Ir para conteúdo
Scozzafave

carretilhas novas x antigas.

Posts Recomendados

Alá amigos e colegas, gostaria da opinião de todos sobre uma dúvida que está me atormentando, esses dias fui comprar mais um carretilha para tucunaré e dourado, gosto da Shimano, e estou acompanhando os lançamentos recentes da mesma(a linha xg, hg), sou fã da linha Scorpion, e acabei comprando mais uma Shimano Scorpion xt1500 das antigas, o motivo, dúvida sobre durabilidade dessas carretilhas novas, com a perseguição de baixar peso final do produto e maior velocidade de recolhimento, muitos materiais estão sendo trocados por materiais mais leves e menos resistentes, porém ao mesmo tempo acredito que com tantos testes e estudos a marca não andaria para trás lançando produtos com menos durabilidade, portanto ai fica minha dúvida, conto com vocês.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por via das dúvidas eu prefiro as antigas, são mais pesadas sim, mas vc sabe que está bem armado. Não acho uma carreta de 220 g pra baixo pesada. Sei que vão me matar, mas vou dizer: quem não consegue passar o dia arremessando com uma carreta de 220g é melhor fazer crochê rsrsrsrs....mas respeito as opiniões contrárias KKKKKKKK....Primeiro pq não sou obrigado a fazer 1500 arremessos por dia, faço somente os que aguento e descanso...afinal pescaria não é pra se matar e sim pra se divertir e por aí vai. Quanto à velocidade de recolhimento aí dá pano pras mangas, antes só existiam as 6,2:1 e todos eram felizes, agora não são mais? Se formos condicionar nossa felicidade a todas as novidades estaremos fritos e com certeza mais infelizes. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com o amigo João...não consigo achar " pesada" uma carretilha de 200 e poucas gramas !!! Recentemente adquiri uma xt 1000 e adorei a carreta...vi comentários aqui e em outros locais na net em que diziam : a xt é boa, mas é pesada, hoje encontra-se opções mais modernas... Não concordo, mas é claro que respeito todas as opiniões...

Pra hélices, tenho uma curado 200e que acho boa demais da conta...

Nunca contei o número de arremessos que faço, sei que são muitos...

E outra coisa, pesco quase todo final de semana com uma curado 200e7,uma citica 200e e agora com a xt1000 usando iscas artificiais e NÃO consigo ficar cansado...em brigas com brutos de couro, usando a corvallus ou a tekota, ai sim da pra cansar um pouco...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Entendo os comentários porém não concordo (tô frito) kkkk  :gorfei:

 

Muitos produtos "antigos" tinham peças com extremo exageros de reforços, materiais mais "pobres", material em excesso.....

 

Com o auxílio de novas tecnologias a melhora é notável e muito bem vinda.

 

Não estou me referindo a carretilhas mas sim a produtos que manuseio no dia a dia em meu trabalho, mas de um modo geral a regra se aplica a tudo.

 

CLARO QUE TUDO TEM EXCEÇÕES   doeu::  surtei::  suici::

Tem outro detalhe, se durar muuuito tempo, irá ficar ultrapassada no design e você irá comprar o modelo novo kkk  :gorfei:

 

:amigo:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por via das dúvidas eu prefiro as antigas, são mais pesadas sim, mas vc sabe que está bem armado. Não acho uma carreta de 220 g pra baixo pesada. Sei que vão me matar, mas vou dizer: quem não consegue passar o dia arremessando com uma carreta de 220g é melhor fazer crochê rsrsrsrs....mas respeito as opiniões contrárias KKKKKKKK....Primeiro pq não sou obrigado a fazer 1500 arremessos por dia, faço somente os que aguento e descanso...afinal pescaria não é pra se matar e sim pra se divertir e por aí vai. Quanto à velocidade de recolhimento aí dá pano pras mangas, antes só existiam as 6,2:1 e todos eram felizes, agora não são mais? Se formos condicionar nossa felicidade a todas as novidades estaremos fritos e com certeza mais infelizes. 

Faco das suas as minhas palavras!   ::tudo::  ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem justificável. Realmente optar por um produto que já conhece e confia é sempre uma boa decisão.

 

Contudo não podemos fechar os olhos para as novidades.

Oque cabe lembrar é que nem sempre aquela novidade maravilhosa atende nossas expectativas.

 

Uma coisa que vejo nessa discussão é a seguinte:

A algum tempo, os fabricantes tinham um número muito menor de modelos de carretilhas. Portanto havia a necessidade de que elas atendessem uma gama maior de modalidades de pesca e espécies de peixes e portanto uma maior durabilidade e resistência eram necessárias.

 

Hoje há inúmeros modelos, cada um direcionado para determinada modalidade.

Então, mesmo que aquela carretilha maravilhosa cheia de tecnologia, pode não atender o seu tipo de pescaria ou mesmo não aguentar o tranco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem justificável. Realmente optar por um produto que já conhece e confia é sempre uma boa decisão.

 

Contudo não podemos fechar os olhos para as novidades.

Oque cabe lembrar é que nem sempre aquela novidade maravilhosa atende nossas expectativas.

 

Uma coisa que vejo nessa discussão é a seguinte:

A algum tempo, os fabricantes tinham um número muito menor de modelos de carretilhas. Portanto havia a necessidade de que elas atendessem uma gama maior de modalidades de pesca e espécies de peixes e portanto uma maior durabilidade e resistência eram necessárias.

 

Hoje há inúmeros modelos, cada um direcionado para determinada modalidade.

Então, mesmo que aquela carretilha maravilhosa cheia de tecnologia, pode não atender o seu tipo de pescaria ou mesmo não aguentar o tranco.

Exemplo clássico disto, é que há pouco tempo tinhamos fusca, brasilia, passat, opala, chevete e 147.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com o Marcelo! Não podemos fechar os olhos aos avanços ou temer novas tecnologias. Se assim fizermos não evoluimos, paramos no tempo. É o caso dos celulares, das bikes, dos tênis, notebooks, tvs, etc, que a cada dia se tornam mais leves, práticos, bonitos e eficientes. É evidente que marcas como Shimano e Daiwa não poriam materiais no mercado sem rigorosos testes de qualidade. Por conta dassas evoluções acredito que logo teremos carretilhas em grafeno, o que seria fantástico.

Portanto, na minha opinião, jamais trocaria as carretilhas novas pelas antigas. É questão de evolução.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O que não se pode fazer na minha opinião é fechar a cabeça, por exemplo só gostar das antigas por que são mais resistentes, ou por saudosismo sem antes experimentar as novas. Depois que experimentar e ver que não fizeram diferença na prática em termos de conforto e arremesso aí sim se justifica continuar nas antigas.  Eu gosto das antigas só as perfil alto e pesca de espera, as carretilhas pra pesca com  isca artificial vivo mudando, hoje não uso mais as acima de 180g e recolhimento abaixo de 7.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tambem acho que nao se pode fechar a cabeca... Evolucao se da todo dia...

Quando concordei com o Joao Reis foi por nao CONDICIONAR NOSSA FELICIDADE baseada em produtos novos...

Quantas pessoas aqui tem equipamenteos "antigos" e sao felizes do mesmo jeito rsrsrs

 

Negocio é que pescador é safado demais... Consumista danado kkkkkkk

E os fabricantes aproveitam ne? Como exemplo as carretilhas, pode fazer igualzinha por dentro, mas um risquinho que der por fora pra falar que é novidade ja deixa muita gente doida pra comprar rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pago o frete das carretilhas e molinetes e varas antigas de vcs, faco o devido descarte ambientavelmente correto, sem resíduos na natureza. Seu custo é ZERO e ainda terá seu problema RESOLVIDO.

 

maiores informações inbox!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opinião: Há carretilhas antigas que são indiscutíveis, como as Shimano chronarch metaniun (a vinho), chronarch SF, curado antigas 100 e 200, daiwa alphas 103, todas acima da média, sem exageros, de manutenção descomplicadas e muito resistentes. Pesadas? sim. Não tão rápidas? sim, mas bárbaras. 

 

Veio a necessidade, de marketing, e foram inventando, criando sistemas complicados e acrescendo rolamentos para todo lado e as carretilhas foram piorando, perdendo performance e tendo a manutenção dificultada. Shimano foi campeã nesse "transformação". Péssimo para nós, pagamos caro por algo que não funciona tão bem quanto o que tinhamos. Vão berrar mas arremessam com menos peso, andam mais, etc. Minhas Alphas 103 sempre arremessarem 3,5 a 4 g sem problema - e sempre posso usar um molinete se for preciso, aliás molinete é muito bem em determinadas situações - sendo superiores a carretilhas em algumas delas. 

 

Para minha alegria testei a chronarch Cl 4 e depois a nova corado 200 HG que para a minha felicidade voltaram aos conceitos de boa funcionalidade usando materiais mais tecnológicos para reduzir peso e melhorar o sistema de tração e freio. Rolamentos aonde interessa - principalmente na curado, que em minha opinião possui um numero super adequado. Descobriram que menos é mais e voltaram a ter grandes produtos, pena que no preço ainda não descobriram que menos pode ser mais, rsssssss. Mas a boa performance e qualidade tem seu custo. 

 

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Algumas antigas são difíceis de serem batidas mesmo, mas entretanto existem alguns lançamentos excelentes, principalmente quando se trata de pescaria com iscas artificiais,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

muito boa as opiniões, no fim, concordo com os amigos que tem a consciência de que algumas carretas (como disse nosso amigo Pepe Melega) são imbatíveis , e vamos torcer que volte o conceito de que as vezes menos é mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

algumas coisas na vida não da para simplesmente fechar os olhos e pensar que nunca existiu rsrsrs ex: Os bom e velhos Maverik, Opalão etc...

hoje tem carros melhores bem melhores porem alguns antigões são simplesmente inesquecíveis.....

 

com as carretilhas a teoria de citada ai em cima é valida tbm, as curados "verdinhas antigas" conheço muitos que tem nao vendem e nao deixam de pescar com elas o menos 3x na pescaria.

as novas são excelentes materiais inovadores zion, carbono em toda carretilha freio disso daquilo 10 gramas menos que aquela etc etc por ai vai... penso assim se vale a pena então abraçamos a causa sem esquecer daquelas que nos deram alegrias e muiiiitas alegrias .....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Também sou um pouco saudosista.

Meu motor antigo suzuki 98, bg 30, varas  yamato.. estão sempre voltando para água.

Mais uso pra matar a saudade, pois não são mais titulares.

E tem algo, parece que aguentavam mais pau.. mais também por serem mais brutas,  ou feitas pra durar.

Abracos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos este é um assunto bem interessante e bastante diversificado , porque envolve tipos de pescarias, preferências

 

pessoais, marcas , especificações técnicas, custo etc, etc

 

Para mim, que para o tipos de pescarias que faço em mar e em agua doce de currico e arremêço com iscas artificiais tanto 

 

leves como pesadas, e como apaixonado por bons materiais e mecanicas precisas e fortes, acabo escolhendo carretilhas 

  

antigas ou mais modernas mas sem o exagero de altíssimas velocidades ou super leves.

 

Não há dúvida que tanto na ´´ FÍSICA  E NA RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS ´´, o que existe dentro de uma carretilha como 

 

os materiais empregados, seus diâmetros ou espessuras, como o diâmetro da manivela, da corôa, do pinhão e do

 

carretel irão indicar as velocidades de recolhimento e da fôrça deste mecanismo, como a duração por uso deste conjunto

 

de fatores.

 

Só para lembrar, tamanho não é documento, devido a relação do conjunto motriz entre os diâmetros da manivela,

 

corôa, pinhão, e carretel [ este é variável por causa da linha existente em cada momento }, existem modelos de

 

carretilha menores com menos capacidade de linha, mais leves , porém mais fortes que carretilhas maiores.

 

Abs luiz alonso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo que alguns modelos das  carretilhas mais antigas são muito bons!!! mas não acredito que marcas como SHIMANO e DAIWA lançariam modelos piores do que os que já existem principalmente os modelos japoneses

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...