Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
JCKruel

Cota zero-GO...A Instrução Normativa está pronta!

Posts Recomendados

Companheiros,

Perdoem o tom de “balanço geral” que vou dar a este tópico, mas ele tem sim a alegria da conquista, como o sentido de despedida do meu ativismo ambiental. Vou viajar mais, pescar mais, amar mais a minha família, curtir mais os netos e por que não, curtir os momentos prazerosos que me foram destinados para o fim de vida. (Ela tem data de validade...).

No dia 31 de março próximo, a APEGO estará completando 21 anos de vida! Ao atingir a maioridade foi contemplada com a publicação, em breve, na semana que vem, da Instrução Normativa que regulamenta a cota zero para o transporte de peixes nativos de cada bacia e sub bacias hidrográficas do Estado de Goiás.

Foram 21 anos de esperança, de inúmeras batalhas perdidas e vencidas, de muito tempo despendido na luta pela conservação da natureza... Em 1970 (copa do mundo) éramos 90 milhões em ação e, passados apenas 42 anos (copa de 2012), já somos 200 milhões de brasileiros dentre os quais 30 milhões de pescadores. O estoque pesqueiro em águas interiores iria aguentar por tempo indeterminado? Lembrem-se de que apenas 5 países ainda permitem pesca profissional em águas interiores, entre eles o Brasil!

Agora, chegado o momento de implantarmos o transporte zero em Goiás, não pensem que chegou o fim dessa luta. É apenas o começo de outra muito maior que é a da consolidação de princípios de conservação ambiental jamais vividos, contemplando as gerações futuras, a atual, a natureza, o turismo, o resgate social dos guias de pesca com empregabilidade e (espero) de forma duradoura.

Minha luta pessoal chegou ao fim e meu compromisso ao ajudar a fundar a APEGO termina por aqui. Termina aqui também o meu compromisso com o maninho Eriba, em minha opinião, o melhor guia de pesca brasileiro, tanto pelo seu profissionalismo quanto por sua luta pela conservação ambiental, já que Serra da Mesa terá cota zero e para consumo local a determinação de tamanhos máximos e mínimos, como ele sempre sonhou e ajudou a construir.

Antes de mim, dos meus sonhos de conservação, do uso racional dos recursos pesqueiros finitos por sinal, houve pessoas entre as quais rendo as minhas sinceras homenagens: ao "pai" da pesca esportiva brasileira, Rubens de Almeida Prado – Rubinho, pelo ideário que resultou no pioneirismo da APEGO.

Aos companheiros da AMAr de Patrocínio-MG , especialmente o Neudon , Cássio e Jacaré, aos amigos da ASPESCA de Uberlândia que sempre estiveram à frente nas competições e tanto contribuíram para a consolidação dos conceitos de conservação da ictiofauna, também é deles esta conquista, pois foi de lá que sempre veio o alento e exemplo para a perseverança.

Também ao "staff" inteirinho da Pesca & Cia, em especial ao Marcelo Claro, também ao "staff" da Pesca Esportiva e da Pesca Aventura em especial ao amigo de sempre, comandante Betão e, uma lembrança muito especial do saudoso e "in memorian" Otávio Rivolta que, esteja onde estiver, estaria feliz e orgulhoso por estes novos dias.

Minhas sinceras homenagens a todos os companheiros donos de sites de pesca, em especial Turma do Biguá, Caterva e Tucunazul, por tudo o que fizeram pela pesca esportiva brasileira. Meus agradecimentos aos responsáveis pelos 23 programas nacionais e regionais de televisão, brasis afora, que tanto contribuíram para a pesca esportiva, disseminando os conceitos de conservação da natureza e do pesque e solte.

Não pensei que iria ter vida para ver este momento, tão difícil foi esta conquista... Mais importante do que tudo, dado que minha contribuição foi muito pequena, apenas através de e-mails, já que não pude estar presente no GT de Pesca no dia da elaboração da IN, foi constatar que aqui em Goiás temos jovens extremamente capacitados, com grande espírito público e com certeza, melhores do esta geração que já está indo embora.

Dentre eles cito como exemplo o coordenador destes trabalhos: biólogo, Msc. Diego de Oliveira Tavares, Analista Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos- GO.

Por questões éticas não posso antecipar o que será publicado, mas posso dizer que a Instrução Normativa é muito equilibrada, estabelece a restrição a todo o estado de Goiás em todas suas bacias e sub-bacias hidrográficas, é por prazo determinado, como muitos gostariam que fosse, protege apenas as espécies nativas, permite o abate e transporte somente de espécies exóticas e alóctones em cada bacia e também estabelece os tamanhos mínimos e máximos para cada espécie, (com base no notável trabalho do Michel e do Léo -IBAMA) no caso do consumo local de apenas 5 Kg por pescador/pescaria.

Outras medidas virão, como a intensificação da fiscalização com o estabelecimento de convênios de cooperação entre os entes públicos responsáveis por ela.

Outras dependerão também de nossas ações, como a exigência para que os empreendedores façam o repovoamento das espécies nativas em todos os empreendimentos hidrelétricos entre outras reivindicações.

Por ora é o que podia informar e aos que não concordam com as novas normas, minhas desculpas, mas vamos em frente que há muito a ser construído: o tempo é o senhor da razão e chegou o momento de provar que as teses da pesca esportiva são verdadeiras.

Não creditem a mim qualquer contribuição na elaboração da lei, já que dela não participei. O mérito é do Dep. Frederico Nascimento.

Um grande abraço a todos e bem vindos a um novo Goiás com muito mais vida, mais peixes e mais conservação em todos os seus rios!

::bemvindo::

Kruel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em vez de celebrar-vos um 'Réquiem' pelo enorme trabalho desprendido, que mais caberia num epitáfio, sugiro a todos uma festa ao grande Kruel ... mesmo aqueles que não 'concordamos', isto jamais terá o condão de impedir-nos um preito de admiração por tudo ...

Festa??? Onde??? Pescaria, viola, torresmo, cachaça, prosa boa, churrasco, truco, café e tudo o mais apreciado por um Goiano ...

Quem ciceroneia??? Festeiros/cachaceiros/violeiros ... Xande (bombeiro bota-fogo)? Kissuco (chato, mas meu amigo)?

Tô na área ...

Parabéns, Guerreiro ... combateste o bom combate; guardaste a fé ... vamos ver quanto tempo aguentará longe das bandeiras ...

Wellington ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo João Carlos, :amigo:

Mesquinharia seria não lhe estender a mão do muito obrigado pelo realizado, compelindo a tentativa de salvaguardar a imensa perda da lucidez que acontece com a sua retirada desse cenário.

arrow:: Claro que muitos participaram dessas "conquistas", recheadas que foram de suor e luta ao longo desses mesmos anos de estruturação e participação, que permitiram seguir adiante na busca de uma realidade até então apenas visionária !

arrow:: Claro que acreditar sempre foi (e será) preciso, e mesmo nos dias de intenso amargor, que não devem ter sido poucos, o amigo resistiu e continuou.

arrow:: Claro que sua saída desse cenário é "penosa" (para os que ficam órfãos), mas serve também (e principalmente) para mostrar o caminho para seus sucessores. Eles haverão de honrá-lo pela continuidade das ações que tão bem iniciou, e certamente deixou em forma de "rascunho" para que venham ser redigidas com a força da lei constituída e legalmente aplicada.

Por fim, meu amigo (mesmo que apenas virtual), é hora de relaxar a vigilância como "obrigação" e passar a exercê-la como cidadão e desportista.

arrow:: É hora de resgatar os momentos de família, de prazer descompromissado, e mais que tudo, passar para o cenário de referência permanente para os que indagarem "como tudo isso pode ser feito"...

As "despedidas" são sempre assim, repletas de saudades e incertezas do que irá acontecer doravante, embora tenha certeza de que desta feita, ela não será Kruel !

Parabéns pelo seu trabalho e exemplo de vida pública ! mestre:: mestre:: mestre::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desde que abriu a pesca no Araguaia este ano (1 de março), ainda não sabemos o que realmente está acontecendo,,,COTA ZERO? Não sabemos o que dizer para o turista, sendo que ele aguarda tbem ancioso...sendo que levar o peixe se puder, e se não puder, tanto faz, e não faz questão, na verdade, só quer saber. Mas por enquanto, por determinação da fiscalização, quem quiser levar a cota dos 5kg e 1 exemplar, ainda tá podendo.

Eu, como amante da pesca esportiva, empresário do ramo hoteleiro, pleiteador e defensor da COTA ZERO e tbem os moradores da região, profissionais, demais empresários e associações, agradecemos imensamente a participação de cada um no esforço e por estamos perto desta conquista e em particular ao Sr JCKRUEL pelo grande apoio prestado ao longo desses anos, e tbem ao Dep. Frederico Nascimento.

Um abraço e muito obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá,

Pela ordem inversa da postagem:

Vieira: Não imaginas com que alegria recebo tuas ponderações! É que vives aí em Luis Alves, és do ramo da hotelaria, fazes parte da comunidade ribeirinha e assim como eu viste a proliferação de barcos hotéis num mesmo trecho, a drástica redução da captura das bargadas, as corvinas e mandubés cada vez menores, o "assalto" em cima dos cardumes de matrinchãs e pintados e o crescimento das capturas e abate em função do maior fluxo de turismo ao Araguaia. Tua opinião é fundamental e, acredite, vale muito mais do que a minha...

Isso precisava ter um limite que só agora aconteceu! O nosso Araguaia (como todo o rio de areias é pobre em nutrientes, o crescimento dos peixes também, ele depende muito de fatores climáticos (regime de inundação e recorrência das cheias que são cíclicos - de seis em seis anos= períodos de mais chuva e períodos de menos chuvas) para a reposição do estoque pesqueiro.

Viste acontecer a consolidação do turismo de pesca aumentar em função da proibição do abate de pirararas e piraíbas e isso só aconteceu em função do então presidente da associação de piloteiros de Luis Alves (na época) que no momento me falta o nome. Acho (não sei ao certo) que era o Francisco.

Em relação a implantação da Lei, como já disse antes, ela precisava ser regulamentada através de uma Instrução Normativa que será assinada pelo Secretário do Meio Ambiente na semana que vem e após a publicação no diário oficial entrará em vigência imediatamente.

Não preocupes com as informações, pois a SEMARH está providenciando uma cartilha (alto nível) com todos os esclarecimentos necessários aos turistas e à sociedade. Antes da repressão deverão fazer uma campanha de conscientização pelo uso racioanl do recurso pesqueiro.

Grande KID: como sempre tuas intervenções são cirúrgicas e vão no cerne das questões... Interpretaste impecavelmente o que sinto e tua observação "é hora de relaxar a vigilância como "obrigação" e passar a exercê-la como cidadão e desportista" não poderias ser mais feliz.

Com o objetivo alcançado vou continuar participando com muito menos compromisso, deixando o ativismo ambiental para os mais novos e com mais saúde.

Agora é outra etapa, na qual tenho trabalhado bastante já que sou um fiscal estadual da Agrodefesa (somos 800 em Goiás) todos com curso superior e qualificados para a ações de defesa sanitária e saúde pública. Quem sabe uma parceria com a área ambiental? Já pensou como seríamos úteis já que a lei que rege nossas ações também contempla ações ambientais?

Ah, grande Kid! Só que agora tenho que falar menos, trabalhar mais, contribuir para mudanças com outra postura, dado que há 3 anos me tornei um servidor público, na acepção da palavra... E para bem servir a sociedade conquistei o direito (via concurso público) de agir por dever de ofício. Não foi fácil, com 60 anos, passar num concurso público e ser chamado na 1.ª turma! Haja equilibrio para tentar quebrar alguns paradigmas...

Caro Welligton: Desde os primeiros post a respeito do assunto, deixaste claro teu posicionamento contrário a cota zero e isso, em alto nível como deve ser o debate democrático.

A unanidade, dizem que é burra e precisamos sempre ter um contraponto capaz de promover um bom debate (foi para rimar com o bom combate que afirmaste acima).

O simples fato de seres amigo do Fabrício para mim já basta, pois amigo dos meus amigos também é meu amigo. A divergência, nestes casos, é mais do que salutar: é necessária! Não por acaso os debates ocorridos aqui no site foram considerados na mesa de quem decide, haja vista que por aqui tem muita gente em condições de contribuir técnica e filosoficamente.

Quanto a comemorar na beira d'água to dentro! É que quando tenho tempo, não tenho dinheiro e quando tenho dinheiro não tenho saúde e quando tenho saúde estou trabalhando e não tenho tempo (rs). Deve ter sido por isso que o Xande me expulsou da turma Tucunas do Cerrado (nunca pude pescar com eles), mas eu gostava muito do tom azulinho (do tucunaré azul) com o meu nome! Quem sabe o Kid arruma uma corzinha azulada para o meu nome aparecer nos post que fizer? (rs).

abração prá todos vocês.

kruel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Prezado João Carlos,

arrow:: Pelo revelado, certo mesmo está o Wellington...

arrow:: Da aposentadoria, você está mais que distante...

arrow:: O cenário para esse encontro festivo, não deve ser difícil encontrar em Goiás...

arrow:: E quanto a "corzinha azulada", seria meio sem propósito, pois mais do que a uma turma, você "pertence" mesmo é ao FTB ! aplauso::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Kid,

Só para esclarecer pedi ajuda aos universitários (rs). Quando me referi ao ativismo ambiental e a minha "aposentadoria" em relação a ele, não defini o que entendia por ativismo... Ele significa, segundo a wikipédia " É toda forma de manifestação a favor do meio natural que nos cerca. Frequentemente estas manifestações são comandadas por ONGs específicas ou também por pequenos grupos ligados a uma causa ambiental pela qual se acha necessário se manifestar em prol da justiça perante os fatos ...

No fundo é apenas isso: deixarei de conduzir a APEGO, não acredito que eles irão propor novas ações judiciais.

Mas é claro que não vou deixar o FTB...Pelo contrário, pretendo achar mais tempo para me dedicar ao meu "cantinho" e socializar algumas informações e trabalhos realizados que penso em deixar como "herança".

abs

kruel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mano Cássio,

Estou indo terça para Aracaju com a 1.ª Dama. Merecidas férias. pois não as tirava ha alguns anos.

Tenho falado com o Neudon e é provável que deva estar por aí em função de uma perícia judicial. Creio que em breve vamos passar umas horas no teu rancho e, que sabe, pegar algum azulão.

abs

kruel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Prezado Kruel,

Apesar de não nos conhecermos pessoalmente, tenho muita admiração pelo seu trabalho na defesa do meio ambiente, incluindo é claro nosso esporte predileto... a Pesca Esportiva.

Só tenho que parabenizá-lo pelo "CONJUNTO DA OBRA" que é de vital importância para o nosso Goiás e para o Brasil...

mestre:: mestre:: mestre:: mestre::

Em tempo: Concordo plenamente com o "Cumpadi" Wellington... Tem que ter festança... Seja no rio, no lago, em BSB ou em GYN... Estarei presente onde for...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro Silvio,

Estás sendo muito generoso comigo, pois quem está coordenando e fazendo as coisas acontecer é a Semarh através do Diego.

Nem imaginas a magnitude do "conjunto da obra" do que a SEMARH está produzindo em Goiás...Hoje (para assinar dia 03) foi acertado o decreto que regulamenta a aquicultura. Ficou excelente, vai ser possível fazermos até a rastreabilidade das matrizes capturadas na natureza com fins de aquicultura, mas ao mesmo tempo elas poderão ser utilizadas para produzir alevinos para o repovoamento de espécies nativas nos reservatórios.

Não bastasse isso, o decreto simplifica muito as exigências ambientais (vai bastar um cadastro) para a implantação da aquicultura, pois o licenciamento era um dos gargalos que dificultava as ações. Depois virá a regulamentação via IN da pesca artesanal (uma norma específica) que vai acabar com conflitos hoje existentes, assim como em breve será exigido a licenciamento ambiental para a a operação de pousadas e barcos hotéis... (Daí teremos os estudos sobre esforço de captura e estoques pesqueiros como medidas de compensação e mitigação).

Também está sendo discutido os vários acordos de cooperação (fiscalização) de forma que em breve teremos novidades muito interessantes e boas para todos.

Dia virá que não precisaremos mais de fiscais, pois se tudo acontecer como previsto os guias de pesca da comunidade ribeirinha se transformarão nos melhores fiscais que a natureza poderia ter. Aguarde...

abs

kruel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Kruel, nossa luta está preste a ter como resultado a modernização de nossas leis ( *em partes ). Aqui em Minas Gerais também teremos novidades nesse ano. Confesso que fiquei preocupado com a lei que foi sancionada em Goiás, espero sinceramente que a Normativa atenda nossos anseios de pescadores e ambientalistas que somos. Todas as ações que vierem do estado de Goiás, no tocante a pesca esportiva, reflete muito aqui em Minas, por isso, torço para que Goiás seja um verdadeiro exemplo para o Brasil.

No mais, quero deixar aqui meus sinceros votos de um descanso merecido para você. ( Mesmo achando que militância ambiental é política e, política, só tem uma porta que é a entrada.)

Marlúcio Ferreira

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parabens por esta excelente conquista, Sr. Kruel.

Os pescadores esportivos do Brasil lhe agradecem por esta dura batalha vencida.

Espero que as tuas idéias preservacionistas se alastrem por este Brasil afora...pois tudo que é bom deve ser copiado.

Espero e sonho que algum dia apareça no meu estado (SP) alguem batalhador e com conhecimento do assunto, assim como o Sr. e que por aqui tbem seja implantado a cota zero para transporte de peixes.

Com relação á tua merecida aposentadoria, chego á duvidar, pois quem tem sangue de guerreiro na veia, igual ao Senhor, pode até dar uma trégua, mas não se aposenta jamais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha a matéria de ontem do Jornal, não entendi muito bem o “pescador artesanal” o que e pescador artesanal? Pode pescar e vender o pescado na cidade onde mora e se eu comprar esse peixe pode trazer para casa? Como vou comprovar que comprei? Essa lei vai dar o que falar.

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-2edicao/t/edicoes/v/lei-da-cota-zero-para-transporte-de-peixes-entrara-em-vigor-em-goias/2507690/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha a matéria de ontem do Jornal, não entendi muito bem o “pescador artesanal” o que e pescador artesanal? Pode pescar e vender o pescado na cidade onde mora e se eu comprar esse peixe pode trazer para casa? Como vou comprovar que comprei? Essa lei vai dar o que falar.

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-2edicao/t/edicoes/v/lei-da-cota-zero-para-transporte-de-peixes-entrara-em-vigor-em-goias/2507690/

Natan,

O comercio é feito apenas na região mesmo (na cidade). A intenção não é vender para ser levado para fora.

Foi que entendi.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha a matéria de ontem do Jornal, não entendi muito bem o “pescador artesanal” o que e pescador artesanal? Pode pescar e vender o pescado na cidade onde mora e se eu comprar esse peixe pode trazer para casa? Como vou comprovar que comprei? Essa lei vai dar o que falar.

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-2edicao/t/edicoes/v/lei-da-cota-zero-para-transporte-de-peixes-entrara-em-vigor-em-goias/2507690/

Natan,

O comercio é feito apenas na região mesmo (na cidade). A intenção não é vender para ser levado para fora.

Foi que entendi.

É Xandego, vamos esperar a IN para ver o que vai ser na real porque acho que todo mundo até o pessoal da SEMAH, não consegue explicar como funcionara. Agora pesca para vender e d+ não. olha pensei muito antes de comentar qualquer coisa sobre essa Lei pois sempre respeito as leis mesmo não concordando com elas. mais essa ai vai ser complicado d+ para fiscalizar você não concorda comigo? só um exemplo gosto d+ da Serra da Mesa, mais pesco muito no Tocantins por algumas vezes já pesquei na serra da mesa de la fui para o Tocantins, ou voltando do Tocantins passo para pescar na serra da mesa. No Tocantins o transporte de pescado não e proibido como a fiscalização vai saber se estou vindo do Tocantins ou da Serra da mesa? mais deixa isso para lá quero ver essa IN. Abraço t+.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha a matéria de ontem do Jornal, não entendi muito bem o “pescador artesanal” o que e pescador artesanal? Pode pescar e vender o pescado na cidade onde mora e se eu comprar esse peixe pode trazer para casa? Como vou comprovar que comprei? Essa lei vai dar o que falar.

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-2edicao/t/edicoes/v/lei-da-cota-zero-para-transporte-de-peixes-entrara-em-vigor-em-goias/2507690/

Natan,

O comercio é feito apenas na região mesmo (na cidade). A intenção não é vender para ser levado para fora.

Foi que entendi.

É Xandego, vamos esperar a IN para ver o que vai ser na real porque acho que todo mundo até o pessoal da SEMAH, não consegue explicar como funcionara. Agora pesca para vender e d+ não. olha pensei muito antes de comentar qualquer coisa sobre essa Lei pois sempre respeito as leis mesmo não concordando com elas. mais essa ai vai ser complicado d+ para fiscalizar você não concorda comigo? só um exemplo gosto d+ da Serra da Mesa, mais pesco muito no Tocantins por algumas vezes já pesquei na serra da mesa de la fui para o Tocantins, ou voltando do Tocantins passo para pescar na serra da mesa. No Tocantins o transporte de pescado não e proibido como a fiscalização vai saber se estou vindo do Tocantins ou da Serra da mesa? mais deixa isso para lá quero ver essa IN. Abraço t+.

Opa, você chegou em um ponto importantíssimo.

Aconteceu comigo uma vez! Estava vindo do Pará, com 2 cacharas na base de 9 para 10Kg cada e 2 piranhas chupita por volta de 3Kg cada. Estávamos em 5 pescadores, todos com licença e tals. Ou seja, dentro das cotas, tudo certinho, peixes na medida, etc...

Fomos parados pela Naturatins no meio da madrugada em Divinópolis-TO. Lá o transporte de surubim e caranha é proibido há cerca de 5 anos. O fiscal da Naturatins queria nos multar. Explicamos que vinhamos do Pará, Rio Xingú, mostramos fotos da pescaria, do rio e explicamos (tinha um biólogo na turma) que piranha chupita não é da bacia do Tocantins, nem Araguaia e tals...

A própria equipe do fiscal aceitou, inclusive vibraram com as fotos, vibraram mais ainda por terem visto só na minha máquina mais de 200 peixes fotografados e 4 peixes no isopor. Mas o fiscal não estava no dia dele e quis ignoram os fatos, o que poderia não tê-lo feito de acordo com o poder discricionário que lhe é cabido.

Por fim, auto de infração lavrado, pescado apreendido. Processo desaparecido posteriormente (para nossa surprese nunca foi dada entrada no auto na Naturatins em Palmas), e alguém comeu uma bela moqueca que era minha kkkkkkkkkkkkkkkk

Isso foi em 2008 se não me engano, eu não transportava peixe há cerca de 5 anos já, foi o último aviso para eu não transportar mesmo... kkkkk :gorfei: :gorfei:

Detalhe: Dica do sábio FISCAL: "Compre uma NF de alguma colonia de pescador da região!" Ou seja, o próprio fiscal incentivando a se legalizar um peixe que pudesse (na vista dele) ser ilegal. SHOW!!! palmas:: palmas:: mau:: mau:: mau::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha a matéria de ontem do Jornal, não entendi muito bem o “pescador artesanal” o que e pescador artesanal? Pode pescar e vender o pescado na cidade onde mora e se eu comprar esse peixe pode trazer para casa? Como vou comprovar que comprei? Essa lei vai dar o que falar.

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-2edicao/t/edicoes/v/lei-da-cota-zero-para-transporte-de-peixes-entrara-em-vigor-em-goias/2507690/

Natan,

O comercio é feito apenas na região mesmo (na cidade). A intenção não é vender para ser levado para fora.

Foi que entendi.

É Xandego, vamos esperar a IN para ver o que vai ser na real porque acho que todo mundo até o pessoal da SEMAH, não consegue explicar como funcionara. Agora pesca para vender e d+ não. olha pensei muito antes de comentar qualquer coisa sobre essa Lei pois sempre respeito as leis mesmo não concordando com elas. mais essa ai vai ser complicado d+ para fiscalizar você não concorda comigo? só um exemplo gosto d+ da Serra da Mesa, mais pesco muito no Tocantins por algumas vezes já pesquei na serra da mesa de la fui para o Tocantins, ou voltando do Tocantins passo para pescar na serra da mesa. No Tocantins o transporte de pescado não e proibido como a fiscalização vai saber se estou vindo do Tocantins ou da Serra da mesa? mais deixa isso para lá quero ver essa IN. Abraço t+.

Opa, você chegou em um ponto importantíssimo.

Aconteceu comigo uma vez! Estava vindo do Pará, com 2 cacharas na base de 9 para 10Kg cada e 2 piranhas chupita por volta de 3Kg cada. Estávamos em 5 pescadores, todos com licença e tals. Ou seja, dentro das cotas, tudo certinho, peixes na medida, etc...

Fomos parados pela Naturatins no meio da madrugada em Divinópolis-TO. Lá o transporte de surubim e caranha é proibido há cerca de 5 anos. O fiscal da Naturatins queria nos multar. Explicamos que vinhamos do Pará, Rio Xingú, mostramos fotos da pescaria, do rio e explicamos (tinha um biólogo na turma) que piranha chupita não é da bacia do Tocantins, nem Araguaia e tals...

A própria equipe do fiscal aceitou, inclusive vibraram com as fotos, vibraram mais ainda por terem visto só na minha máquina mais de 200 peixes fotografados e 4 peixes no isopor. Mas o fiscal não estava no dia dele e quis ignoram os fatos, o que poderia não tê-lo feito de acordo com o poder discricionário que lhe é cabido.

Por fim, auto de infração lavrado, pescado apreendido. Processo desaparecido posteriormente (para nossa surprese nunca foi dada entrada no auto na Naturatins em Palmas), e alguém comeu uma bela moqueca que era minha kkkkkkkkkkkkkkkk

Isso foi em 2008 se não me engano, eu não transportava peixe há cerca de 5 anos já, foi o último aviso para eu não transportar mesmo... kkkkk :gorfei: :gorfei:

Detalhe: Dica do sábio FISCAL: "Compre uma NF de alguma colonia de pescador da região!" Ou seja, o próprio fiscal incentivando a se legalizar um peixe que pudesse (na vista dele) ser ilegal. SHOW!!! palmas:: palmas:: mau:: mau:: mau::

Xande amigo desculpe. Eu sou do Tocantins mais moro em Goiânia tem um tempo, Foi eu que fiz uma moqueca com seu pescado rsssssss :gorfei: tinha hum cunhado da minha esposa que travalhava na Naturatins direto ele trazia peixe e outras coisas para gente dizia que se aprendia 100kg..80kg fica com eles e só o restante 20kg dava entrada rssss...vai mais rindo2:: ... isso não acontece só no Tocantins não no Brasil todo. Quando tem televisão os caras prende toma seu equipamento de pesca e tudo mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

×