante antecedência (ou deveria ser...)

Logística, vôos, traslados, refeições, hospedagem e toda essa tranqueira que precisa ser vista e revista, sempre com muita ansiedade.

Talvez a parte mais importante para que tudo venha dar certo (respeitando a questão climática) é feita - generalizando - com pouco aprofundamento...

Retornar a um já conhecido operador de pesca (ou sua estrutura disponibilizada) é quase sempre uma tarefa preferida por quem coordena o grupo de pesca.

Possivelmente por já conhecer os itens que possam vir causar problemas no grupo, e cuidar deles antecipadamente... (pouca cerveja, gasolina, bote reserva, piloteiros sem experiência, comida de qualidade questionável, pontos de pesca, comunicação e por aí segue... quem coordena sabe bem ao que me refiro).

A recomendação mais adequada aos que começam agora esse "patamar" de pescar com uma assistência profissional de um guia ou mesmo operação de pesca, é que não deixem de fazer suas pesquisas ANTES de contratarem/pagarem o serviço.

Não se importem de passar "por chatos", pois quanto mais esclarecimento tiverem, menor serão as surpresas adversas às expectativas ! Esclareçam logo que nada melhor que a verdade ! Levar equipamento para pescar couro numa localidade onde esse peixe é difícil de ser encontrado, é aumentar a raiva e frustração. Melhor saber a realidade e se adequar a ela ANTES da pescaria. Mas se o propósito for pegar peixe de couro, claro que o local/operação é que deve mudar...

Promessas de troféus são quase sempre recorrentes nas operações de pesca, principalmente nas chegadas aos locais escolhidos onde quase sempre "somos informados" que na semana anterior os brutos estavam assanhados e possivelmente na semana após a pescaria é que vai ficar ainda melhor... (isso faz parte do jogo - não pode é acreditar...)

Um bom operador poderá lhe informar aquilo que ele estará lhe oferecendo (e aí é marketing de venda mesmo), mas você não deve perder a oportunidade de questionar e/ou perguntar sobre questões quase sempre esquecidas, como comunicação, resgate no caso de acidente, vacinas, remédios disponíveis e os que devem ser levados, etc... A lista é grande e recomendo sempre um "check list" para o coordenador do grupo (quase sempre o com maior experiência) ir anotando essas questões. 

Por fim é importante lembrar que "o operador" é tão somente um prestador de serviços, remunerado para fazer (ou verificar que seja feito) tudo aquilo que "anunciou". Ele não poderá garantir uma "boa pescaria", mesmo com seus piloteiros treinados, mas deverá garantir tudo aquilo que nos ajuda a passar um tempo de alegria em torno da pescaria. Pegar peixe nem sempre é o mais importante (acreditem nisso), mas ter um serviço abaixo do esperado é algo que tira as pessoas (pescadores) do sério. Pesquisar sempre, buscar informações com quem já usou o serviço, são indicadores para que se diminua a "janela" de insucesso durante o período de pesca.

Por outro lado, o sucesso do serviço praticamente fideliza o grupo por muito tempo...

Falo por mim e nosso grupo que sempre pesca no rio Negro com o mesmo operador, desde sempre...    

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde Kid.

Vc tem muita razão, mas quero acrescentar algumas coisas.

Por mais pesquisa e cuidado que se tenha, vira e mexe alguém cai numa verdadeira "cilada"... Também já fui vítima disso em Corumbá, com um piloteiro que chegou atrasado e bêbado e quando pedi para substituirem, pasme - mandaram o pai dele kkkkkk

Pior impossível o clima.

Isso ocorre porque eles não tem medo de perder clientes... Sempre vai aparecer outro trouxa para ser enrolado...

(Graças a Deus encontrei meu cantinho e um pousada e piloteiro maravilhosos lá no Araguaia)

Outro problema que vejo, é que a pesca esportiva tá parecendo carnaval: só "cabe" no bolso de turista gringo...

Por mais que o serviço seja legal.... por mais que a gente ame pescar, as vezes é preciso fazer as contas...

Sem querer ser exibido, mas à título de comparação, desisti  de uma pescaria de cinco dias no Amazonas (eu e minha esposa - que também pesca) e fui para Europa, onde, com o mesmo valor, passamos 22 dias viajando por inúmeros lugares (incluindo comida, passagem aérea, aluguel de carro, passeios, etc)...

Amo demais pescar... mas tá ficando difícil...

Agora mesmo, estou com um cruzeiro marcado para Grécia e outros lugares.... vai ficar muito mais barato que muita pescaria.

São coisas diferentes: sim. Ambas são maravilhosas: sim.... mas é preciso entender que poderia se ganhar menos no valor e mais na quantia...

Infelizmente, muitos querem tirar a perda do defeso na costa do pescador, que muitas vezes junta o ano todo para realizar um sonho de pescar num lugar mágico...

É triste, mas é verdade...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Kid M e @Falcão estão cobertos de razão....Acho que não há mais o que acrescentar,pois foram precisos no resumo da história. Só frisaria aqui mais 2 pontos a levar em consideração: 

1° Se você participa ou vai passar a participar de algum grupo de pesca,desses que costumam se reunir 1 ou 2x por ano pra pescar longe de casa,como é meu caso,deixe sempre o pescador mais experiente e que provavelmente já conheça a operação ou pelo menos o local onde estarão indo pescar,á frente das negociações/intermediações do grupo/operação...Centralizar as informações numa pessoa de confiança de todos ajuda bastante nos esclarecimentos ao grupo sobre o pacote/operação contratada.

2°Sobre o quesito valores,não há muito o que dizer.PESCAR ESTÁ MUITO CARO MESMO,POR ISSO QUALQUER OPERAÇÃO COM VALORES MUITO ABAIXO DO PRATICADO PELOS DEMAIS OPERADORES DA REGIÃO,deve sempre ser analisado 1000000000 de x antes de se fechar...Vivemos no Brasil,o país da picaretagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Falcão disse:

Por mais pesquisa e cuidado que se tenha, vira e mexe alguém cai numa verdadeira "cilada"...

Falcão,

Isso é algo recorrente, principalmente com os "menos experientes" ! Quem de nós já não "entrou numa fria/gelada" ?

15 horas atrás, Falcão disse:

a pesca esportiva tá parecendo carnaval: só "cabe" no bolso de turista gringo...

Esse é um fato inegável ! Os custos cobrados são ascendentes, embora - justiça seja feita - grande parte em decorrência da desvalorização de nossa moeda. Os preços cotados em dólar tem uma variação pequena a cada ano (sei por fazer esse tipo de avaliação). O grande fator dessa realidade é que cada vez mais "compramos menos" com o mesmo dinheiro ! Isso é repassado aos pescadores quando "compram um pacote". Esse efeito também se revelará (em menor intensidade) se parte do pacote for comprado diretamente pelo pescador...

15 horas atrás, Falcão disse:

à título de comparação, desisti  de uma pescaria de cinco dias no Amazonas (eu e minha esposa - que também pesca) e fui para Europa, onde, com o mesmo valor, passamos 22 dias viajando por inúmeros lugares (incluindo comida, passagem aérea, aluguel de carro, passeios, etc)...

Essa é uma conta mais fácil de fazer e difícil de entender... mas inteiramente verdadeira ! Os gastos precisam ser "pensados" como se a moeda (dólar, euro, libras, etc...) fosse "o real", senão o processo de "desolação" é imenso. Não devemos nos esquecer que o programa de "viagem ao exterior" é praticado por milhões de pessoas e o esquema de serviço é profissional e com qualidade. As pescarias podem ser bem preparadas, mas perante o comparativo com "o exterior" são apenas (quando muito) artesanais...  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Cristiano Rochinha disse:

Centralizar as informações numa pessoa de confiança de todos ajuda bastante nos esclarecimentos ao grupo sobre o pacote/operação contratada

Cristiano,

Isso é o caminho adequado para mitigar o risco de "inquietudes" e "ansiedades", mas tem que deixar essa pessoa desenvolver o trabalho que lhe cabe fazer...

15 horas atrás, Cristiano Rochinha disse:

Sobre o quesito valores,não há muito o que dizer.PESCAR ESTÁ MUITO CARO MESMO

O padrão de preço praticado dependerá sempre daquilo que se pretende ter como serviço (e quase sempre justifica esses "pequenos luxos"). Exemplos - ar condicionado para dormir depois de uma noite de sol no lombo, comida saborosa e com menor risco de "piriri" para acabar a pescaria, cerveja gelada, botes com motores elétricos e bons piloteiros, etc...

Faço sempre uma avaliação comparativa ao custo de uma diária de hotel + 3 refeições + equipamento disponibilizado com pessoas habilitadas e no local remoto onde "achar isso" é quase que uma exclusividade ! Não dá para reclamar do dinheiro gasto com isso... dá para reclamar SIM, da disponibilidade de recursos livres de cada um de nós a cada ano, após pagamento de tributos e serviços essenciais

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É como eu disse... estamos fazendo para o público externo. Ninguém se interessa pelo pescador "de casa"...

Quem pesca em nossos rios agora ou é gringo ou muito cheio da gaita...

Outro dia vi uma pescaria no Pará... Ficava 15 mil por pessoa (5 dias)...

Acho que algumas "operadoras" ganham muito.... Se vc ver o que o piloteiro ganha, pensar que as iscas saem do proprio rio.... que na maioria das vezes não se almoça na pousada, mas o peixe que pescamos... As condições muitas vezes bem simples (barco/motor) em comparação às oferecidas na Argentina, por exemplo, vamos chegar à conclusão que, como tudo, quem ganha é o atravessador...

Sinceramente, gostaria de pescar mais.... de ver as pousadas cheias.... de ver os piloteiros que ficam no sol com a gente o dia todo, ganhando seu dinheiro...

Mas parece que não é assim... Um graudão monta uma pousada... terceiriza serviços que nem sempre são bons... e cobra uma fortuna.

No Brasil, não se entende nada inferior a 200% de lucro...🤔

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Falcão disse:

É como eu disse... estamos fazendo para o público externo. Ninguém se interessa pelo pescador "de casa"...

Quem pesca em nossos rios agora ou é gringo ou muito cheio da gaita...

Outro dia vi uma pescaria no Pará... Ficava 15 mil por pessoa (5 dias)...

Acho que algumas "operadoras" ganham muito.... Se vc ver o que o piloteiro ganha, pensar que as iscas saem do proprio rio.... que na maioria das vezes não se almoça na pousada, mas o peixe que pescamos... As condições muitas vezes bem simples (barco/motor) em comparação às oferecidas na Argentina, por exemplo, vamos chegar à conclusão que, como tudo, quem ganha é o atravessador...

Sinceramente, gostaria de pescar mais.... de ver as pousadas cheias.... de ver os piloteiros que ficam no sol com a gente o dia todo, ganhando seu dinheiro...

Mas parece que não é assim... Um graudão monta uma pousada... terceiriza serviços que nem sempre são bons... e cobra uma fortuna.

No Brasil, não se entende nada inferior a 200% de lucro...🤔

Outro dia vi uma pescaria no Pará... Ficava 15 mil por pessoa (5 dias)...

Alguém me falar que a logística nesses locais ermos complica e acaba encarecendo o valor total do pacote é totalmente aceitável e justificável....Mas pousadas que cobram 1400,1500 reais ou mais no valor da diária,pra mim estão totalmente fora da realidade...Me desculpem os donos desses locais,mas por mais isolado que você esteja,por mais caro que a gasolina chegue na sua pousada,pra mim ainda nada justifica um valor desses...A conta não fecha....Pra mim,realmente não vira....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
49 minutos atrás, Falcão disse:

...quem ganha é o atravessador...

Ótima visão... 

Sempre que fechamos as pescarias (nosso grupo), tratamos direto com o dono... Certa vez recebi um contato de um atravessador oferecendo um pacote para um barco hotel que eu havia ido pescar no ano anterior... o proprietário do barco, quando chegamos pós pescaria, já me passou qual seria o valor para o próximo ano... ou seja, eu sabia quanto realmente custava... dei corda ao atravessador e ele me passou um preço R$ 1.100 a mais POR PESSOA do que o dono havia me passado... Não tinha exatamente nada a mais do que o proprietário do barco havia me ofertado, nada... nem um almoço, jantar a mais.. nada....

Imaginem... Barco para 16 pessoas.... x R$ 1.100 = R$ 17.600,00 de lucro por semana de pescaria fechada ao atravessador... é demais né...

Outro ponto que acredito ser um dos maiores custos de uma operação é combustível...

Em Fevereiro deste ano, a gasolina em Barcelos-AM estava sendo vendida a R$ 5,50 o litro!!!!!... é caro demais... e aumenta a cada semana... logo a operação precisa prever e repassar esse aumento em seus pacotes...

Enquanto puder, vou pescar... quando não couber mais no bolso.. FERRRRRROUUU KKKK

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Cristiano Rochinha disse:

Outro dia vi uma pescaria no Pará... Ficava 15 mil por pessoa (5 dias)...

Alguém me falar que a logística nesses locais ermos complica e acaba encarecendo o valor total do pacote é totalmente aceitável e justificável....Mas pousadas que cobram 1400,1500 reais ou mais no valor da diária,pra mim estão totalmente fora da realidade...Me desculpem os donos desses locais,mas por mais isolado que você esteja,por mais caro que a gasolina chegue na sua pousada,pra mim ainda nada justifica um valor desses...A conta não fecha....Pra mim,realmente não vira....

Cotei um Hidroavião mês passado... De Manaus até o Alto do Aracá... o valor de ida e volta ficava quase o mesmo preço da pescaria....kkkkkkk é caro demais...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pior é que a gente fica refém.... Eles não ligam, não...

Se voce não vai, tem outro que vai....

Uma pousada que podia ter 10 pescadores pagando 3 mil cada e gerando emprego (piloteiros, cozinheiras, etc) na região, divulgando a pesca esportiva e atraindo novos clientes, muitas vezes fica vazia... Eles preferem ter dois pescadores na pousada... Tiram os 30 mil na costa de dois e ainda economizam com comida, barco, piloteiro...

Triste esse pensamento...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
31 minutos atrás, Falcão disse:

Pior é que a gente fica refém.... Eles não ligam, não...

Se voce não vai, tem outro que vai....

Uma pousada que podia ter 10 pescadores pagando 3 mil cada e gerando emprego (piloteiros, cozinheiras, etc) na região, divulgando a pesca esportiva e atraindo novos clientes, muitas vezes fica vazia... Eles preferem ter dois pescadores na pousada... Tiram os 30 mil na costa de dois e ainda economizam com comida, barco, piloteiro...

Triste esse pensamento...

 

Falcão,eu e você temos a mesma visão à esse respeito.O problema é que tem gente que tem uma coisa que nós não temos: DINHEIRO kkkkkkkkk,muito dinheiro.........Apesar desse número de magnatas no meio da pesca ser bem pequeno, esse pouco percentual de pescadores ainda sim consegue movimentar as temporadas de pesca dessas pousadas/barco-hotéis...Veja um exemplo: Pousada Thaimaçu,no rio São Benedito....À 2 anos atrás o valor da diária já estava em 1600 reais por pessoa( não sei hoje)e mesmo assim a fila de espera pra se conseguir vaga na pousada era de no mínimo 1 ano...Ou seja,LEI DA OFERTA E PROCURA....Enquanto eles ainda tem uma boa quantia de gente disposta a pagar seus valores,não tem o porque de abaixar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos, não me faço rude ou mal-educado. Por favor, enxerguem apenas a minha boa-vontade de tentar contribuir para o seu enriquecimento financeiro, através de um estudo de caso pautado na  lei do mercado (oferta e demanda): já que o negócio é tão lucrativo, abram operadoras de pesca vocês também. 

Isso vale para tudo que você encontrarem ao redor. Lacoste cobra caro? Abram lojas de roupa que dá muito dinheiro. BMW é caro? O que estão esperando para iniciarem sua própria fábrica de carros?

E não digam que só quem já tem muito dinheiro consegue começar. Eu comecei com pouco e conheço quem começou com menos ainda, vendendo um Siena velho, então não tem desculpa. Juntem-se a nós e vamos todos passar o próximo Réveillon em Dubai. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Post bastante interessante para o momento que vivemos.

Nunca vi tantos nomes diferentes de barco Hotel quanto nessa temporada. Espero que o fim da mesma seja satisfatório a todos (do ponto de vista qualidade de serviços).

Já vi muita coisa estranha nesse negocio e sinceramente o que mais me assusta é o que ainda não vi pois sempre tem espaço para mais surpresas.

Barco hotel ao redor de Barcelos para economizar combustível, bebida vencida, guia alcoolizado, briga entre guias entre outras pérolas... mais para mim não ter gerencia de alto nível é o pior cenário... enfim, boa sorte aos desbravadores.

Quanto a polêmica dos custos, vou ficar de fora pois essa não é uma regra de negócios que possamos prever facilmente... são muitos fatores a se considerar ( temporada de 6 meses com 3 de alto nível, rotatividade de clientes, MKT,  acordos com comunidades para pescar em seus domínios, reforma de embarcação fora de temporada e etc... que no meu modo de entender encarecem muito uma operação)

Saudações a todos,

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 horas atrás, Marcel Werner disse:

não me faço rude ou mal-educado

Grande Marcel,

Você não precisa dessa ironia, embora compreenda (e concorde) com seu desabafo !

Não é simples se fazer presente num mercado como esse, principalmente quando se deixa a estabilidade de um bom trabalho para se dedicar a algo diferente

Mas é preciso respeitar a opinião de todos, independentemente delas serem 100% pautadas em evidências reais.

Sucesso para você, pois sou prova de que se esforça (e muito) para que isso aconteça sempre ::fishing

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, Rogério Araujo Pinheiro disse:

Já vi muita coisa estranha nesse negocio e sinceramente o que mais me assusta é o que ainda não vi pois sempre tem espaço para mais surpresas.

Rogério,

Estou um pouco nessa linha, pois a cada ano aumenta o fluxo de pescadores e operadores... até quando ?

10 horas atrás, Rogério Araujo Pinheiro disse:

Quanto a polêmica dos custos, vou ficar de fora pois essa não é uma regra de negócios que possamos prever facilmente...

Novamente me alinho com você nessa questão. Além da logística envolvida, o que dita o preço é a demanda x oferta do serviço. Acredito que possa ser menos caro, contudo a mentalidade de fidelização do cliente ainda não é percebida por todos os operadores...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já retornarei no tópico aprofundando o tema..


Mas quero enfatizar algo que considero algo cultural de nós brasileiros: CONTRATO!

Eu como organizador e prestador de serviço, apresento nos mínimos detalhes TUDO o que está no serviço (desde organização até execução da operação da pesca) para o pescador contratante.
Consequentemente, cobro do operador (voo fretado, transfer, barco de pesca, pousada de pesca...) rigorosamente toda a documentação que demonstre garantia de execução do serviço, garantia financeira, liberação ambiental (algumas regiões são mais "complicadas"), contrato social da empresa e por fim, um bom contrato contemplado com minha empresa e claro, com o pescador/contratante final...

E não recomendo firmarem contrato tão somente para serviços de pesca esportiva! Recomendo lerem e firmarem contrato para todo e qualquer serviço que farão na vida!

Tenho parceiros comerciais europeus e americanos, e garanto, que culturalmente estão melhor preparados para EVITAREM eventuais problemas durante execução de serviços e compra de bens do que nós sulamericanos...

O contrato não é a garantia da execução em sua plenitude, mas lhe ampara legalmente e demonstra um diferencial neste mercado ainda tão amador da pesca esportiva! 
 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vejo muitos operadores gananciosos e na correria de temporada para tirar o máximo de lucro de seus clientes, e para isso deixam de fornecer serviços básicos que fazem a total diferença na fidelização do cliente.... Exemplo que ja aconteceu comigo, foi de um barco hotel dar a desculpa esfarrapada de que todos devem almoçar na barranca do rio pois ficam mais proximos dos pontos de pesca kkkk, caracaaaa mas não estamos em um barco hotel e ele não deveria estar em cima do ponto de pesca??????? Ter que almoçar todos os dias na barranca do rio comendo arroz e matando peixe e ainda de baixo de um calor de 40 graus é um sonho de todo pescador kkkk.... Um dia quem sabe e dentro de um lago fechado que tenha que arrastar o barco ok da pra ficar e almoçar lá, ou se for opção do cliente ou se o preço da operação for menor por este fato, fora isso fujam de operaçoes assim, a menos que gostem é claro.... e o pior de tudo cobra caro por um serviço fraco e um atendimento horrivel, um dia três integrantes do grupo passaram mal vomito e diarreia e não tiveram condições de ir pescar, vcs acham que esse "querido" operador deixou o gerador ligado preocupado com o bem estar dos clientes, pois é eles tiveram que levantar mesmo passando mal e sair dos quartos por causa do calor. Barco não se movimentava pra economizar combustivel, tinha que comer peixe na barranca do rio todo dia pra economizar, nao podia voltar antes ou ficar uma tarde sem pescar pois não ligavam o gerador em hipotese alguma pra economizar etc etc etc.... Operador famoso ein kkkk logo que tiver um tempo vou fazer um relato da pescaria do ano passado que fiz com um operador novo só pra mostrar a grande diferença de uma operação voltada para o cliente...

 

O que aprendi, e que o Kid ja disse la em cima ("Não se importem de passar "por chatos, pois quanto mais esclarecimento tiverem, menor serão as surpresas adversas às expectativas ! Esclareçam logo que nada melhor que a verdade")  questionem tudo e tirem todas as duvidas e saiba o que o grupo quer e o que não quer. Hoje tem muitos operadores da para escolher e deixar de lado muito serviço ruim...

 

Bora pescar, grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais um assunto importante que vem à tona no texto do Grande Kid.

Acho o raciocínio do Cristiano bem realista, ou seja : "enquanto houver fila de espera " o preço tende aumentar.

Tem um barco novo que tirou da água (antes de dizer que é pouco, lembrem-se que a foi pescar tucunaré uma vez nos últimos 5 anos, e não se engane, pesador assim tem aos milhares por aí! ), 8 peixes acima de 20 libras numa semana de de novembro passado. Depois disso tem fila pra ficar na fila de espera para pescar em novembro naquele barco. E o preço? Continua subindo, lógico!

Não pensem que sai tudo certo nesse barco, mas se tem peixe a turma passa por cima da maioria dos problemas que seria uma tragédia se não desse peixe. Então peixe conta muuuuiiiito 

90% dos pescadores que lá vão pescar não são milionários, vão pescar simplesmente por serem apaixonados pela pesca e devem poder pagar por isso, obviamente, mas não se importam se uma viagem para qualquer lugar do mundo é ou não mais barato. Esse tipo comparação eu ouço  sempre. Muito caro, melhor ir para EUA, Europa: Vai com Deus... eu vou pescar, sempre!

Quanto ao nosso  querido Marcel, eu sei que ele batalha muito, é um cara do bem e tem um local excelente para pesca. Quando estive em sua pousada, Vazzoleri Camp, fui atendido muito bem, aliás, os serviços prestados foram melhores do que o contratado.

Se ninguém matasse peixe nos rio ao redor da minha cidade (e da sua também) não precisaria ir tão longe. Exemplo disso foi o dourado aqui perto da minha casa, na usina de FOZ DA AREIA. Tava saindo peixe de 8kg a 10 kg todo dia... O que aconteceu? Redes, espinhel  etc, acabaram com peixes. Copel repovoou novamente, agora os douradinhos mal tem 1Kg e os matadores já estão marcando presença sem piedade.  Quem gosta de pegar e soltar peixe, apesar de ainda sermos a minoria, vai para argentina pagando não importa quanto.

Essa é a questão! Pagamos mais caro porque gostamos de pescar e soltar, para isso precisa que o local tenha peixe VIVO, e lá é mais caro!

Boas pescas a todos!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 25/05/2019 em 12:08, Cuca Pesca disse:

Mas quero enfatizar algo que considero algo cultural de nós brasileiros: CONTRATO!

Pois é Cuca, esse é um ponto bastante interessante, cuja abordagem é bem oportuna.

Não temos (ainda) o hábito de buscar por essas "garantias contratuais" basicamente por "não acreditarmos" na sua eficácia.

Defendo o coerente sempre, embora reconheça que os "acertos" não necessariamente  acontecem como programados.

Com um contrato, a possibilidade de uma ação jurídica se torna maior e consequentemente a perda financeira se reduz...

Mas convenhamos que o que se busca é diversão e não aporrinhação, mesmo que essa possa se apresentar algumas vezes...

O mais coerente (pouco eficaz nesse segmento) é que existisse uma imagem (conceito) do serviço prestado para os que ainda não conhecem ou tenham experimentado aquela operação. Talvez esse seja um dos motivos da fidelização de grupos a determinados operadores, mas isso é um custo para o operador, geralmente refletido num valor final mais elevado (seu diferencial).

Ainda neste mesmo tema, quantos de nós já contratou "gato por lebre" (falo de um passado não tão distante assim...) ? Botes impróprios, motores quebrados, piloteiros inadequados, ausência de coordenação, comida ruim, bebida quente, etc... Na conversa prévia ao fechamento do pacote nada disso existe (mesmo perguntado), mas a realidade (às vezes a opção existente) é de correr o risco !

Hoje em dia com a pesca mais "popular", as condições passaram a ser outras ! Os "pacotes" começam a ser diferenciados bem como seus respectivos operadores e as alternativas se tornam outras, inclusive a de escolhas mais adequadas ao que cada grupo de pesca pensa (pretende) comprar - acampamento, pousada, barco-hotel, etc... com inclusões e exclusões de complementos (bebidas, comida, comunicação, etc...)

Concluo com essa sua frase que resume tudo.... :bompost: 

Em 25/05/2019 em 12:08, Cuca Pesca disse:

O contrato não é a garantia da execução em sua plenitude, mas lhe ampara legalmente e demonstra um diferencial neste mercado ainda tão amador da pesca esportiva! 

   

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Mauricio Rossetim disse:

"enquanto houver fila de espera " o preço tende aumentar

Não tem como fugir disso - é regra de mercado !

1 hora atrás, Mauricio Rossetim disse:

Não pensem que sai tudo certo nesse barco, mas se tem peixe a turma passa por cima da maioria dos problemas que seria uma tragédia se não desse peixe.

Claro que pescaria sem peixe é muito mais "ácida" e os pescadores ficam mais irritados e inquietos (quando não mal humorados). Com peixe comendo, as pessoas tendem a "relevar" as coisas negativas - isso é um fato, não uma hipótese...

1 hora atrás, Mauricio Rossetim disse:

Essa é a questão! Pagamos mais caro porque gostamos de pescar e soltar, para isso precisa que o local tenha peixe VIVO, e lá é mais caro!

Está bem sintetizado embora o processo de conscientização comece a se irraizar nos principais operadores e piloteiros que descobriram que "sem peixe, não há operação e/ou trabalho"... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 24/05/2019 em 23:04, Marcel Werner disse:

Amigos, não me faço rude ou mal-educado. Por favor, enxerguem apenas a minha boa-vontade de tentar contribuir para o seu enriquecimento financeiro, através de um estudo de caso pautado na  lei do mercado (oferta e demanda): já que o negócio é tão lucrativo, abram operadoras de pesca vocês também. 

Isso vale para tudo que você encontrarem ao redor. Lacoste cobra caro? Abram lojas de roupa que dá muito dinheiro. BMW é caro? O que estão esperando para iniciarem sua própria fábrica de carros?

E não digam que só quem já tem muito dinheiro consegue começar. Eu comecei com pouco e conheço quem começou com menos ainda, vendendo um Siena velho, então não tem desculpa. Juntem-se a nós e vamos todos passar o próximo Réveillon em Dubai. 

Desculpe Marcel, mas também não me ache rude. Sua lógica de economia está pela metade, já que fala de oferta e demanda, mas esquece-se de um dos mantras do liberalismo,  ensinando que a livre concorrência faz baixarem os preços. 

Sinceramente não me falta dinheiro para esse tipo de pescaria. Não se engane com meu jeito simples. Porém, não pretendo financiar as férias de nenhum dono de operadora em Dubai, enquanto fico enfiado no meio do mato. 

Prefiro ir eu mesmo viajar. E é o que tenho feito, conhecendo o mundo.

E justamente por viajar muito pelo mundo, percebo que um dos poucos lugares no mundo onde confunde-se ambição com ganância e empreendedorismo com especulação, é o Brasil.

Fora daqui, voce paga aquilo que é justo. Ninguém paga pelo que cada um sofreu para "chegar lá", mas pelo que recebe em contrapartida. Se voce tem dúvidas, mude o foco: veja quanto sai um cruzeirinho na costa brasileira e um saindo de Roma, Veneza  ou Barcelona, passando por vários lugares no Mediterrâneo...

Se voce ainda achar que está tudo certo, é um direito seu...

Eu, vou esperar minha aposentadoria e me mandar daqui... Ai, volto uma vez por ano ao Brasil para pescar e ser tratado como tratam o turista estrangeiro.

E.T.: tem lugares bem mais bonitos e elegantes que Dubai para se visitar. Fica a dica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Falcão disse:

Desculpe Marcel, mas também não me ache rude.

Amigo Falcão,

Permita-me intervir por conhecer o Marcel "de perto". Certamente que ele extrapolou no seu tópico, possivelmente por ser uma pessoa totalmente devotada naquilo que faz (e faz bem). A ironia que usou certamente "não cabe aqui", mas se avaliarmos as dificuldades de montagem de uma operação num dos afluentes do rio Nhamundá (lá já estive por duas vezes, embora não conheça sua estrutura, que é posterior a minha ida derradeira), haveremos de conceder-lhe um "desconto".... 

Não se sinta "atingido" pelo que ele disse, pois tenho certeza ter sido um "desabafo" (mesmo indevido).

Também gosto de viajar (já tive meu tempo em que fazia com mais frequência...) e como você, observar o padrão de atendimento e qualidade existente nos prestadores de serviço (inclusive de pesca) no exterior. Também os temos por aqui, só que em número bastante reduzido às nossas demandas... mas vamos melhorar ! O Marcel (e seus serviços) já se enquadra nesse perfil que mencionei e que posso recomendar:amigo:  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 24/05/2019 em 23:04, Marcel Werner disse:

Amigos, não me faço rude ou mal-educado. Por favor, enxerguem apenas a minha boa-vontade de tentar contribuir para o seu enriquecimento financeiro, através de um estudo de caso pautado na  lei do mercado (oferta e demanda): já que o negócio é tão lucrativo, abram operadoras de pesca vocês também. 

Isso vale para tudo que você encontrarem ao redor. Lacoste cobra caro? Abram lojas de roupa que dá muito dinheiro. BMW é caro? O que estão esperando para iniciarem sua própria fábrica de carros?

E não digam que só quem já tem muito dinheiro consegue começar. Eu comecei com pouco e conheço quem começou com menos ainda, vendendo um Siena velho, então não tem desculpa. Juntem-se a nós e vamos todos passar o próximo Réveillon em Dubai. 

Comentário muito cheio de ironias....Não espero isso de um operador de pesca esportiva num fórum onde só tem pescador esportivo falando justamente sobre o atual cenário da pesca esportiva no nosso país.Mesmo que isso seja um desabafo (compreensível pelo seu ponto de vista) não se esqueça,que antes de ser um operador,você também foi um simples pescador como nós.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Falcão disse:

Desculpe Marcel, mas também não me ache rude. Sua lógica de economia está pela metade, já que fala de oferta e demanda, mas esquece-se de um dos mantras do liberalismo,  ensinando que a livre concorrência faz baixarem os preços. 

Sinceramente não me falta dinheiro para esse tipo de pescaria. Não se engane com meu jeito simples. Porém, não pretendo financiar as férias de nenhum dono de operadora em Dubai, enquanto fico enfiado no meio do mato. 

Prefiro ir eu mesmo viajar. E é o que tenho feito, conhecendo o mundo.

E justamente por viajar muito pelo mundo, percebo que um dos poucos lugares no mundo onde confunde-se ambição com ganância e empreendedorismo com especulação, é o Brasil.

Fora daqui, voce paga aquilo que é justo. Ninguém paga pelo que cada um sofreu para "chegar lá", mas pelo que recebe em contrapartida. Se voce tem dúvidas, mude o foco: veja quanto sai um cruzeirinho na costa brasileira e um saindo de Roma, Veneza  ou Barcelona, passando por vários lugares no Mediterrâneo...

Se voce ainda achar que está tudo certo, é um direito seu...

Eu, vou esperar minha aposentadoria e me mandar daqui... Ai, volto uma vez por ano ao Brasil para pescar e ser tratado como tratam o turista estrangeiro.

E.T.: tem lugares bem mais bonitos e elegantes que Dubai para se visitar. Fica a dica.

Falcão,

Esse setor não é diferente dos demais no país. Livre mercado passou bem longe daqui. Vivemos num Estado de bem-estar empresarial, onde quem conseguiu desvendar e passar por todas as etapas do processo de licenciamento (são vários) pode trabalhar, mas os amigos do rei têm acesso a dinheiro transferido dos pobres para eles - defendo a inexistência de qualquer subsídio ou empréstimo estatal. 

Aliás, a concorrência nos rios da Amazônia tem sido uma aberração. Onde cabe muita gente, se disputa espaço. Onde cabe pouca gente, defende-se acesso irrestrito. Onde vai ter qualidade? Nenhum dos dois. Uma das raízes desse problema é falta de capitalismo: não existe propriedade privada sobre águas no Brasil. Divago: embora eu me afaste das questões indígenas, começo a pensar que também resolve com propriedade privada. 

Sobre contrapartida, concordo! Eu, por exemplo, passei por coisas que dinheiro nenhum pode pagar. Boas e ruins. Mas acho que os pescadores em geral não dispõem de informações suficientes para avaliar a contrapartida que estão recebendo, ou possuem valores diferentes.  Você pode escolher entre pagar 10 mil pra acampar no mato ou ficar num hotel de luxo na Europa, tem gente que enxerga valor em um e não no outro. Existe um outro conceito que é a Viabilidade Econômica, e precisa ser atendido. Em outras palavras, precisa dar lucro. Como o pescador não tem acesso a esses dados, não leva em consideração. 

Mas, veja só que curioso: existem operações com preço de custo e até abaixo da viabilidade, por motivos dos mais diversos. Sei que tem gente que não se importa, o que interessa é pagar barato. 

E o exemplo de Dubai foi aleatório. Quando puder sair do Brasil, vou pescar Barramundi, sei nem que pescaria que se faz em Dubai. 😁

Abraço. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×