Ir para conteúdo
Marcel Werner

Sobre tralhas e pescarias de verdade

Posts Recomendados

Não está fácil para ninguém. Tudo ficou muito caro e a compulsão de comprar tudo que se vê pela frente torna-se frustração quando da não satisfação do desejo. Então, talvez seja o momento ideal para aprendermos como ajustar corretamente nossos gastos com a pesca.

Não é novidade que compramos muito mais do que vamos usar. Parece que é mais fácil ter um monte de tralhas num quarto, ficar sonhando e assistindo vídeos, do que usar este mesmo dinheiro para fazer planejamentos e realizar uma viagem ao invés de apenas imaginar a emoção da captura de um peixe.

Alguém vai reunir os amigos para contar como foi emocionante assistir a um programa? “E teve aquela hora em que o apresentador fisgou, me arrepio só de lembrar!” Com certeza, não!

Adoro ver os programas de pesca, mas assim como filmes de outros gêneros, a emoção não é a mesma de estar com aqueles peixões nas mãos.

Então, vamos fazer um exercício e repensar nossos gastos. Calcule o quanto você gastou de material no último ano e provavelmente irá se surpreender. Vou simular um cenário:

“João” possuía alguns materiais relativamente defasados e que há muito não veem água. Uma carretilha nacional pouco usada, comprada há uns 5 anos, uma vara de 17 lb de carbono sólido e algumas iscas simples, porém eficientes. João resolveu ir a Presidente Epitácio, um pacote de 3 dias que, tudo incluído, inclusive o trecho rodoviário, lhe custaria razoáveis 1.200 Reais.

Parece muito com nossa realidade, não é? Agora vamos ver os possíveis desfechos dessa história.

1º desfecho, o mais comum

João passou a procurar fotos e vídeos do local comprou uma carretilha importada lançamento por uns R$1.300, mais a nacional badalada por 700, mais duas varas de 500 cada, e dois estojos cheios de iscas, totalizando mais uns 1.000 Reais em peixinhos de plástico da moda. Teve certeza de que, só por portar estes materiais, os maiores peixes o escolheriam para posar nas fotos. É bem provável que João tenha economizado na linha, garatéias, argolas, líder e snap, e isso é realmente comum, pois as marcas desses itens não ficam evidentes e não iriam fazê-lo popular entre os demais pescadores do grupo. Talvez até o conjunto velho nem tenha ido como reserva, pois poderia fazer vergonha caso alguém notasse, afinal ele não gastou todo o limite do cartão parcelando essas compras em tantas vezes à toa...

O resultado da pescaria pode ser muito frustrante. Pescar com equipamentos comprados por impulso, com os quais não está acostumado, e com todos os “detalhes” colocados em segundo plano, como as linhas, garatéias, bem como a falta de prática em fazer os nós etc., a chance de não fisgar ou deixar escapar os troféus é grande. E depois de gastar tanto... Olha, João pode nunca mais querer pescar.

2º desfecho, o que eu proponho

João deve ir a um pesqueiro para se “desenferrujar”, de preferência onde haja traíras, e usar todo o material que tem, a fim de verificar se realmente este conjunto não te atende mais. Provavelmente, um bom mecânico de carretilhas (tipo Eduardo Chedid) vai fazer sua antiga companheira dar conta do recado, mesmo que não seja o equipamento principal. Uma vara de carbono sólido dura a vida toda e mais cem anos, então seria a “certeza” de que sua pescaria não será interrompida por falta de varas. Para atualizar-se, João combina com seus amigos de tomar uma cerveja à beira de um lago ou piscina onde podem testar os materiais uns dos outros, e lá ele descobre um modelo que se encaixa perfeitamente em suas mãos, além daquela varinha que parece ter sido feita para ele, um conjunto que ele vai adquirir como principal e custará uns 1.000, no máximo 1.200 Reais. Descobre também um modelo popular de vara de grafite que, apesar do seu baixo custo, servirá na carretilha recuperada e realmente deixará a pesada vara de carbono sólido como reserva, guardada no tubo, no quarto da pousada, como garantia. Ele ainda vai descobrir como adequar as garatéias das iscas que já tem e que aqueles espaços vazios nos estojos antigos podem ser preenchidos com duas Bonnie da vida e meia dúzia das ótimas iscas Nakamura, gastando sensatos 300 Reais.

Bom, você já deve ter percebido que, antes mesmo de ir pescar, o sucesso da viagem está garantido! Isso mesmo! A pescaria já é um sucesso, pois João já se enturmou, confraternizou, atualizou seu material sem criar dor de cabeça financeira e até relembrou alguns nós e como trabalhar seus tipos preferidos de iscas artificiais. Tenho certeza que ele entrou no FTB e viu alguns relatos e várias dicas úteis, que o farão ter um desempenho bem melhor.

E mesmo se João não pegar peixe, tenho certeza que se divertirá bastante com seus amigos, e o que ele deixou de gastar em material, provavelmente será revertido em uma nova pescaria, dessa vez planejada com mais antecedência, um parcelamento mais suave e com os mesmos materiais que, agora ele sabe, são suficientes para suas duas ou três pescarias anuais. Quem sabe a próxima não é no Lago do Peixe?

João agora é mais feliz.

Pescar é pegar peixes, então de nada adianta ter tralha parada em casa, elas precisam ser levadas por você aos pontos de pesca. E se o peixe não colaborar, seus equipamentos não irão relembrar as antigas aventuras, contar piadas e tomar cerveja com você.

Tratamos as tralhas caras como joias sim, pois sabemos quanto suor custa para adquiri-las, mas não podemos esquecer que são apenas ferramentas na nossa busca pelos peixes, e nem deixa-las diminuir a importância dos companheiros que tornarão inesquecíveis as viagens de pesca.

Viaje mais, faça mais amigos. Suas lembranças e amizades serão eternamente suas. As tralhas, sua mulher há de me vender bem baratinho quando você se for...

OBS.: se você se identificou e aconteceu algo parecido, por favor, envie fotos nos comentários, eu irei inseri-las no texto para ficar ilustrado. Tenho certeza de que existem muitos por aí na mesma situação do João.

Abraços e boas pescarias!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é Marcel , não conhecia esse seu lado filosófico , kkkk , mas foi perfeita a descrição , hj em dia nos empolgamos e acabamos comprando por impulso , isso realmente faz muito bem para a nossa cabeça , mas muito mal para o nosso bolso , kkkk.

Na medida do possível é importante ler mesmo , perguntar , contatar os amigos , ir aos fóruns , encher o saco da turma de fato , pois assim se economiza um bom $$$$ , que custas muito para ganhar.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimo texto Marcel, fico imaginando como será a minha próxima pescaria com meu pai no próximo final de semana, acabei de comprar a minha primeira tralha de pesca, será que esta de bom tamanho pra pegar uns tambas e umas traíras? Paguei 360,00 reais, tá bom tamanho para pescador recruta?

Link: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-758359546-kit-carretilha-castercarretilha-ventura5-2-varas-_JM

Obrigado pelo texto e ótimas pescarias pra você.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bacana esta postagem. Eu não sou esse João ai não em!!! HAHA
Mas o que você relatou realmente acontece, o pessoal acredita que comprando um material top será o diferencial e vai garantir o sucesso da pescaria, pelo contrário acredito que devemos nos policiar antes de comprar qualquer coisas, existe uma variedade enorme no mercado hoje em dia para todos os bolsos. 

Na ultima compra de materiais de pesca que fiz, depois de muito pesquisar por aqui, vendo videos, tudo para comprar algo de qualidade e que caberia no meu bolso. E valeu a pena, peguei um material bom que atendia as pescarias que realizo que são peixes menores (máximo 2kg) e pode me atender em uma pescaria mais pesada (máximo 8kg) que será difícil de realizar. HEHE

Outro ponto importante que gostei também foi o de gastar tanto dinheiro comprando uma infinidade de equipamentos que serão usados poucas vezes(se forem usados), enquanto poderia comprar o necessário e estar gastando este mesmo dinheiro em uma outra pescaria no qual poderia dar uma segunda alegria. Ai sim em!!

Parabéns pela postagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente texto Marcel! ::tudo:: Conheço pessoas que possuem muito equipamento e pescam pouco e outras que não investem tanto em equipamento mas pescam muito. Geralmente, estou nos rios do "maltratado" interior de SP a cada 2 semanas (se dependesse de mim, seria em todas, mas a patroa.... :gorfei:) com meu irmão e/ou pai e meus conjuntos (vara + carretilha) saíram entre $600 a 800 cada. Não são de ponta, mas cumprem muito bem a finalidade, são leves e ergonomicos pra mim. Nunca pesquei tucuna longe de casa (acima de 200km), mas por gastar módicos R$70 a $80 por pescaria, compensa muito estar na água. Só de ver a paisagem, navegar, ver bichos como lontras, capivaras, macacos, tuiuiús, vários tipos de gaviões (caramujeiro, belo, caboclo), águia pescadora etc. E olha que já saíram azuis bons (1 de 60cm, 2 de 55cm e muitos acima de 50cm...) aqui no "quintal". Imagina se todos tivessem consciência? No próprio sudeste, teria muito peixe grande e não precisaríamos sonhar com Lago do peixe, Serra da mesa vergonha::

Quanto ao equipamento, concordo totalmente! É fundamental buscar o custo benefício. ::tudo:: Bem melhor gastar pescando que comprar muito equipo e "sair" de casa 2X por ano. Minha opinião...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bela reflexão,tenho notado isso ultimamente,com outros e comigo mesmo ,sei lá que macumba foi feita :gorfei: mas parece que há mais prazer na aquisição de materiais de pesca discusoes técnicas,o review daquele modelo de carretilha(Culpa do Eduardo Chedidmau::)que desperta o sonho de possuir este ou aquele equipamento,do que propriamente o prazer em ir pescar,e como já li por aqui,o peixe não sabe distinguir marcas e modelos de varas, carretilhas,linhas....então de verdade isso não faz a menor diferença.Vale ressaltar que a questão dos reviews,informaçoes técnicas servem sim para vermos de verdade que as mais caras e badaladas muitas vezes não vão nos atender como aquele modelo bem mais em conta que foi construida para durar a vida inteira(caso meu com a sumax orion collection 12000 depois de ver o review do Eduardo Chididmau::)Enfim eu mesmo quero ser alguém mas desapegado dessas questoes técnicas e mirabólicas,pois só trazem ansiedade e frustração,principalmente para um mortal trabalhador brasileiro,cujo dinheiro custa muito suor e perca de sono,até por que do que adianta material de ponta,se nossos peixes,estão na PONTA de ESTOQUE:choquei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

sempre falei que pescaria é satisfazer o ego .... as vezes de consumista ... as vezes de necessidade ... 

contanto que não prejudique ninguém ( ou a si próprio )... que mau tem ? ... 

fazer um gol no video game não é a mesma coisa que dar aquela entrada "cavalar" naquele adversário folgado ( e quebrá-lo no meio ... srrsrs ) ...

tudo tem seu tempo ... tudo tem sua hora .... nós é que nos estressamos à toa ... por isso a gente vai .... "pescar" ..... hehehe

necessidade de auto afirmação vem de longe .... e acredito que todos tenham ... só o grau é que muda de um para outro ...

faz parte da vida ... faz parte do aprendizado  .... eu já passei por isso , não me arrependo ... agora tô em outra ... mais "zen" ...

mas ... se deseja muito aquela isca de 200 reais , ou aquela carreta de 5 mil ... pode ? ... então  compre e seja feliz !!! danca::

pelo menos por alguns instantes .... rsrsrsr

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou mais para a linha do que foi dito pelo Armando Ito, sem contudo "menosprezar" qualquer outro ponto de vista !

Concordo que a "compulsão de compra" nos leva a comentar "desatinos" (na opinião delas... principalmente), mas e se isso nos faz felizes ?

Apenas para "conciliar interesses", o que dizer daquela "bolsa com sapatos" que a nossos olhos é IGUAL a uma já existente ! Será que é só comigo ? seila::

Voltando ao tema levantado pelo amigo Marcel, é também interessante levar em consideração aqueles que compram para ter...

Não nos "iludamos", pois não somos "compulsivos" apenas por sermos, pois tudo tem uma razão ! Ter a posse de algo considerado "legal", faz parte...

Da mesma forma que ter uma verdadeira "coleção" de iscas, molinetes, carretilhas, varas e coisas do tipo, fazem parte desse imaginário pessoal !

Quantos de nós já comprou equipamentos que jamais foram usados ? Alguns até por excesso, mas uma boa parte pelo prazer de tê-los...

"Colecionadores" quase todos somos, uns com maior "apego" que outros, mas estar envolvido com pescaria e não ter tralha é algo inconcebível (pelo menos para mim).

E antes que "me joguem pedras", tem algumas coisas que JAMAIS serão levadas numa pescaria ! Iscas inclusive ! Será que não ?? Faça uma análise e diga que não...

Muito bom sim, quando conseguimos fazer aquilo que desejaríamos fazer a cada final de semana, mas na ausência, o simples conceito de "ter" ameniza a "ausência"... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente texto.

Hoje o maior problema pra uma pescaria para a maioria do pessoal se chama tempo,  a vida é muito mais corrida hoje, são poucos que tem um privilégio de ter um fim de semana livre, imagina   sair 7 a 10 dias pra uma pescaria distante.  Se pros solteiros é dificil imagina pros casados e com filhos.....

Mas entendo o que o Marcel disse, muitos compram por compulsão e depois diz que não tem $$ pra fazer uma pescaria Top,  e isso é verdade, é bem melhor ter uma Titan na Amazônia do que uma Antares no Pesque -Pague, kkkkkkkkkk

Mas ter tralha, planejar, sonhar, comprar o que não precisa é um dos prazeres da pescaria. O segredo é ser feliz conforme o bolso, tempo , etc.. seja num corguim do lado de casa ou num barco hotel no Caribe.   E por experiencia própria, sinto muito mais emoção e felicidade quando fisgo um peixe bom aqui no Pardo no quintal de casa do que um grande peixe nesses Rios com fartura.  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho material que não usaria em 30 anos de pescaria, mesmo assim não penso em me desfazer, se fizer isso com certeza me arrependeria como já aconteceu quando vendi uma Daiwa Alphas roxinha. Tenho muito apego e ciúme de minhas tralhas.  Agora mesmo tem alguém procurando uma carreta que valeria no mínimo 1.000 que tenho aqui na caixa zerada, mas não vendo rsss...Tenho pouco tempo e parceiros pra pescar, pois onde vou é distante, mas não posso negar que cuidar de tralha e saber que tem, quase, de tudo, ajuda no controle da síndrome de abstinência rsss...quando morrer a viúva pode dar, vender ou fazer o que quiser, afinal é dela pois nao vou levar, mas enquanto for minha faço o uso que achar necessário e sinto prazer nisso rsss...tenho por baixo 120 mil em material de pesca(entre barcos, motores de popa, varas, carretilhas, iscas, motores elétricos etc), fora uma casa no valor de 70 mil que contrui há 100m do mangue, só pra sossegar e pescar.Não estou aqui ostentando, é só pra mostrar o quanto valorizo a pesca em relação a outras coisas. Acho que quem trabalha honestamente tem todo o direito de investir em bem estar e pra mim o meu esporte não tem preço. Não tenho dinheiro(investi tudo que ganhei até hoje em materiais de pesca rsss...), não tenho imóveis, mas tenho poucos e fiéis amigos que gostam de pescaria e pelo menos uma vez a cada 2 meses ou 1 vez por mês nos encontramos para uma boa brincadeira.Pra mim viver é isso, fazer o que se pode e gosta na companhia de quem vc quer.Conheço muita gente que vive para trabalhar, para guardar dinheiro, para fazer investimentos que vão gerar mais dinheiro,   respeito a escolha de cada um, mas eu, pessoalmente, trabalho para viver, mas sempre com parcimônia e respeito, especialmente, em relação aos irmãos menos favorecidos e aos animais! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostei da reflexão,

Comparo isso também aos Smartphones, para que comprar um iphone pelo dobro do preço de um android, se o android faz melhor e custa metade do preço.

Com a diferença de preço dá pra compras uma boa carretilha e uma boa vara.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...