Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Kid M

Qual a sua escolha / preferência ?

Qual sua escolha / preferência ?  

63 votos

  1. 1. Qual sua escolha / preferência ?

    • Troféu em tamanho ( peso )
      47
    • Quantidade de peixes ( embarcados )
      16


Posts Recomendados

ENQUETE : Troféu em tamanho ( peso ) x Quantidade de peixes ( embarcados )

Sempre que saimos para pescar, existem aqueles que abrem mão da quantidade de peixes embarcados, pela qualidade ( entenda-se tamanho / peso ) dos exemplares desejados, embora - comumente - eles sejam passíveis de ser encontrados em muito menor número ! A questão que se apresenta é a seguinte ( eis o cenário ) :

:arrow: Pescaria anual programada

:arrow: Bacia Amazônica

:arrow: Pesca com artificiais

:arrow: Região piscosa por excelência

:arrow: Comprovada existência de grandes exemplares

:arrow: Comprovado que os cardumes estão em locais distintos

:arrow: Estrutura de suporte = Show ! bote/piloteiro/elétrico

:arrow: Grupo de pesca com alguma experiência, mas com novatos...

Qual seria a sua escolha do destaque a ser perseguido durante um dia de pescaria !

Um troféu ( tamanho / peso ) ou uma estatística de quantidade embarcada !

Melhor dizendo, a "busca pelo troféu" ou "a ação contínua em peixes menores" !

Quero ver como é o pensamento dos pescadores desse Fórum !

Claro que não dá para fazer as duas coisas simultaneamente...

Senão por que esta Enquete !?

Vote, e dê sua opinião/justificativa como resposta... :wink: :twisted:

Mudança de "status", deixando de ser um tópico fixo e passando a ser um tópico normal ( 02.10.07 )

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Troféu.

Por que troféu e não quantidade? Pelo fato dele estar cada dia mais difícil de ser encontrado. Então o que vai contar é a técnica ajudado pelo fato de estar no local certo no momento certo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sem dúvida nenhuma o troféu. Estar na Amazônia é uma experiência única, e um peixe grande é o que está nos sonhos de quem se dirige àquela região, mesmo porque a entrada de peixes pequenos fatalmente ocorrerá na busca pelos grandes. Peixes pequenos e médios já fazem parte do cardápio de quem pesca por perto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Claro que não dá para fazer as duas coisas simultaneamente...

Senão por que esta Enquete !? "

Hum, hum...

Eu não vou poder responder, pq eu fico com os dois...

Há um tempo atrás, o Gabriel Veloso da Bahia Top Fishing, me perguntou exatamente isso para saber qual era o pensamento de seus cliente. "Beto, vc prefere ficar o dia todo fisgando esses robalinhos ou prefere ir numa aventura para arriscar um grandão?"

O que eu respondi foi o seguinte:

Quando o pescador viaja para pescar, a ansiedade é muito grande de fisgar os peixes. Quando não ocorrem as fisgadas muitas dúvidas começão a surgir em sua cabeça. "Será que eu tô trabalhando a isca direito? Será que o lugar não tem peixe? etc" E a pescaria fica meio frustrada...

Mas ao mesmo tempo, todo pescador sonha em fisgar aquele "trofeu". Aquele grandão para poder tirar sarro da cara dos amigos depois...

Então, sempre que pesco com o Gabriel lá em Jaguaripe, tiro o primeiro dia para fisgar o máximo possivel... Vale tudo... Peixe de 50 gramas é muito bem vindo...

Já no segundo dia de pesca, eu já estou mais calmo, já trenei mais os arremessos, melhorei minha pontaria, ví quais iscas são mais efetivas, qual a cor delas pega mais. Aí eu parto para arriscar o grandão. A gente invade a mata, tenta locais de difícil acesso, passo a usar iscas maiores...

Repondendo a sua pergunta no cenário citado:

" Pescaria anual programada

Bacia Amazônica

Pesca com artificiais

Região piscosa por excelência

Comprovada existência de grandes exemplares

Comprovado que os cardumes estão em locais distintos

Estrutura de suporte = Show ! bote/piloteiro/elétrico

Grupo de pesca com alguma experiência, mas com novatos"

Como vcs devem pescar uns 4 dias seguidos, eu dedicaria o primeiro dia (sem dúvida) e o segundo (talvez) para embarcar a maior quantidade possível. Atacaria aquele cardumes de borboletas sem piedade... E nada de ficar falando "Esse é pequeno"...

Já no terceiro e quarto dia, já com os pulsos torneados e com a pontaria em dias eu partiria para os grandões... Só as grandes iscas de hélice... e pescaria em lagos de difícil acesso, onde a probabilidade de encontrar um grande seja maior...

Kid, entendeu meu ponto de vista? Vcs passam o ano todo pensando nessa pescaria, vcs não podem chegar lá e passar o dia todo tentando fisgar um ou dois peixes grandes... Tem que matar a vontande!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Troféu!!!

Nem preciso pensar pra responder essa!

Agora; eu nunca pensei bem o porquê dessa preferência... :roll:

Diria Sigmund Freud que o homem tem mesmo essa fixação por tamanho... :mrgreen:

Se me ocorrer alguma explicação melhor para essa fixação, eu posto aqui! Eu só sei que eu já cansei de virar as costas e ir pra casa depois de pegar um único peixão!

Um abraço a todos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esta é uma pergunta que já rendeu muito debate com meus amigos. A minha posição pessoal seria pescar com ou sem troféus. Então minha posição é na quantidade.

É claro que um troféu deixa qualquer pescador feliz, mas quando temos um pescador novato no grupo qualquer peixe acima da média será um troféu (pelo menos para ele) mas se ele sair para pescar e não pegar nenhum peixe, é bem provável que perderemos o parceiro! Então, neste caso,quantidade é importante.

Quando temos um grupo mais experiente, aí é diferente, o bixo pega e vamos ver quem pega o maior.

Mas sempre que saio para pescar, busco o prazer da pescar e mais vale um peixe pescado com a técnica certa, no local estudado do que qualquer troféu.

Meu maior troféu numa pescaria é a compania dos amigos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

:shock: :D Esta pergunta é um tanto quanto dificil de responder, eu acho que o trofeu é o objetivo de cada um, cada pescador que vai não só pra Amazonia mas pra qualquer lugar pescar, vai em busca de um trofeu, mas entre ficar 5 dias pescando somente com o objetivo de pegar um trofeu e 5 dias pescando varios peixes de pequeno e medio porte, eu fico com a segunda opção, mas como disse o trofeu é o sonho de qualquer um é só não encanar que ele acaba aparecendo e se Deus quiser vou pegar o meu esse ano rsrsrsrsrsrsrsrs :lol: :lol:

Abraços a todos.

Alex

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Engraçado, eu sempre achei que qualidade é melhor que quantidade, mas nesse caso eu vou "ser do contra"! (rs)

1º pescaria para mim é um prazer e todos os sentidos... se tiver pegando só peixe pequeno, então eu vou me divertir com eles.

2º peixes grandes ou troféus são sempre mais lentos que os menores da mesma espécie então a chance sempre fica menor por mais que vc seja perfeito na técnica.

3º sorte = vc achar um grandão sozinho. por mais que me digam que existe técnica nisso, sempre haverá o fator sorte.

4º pelo que já vi e já escutei de muita gente, os troféus são sempre pesos pesados e nada mais que isso, então a adrenalina é mais pelo tamanho que pela briga. No caso do nosso tucunaré, aqueles acima de 8 kg brigam limpo, no aberto, enquanto os outros na faixa de 5-8 kg são mais violentos, mais rápidos, e muito "trairas" (rs) = adrenalina em dobro!

5º Grande parte dos pescadores sofre de um mau chamado "morrer de inveja"... pricipalmente quando pegaram um troféu do seu lado. Isso é maus... isso vira doença, obsessão! (rs), e eu não gosto disso principalmente dentro de um barco vindo do meu parceiro.

Assim eu procuro pescar muito, e tento me divertir. Se entrar um troféu para nosso barco, vai ser show de bola!

Uma pescaria boa para mim é feita de muitos peixes e de qualidade, acho isso muito melhor que pegar um troféu e poucos peixes...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Claro que não dá para fazer as duas coisas simultaneamente...

Senão por que esta Enquete !? "

Hum, hum...

Eu não vou poder responder, pq eu fico com os dois...

Há um tempo atrás, o Gabriel Veloso da Bahia Top Fishing, me perguntou exatamente isso para saber qual era o pensamento de seus cliente. "Beto, vc prefere ficar o dia todo fisgando esses robalinhos ou prefere ir numa aventura para arriscar um grandão?"

O que eu respondi foi o seguinte:

Quando o pescador viaja para pescar, a ansiedade é muito grande de fisgar os peixes. Quando não ocorrem as fisgadas muitas dúvidas começão a surgir em sua cabeça. "Será que eu tô trabalhando a isca direito? Será que o lugar não tem peixe? etc" E a pescaria fica meio frustrada...

Mas ao mesmo tempo, todo pescador sonha em fisgar aquele "trofeu". Aquele grandão para poder tirar sarro da cara dos amigos depois...

Então, sempre que pesco com o Gabriel lá em Jaguaripe, tiro o primeiro dia para fisgar o máximo possivel... Vale tudo... Peixe de 50 gramas é muito bem vindo...

Já no segundo dia de pesca, eu já estou mais calmo, já trenei mais os arremessos, melhorei minha pontaria, ví quais iscas são mais efetivas, qual a cor delas pega mais. Aí eu parto para arriscar o grandão. A gente invade a mata, tenta locais de difícil acesso, passo a usar iscas maiores...

Repondendo a sua pergunta no cenário citado:

" Pescaria anual programada

Bacia Amazônica

Pesca com artificiais

Região piscosa por excelência

Comprovada existência de grandes exemplares

Comprovado que os cardumes estão em locais distintos

Estrutura de suporte = Show ! bote/piloteiro/elétrico

Grupo de pesca com alguma experiência, mas com novatos"

Como vcs devem pescar uns 4 dias seguidos, eu dedicaria o primeiro dia (sem dúvida) e o segundo (talvez) para embarcar a maior quantidade possível. Atacaria aquele cardumes de borboletas sem piedade... E nada de ficar falando "Esse é pequeno"...

Já no terceiro e quarto dia, já com os pulsos torneados e com a pontaria em dias eu partiria para os grandões... Só as grandes iscas de hélice... e pescaria em lagos de difícil acesso, onde a probabilidade de encontrar um grande seja maior...

Kid, entendeu meu ponto de vista? Vcs passam o ano todo pensando nessa pescaria, vcs não podem chegar lá e passar o dia todo tentando fisgar um ou dois peixes grandes... Tem que matar a vontande!!!

Tô com o Beto. Se não tirar ao menos um dia para "lavar a égua", pelo menos tente intercalar as pescarias de trick e gigantes se possível. Eu faria assim pelo menos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Prefiro por tamanho, pois um sortudo pode pegar um cardume e pegar vários pequeninos, mas e a emoção de pegar aquele peixão e mostrar que a briga foi boa, além de estimular os amigos pescadores a prepararem e selecionarem seus equipamentos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Troféu sempre.

Lembrando que troféu pra mim não é disputa com parceiro nem com ninguém, mas uma disputa pessoal... A possibilidade de este ano pegar o tucunão de 10Kg, num próximo ano o de 11, depois quem sabe doze e aí vai.

Uma pescaria de quantidade é inegavelmente divertida, mas pra mim a lembrança do grande peixe é fantástica, é pra muito tempo. Penso ainda que com o andar da carruagem ainda se acha muito cardume pra se pescar, mas os troféus é questão de tempo, é raridade.

Lembro ainda, troféu sem ansiedade... mas pelo prazer. :lol: 8)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na pescaria não existe sensação mais gostosa do que o TROFÉU na sua linha. Fotografia e liberdade, dando continuidade a vida e oportunidade para o seu amigo sentir o mesmo que você.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem... Quanto à este tema a questão não é tão simples (sem considerar neste quesito o prazer de pescar um gigante ou diversos pequenos). Como sou biólogo, baseio minha opinião neste aspecto mais em questões técnicas do que no prazer da pesca. Também considero para esta resposta que a maioria dos pescadores que vejo no dia a dia não praticam pesque-e-SOLTE. Infelizmente a maioria é do pesque-e-mate. Em geral sou da opinião que se pesque os troféus, pelo seguinte:

1) Cada peixe é uma "unidade" reprodutora, portanto quanto maior a quantidade de peixes mortos, independentemente do tamanho, obviamente maior será o impacto sobre a população;

2) Quanto maior a quantidade de indivíduos removidos da população, maior o impacto sobre a diversidade genética daquele peixe;

3) O peixe grande já reproduziu, não me refiro aqui simplesmente a reposição de peixes novos, mas ao fato de já ter contribuído para manter a diversidade genétida (vale muito mais 100 filhotes oriundos de 10 peixes pequenos que 100 filhotes oriundos de 1 peixe grande), pois quanto maior a diversidade genética da população maior a resistência daquela população às variações ambientais, como a predação (pescador).

Mas a questão não é tão simples, e sinceramente ainda tenho dúvidas em alguns casos. Alguns peixes, como a garoupa, possuem apenas um sexo até determinada idade. Reduzir a população apenas aos pequenos exemplares do mesmo sexo teria conseqüências obivamente desastrosa, como temos visto no caso deste peixe espetacular...

Acho que, de forma geral, pegar um peixe grande causa menos impacto. Mas é bom conhecer bem "quem" estamos pescando. As vezes o peixe médio pode ser a opção mais sustentável para não se retirar da população apenas os peixes com genética favorável ao crescimento rápido. Com certeza, manter um troféu na água é garantia de patrimônio genético preservado...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sem duvida o trofeu.

Ja tive a oportunidade de pescar em regioes com grande quantidade de peixes, onde a cada dois a tres arremessos o peixe era garantido, e foi muito gostoso, porem nada se compara ao pirarucu de mais de 100 kgs que capturei, em uma vara de 25 libras, linha multi 0,30...cada salto dele era uma disparada sem igual no coracao, ou o que dizer de um tucunare de mais de 8 kgs tentando arrebentar todo seu equipamento de pesca.....enfim...prefiro pescar o dia inteiro e fisgar um trofeu, do que diversos menores .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa é uma questão interessante, pois todos nós pescadores sempre vamos atras do maior peixe, justamente para mostrar a tecnica e etc adquiridos com o tempo..

Mais por outro lado, quando acertamos uma pescaria ou cardumes e que pegamos muito peixe, tambem é muito bom....

Acho que minha opinião ficou meio indecisa, mais é isso ai..

abração

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu votei pelo troféu pela mesma razão que o Halieuta, mas se eu estiver em um pesqueiro comercial tipo pesque e solte é claro que minha escolha fica pela quantidade. Explico:

Quando pesco num local "selvagem" mesmo que ele seja a Baia da Guanabara ou de Todos os Santos, na represa de Furnas ou Três marias eu estou ali vivenciando uma experiência que é bem maior que o simples ato de pescar. O contato com a natureza, com os amigos e algo indefinível que só quem pesca sabe o que é e que pode ser traduzido em paz interior. Aquela coisa que nos faz dizer "parece que comecei a pescar agora" depois de passar o dia inteiro pinchando.

Mas o pesqueiro, pelo menos pra mim, não traz essa sensação, então eu quero mesmo é quantidade, dar risadas e nada mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Trofeu!!!

Esse ano espero bater alguns recordes :twisted: :twisted:

Tucunare

Cachorra

Bicuda

Matrinchã

TRAIRÃO

e ..........

Esperem e verão!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Kid M ! Tudo beleza ?

Na minha opinião, a grande motivação de fazer uma pescaria na bacia amazônica é fisgar um troféu.

Pescarias de quantidade geralmente eu faço em represas próximas de SP ... Volta Grande (Miguelópolis - rio Grande) ... Furnas (Carmo do Rio Claro) ... Pereira Barreto (rio Tietê) ... etc ... ou realmente bem próximas de SP como a represa de Igaratá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nem um nem outro!

O importante pra mim é estar lá, viver o ambiente, observar e fotografar tudo que eu puder, aprender o máximo possível sobre a região.

Muita gente tem achado estranho esse meu comportamento, mas nos 3 últimos anos, nas viagens de pescaria, o peixe deixou de ser o mais importante. Fico fotografando os companheiros, pilotando pra eles, conversando com o caboclos, observando os animais,procurando bons motivos pra fotografia....e de vez em quando jogo umas iscas na água.

Este ano fiquei 15 dias no Xingu...e pesquei uns 4 ou 5 dias apenas....mesmo saindo para o rio todos os dias. E foi uma das melhores viagens da minha vida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Embora seja muito bom pegar grandes quantidades de peixes, é muito mais prazeroso e dificil pegar um troféu!

Acredito que a maioria dos pescadores esportivos preferem pegar apenas um tucunaré de 2 digitos do que 100 de 5 ou 6 kg.

Ps. Acho que os unicos que conseguiram consciliar quantidade x qualidade, foram o Fabrício e o Lance (Essa seria a pescaria ideal).

Abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...