Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Rodrigo Yamaki

O fim do boom dos Bass boats?

Posts Recomendados

Venho observado um aumento de pessoas vendendo suas embarcações (bass) usadas, tanto na minha região como em geral.

Aqui mesmo há inúmeros conjuntos TOPs à venda super equipados. Alguns são ótimas ofertas e mesmo assim não há tanta procura.

Tenho um amigo que possui um conjunto e está com grande dificuldade de se desfazer, nem proposta recebe.

Inclusive já vejo alguns pescadores retornando para cascos de aluminio e motores médios menores (downgrade) , por conta do alto custo de se pescar com Bass boat.

 

Foi só a crise , ou será que houve uma euforia generalizada ? 

Talvez discutir esse modelo importado de embarcação e se ele é adequado à nossa realidade.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Com certeza a crise é o maior fator de ter tantas embarcações à venda, a outra possibilidade é de que muitos estão vendendo para atualizar as embarcações. 

O custo de manter um Bass é pouco maior de uma lancha de alumínio... agora o prazer é incomparável

Fim? acredito ser o contrário... seila::

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só o começo... um longo começo, mais só começo.

Brasil esta em uma crise profunda e para tirar um bb da garagem custa no mínimo 350 mangos pra ir aqui a 100KM de distância (pra pegar 2 peixes).

Outra coisa que atrapalha é ausência de peixes próximo aos grandes centros. Ex. Aqui em São Paulo, exterminaram o Black Bass, ou seja, o maior mercado potencial do Brasil para bassboat's... porem, sem peixes.

Obs Nada haver com o tema: Já pensou se tivesse muito peixe próximo as capitais? O que ia vender de Bassboat?..... kkkkkkk... só ideia né.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rodrigo vejo 3 fatores. O primeiro a crise , não tá fácil pra ninguém e não é só combustível,  ir para um rancho e passar fim de semana hj já fica caro. O Segundo é que devido a seca dos últimos anos   as represas estão muito abaixo ou variando muito o nível impossibilitando o desembarque desse tipo de barco, ainda mais aqui no Sudeste onde acredito que estão 50% desse tipo de embarcação, o terceiro é a pesca cada vez pior nos nossos lagos devido a matança etc...  Então  pra que o pescador  vai ter um barco caro pra caramba onde não desce em qualquer lugar pra não pegar nada?  

Eu já tenho outro pensamento quanto a ter embarcação, eu tenho pois uso aqui no Rio Pardo , em 30minutos da minha casa estou na água, mas pescaria mais longe não levo nada há muito tempo,  muito mais fácil alugar a pousada com tudo já incluso, sem dor de cabeça de transporte manutenção  roubo.  Leva só a tralha e mala de roupa, só preocupa em pescar. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Rodrigo, ótimo ponto que você levantou.

Já havia notado uma grande quantidade de pessoas se desfazendo dos seus bass boats, e até mesmo migrando / voltando para os cascos de alumínio. Sem sombra de duvidas acredito que a crise pela qual passamos em nosso país seja a maior responsável por esse fato, no entanto acredito que tenham outros fatores determinantes que venho acompanhandoo de perto aqui na minha região 

Locomoção:

Moro no sul de Goías, e aqui como na maioria do resto do nosso país, as estradas sao precárias dificultando o transporte de conjutnos mais pesados.

Praticidade / Facilidade:

Nas represas onde costumamos pescar, com raras exceções, apresentam bons locais para se desembarcar e embarcar os conjuntos e quando apresentam geralmente são pagos, por isso novamente os conjuntos mais leves levam vantagem.

Não há dúvidas de que o conforto e o prazer de se fazer uma pescaria a bordo de um bass boat são incomparáveis como disse o amigo ai em cima, mas hoje em dia com a evolução dos cascos de alumínio já é possível se fazer pescarias com um bom desempenho a um custo menor e com maior facilidade, somado a isso a falta de peixes nas represas acaba fazendo com que nós pescadores deixamos um pouco a paixão de lado e começamos a fazer um pouco mais de contas antes das nossas pescarias.  

   

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu nao vejo como um do boom, vejo mais como um amadurecimento natural, o primeiro deles, virao outros, tenha certeza disso.

 

A primeira coisa que me vem na cabeça é que o brasil nao conseguiu (de novo) aproveitar ou entender o turismo, por N razoes, anos de secas, , crise, imobilidade de todos os envolvidos, dinheiro escasso, uma populacao altamente retrograda para negocios (me vem na cabeca uma pesquisa que mostra que o BR é o segundo povo mais alienado do mundo, o que discordo, acredito que somos de longe, o mais alienado...),, entre um monte de motivos, nao conseguimos pegar de novo uma fase boa do turismo, midia, tv, lojas estruturadas, etc para alavancar a pesca no brasil. Continua-se sendo td do mais barato e coisa de vagabundo ou motivo pra beber a cara... Verdade é essa...

 

Dito isso, era obvio que haveria um excesso de gente tentando vender os barcos, mas os outros motivos expostos aqui tb sao influenciadores, como gasolina carissima, pedagios ridiculos (aki em ribeirao preto por exemplo pra ir pra qqr lugar pode contar ai uns 4 pedagios pra ir e 4 pra voltar, encarece muito), soma isso a um mnte de lugar que nao da pra descer (a maioria nao da nem pra chegar pq nao passa em porteira!!!), risco alto de ser assaltado pra no fim pegar 1 peixe durante 3 dias com menos de 20 cm.... caboclo desanima mesmo.

 

Mas o principal para que vc estranhe esse aumento de tentativas de vendas, ao meu ver, é que a pessoa empolga, fishtv, lojas, midia, barcos financiados, o cara vai em 6 pescarias fica tarado e comeca a investir, qdo ve ta com algo caro q nao serve pro q ele precisa, ou se serve, nao eh o ideal.

 

Pode ver que a grande maioria que compra um bass boat, antes teve um barco de aluminio cheio de penduricalhos, motor 40, sobe pra 60 e ai ja parte pra um bass, qdo abaixa a euforia, ele ve q ta pegando as mesmas coisas, gastando mais tempo arrumando td, gastando uma grana dos infernos, indo nos mesmos lugares, mas precisa de uma carro forte e potente, q gasta mais, etc... e so desvaloriza.... 

 

ele olha um barco menor, mais pratico, leve, com menos quinquilharia, mais barato, mais facil de manter etc.... ai se encanta de novo... maioria q comeca a subir de barco e motor, logo ta de volta nos portateis e barco simples, pq simplesmente, a conexao eh maior e eh mil vezes mais pratico.

 

Dito isso, vejo o mercado de bass boat ainda em crescimento, muitos sonham com eles, muitas lojas vendendo, a pesca se sofisticando, nao acho q o mercado diminuiu, ao contrario... so acho que ao mesmo tempo que expandiu, houve uma reflexao de qm nao precisa de fato um bass boat e esta vendendo. O que ao meu ver é natural.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou dar meu pitaco, pois em um passado próximo fui dono de uma Bass, vamos desmesrificar um pouco isso. O Bass de depois de pago, os custos não são nada fora da realidade, nem de combustível nem manutenção, e olha e eu usava toda semana. Oq me fez vender. Fiz um investimento imobiliária, e precisei vendê-lo, e não vejo a hora de voltar a ter outro, esse é o objetivo. Digo com propriedade. Tirando os custos de montagens, q são muitos superiores aos de alumínio, depois é só alegria. 

Quanto a ter muitos a venda, isso é meio lógico. É igual um determinado modelo de carro, depois de anos do lançamento, começam a aparecer os usados a venda, muitos pq investiram sem necessidade e muitos outros para upgrade. E está bem longe das fábricas estar incomodadas com isso, estão até acomodadas, em breve sondei várias marcas e Bass boats, pra ser mais sincero, sondei todas. Kkkkk apenas duas me retornaram, é apenas Uma delas se preocupou em vender seu produto, outra se preocupou em se defender das concorrentes. Tem um mercado muito grande a ser explorado, mas como tudo aqui é oferta procura, um barco vendido a 4 anos q custava 60mil. Hj passa dos 100. Isso tmbm inviabiliza novos clientes. 

A crise tmbm complica, vamos esperar ela passar ou se adaptar a ela. 

 

Ate. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vc disse tudo Jorel.   E com certeza fica mais barato.  Hj com esses roubos tá pior ainda.  Antigamente até vai pois as pousadas tinham barcos péssimos. Hj com a terceirização dos guias eles tem conjuntos até melhores que os nossos.  Pega as varinhas ,barco limpinho, só preocupação em pescar .  Nada de desatolar carro, afogar motor,  levar combustivel etc. Isso que sou um fanático por barcos e motores.  Mas se o Pardo aqui não tiver mais peixe eu vendo tudo.   

Conheco muita gente q fica limitado só pq quer ir onde o barco e motor deles andam ou podem levar.   E deixam de conhecer um monte de rio e lugares top .  

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Borin, nao é bem assim... um barco de fibra tem que ter manutencao, com o tempo claro, coisa que um barco de aluminio nao tem, experimenta atracar o barco num barranco com cascalho, se vc riscar o gel coat (qqr q seja ele, de 1 milhao a 1 real), precisa arrumar, do contrario ali contamina a laminacao e eh uma dor de cabeca sem fim com o passar do tempo, fibra de vez em qdo eh bom polir, encerar etc, ate pra proteger ela, aluminio nao, eh um barco pesado, q anda em alta velocidade, vc precisa de ter atencao redobrada com cabos, equipos eletronicos, reapertar de vez emq do, checar conexoes, etc.... um barco de aluminio tem menos manutencao em todos esses aspectos.... se um galho bater nele na estrada? Phodis-se.... se vc bater num toco? se nao entrou agua, Phodis-se.... chegou da pescaria? se quiser so lavar daqui 6 meses nao da nada.... faz o memso num barco cheio de caixarias, cantos, carpete, itens eletronicos, etc.... certeza q vc detona ele. enfim, como todo casco de fibra, tem manutencao e custos maiores q um de aluminio.

fora a carreta q normalmente eh de 2 eixos, mais manutencao, mais custo de viagem, mais isso e aquilo.

 

Financeiramente, acho q qm compra um bass nao se importa com isso, mas em termos de tempo, pode ser um problema.

 

Jorel, eu nem questiono a forma de pensar, é totalmente valida e em 99% das vezes inclusive é um fato tao grande q nem adianta argumentar, ta certo mesmo... acontece q tem coisas q tb sao importantes, eu ate hj nao vi um barco de pousada (canoa) que nao seja um lugar imundo, td riscado, amassado, velho, barulhento e em 99% das vezes eh estreito, ous eja, pra pessoas gordas ou mais velhas que ja tem uma dificuldade maior pra locomover, isso se torna um baita impecilho.

 

Eu tenho barco, uso muito pouco, ou nao uso memso... mas por falta de opcao, mas assim q eu puder, nao vou nem pensar em usar o barco ao inves de alugar, po eh meu, meu estilo, minhas coisas, meu mundo, minhas regras, minha forma de ver as coisas, td limpinho (e isso pra mim eh uma diferenca abissal), em ordem, fora o prazer (ego???) de estar em algo TEU... Isso vale muito.

Alem do que, talvez o barco do teu amigo, pela idade, ja tava dando tanta dor de cabeca q nao compensava mesmo... um mais novo nao tem desses problemas e ai eh so alegria...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Astra  mudou muito, ao não ser algumas pousadas onde se pesca com ceva peixes como Piapara, Pacus etc  pode ocorrer isso ainda. Mas as maiorias das pousadas que fui, principalmente com pesca com iscas artificiais, os barcos eram impecáveis, lavados todo dia, motores novos , sendo que muitos o próprio dono do barco era o guia, sendo assim cuidam ainda mais. Fora  estilo de barco pra cada necessidade do Rio ou pesca que iámos fazer .  Mas sim existe o prazer de navegar com nosso próprio conjunto ainda mais se nos levar a bons troféus.

Mas hj peixe tá difícil,  ao não ser se o objetivo seja dar um rolê de barco, esfriar a cabeça e ver paisagem , mas se objetivo for pescar eu acho fundamental um guia de pesca principlamente em locais que não conhecemos, isso nos leva ao peixe mais rápido e com menos risco, sem trabalho algum e digo GUIA de pesca, não PIRANGUEIRO cachaceiro que era comum no passado.   Mas aí varia qual o objetivo e resultado que queira. Particularmente se for pra eu ir em local longe, trabalheira de por e tirar conjunto todo dia, risco de acidente, roubo, atolar carro, acertar todos tocos das represas  e não pegar nada  ainda prefiro ficar aqui mesmo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Conjutinhos de Cuiabá, 600 Reais a diária com guia e gasolina pra dividir em 3 .  Conjunto novo custa uns R$70mil.   Peguei minhas varas, minha tralha de roupa muntei num avião e em 4h tava pescando com todo conforto, caixa de bebida abastecida, iscas prontas, o único esforço é amarrar o anzol iscar a tuvira arremessar e trazer os brutos   .  Imagina gastar R$70mil num trem desse arrastar 1500km .  

19396912_1356823057758822_76152721477973

Ter conjunto hoje só se tem rio perto que conheça e que compense pescar, senão melhor pegar o $$ e ir viajar.  

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Astra-Taranis disse:

Borin, nao é bem assim... um barco de fibra tem que ter manutencao, com o tempo claro, coisa que um barco de aluminio nao tem, experimenta atracar o barco num barranco com cascalho, se vc riscar o gel coat (qqr q seja ele, de 1 milhao a 1 real), precisa arrumar, do contrario ali contamina a laminacao e eh uma dor de cabeca sem fim com o passar do tempo, fibra de vez em qdo eh bom polir, encerar etc, ate pra proteger ela, aluminio nao, eh um barco pesado, q anda em alta velocidade, vc precisa de ter atencao redobrada com cabos, equipos eletronicos, reapertar de vez emq do, checar conexoes, etc.... um barco de aluminio tem menos manutencao em todos esses aspectos.... se um galho bater nele na estrada? Phodis-se.... se vc bater num toco? se nao entrou agua, Phodis-se.... chegou da pescaria? se quiser so lavar daqui 6 meses nao da nada.... faz o memso num barco cheio de caixarias, cantos, carpete, itens eletronicos, etc.... certeza q vc detona ele. enfim, como todo casco de fibra, tem manutencao e custos maiores q um de aluminio.

fora a carreta q normalmente eh de 2 eixos, mais manutencao, mais custo de viagem, mais isso e aquilo.

 

Financeiramente, acho q qm compra um bass nao se importa com isso, mas em termos de tempo, pode ser um problema.

 

Jorel, eu nem questiono a forma de pensar, é totalmente valida e em 99% das vezes inclusive é um fato tao grande q nem adianta argumentar, ta certo mesmo... acontece q tem coisas q tb sao importantes, eu ate hj nao vi um barco de pousada (canoa) que nao seja um lugar imundo, td riscado, amassado, velho, barulhento e em 99% das vezes eh estreito, ous eja, pra pessoas gordas ou mais velhas que ja tem uma dificuldade maior pra locomover, isso se torna um baita impecilho.

 

Eu tenho barco, uso muito pouco, ou nao uso memso... mas por falta de opcao, mas assim q eu puder, nao vou nem pensar em usar o barco ao inves de alugar, po eh meu, meu estilo, minhas coisas, meu mundo, minhas regras, minha forma de ver as coisas, td limpinho (e isso pra mim eh uma diferenca abissal), em ordem, fora o prazer (ego???) de estar em algo TEU... Isso vale muito.

Alem do que, talvez o barco do teu amigo, pela idade, ja tava dando tanta dor de cabeca q nao compensava mesmo... um mais novo nao tem desses problemas e ai eh so alegria...

Astra, não disse que não tem manutenção, mas marine isso q inviabiliza de ter um. O q inviabiliza e o quanto estão custando. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tema muito bom, parabéns pelo tópico criado. Vamos lá, eu sou um dos que o @Astra-Taranis citou no primeiro post dele, comprei o meu primeiro barco com motor 40 e fui mudando colocando plataforma, mudei ela para o motor 60 com comando, fui gastando dinheiro. Hoje sosseguei e vou ficar com ele assim, até pensei em algo maior, porém fiz a seguinte conta. 

Um bass para que fique top custa hoje em torno de 90 mil, pelo tanto que eu uso meu barco não vale apena para mim, ter um capital deste imobilizado. 

Simples assim, não preciso imobilizar uma grana desta. Já pesquei varias vezes em 3 marias com um guia que tem um bass, e realmente é top. Vou continuar indo lá. 

Finalmente acho que o motivo de se ter muitos bass a venda é muito devido à crise.

Abraços 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma vez o Fabrício criou um tópico que era mais ou menos "Qual o Bass Boat dos seus sonhos?"...

Fui um dos primeiros a responder... como tantos outros o sonho dentro de uma "possível" realização!!! aí o comandante responde que até para sonhar pensamos pequeno kkkk

e ele tem toda razão mestre:: eu que sou pobre rsrs

Bass Boat é pra quem pode e não pra quem quer... 

Pra quem tem "bala na agulha" se pode andar de BMW pra que andar de VW???

O que tenho visto por aqui é cada vez mais 300 e 250 HP na água...

surtei::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E o Ordilei deu uma dica boa, quanto mais vende mais vai ter usado a venda, tivemos um boom, é normal aparecerem usados, muitos por desistirem ou por não irem pescar mais seja por motivos profissionais, familiares ou financeiros,  assim como ocorre em conjuntos menores que aparecem a venda e muito pelos motivos que o pessoal disse.

  Bassboat é pra quem tem $$ mesmo Marcelo, não só isso,pra quem tem locais de acesso e carros que fazem levar um conjunto desses. O intuito do bass a meu ver além do conforto e rapidez é sentir a velocidade, é a mesma coisa aquelas pessoas que possuem uma moto de mais de 1000cc na garagem pra andar só de fim de semana.  Bass boat, assim como vara e carretilha  cara não faz ninguém pegar mais ou menos peixe.  Nenhum conjunto é melhor ou pior, tudo tem sua aplicação, eu tenho 4 motores, o 5hp as vezes é muito melhor que o 30hp.  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Marcelo Terra disse:

Uma vez o Fabrício criou um tópico que era mais ou menos "Qual o Bass Boat dos seus sonhos?"...

Fui um dos primeiros a responder... como tantos outros o sonho dentro de uma "possível" realização!!! aí o comandante responde que até para sonhar pensamos pequeno kkkk

e ele tem toda razão mestre:: eu que sou pobre rsrs

Bass Boat é pra quem pode e não pra quem quer... 

Pra quem tem "bala na agulha" se pode andar de BMW pra que andar de VW???

O que tenho visto por aqui é cada vez mais 300 e 250 HP na água...

surtei::

Opa Marcelao. Valew a participaçao. 

Porem tendo a discordar.

Se Bass for só pra quem tem bufunfa e pode , como dito, deixar um capital de 70 mil imobilizado num lazer; acho que isso nao tem muito futuro num pais como o brasil.

Em sendo assim é um negócio para os 0,0001% mais ricos. A grande maioria dos brasileiros nao ganha 70 mil por ano, e como o restante de nós ficamos?? E não é um publico que se possa desprezar.

Lembrando que temos a maior hidrografia do mundo. São os rios que definem as divisas dos estados e foram as estradas de nossa colonização. Entao se tem um pais que deveria uitlizar mais barcos somos nós.

E realmente ha muitos 250 e 300 rodando. Mas é esse negocio de bass só com motorzao que eu nao vou concordar nunca. Veja que nao há nenhum modelo atualmente que comporte motores 75 ou 90. É tudo dai pra cima.

Por isso que no fim da minha questão eu gostaria de saber se esse modelo americano de barcos é adequado a nossa realidade e alternativas.

Valew.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, Rodrigo Yamaki disse:

Opa Marcelao. Valew a participaçao. 

Porem tendo a discordar.

Se Bass for só pra quem tem bufunfa e pode , como dito, deixar um capital de 70 mil imobilizado num lazer; acho que isso nao tem muito futuro num pais como o brasil.

Em sendo assim é um negócio para os 0,0001% mais ricos. A grande maioria dos brasileiros nao ganha 70 mil por ano, e como o restante de nós ficamos?? E não é um publico que se possa desprezar.

Lembrando que temos a maior hidrografia do mundo. São os rios que definem as divisas dos estados e foram as estradas de nossa colonização. Entao se tem um pais que deveria uitlizar mais barcos somos nós.

E realmente ha muitos 250 e 300 rodando. Mas é esse negocio de bass só com motorzao que eu nao vou concordar nunca. Veja que nao há nenhum modelo atualmente que comporte motores 75 ou 90. É tudo dai pra cima.

Por isso que no fim da minha questão eu gostaria de saber se esse modelo americano de barcos é adequado a nossa realidade e alternativas.

Valew.

Limited tem rodando com 60

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou dar meu pitaco sobre o assunto. 

Eu convivo com Bass há mais ou menos 12 anos. Antes, começamos com uma canoa de aluminio, feita em fundo de quinta  com remo.  E não é que dava um trabalho danado. Carro pequeno puxando reboque. Como a gente sofria nas subidas.

Depois passamos para uma Leve forte, 5 metros, borda alta, motor Yamaha de 15. Sonho alto. Roubaram nosso motor dentro de casa. Um ano pagando consórcio. Depois comprados um Honda 15, 4 tempos. Sonho de máquina. 30 litros de gasolina para rodar 3 dias. Passamos para um Sea Pro, 25. Melhor motor do mundo. Passamos para um 50, um 60, um 90, um 175, um 250 e hoje, temos um 300. Pescamos eu e dois dois filhos. Depois de amanha, dia 29, vamos para a Serra da Mesa. Posso dizer que é um sonho, mas é bem caro sonhar nesse nível, ou seja, nosso nível, meu e dos dois filhos. A manutenção nós mesmo fazemos. Cuidamos do barco como aqueles cachorros de madame. Limpinho e cheiroso. Guardamos o barco em casa. Já tivemos várias propostas de compra e recusamos todas.  Tudo o que foi falado anteriormente, por diversas pessoas que deram sua opinião é válido. Cada um sabe onde o sapato. Se o bicho pegar volto para a canoa. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelentes análises e posicionamentos.

A verdade é q discutir o "sexo dos anjos" não tem fim e jamais trará uma verdade real. O que pode ser bom pra um, pode ser horrível para o outro.

Seria o mesmo que falar q compensa comprar uma residência, sendo que na prática vale muito mais a pena investir o dinheiro e morar de aluguel.

Ter a própria casa, ter o próprio barco, o próprio rancho as margens de um rio/represa e por aí vai, traz ao dono algo que o dinheiro não compra, ou melhor, que a lógica não compra...rsrs 
Eu gosto muito de ter o meu barco e, como o investimento que fizemos nele se deu nos últimos 30 anos, não considero como um "investimento parado". Eu, simplesmente, não conto como sendo um patrimônio ou um bem caro, que pode ser desfeito para se quitar dívidas ou se aplicar em outra coisa. Pra mim é um objeto qualquer.
Se não pensamos assim, no primeiro arrocho nos desfazemos dele.

Deixe-me abordar o assunto por partes:
Manutenção: se vc é cuidadoso, vai gastar pouco (talvez o mesmo q uma canoa de alumínio com motor 15hp). Se é relaxado, vai gastar rios de dinheiro (talvez mais que possuir uma BMW). E isso serve para o barco, motor ou carreta.
Revenda: se o barco é muito bom, provavelmente vc irá conseguir um bom dinheiro nele (ou perder pouco). Na verdade eu já vi gente ganhando dinheiro depois de usar o barco mais de 1 ano. Agora, tudo vai depender da lei da oferta / procura, e de muitas outras variáveis. Mas é certo q este tipo de investimento tende a se desvalorizar com o tempo.
Modismo ou não: gente, esse país tem mais de 200 milhões de habitantes. Acredito q as duas maiores fábricas de bassboat do Brasil, soma-se aí as duas menores, não devem ter negociado mais que 3.000 bassboats nos últimos 15 anos. Isso é uma representatividade quase que nula. No fundo, no fundo, o povo brasileiro ainda não viu os bassboats como algo acessível. Me lembro de ter comentando em 2010, ao ver uma lanchinha com 50hp voando baixo, que meu sonho era ter um barco daqueles. Hj, ando num barco show de bola, que jamais imaginaria possuir. O q fala para todos o amigos é: "a primeira coisa a se fazer para realizar um sonho é ter iniciativa". Sem ela, nunca conseguiremos nada.
Compensa ou não: como comentaram acima, com um país q não faz menor questão de preservar seus estoques pesqueiros, fica muito, mas muito difícil de convencer alguém a investir na pesca esportiva. Confesso q já fui mais tarado em pescar, mas hoje, passamos 3 dias na beira do barranco para pegarmos meia dúzia de peixes na artificial. Mesmo assim, pescar é muito mais q pegar peixe.
Gasto: aqui sim, a "jurupoca" pia. Com gasolina a R$ 4,50 e óleo 2T de R$ 200,00 a cada 100 litros queimados, puts. Tá doendo no bolso. Isso pq a grande maioria dos motores de popa consomem 1 litro de gasolina a cada 1.5km ou 2.0km navegados. É muito dinheiro para se torrar. Hj, quando levamos 150 litros de combustível para a pescaria, já torramos R$ 800,00 de cara.

Prazer: antes, gastávamos 35 minutos num 15hp para chegarmos no pesqueiro "X". Hj gastamos 5 minutos.  Não resta dúvidas de que com um barco rápido nós aproveitamos muito mais a pescaria e ainda temos chance de compreendermos e aplicarmos melhores táticas de pesca. 

Custo e a crise: estes são, pra mim, os maiores responsáveis pela freada que os bassboats tiveram nos últimos 2 anos. Só para vcs terem uma ideia, há 6 anos atrás conseguia-se montar um bassboat muito show, com motor 200hp, elétrico top, carreta com freio e etc, por algo próximo aos R$ 90 mil.
Hoje, para se montar o mesmo barco não se gasta menos de R$ 140 mil.

Os barcos de entrada, com motor 90hp / 115hp, fazendo de tudo para baratear e tals, tá saindo por R$ 100 mil.

Os top, com motores 250hp / 300hp/ 400hp, podem chegar aos R$ 250 mil. Basta colocar elétrico de 16mil, carreta de 20mil, sonar de 12 mil, casco de 50 mil, jack de 10 mil, q rapidinho vc chegar se assustará com o valor final do que um super bassboat pode custar.

Sim, é sério, um motor 300hp novo custa 85 mil em média. Um motor 400hp ultrapassa os 110 mil reais.

Vale a pena enfiar uma fortuna dessas para se pescar?!?! Aí depende de cada pessoa, de cada condição financeira, de cada objetivo de vida. Uns não gastam isso com barco, mas gastam em carros antigos, outros em viagens, outros em jantares, outros com as primas, outros....

Se eu pudesse, gastava com tudo...mas, como não posso, vai com barco mesmo...:gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 24/03/2018 em 21:38, Odirlei Borin disse:

Vou dar meu pitaco, pois em um passado próximo fui dono de uma Bass, vamos desmesrificar um pouco isso. O Bass de depois de pago, os custos não são nada fora da realidade, nem de combustível nem manutenção, e olha e eu usava toda semana. Oq me fez vender. Fiz um investimento imobiliária, e precisei vendê-lo, e não vejo a hora de voltar a ter outro, esse é o objetivo. Digo com propriedade. Tirando os custos de montagens, q são muitos superiores aos de alumínio, depois é só alegria. 

Quanto a ter muitos a venda, isso é meio lógico. É igual um determinado modelo de carro, depois de anos do lançamento, começam a aparecer os usados a venda, muitos pq investiram sem necessidade e muitos outros para upgrade. E está bem longe das fábricas estar incomodadas com isso, estão até acomodadas, em breve sondei várias marcas e Bass boats, pra ser mais sincero, sondei todas. Kkkkk apenas duas me retornaram, é apenas Uma delas se preocupou em vender seu produto, outra se preocupou em se defender das concorrentes. Tem um mercado muito grande a ser explorado, mas como tudo aqui é oferta procura, um barco vendido a 4 anos q custava 60mil. Hj passa dos 100. Isso tmbm inviabiliza novos clientes. 

A crise tmbm complica, vamos esperar ela passar ou se adaptar a ela. 

 

Ate. 

Interessante o seu comentário sobre o retorno do fabricantes a sua intenção de compra.

Sabe que tive o mesmo problema quando comprei o meu... teve um fabricante que nem me atendeu mais quando falei que o barco que queria era o de entrada.

No geral, espero que essa crise amadureça o mercado criando nos fabricantes um respeito ao cliente que até então não existe ao "pescador comum".

Dinheiro não leva desaforo pra casa, se eles não ajustarem vários pontos, terão dificuldades pois o mercado tem se profissionalizado e não vai sobrar lugar para amador (não estou falando de fabricação e sim de administração).

Pronto falei!

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 28/03/2018 em 18:17, Fabrício Biguá disse:

Excelentes análises e posicionamentos.

A verdade é q discutir o "sexo dos anjos" não tem fim e jamais trará uma verdade real. O que pode ser bom pra um, pode ser horrível para o outro.

Seria o mesmo que falar q compensa comprar uma residência, sendo que na prática vale muito mais a pena investir o dinheiro e morar de aluguel.

Ter a própria casa, ter o próprio barco, o próprio rancho as margens de um rio/represa e por aí vai, traz ao dono algo que o dinheiro não compra, ou melhor, que a lógica não compra...rsrs 
Eu gosto muito de ter o meu barco e, como o investimento que fizemos nele se deu nos últimos 30 anos, não considero como um "investimento parado". Eu, simplesmente, não conto como sendo um patrimônio ou um bem caro, que pode ser desfeito para se quitar dívidas ou se aplicar em outra coisa. Pra mim é um objeto qualquer.
Se não pensamos assim, no primeiro arrocho nos desfazemos dele.

Deixe-me abordar o assunto por partes:
Manutenção: se vc é cuidadoso, vai gastar pouco (talvez o mesmo q uma canoa de alumínio com motor 15hp). Se é relaxado, vai gastar rios de dinheiro (talvez mais que possuir uma BMW). E isso serve para o barco, motor ou carreta.
Revenda: se o barco é muito bom, provavelmente vc irá conseguir um bom dinheiro nele (ou perder pouco). Na verdade eu já vi gente ganhando dinheiro depois de usar o barco mais de 1 ano. Agora, tudo vai depender da lei da oferta / procura, e de muitas outras variáveis. Mas é certo q este tipo de investimento tende a se desvalorizar com o tempo.
Modismo ou não: gente, esse país tem mais de 200 milhões de habitantes. Acredito q as duas maiores fábricas de bassboat do Brasil, soma-se aí as duas menores, não devem ter negociado mais que 3.000 bassboats nos últimos 15 anos. Isso é uma representatividade quase que nula. No fundo, no fundo, o povo brasileiro ainda não viu os bassboats como algo acessível. Me lembro de ter comentando em 2010, ao ver uma lanchinha com 50hp voando baixo, que meu sonho era ter um barco daqueles. Hj, ando num barco show de bola, que jamais imaginaria possuir. O q fala para todos o amigos é: "a primeira coisa a se fazer para realizar um sonho é ter iniciativa". Sem ela, nunca conseguiremos nada.
Compensa ou não: como comentaram acima, com um país q não faz menor questão de preservar seus estoques pesqueiros, fica muito, mas muito difícil de convencer alguém a investir na pesca esportiva. Confesso q já fui mais tarado em pescar, mas hoje, passamos 3 dias na beira do barranco para pegarmos meia dúzia de peixes na artificial. Mesmo assim, pescar é muito mais q pegar peixe.
Gasto: aqui sim, a "jurupoca" pia. Com gasolina a R$ 4,50 e óleo 2T de R$ 200,00 a cada 100 litros queimados, puts. Tá doendo no bolso. Isso pq a grande maioria dos motores de popa consomem 1 litro de gasolina a cada 1.5km ou 2.0km navegados. É muito dinheiro para se torrar. Hj, quando levamos 150 litros de combustível para a pescaria, já torramos R$ 800,00 de cara.

Prazer: antes, gastávamos 35 minutos num 15hp para chegarmos no pesqueiro "X". Hj gastamos 5 minutos.  Não resta dúvidas de que com um barco rápido nós aproveitamos muito mais a pescaria e ainda temos chance de compreendermos e aplicarmos melhores táticas de pesca. 

Custo e a crise: estes são, pra mim, os maiores responsáveis pela freada que os bassboats tiveram nos últimos 2 anos. Só para vcs terem uma ideia, há 6 anos atrás conseguia-se montar um bassboat muito show, com motor 200hp, elétrico top, carreta com freio e etc, por algo próximo aos R$ 90 mil.
Hoje, para se montar o mesmo barco não se gasta menos de R$ 140 mil.

Os barcos de entrada, com motor 90hp / 115hp, fazendo de tudo para baratear e tals, tá saindo por R$ 100 mil.

Os top, com motores 250hp / 300hp/ 400hp, podem chegar aos R$ 250 mil. Basta colocar elétrico de 16mil, carreta de 20mil, sonar de 12 mil, casco de 50 mil, jack de 10 mil, q rapidinho vc chegar se assustará com o valor final do que um super bassboat pode custar.

Sim, é sério, um motor 300hp novo custa 85 mil em média. Um motor 400hp ultrapassa os 110 mil reais.

Vale a pena enfiar uma fortuna dessas para se pescar?!?! Aí depende de cada pessoa, de cada condição financeira, de cada objetivo de vida. Uns não gastam isso com barco, mas gastam em carros antigos, outros em viagens, outros em jantares, outros com as primas, outros....

Se eu pudesse, gastava com tudo...mas, como não posso, vai com barco mesmo...:gorfei:

Concordo com tudo, porém os estaleiros nunca venderam tanto Bass Boat como estão vendendo desde de 08/2017 - tenho acompanhando três, dos quatro do paraná e no momento estão a vender mais!

O turnover é normal, compras inadequadas a realidade do usuário - que comprou maior do que precisava e ou menor sempre vão existir. O up date por parte do usuário também é real e também acrescenta barcos aos estoque de usados a ser comercializados.

 

Abs

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde meus amigos!
Belissima discussão.
Realmente temos diversos fatores e todos eles de alguma forma já foram citados.
Em 2016 comprei meu primeiro barco, uma lancha de alumínio com motor de 90HP. Já em 2017, animado com a ideia de realizar o sonho do Bass Boat, vendi este conjunto de alumínio e completei o valor conseguindo comprar meu primeiro Bass, um Raptor da Xtreme Boats, com motor de 150HP e todos os acessórios possíveis.
Esta semana vendi este Raptor... Por que? Qual o motivo? Crise? Custo alto?
Na verdade aproveitei uma proposta recebida no meu usado, percebi este movimento do mercado e fiquei preocupado com o fato. A principio, juntarei toda a experiência adquirida até aqui e aplicarei em um novo projeto, um Upgrade, claro com muita cautela e calma!
Tenho todos os motivos para não imobilizar um valor como este, sei que se trata de um capital PASSIVO, o custo do próprio barco é alto (casco, motor, motor elétrico, carreta, sonar, acessórios e etc), gasolina e óleo nem se fala, seguro (considero obrigatório), entre outros. Com este dinheiro eu poderia ir diversas vezes para a Amazônia, Argentina, Pantanal, Tocantins e várias outras pescarias! Mas entendam, gosto muito mais de ter o Bass Boat do que tudo isso, colocar meu Bass na água me dá muito prazer...
Me respondam uma pergunta, quanto custa uma Ducati, uma Hornet, uma BMW ou qualquer outra moto acima de 1.000 cc? E por que tem tanta gente que compra? mesmo tirando-as da garagem duas ou três vezes por mês.
Minha praia é barco, e enquanto eu tiver condições, terei meu precioso Bass por perto! Concordo que o momento é de cuidado.
Quanto a venda do usado, me surpreendeu a maneira como vendi o meu. Tenho criado um histórico, onde o meu usado é considerado uma boa opção! Sou criterioso na condução do projeto e muito cuidadoso com o barco em si, assim, quem compra o meu usado, sabe que está comprando um produto primoroso!

 

Obs.: Vi alguns comentários sobre os estaleiros (maiores e menores), e acreditem, casco e carreta são os itens que menos sobem neste tipo de embarcação aqui no Brasil. Já os itens importados como, Motor, Motor Elétrico, Sonar, Jack, Relógios/Computadores de Bordo, Chaves de Trim e Jack no Volante, Pedal Acelerador, Carregadores On Board, entre outros, esses sim, pagamos em dólar mais impostos de importação e de países que não estão em crise, e o mercado da pesca esportiva é extremamente rentável.


Abs...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...