Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Arildo Maia

Membro
  • Total de itens

    280
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Histórico de Reputação

  1. Thanks
    Arildo Maia recebeu reputação de Guilherme Lima em Amazônia: outubro ou fevereiro?   
    Como já falaram não há como prever. Já fui em todos os meses, com exceção de dezembro, mais errei do que acertei, mas sempre é bom estar lá. As minhas datas preferenciais vão da segunda quinzena de outubro até o fim de novembro, isto em Barcelos. Em SIRN, prefiro um pouco antes. 
  2. Upvote
    Arildo Maia recebeu reputação de Francisco Jr em TURMA DO CHICÃO EM BARCELOS-AM TEMP. 2018\2019   
    Boa Chicão, belos peixes.
     
  3. Like
    Arildo Maia recebeu reputação de Adalberto Magrao em DÚVIDAS SOBRE BALBINA   
    Pesquei lá em abril deste ano e tinha ar condicionado. Não era split, mas não passamos calor.
    Gostei muito da pousada.
     
  4. Upvote
    Arildo Maia recebeu reputação de Cristiano Rochinha em DÚVIDAS SOBRE BALBINA   
    Pesquei lá em abril deste ano e tinha ar condicionado. Não era split, mas não passamos calor.
    Gostei muito da pousada.
     
  5. Upvote
    Arildo Maia recebeu reputação de Edson C. Martins (CAPITÃO) em OPÇÕES BARCO HOTEL BARCELOS   
    Já pesquei na maioria dos barcos citados e fiquei muito satisfeito. Atualmente tenho procurado ir com o Cuca ou no Explorer do Ramon. Barco do jeito que eu gosto, seis pescadores, pouco calado, anda bem e atendimento ótimo, sem falar no Ramon que é pescador e entende a necessidade dos pescadores.
  6. Like
    Arildo Maia recebeu reputação de Márcio.Barros em Curso de Manutenção - Carretilhas   
    Apostila enviada.
     
  7. Like
    Arildo Maia recebeu reputação de Neto Terrin em Curso de Manutenção - Carretilhas   
    Passa o teu email que eu vou mandar uma apostila com noções básicas de manutenção de molinetes e carretilhas.
     
  8. Upvote
    Arildo Maia recebeu reputação de Antonio Maia Junior em Rio Marié - Resumo pescaria - Parte 1   
    Vídeo top 

  9. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Wellington BSB em Tralha estourada(garateia, argola, pitão, linha etc.)   
    Dourado é fogo ...
    Como diz o Eloy, "Dourado não sabe brincar; tem dente" ...
    Obrigado por compartilhar ...
    Abração ...
    Wellington . . .
  10. Downvote
    Arildo Maia deu reputação a Marcos Chadu em Algumas reflexões...   
    Estou acompanhando com preocupação estas discussões; inclusive gente do fórum aparentemente envolvida... Kid, suas reflexões são pertinentes; não sou jurista, mas vejo absolutamente antidemocrática e inconstitucional (afeta o direito de ir e vir, a isonomia, direito à livre concorrência, direitos do consumidor, entre outros) uma medida que "guarda" para uma empresa com fins lucrativos os direitos sobre atuação em um RIO. Seria algo como uma imensa e inacreditável reserva de mercado. Mas como estamos no país do inacreditável em termos legais, não duvido de nada. Aguardemos manifestações de advogados e juristas...
  11. Downvote
    Arildo Maia deu reputação a Renato Barreto em FISHING GUIDE - FISHTV   
    Acho muito difícil o canal Fish Tv agradar a todos em 100% de sua programação...sempre terá alguns programas que vai agradar a uns e desagradar a outros....eu mesmo quando aparece aquele "campeonato paulista em pesqueiros" ou o Denis Garbo apresentando o "Pesque e pague" já mudo de canal na hora....mas reconheço que tem muitos que gostam dessa modalidade e que não gostam de alguns programas que eu acho legal...pior éra antes que nem tínhamos opções de programas de pesca...então um Viva à diversidade!!!!
  12. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Isaias em Lider Vexter   
    .Com toda certeza ele aguenta sim, faça um no bem seguro na união das linhas multi com Fluor e também no snap, dai é só amarrar as calças pois o trem e feio kkkkkkkk, brincadeiras à parte!
    Que tenha uma excelente pescaria!
     

  13. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Gilbertinho em A operadora Riverplate conseguirá operar exclusivamente no Jurubaixi?   
    Caro Beto,
    Tudo indica que sim. A River Plate deve de fato operar no Jurubaxi, com exclusividade, a partir na nova temporada que se avizinha (setembro/2017-março/2018). Sabemos que até a temporada passada diversas operadoras exploravam livremente os rios de SIRN, contudo, com a edição da IN/03/FUNAI, que regulamentou a atividade de pesca esportiva em terras indígenas, o MPF publicou decisão pelo impedimento da venda de pacotes de pesca por toda e qualquer empresa em SIRN, citando nominalmente algumas delas. A partir desse marco, a pesca esportiva em SIRN está totalmente suspensa, até que todo um processo de regularização seja consumado.
    Antes de prosseguir, preciso fazer uma correção à sua fala: primeiro, praticamente 100% das terras de SIRN são indígenas, em menor ou maior estágio de regularização. Segundo, para fins da já referida IN/03/FUNAI, para uma T.I. (Terra Indígena) ser assim considerada, basta que tenha sido publicado o respectivo estudo antropológico com a respectiva demarcação, isto é, não se exige, para a incidência da IN, que qualquer das áreas ocupadas por populações indígenas tenham sido fisicamente demarcadas e cumpridos todos os ritos vinculados à sua regularização. Nesse contexto, informo que o Jurubaxi integra a TI Jurubaxi-Téa (são três os principais rios abrangidos pela TI, e dois já fazem parte de sua denominação). Daí, uma das questões fica respondida: O Rio Jurubaxi integra uma Terra Indígena, e a pesca esportiva só pode ser desenvolvida nele por empresa que tenha atendido os requisitos legais especialmente exigidos pela IN/03/2015/FUNAI.     
    Adiante, esclareço que River Plate é o nome fantasia da empresa LIGA DE ECO-POUSADAS DA AMAZÔNIA, uma das mais antigas operadoras brasileiras de pesca em nossa Amazônia. Em termos de pesca em terras Indígenas, ela opera há um bom tempo nos rios Marmelos, Igapó-Açú e Matupiri, abarcando três diferentes áreas. Ela não pesca em regime de compartilhamento de áreas com outras empresas do ramo, em razão do excesso de estresse de repetidas capturas de espécimes do Tucunaré, o que ocorre nesses casos. Diferentemente, a LIGA adota planos de manejo par todas as áreas em que opera, o que permite um descanso maior aos peixes já capturados e reentroduzidos.
    De outro lado, não creio que o fato de uma única operadora explorar a pesca num dado local seja negativo, se considerarmos que não basta alguém (brasileiro ou não) ter vontade de pescar na Amazônia. É essencial que a expectativa de capturas seja atendida em plenitude. Afinal, as despesas são relativamente altas, e é preciso que um bom produto seja entregue ao cliente, sob pena de ele repercutir o que há de pior junto ao mercado, cujos efeitos dispensam comentários.
    Vai pesar mais no bolso uma pescaria em SIRN? Sim, vai pesar. Ocorre que estamos numa transição até tardia diante dos cenários tradicionais envolvendo a exploração da pesca por empresas ditas "especializadas". É que, ao longo dos anos, prevaleceu um binômio pescador-operador. O primeiro pagava o pacote e o operador o conduzia a bons destinos, sem ter de pagar nada por isso, permitindo-se uma maior lucratividade, porém sem sustentabilidade social, quando o correto é que se formasse um trinômio obrigatório, envolvendo o componente social, os ribeirinhos residentes nos chamados destinos turísticos. Esses, de forma gradual, aperceberam-se que suas áreas de uso tradicional vinham rendendo altos lucros para empresários, desconsiderando as necessidades de desenvolvimento local. A partir disso, o ingresso de barcos ou a instalação de lodges vem obrigando o empresariado a destinar parte de seus lucros em remuneração de contratos celebrados com comunidades ribeirinhas, e para manter a maior receita financeira possível, eleva os preços dos pacotes que oferecem. No caso das Terras Indígenas, o impacto é ainda maior, já que se exigem remunerações contratuais bem mais altas (100% maior), além de investimentos infraestruturais, estudos ambientais e fiscalizações permanentes e capacitações comunitárias, tudo a fundo perdido. Esses fatores determinam a definição de um preço maior para destinos situados em terras indígenas, porém os resultados da pesca justificam em razão do alto grau de preservação dos estoques pesqueiros.     
    Finalizando essa nossa conversa, acrescento que as várias operadoras de pesca de SIRN, atualmente proibidas de operar e vender pacotes, parecem padecer, em alguma medida, de uma qualificada gestão administrativa. Veja que a IN/03/FUNAI foi publicada em junho de 2015, o MPF recomendou a proibição em novembro de 2016, a FOIRN (Federação dos Povos Indígenas do Rio Negro) publicou matéria a respeito. Todas tiveram tempo suficiente para buscar sua regularização, porém optaram por reclamar que um "gringo" estaria tentando tomar o lugar delas no Jurubaxi ao invés de "fazerem a lição de casa". Note que sequer sabiam ou procuraram saber se a empresa seria nacional ou estrangeira. Interessante é que nenhuma delas também se preocupou com o desenvolvimento social e  econômico dos povos indígenas dessas terras ao longo de anos, apesar de explorarem "seus quintais" à vontade, sem custo algum. Toda consequência é decorrente de fatos, e o caso é exatamente esse.  
    Em suma, entendo que a liberação dos rios de SIRN dependerá do cumprimento das exigências da IN/03/FUNAI por toda e qualquer empresa interessada. O processo é burocratizado e pautado em peças técnicas, econômicas e contratuais extensas, o que recomenda começar o quanto antes. Apenas empresas pré-qualificadas terão o direito de exploração exclusiva dos rios situados em T.I. A LIGA percorreu esse caminho desde dezembro/2016, e somente agora é possível adiantar que ela passará a ser a operadora exclusiva do Jurubaxi nesta próxima temporada.
    Se puder ajudar em algo mais, basta pedir.
    Abraço do Gilbertinho              
     
  14. Downvote
    Arildo Maia deu reputação a Rafael Matos em Nível do Rio Negro-Temporada 2017-18   
    http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/nivel-do-rio-negro-em-manaus-diminui-quase-30-cm-e-chega-a-2872-m.ghtml
    "Para a gente que analisa a parte da hidrologia, esse período ainda é o pico da cheia, porque apresenta cotas altas. Analisando os rios que contribuem para a bacia, que é o Solimões e o Negro, já estamos com indicativo de vazante porque eles estão baixando consideravelmente. Em Barcelos, por exemplo, já começou a baixar, apesar de ainda estar com o nível acima da média", explica a especialista.
  15. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Parrillo em Testes de linhas. As informações.   
    Eloy.. eu tenho a Sufix 832 de 50lbs.. se interessar posso te mandar um pedaço para testes..
    Me passa MP.
    Abs
  16. Upvote
    Arildo Maia recebeu reputação de Romulo_njr em Linhas multifilamento Samurai Braid e Vexter Multicolor   
    Comprei a Samurai de 70 lbs. Atendimento nota 10, além de preço bom, rapidíssimo. 
  17. Upvote
    Arildo Maia recebeu reputação de Romulo_njr em Linhas multifilamento Samurai Braid e Vexter Multicolor   
    Romulo, quero a samurai de 70 lbs. Como faço ?
  18. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Junos em Carlos Dini-Pescaria lago do Peixe-março-2017   
    Show de pesca, Dini!!! Parabéns pelo relato! Forte abraço!
  19. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Carlos Dini em Carlos Dini-Pescaria lago do Peixe-março-2017   
    valeu
    top
    valeu
    com certeza
    valeu
    top
    top
    boa sorte
    abs
  20. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Carlos Dini em Carlos Dini-Pescaria lago do Peixe-março-2017   
    valeu
    show, kkkk
    Phodis,kkkkk 
    valeu
    show
    boa sorte
    top
    vai acertar
    abs
    valeu
  21. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Guto Pinto em Você se importa ? De onde vem sua tralha de pesca?   
    Sempre o mais barato desde que um vendedor confiável que saiba que vou receber a mercadoria. 
  22. Downvote
    Arildo Maia deu reputação a Douglas Maurício em Barco Taiaçu - Barcelos - AM   
    @Kayro não estamos reclamando de cheia e nem de falta de peixe. Estamos reclamando de falta de cumprimento do nosso pacote:
    Pagamos hidro-avião e não teve (pagamos R$ 1.900,00 a mais por isso, e não houve reembolso); Barcos com problemas, sem manutenção; Falta de combustível nos barcos e no barco hotel; Compramos pacote para a cabeceira do Aracá e levaram agente para pescar a 30 minutos da barra do Aracá com o Negro; Sem telefone por falta de crédito; Guias inexperientes;  E etc... (muitos outros problemas); Se ele tivesse ligado dizendo que estava ruim de peixe tenho certeza que a turma iria do mesmo jeito;
    Mas se ele liga dizendo "não vai ter mais hidro-avião, estamos sem combustível, estamos com os barcos precisando de manutenção, os guias que vão orientar não conhecem o rio, vc vai ficar sem telefone por vários dias e tu vai pescar a 30 minutos de Barcelos" com toda certeza nossa equipe não teria nem embarcado.

    Para vc ter uma noção, quando o Eduardo disse que seria 1cx de latinha de cerveja/dia/pessoa nossa equipe disse que não embarcaria.

    Está entendendo a diferença? @Kayro 
  23. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Kid M em Histórico do nível do Rio Negro em Barcelos   
    Marcos, 
    Pouca coisa a dizer...
     Estarei lá neste período (13 à 20.10 - SIRN / Angatu)
    Tá bom ou quer mais ! Vamos (Mocorongos) ao aprendizado com o mestre João Biguá
    Todos na torcida que tenhamos uma semana divertida, segura e com bastante peixe ! 
  24. Upvote
    Arildo Maia deu reputação a Fabrício Biguá em Os oito piores tipos de pescadores que existem.   
    Kkkkkkk.....na verdade todos os tipos estão aumentando a cada dia. Pior, a nível exponencial...rsrs
    Show!!!!
     
  25. Downvote
    Arildo Maia deu reputação a João Biguá em Onde pescar em 2017 ?   
    Bem... tudo o que foi falado aqui tem  fundamentos que devem ser considerados. 
    Mas, vou dar um cavalo de pau na conversa e abordar um tema totalmente adverso que pega a gente de surpresa. Então, gente, vamos pescar... aí vai: acabei de saber que um colega de trabalho, aposentado, naturalmente, bem novo, em torno de 60 anos, passeando na praia em Ilhéus, foi fulminado por um enfarto.  Então gente, pode ser longe pra cacete, caro pra cacete, mas vamos pescar mais. A vida é muito curta e a gente nem vê quando a esquina da vida chega de repente. Vale como reflexão. E eu estou indo para o Pesque e Pague daqui há pouco.
×
×
  • Criar Novo...