Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Fernando_Oliveira

Rio Uneiuxi e Negro - Barco Zaltana - Nov 2017

Posts Recomendados

5a0c7518783a3_Z1Sol.jpg.e471b31adc5141576d51d56e93a82583.jpg

No início de 2017 ficamos sabendo através de um amigo (Raimundo) que um novo conceito de barco para a Amazônia estaria em construção. As informações sobre o projeto e as imagens digitais preparadas para divulgação imediatamente nos levaram a decidir pelo Barco Zaltana. Entramos em contato com o Marcel da operadora Pescaventura, que havia fechado algumas semanas na alta temporada de 2017, especialmente em Novembro, que era o mês que nos interessava. A Pescaventura tinha as 12 vagas que precisávamos e fechamos o pacote.

Como sempre, nossa turma tem algumas "demandas", que foram prontamente atendidas pelo pessoal do Zaltana e da Pescaventura, com uma pequena diferença de preço que, pelas dificuldades logísticas nos pareceram justas. Assim, garantimos que na nossa chegada iríamos embarcar com nossas bebidas de preferência: 72 garrafas de vinhos e champanhes (enviadas de Curitiba) e mais 432 garrafas longneck de cerveja heineken. Garantia de não passar sede!

Embarcamos em Curitiba no dia 03/11/17 com destino a Manaus, onde iríamos pernoitar e encontrar o restante do grupo, que eram 6 clientes das empresas Pescaventura e Alfapesca. Partimos com os seguintes pescadores do grupo ÉNóisNaLInha/Pescadores de Verdade: Osmar, Rogério, Pedro, Zacarias, Luiz Cláudio, Eduardo, Germano, Carlos, Gurlan, João Manoel, Luís Mário e Fernando. Juntaram-se a nós o grupo da Alfapesca com Cristina (grande parceira e pescadora de fly), Kenji (Alfapesca), Pierre, Paulo, Luís Fernando e Dal Cim. 

Na chegada a Manaus nós fomos levados de Van pelo Jackson para o Hotel Mercure, depois fomos almoçar no Amazônico, fazer compras na Sucuri e iniciar os trabalhos de bar na Cachaçaria da Dedé do Shopping Manauara.

5a0c7600795b0_Z46Amazonico.jpg.3a36e64fe143f7ec9a5e6b705d0deed5.jpg

Na manhã de sábado, às 06h00 já estávamos a caminho do aeroporto para embarcarmos em um Bandeirantes e um Caravan da Amazonaves. Voos tranquilos de 2 horas e chegamos a Santa Isabel do Rio Negro, onde nos aguardava a equipe de piloteiros do Zaltana (Côco, Paulista, Aldi, Isaac, Rádio, Bari, Ivan, Gato, Maruca e Nildo).

Seguimos em caminhão "pau de arara" para o porto com grande ansiedade e expectativa por conhecer o nosso barco hotel.  Na chegada já ficamos bastante impressionados, pois o barco é imponente em suas dimensões e cores escuras. Realmente um novo conceito para a região: grande e confortável sala de jantar, mesa de jogos, sofás, televisão e imagem via satélite, suítes com duas camas confortáveis e ar condicionado tipo Split, barcos tipo Bass para pesca com motores de 60 Hps, excelente área de convivência no terceiro piso com direito a ducha, bar,...., e o melhor, tudo novo!

5a0c767924bca_Z7aviao.jpg.fcad7fb0e68580d3b8e79e0597b79b09.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c767d4d74c_Z6paudearara.jpg.a8595748aa33224df97f70daa3dfde35.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ideia de barco grande parecia ir contra o conceito a muito tempo instalado de barcos estreitos e de pouco calado, mas o calado do Zaltana também é pequeno e as voadeiras do Zaltana, mais velozes, compensam a necessidade de um deslocamento entre pontos de pesca mais distantes (eu medi no GPS a velocidade média real de 45 km/h em nosso barco). A divisão de quartos, barcos e piloteiros é feita por sorteio, não deixando margem para reclamações. As regras do barco e da pescaria também são apresentadas logo na chegada pelo gerente Jeferson e mostram uma preocupação extra com a natureza, como a Cota Zero para comer tucunarés, praticada a bordo e aceita por todos nós.

A equipe do Zaltana ainda contava com o Chef Paulo do “Fish Maria” que estava treinando a equipe de cozinha, o Comandante Guilherme, Imediato Negão, garçons Jairo, Jair e Leonardo, camareira Rose, entre outros.

Em contato com o pessoal da organização já sabíamos que as condições de pesca tinham mudado muito em duas semanas e que o nível do Rio Uneiuxi, que era nossa preferência, havia subido um bocado. O Zaltana partiu a tarde em direção ao Uneiuxi e nós todos fomos preparar tralhas, conhecer nossos piloteiros (alguns já velhos conhecidos) e iniciar os trabalhos de bar.

5a0c77b7b4f05_Z17Zaltana.JPG.3d0713f91d71b4542d431f6f16c202a1.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c77d2dbc7c_Z18Zaltana.JPG.7b1eab03f354bf4418663ed318e5b5ee.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c77ed087dc_Z19Zaltana.JPG.d63cff8d80ce6bcea6c23690a39a5d42.JPG

5a0c778d0f5a8_Z20Zaltana.JPG.1665cadf73ace5b3149de357385a648d.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c779ed4d42_Z27Apoio.JPG.7b13b85095eeacfe0cfaeff5c49a6c89.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c78b9d0bf1_Z50equipe.jpg.d9ba6e73c13c03ba1eab3830acddeebd.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c78bcd00d7_Z11Mapa.jpg.935d65308edaf02779f17274ebd15a6a.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
A Pescaria
 
Às 05h00 da manhã já estávamos acordados e tomando nosso café da manhã, mas tivemos que esperar uma maior claridade e diminuição da neblina para sairmos às 06h00 (uma verdadeira eternidade!).
 
No Zaltana existem duas espécies de concursos. No primeiro, o maior peixe de couro e o maior tucunaré fazem jus a troféus. No segundo, todos os pescadores que capturam tucunarés com pelo menos 20 libras recebem um cobiçado boné preto com a inscrição 20 lb.
 
5a0c79586beb3_Z32Bone.jpg.56fff915bf976c65bbd33c725ff73657.jpg

5a0c7960dd134_Z16Trofeus.jpg.777bf120b39ae1e9161ce42556bbb882.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro dia não foi nada fácil, com pouca ação na sub e quase sem ação na superfície e para piorar o dia desabou em chuva durante todo o período da tarde. Mesmo assim, alguns tucunas foram embarcados com a utilização de iscas de sub e jigs (principalmente os confeccionados e vendidos a bordo pelo piloteiro Côco) sendo trabalhados rapidamente ou até no corrico.

No segundo e terceiro dia o sol ardeu, mas a água não parava de subir. Fomos quase até o lago da placa e pedimos providências ao Jeferson, pois a marcação de nível deixada por eles cerca de 10 dias antes estava debaixo de 1,5 metros de água. Ao meu ver tínhamos que voltar para o Negro, mas deixamos a decisão para a equipe do barco, que acabou concordando e retornamos no final da tarde do terceiro dia, com navegação durante toda a noite e manhã do quarto dia para chegarmos ao Rio Negro. Nem por isso deixamos de pegar alguns belos peixes no Uneiuxi. Tendo saído o primeiro boné preto para o João Manoel e alguns belos exemplares de 16 a 18 libras para várias duplas, com destaque para o Kenji, que insistia na superfície e foi recompensado com belas capturas.

5a0c7a236aad0_Z4Kenji.jpg.21f303c8aaf68c5e31f9bf0a859d76c4.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c7a28be831_Z2Kenji.jpg.77e204cfb330a73404ecc8bf78775135.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c7a8c8d241_Z14Joao.jpg.4ac49151fdeaa4aec8278fcdda5d9aa5.jpg

5a0c7a8edbb17_Z13Joao.jpg.5e7f1168ff571d4a668a5efa94802467.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c7afed1cce_Z52GurlanCarlos.jpg.61c074159923b9721a4c481757209db1.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c7b0af376b_Z51Pedro.jpg.05a099929b76fef09d0a085ba57adcf0.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Algumas curiosidades neste período ocorreram quando o Pedro largou a vara para pegar uma cerveja, durante o corrico, e bem neste momento (parece que os bichos ficam espreitando) um belo paca de 3 kg puxou levando a vara para a água. O piloteiro Côco não teve dúvida, atirou-se na água recuperando a vara e nadando e recolhendo ao mesmo tempo ainda conseguiu embarcar o peixe.

Outra cena hilária foi quando na famosa pescaria de macaco, o jig passou por cima de um galho e caiu na água, sendo pego por um tucunaré - borboleta, e no recolhimento da linha rigorosamente “o peixe subiu na árvore”.

5a0c7befc802f_Z33Coco.jpg.4e26da8f2e9c785504692f8718659a93.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c7beaee253_Z38LuizClaudio.jpg.3d0f3040b65e10d484f7c3137af95673.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c7cad007f0_Z39FilhotePedro.jpg.4b98fe8d9bd0186e5a857b340855d4f3.jpg

 

 

 

 

 

 

5a0c7ca958755_Z3Pierre.jpg.8f7794bcf30eca0321ad23e79e1f74f5.jpg
5a0c7d4a8c02a_Z48Germano.jpg.94dc9d23a31afd4bc15beac45e8f8ddb.jpg
5a0c7d66c2db7_Z42Lucheta.jpg.cc2d0e334d4304c15d395d01be49dab6.jpg
5a0c7d6919cf6_Z41Lucheta.jpg.b0434f082f10e7d6f5d2d2ae9c8b9276.jpg
Os pescadores Pedro e Luiz Cláudio embarcaram dois belos peixes de couro: um filhote e uma Piraíba com 1,40 metros e estimados 45 Kg. Obs: Faltam “secretárias” ou porta-varas nos barcos, para a pescaria de couro, mas fomos informados que em breve este problema será resolvido. Iniciamos o quarto dia pescando no Uneiuxi e após o almoço já estávamos disparando nossos barcos pelas inúmeras opções do Rio Negro. Serviço facilitado pela velocidade dos barcos tipo bass com motores de 60 Hps. Isto nos deu uma certa vantagem sobre os demais barcos, como o Angatu e Amazon Adventure, que também haviam retornado para o Negro.
 
No final do quarto dia estávamos retornando para o Zaltana quando vimos uma luz piscando no meio do Rio. Achei estranho e pedi que o piloteiro Paulista nos levasse lá para verificar. Encontramos uma voadeira do Angatu em pane seca e com dois pescadores da turma Ratoeiras Team a bordo. Barco e pescadores foram rebocados e devolvidos sãos, salvos e quase sóbrios ao Angatu.
 
5a0c7f0689c96_Z25FerePedro.JPG.def573d344d40eeef6f89b59575d105e.JPG
5a0c7f2081719_Z21Pedro.JPG.bb25f18d2f2cca5b9f5ed2716dcad99c.JPG
5a0c7f7b71b2d_Z22Eduardo.JPG.e8bcb37c3e9161269cd46ea56d78d487.JPG
5a0c7f81c29a0_Z10Eduardo.jpg.0227e9920c368a8f37934a6fbfad9be9.jpg
5a0c7f9e2ae2e_Z26Gurlan.JPG.5794b68c4820ee6b05b60deaf812b99c.JPG
5a0c7fa20103a_Z31Gurlan.jpg.aac835a74992e159d75bb62b49402bc8.jpg
5a0c8040a99a9_Z37RogerioEdu.jpg.2a2af1675821df9f794d3f89039f5794.jpg
5a0c802943579_Z36Rogerio.jpg.fe79e613fc6e8cc68b86cecb8cb9c8ba.jpg
5a0c80436be16_Z43Germano.jpg.423ed5dbc800d3448225c8caa180356f.jpg
5a0c802cc5207_Z35Paulista.jpg.dee9bec83ded058dd84b56227c7506a8.jpg
No quinto e sexto dia no Rio Negro nos deslocamos por todos os lados e a pescaria ficou mais produtiva, foram ainda embarcados alguns belos açus na faixa de 15 a 18 libras (em especial pelo Gurlan, Eduardo, Kenji, Rogério e Luiz Claúdio). Observação: é triste ver a hipocrisia das autoridades que discutem nosso direito de pescar de modo esportivo, mas permitem que pescadores profissionais acampem nos lagos do rio Negro e espalhem suas redes sem nenhuma fiscalização (vimos isto em pelo menos 3 lagos, ente eles o belo lago da Pedra).
 
5a0c8131de3af_Z12Joao.jpg.e143888f913ea5a538916c32f8d13745.jpg
5a0c8138b4fd6_Z5Kenji.jpg.36684ba7a369ff7748eb91c9c78c1b27.jpg
5a0c815493f01_Z9Fernando.jpg.79b6d50b110578a0b992a817b705e7ae.jpg
5a0c81586af0d_Z15Joao.jpg.bc81ec5434aa4cd6d0f467cef3cceebe.jpg
5a0c816e23e5b_Z45RogLC.jpg.2cbdedd60057b40b30d46c26ea088430.jpg
5a0c817168138_Z34Fernando.jpg.e6ee9a2d9e92e9c73a92e25153526c84.jpg
5a0c822636ef0_Z49Equipe.jpg.12e253a8f6cff617d9dba671eead12b1.jpg

Foram diversos Pacas, Açus, Borboletas e Popocas, além de Piraíbas, Filhotes, Pirararas, Bicudas/Cachorro, Piranhas, Traíras e Jacundás que fizeram a nossa semana feliz e nos ajudaram a recarregar as nossas baterias. Também encontramos uma Sucuri enrolada em galho e recolhemos um veado que parecia se afogar (vantagem de ter o vaqueiro Gurlan a bordo para laçar o bicho), mas que tão logo pareceu recuperado foi solto na margem do Rio Negro.

5a0c827d0153c_Z28Sucuri.jpg.71c7449d8afd67c2bb7634b3143158f7.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c8280798c7_Z29Veado.jpg.0613bc1501cf31427cc10fc8a2952d46.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5a0c8284a2efa_Z30Zaltana.jpg.366f997c57f1b200f8e8d269fb784665.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
Obrigado a todos pela paciência lendo nosso relato, pela companhia de grandes amigos nesta semana, à nossa família por entender nosso hobby preferido, pelos novos amigos que fizemos nas turmas Pescaventura/Alfapesca e Zaltana, pelas disputas de quem pega mais peixe com o Eduardo, pelas divertidas partidas de truco e cacheta, além das intermináveis seções de piadas capitaneadas pelos amigos Luís Mário e Germano. Graças a Deus todos retornamos em paz e com saúde para nossas famílias e prontos para enfrentar a vida e programar novas pescarias.
 

Z40 Ed Pedro.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá meu amigo como sempre showw de relato, em todos os detalhes, e mesmo com o repiquete que sempre nos persegue, a turma fez uma boa pescaria. E os caras com pane seca, eles NUNCA mais vão esquecer de vc... deram muita sorte... e ainda salvaram o veado da sucuri... pescaria para guardar na memória... o barco hotel e as voadeiras... top top top... Deus não conta os dias que PASSAMOS PESCANDO... se Deus quiser se encontraremos por esses rios do mundo rsrsrs...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
33 minutos atrás, FabianoTucunare disse:

Olá meu amigo como sempre showw de relato, em todos os detalhes, e mesmo com o repiquete que sempre nos persegue, a turma fez uma boa pescaria. E os caras com pane seca, eles NUNCA mais vão esquecer de vc... deram muita sorte... e ainda salvaram o veado da sucuri... pescaria para guardar na memória... o barco hotel e as voadeiras... top top top... Deus não conta os dias que PASSAMOS PESCANDO... se Deus quiser se encontraremos por esses rios do mundo rsrsrs...

Obrigado Fabiano. Qualquer hora nos encontramos por aí. O repiquete é claro que atrapalha, mas peixe em pescaria é só um detalhe. :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, João Guilherme disse:

Sensacional!!! Obrigado por compartilhar!!!

 

1 hora atrás, Marcelo Pupim disse:

Excelente! Realmente o Barco parece muito confortável.

Parabéns pelo relato e obrigado por compartilhar. Abraços.

 

 

45 minutos atrás, Rodrigo Ferreira Cordeiro disse:

Top, parabéns a turma.

Realmente o barco é um show!!!

 

Obrigado a todos pelos comentários e paciência lendo nosso relato. Um grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
40 minutos atrás, Luiz Transferetti disse:

Lindo relato é excelente pescaria. Parabéns Fernando e a turma toda. 

Grande abraço. 

 

17 minutos atrás, Octávio Justo do amaral disse:

Que beleza hein!

Eu recebi as algumas fotos do projeto e imaginei que ficaria bem legal esse barco, mas vendo as fotos reais, ficou animal, outro padrão!

Parabéns pela pescaria !

Abraços,

Luiz e Octávio,

obrigado pelos comentários. Agora só vamos esperar que não subam demais o preço do pacote, pois ouvimos lá que os preços para a próxima temporada irão subir bastante.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que bom ler o relato, Fernando. Vou em janeiro pro Zaltana e não tinha lido quase nada sobre a operação. Parece realmente ser muito boa. Questões como revezamento de rios, chuvas e repiquetes são incontroláveis. Mas se a operação funciona, já é meio caminho andado. Parabéns. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Marcelo Senninha disse:

Que bom ler o relato, Fernando. Vou em janeiro pro Zaltana e não tinha lido quase nada sobre a operação. Parece realmente ser muito boa. Questão como revezamento de rios, chuvas e repiquetes são incontroláveis. Mas se a operação funciona, já é meio caminho andado. Parabéns. 

Obrigado Marcelo.

Boa sorte e aproveite. Tenho certeza que será muito proveitosa.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Renato Abreu disse:

Relato completo Fernando ! muito bom mesmo !!! parabéns pela aventura e pelos peixes que estavam difíceis mesmo !!! valeu compartilhar , Abç

 

36 minutos atrás, Vicente_SennaJR disse:

Enfim relatos de pescaria no zaltana. E um Show de pescaria e de relato. Parabéns a todos do grupo. 

Abs

Renato e Vicente,

obrigado pela paciência lendo nosso relato.

Um grande abraços a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Viapiana disse:

Sensacional, parabéns a todos pela pescaria... mas o que me deu água na boca mesmo foi as 72 garrafas de vinho rsrsrs :drinks:

Grande Abraço!

Obrigado Viapiana. A logística do vinho foi complicada mas valeu a pena. Desta vez não exageramos. :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...