Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Paulo Macuco

[Caminhonete para rebocar barco] Impressões de todas.

Posts Recomendados

Freids,

em 2009 ou 2010, um amigo rebocando uma focker 255 com uma RAM 2500 (que ele tem até hj) teve o grande azar de quebrar o varal do reboque e viu a lancha passando pelo carro numa curva em plena BR-101 (RJ-norte). a sorte dele foi:

1º não vir qq veículo no sentido oposto, pois o que viesse, mataria os ocupantes, ainda que fosse uma carreta, iria encarar uma lancha de 1.5 ton de frente;

2º estar devagar e ser curva, pois a lancha ficou escorada no barrando do morro no lado do acostamento oposto.

no final do mesmo ano, fomos nessa mesma RAM rebocando o meu reboque com um bote inflável para o extremo sul da Bahia, e ele andava a 130/140 nas retas ao norte de Linhares (BR-101). falei pra ele ir devagar pois apesar do carro ter poder de frenagem eficiente para o conjunto que estava rebocando, poderia ocorrer das travas de amarração e munheca não ter a mesma resistência a tração, e em caso de batida, o reboque entrar pelo vidro traseiro, matando quem estivesse dentro da pick up.

o que quero dizer com isso: quando se transporta algo muito pesado, não adianta, pode ser o veículo tracionador que for, vai ter que reduzir a velocidade sob pena de ocorrer grandes tragédias.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Freids,

em 2009 ou 2010, um amigo rebocando uma focker 255 com uma RAM 2500 (que ele tem até hj) teve o grande azar de quebrar o varal do reboque e viu a lancha passando pelo carro numa curva em plena BR-101 (RJ-norte). a sorte dele foi:

1º não vir qq veículo no sentido oposto, pois o que viesse, mataria os ocupantes, ainda que fosse uma carreta, iria encarar uma lancha de 1.5 ton de frente;

2º estar devagar e ser curva, pois a lancha ficou escorada no barrando do morro no lado do acostamento oposto.

no final do mesmo ano, fomos nessa mesma RAM rebocando o meu reboque com um bote inflável para o extremo sul da Bahia, e ele andava a 130/140 nas retas ao norte de Linhares (BR-101). falei pra ele ir devagar pois apesar do carro ter poder de frenagem eficiente para o conjunto que estava rebocando, poderia ocorrer das travas de amarração e munheca não ter a mesma resistência a tração, e em caso de batida, o reboque entrar pelo vidro traseiro, matando quem estivesse dentro da pick up.

o que quero dizer com isso: quando se transporta algo muito pesado, não adianta, pode ser o veículo tracionador que for, vai ter que reduzir a velocidade sob pena de ocorrer grandes tragédias.

Sábias palavras amigo, o negócio é andar devagar quanto estiver rebocando e ponto final!!!!!! Além da manutenção preventiva do conjunto e o peso correto no ponto de engate da carreta com o carro, o resto é só pescar.

Abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Entao....

Pelo menos por enquanto, no lugar que pretendo usar o barco, nao preciso de potencia de motor porque o trajeto é curto e em 80% é plano. Acho que consigo manter uma velocidade bacana sem troca de marcha.

Além disso, devo pegar um guincho eletrico para ajudar a colocar o barco na agua.

Eu so tenho medo mesmo é de ultrapassagem. Mas acho que vai ser o costume tambem ne?!

Lênio,

Como é este guincho elétrico? Vai adaptado no engate do carro? Puxa quantos quilos?

Me interessou pois estou agora com um Trick 460 sendo puxado por um Peugeot 307. Não dá para tirar da água com o Peugeot.

Abraços,

Neto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Entao....

Pelo menos por enquanto, no lugar que pretendo usar o barco, nao preciso de potencia de motor porque o trajeto é curto e em 80% é plano. Acho que consigo manter uma velocidade bacana sem troca de marcha.

Além disso, devo pegar um guincho eletrico para ajudar a colocar o barco na agua.

Eu so tenho medo mesmo é de ultrapassagem. Mas acho que vai ser o costume tambem ne?!

Lênio,

Como é este guincho elétrico? Vai adaptado no engate do carro? Puxa quantos quilos?

Me interessou pois estou agora com um Trick 460 sendo puxado por um Peugeot 307. Não dá para tirar da água com o Peugeot.

Abraços,

Neto

Fala Neto...

Entao... existem varios modelos de guinho mas to querendo um que puxa 1588kg (de acordo com o fabricante)

. Cerca de 850 reais.

Como o carro eu vou usar na fazenda, e o barquinho vou deixar la, acabo usando pra outras finalidades tambem.

Existem mais baratos e tambem modelos manuais que sao MUITO mais baratos ainda.

Ate onde sei, porque nao vi ao vivo ainda nenhum guincho, voce pode colocar tanto no reboque do carro quanto no engate da carreta.

Pretendo usar da seguinte forma... Coloco o guincho no proprio engate da carreta, e vou descendo ela ate o rio. Com a carreta na agua tiro o barco. Depois eh so recolher e tirar a carreta da agua.

Para tirar o barco é so fazer o inverso.

Se estiver errado, alguem me corrija.

Abraco!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostaria de informar que a revista BÍBLIA DO PESCADOR em sua edição especial " o maior guia de pesca em águas salgadas 2013", traz uma reportagem na pág. 316 "CARRO E BARCO'' e realmente reforça algumas informações, citadas aqui no fórum, e infelizmente temos bem claro a falta de parâmetros para escolher uma caminhoneta mais próxima de nossas necessidades; Fiquei com uma pulga naquele lugar, algumas montadoras não colocam a capacidade de reboque de suas "crias" !

O mais interessante, ainda, é que na pagina final aparece a imagem de uma caminhoneta, na rampa, desembarcando e essa marca não fez parte da reportagem!

Devemos acreditar no que lemos?

Acho que muita gente vai ficar com a pulga naquele lugar!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ontem, rodando na BR-101, com destino a região dos lagos (RJ), tive o dessabor de ter o reboque "solto" do engate, mesmo estando com a trava da munheca travada, a porca da bola soltou e a bola saiu na munheca. resumo da história, se estivesse com um automóvel (estava de CD), o reboque tinha feito perder o controle do carro, pois ele ficou preso ao veículo rebocador através da corrente de SEGURANÇA.

isso mostra o quão importante é a corrente pois foi ela quem fez o reboque não se desprender do carro, aliado ao fato de estar devagar (+ - 80/90 km/h).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ontem, rodando na BR-101, com destino a região dos lagos (RJ), tive o dessabor de ter o reboque "solto" do engate, mesmo estando com a trava da munheca travada, a porca da bola soltou e a bola saiu na munheca. resumo da história, se estivesse com um automóvel (estava de CD), o reboque tinha feito perder o controle do carro, pois ele ficou preso ao veículo rebocador através da corrente de SEGURANÇA.

isso mostra o quão importante é a corrente pois foi ela quem fez o reboque não se desprender do carro, aliado ao fato de estar devagar (+ - 80/90 km/h).

Olá, Moisés. Boa tarde. Vendo sua postagem, apesar de ser uma coisa lamentável, se analisarmos a coisa friamente podemos tirar as seguintes conclusões:

- a porca não estava com o pino de travamento

- não foi feita (salvo engano) a vistoria prévia da carreta antes de cair na estrada.

- você teve muita sorte em conseguir dominar o carro, pois a 90 km hora um barco de 500 kg pesa mais de 5.000kg.

Por outro lado, qualquer caminhonete, se pilotada com os devidos cuidados não oferece risco.

Toda carreta ou reboque acima de 750 kg precisa ter freio independente. Eu, na verdade, pensava que era a partir de 450 kg.

Os maiores perigos é quando vai colocar o barco na água ou retirá-lo.

Sobre Caminhonete, posso falar de 2: Ranger 3.0 e Hillux.

Sobre a Ranger, já possuo há 3 anos e foi comprada exatamente para puxar Barco (Bass Boat com 800 kg mais ou menos.

Não passo de 120 km hora. Se for à noite nem dirijo, deixo que meus filhos façam isto.

Há uns meses atrás fui à Curitiba buscar um Barco e utilizei uma Frontier Automática. É um canhão. Nem toma conhecimento do barco atrás.

Sobre a Hillux, apesar do meu filho ter uma ainda não pilotei com barco acoplado. Mas é outra super máquina.

Agora, repetindo, todo cuidado é pouco. Tem que vistoriar os parafusos que prendem o Engate, vistoriar a bola do engate, a corrente, rolamento de roda do reboque, a calibragem dos pneus, os feixes de mola da carreta.

Todos estes itens, se ignorados podem deixar o pescador na estrada.

Espero ter contribuido, apesar de não ser especialista em nada.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

concordo com tudo, joão.

meu erro foi nao ter confirmado o pino bola do engate, pois do jeito que ele veio montado, so coloquei ele no lugar e não conferi o seu aperto/ instalação do pino bola.

na semana seguinte, comprei 1 bola e instalei no lugar. quero ver quem vai ser o "cabra macho" que vai conseguir soltar aquele pino bola agora, rsrsrsrs. só com um tubo extensor pra conseguir tirar do lugar :gorfei:

eu rodo grandes distâncias puxando reboque e sempre faço a revisão nos meus reboques. eu mesmo faço a substituição das peças necessárias (sou técnico em indústria e soldador) e conheço cada peça/ parafuso dos meus reboques, já que fui eu que construí eles, rsrsrsrs. além da revisão, minha caixa de ferramentas vai na carroceria do carro, e tem todos os parafusos usados no reboque, alem de rolamentos. só fico na estrada se o que quebrar for o eixo ou o feixe de molas. pouco provável que o eixo quebre, pois uso um tubo usado em perfuração na industria de petroleo rindo3::

em 2010, voltando do extremo sul da bahia pela BR-101, direção ao sul, ví um reboque com lancha em cima que estava adernado no acostamento. o rolamento estourou, o condutor não viu e soltou o conjunto cubo/ roda. apesar de não estar rebocando nada, parei mais a frente e retornei para ver do que se tratava, já tb fui ajudado em algumas ocasiões. peguei a caixa de ferramentas, macaco hidráulico, jogamos o reboque pra cima pra ver o dano. só nao teve reparo, mesmo eu fazendo o tubo do eixo voltar pro lugar com o auxílio de uma marreta, pq criou uma fissura no mesmo, e quando sustentava o peso bruto, voltava a arquear sendo essencial a sua substituição por outro tubo. resumo: recomendei ao dono que colocasse o reboque num reboque-plataforma e fosse para sua cidade (vila velha). no dia seguinte, teria mais tempo para fazer o reparo correto no reboque e poder voltar a usar o seu bem.

a atenção deve ser redobrada puxando reboque e sempre que possivel, so rodar durante o dia. caso nao seja possivel rodar somente durante o dia, reduza ainda mais a velocidade.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

por mais que a F-250 saiu de linha, ela te atenderia muito bem. tive uma e não media esforço para puxar a focker 280.

mais não se compara com o conforto dda hilux, tanto no seu interior elevado, como no câmbio automático.

porém é um excelente trator! kk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A F250 eu acredito que daria conta do recado moleza, tem uma estrutura muito robusta e um baita motor.

Mas saiu de linha e manter um carro que está fora de linha é dureza. Na hora de dar qualquer manutenção se precisar de peça tá ferrado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

um caminhão que é a F250, rodar 10 anos puxando 20% da capacidade de carga dela, é moleza.

 

mesmo que o modelo tenha saído de linha, alguns modelos (dentre eles a F-250) encontra-se peças facilmente, uma vez que vários outros modelos de maior porte usam suas peças.

 

em tempo, se for considerar que mudanças mecânicas nos modelos é suficiente para tirá-los das alternativas, um defender, pex, que é um trator pé de boi será a ultima opção, mesmo sendo um dos "jeep" mais robusto já fabricado até hj.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Procura uma camionete automática para rebocar um conjunto de barco / carreta e carga pesando 1,8 ton? A longo prazo melhor comprar um F4000 para o transporte do equipamento e levar os pescadores na camionete. É mais barato mais confortável e menos estressante.

        Eu reboco o meu com um Golf ou uma Strada Adventure.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite galera. É de grande valia todas as opiniões aqui presentes. Meu pai tem uma Hilux 2013, SRV TOP, e eu uma S10 LTZ 2013, 4X4, automática. Em média, o percurso até onde pescamos é de, aproximadamente, uns 80km (25km asfalto e 45km terra, barro, "areião"). Com uma traia de uns 500kg, sobra potência para as duas máquinas. Na minha humilde opinião, a S-10 faz menos força para o serviço e é mais agradável de pilotar. Porém, meu pai, um "toyoteiro" de carteirinha, prefere a "dureza" da Hilux. Como alguns colegas disseram anteriormente, acho que, pra mais ou menos o peso da minha traia, uma pickup é questão de gosto!

Todas tem seus prós e contras e na média se equivalem. Vai realmente do gosto e do bolso se cada um!

Abração.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nao deu pra ler o tópico inteiro, mas vamos lá: 

 

1- Qualquer camionete de 1990 pra cá, tem que obrigatoriamente puxar com tranquilidade cargas acima de 1 tonelada, um pouco de desempenho deve ser perdido, claro, mas não pode ser grande, se estiver, algo tem de errado com o carro. Essas picapes tem em média peso de reboque acima de 2.5 a 3 toneladas! Só me preocuparia algumas l200 (outdoor e gls) que tem problemas de superaquecimento (com ou sem carga...). Inclusive as mais antiguinhas, tipo s10 2.8 leva sem problema essa carga.

 

2- Há cargas e cargas, claro que 1 ton baixa é bem mais fácil de levar que 700 kilos com 3 metros de altura.... Aerodinamica é muito forte, principalmente numa carretinha onde passa pelo carro e bate nela novamente com força máxima (diferente do caminhão que não tem perfil aerodinamico pra suavizar).

 

3- Um erro comum é levar grandes cargas no reboque e ainda encher o carro de peso, a BEM grosso modo, podemos dizer que a cada 1 kilos adcionado no reboque, retira-se 3 kilos de dentro do carro, portanto, se a capacidade de digamos carregamento da picape é 1 tonelada + 5 ocupantes (1.500 kilos), se vc colocar 1 tonelada no reboque, pode tirar 333 kilos de dentro do carro, do contrario vc vai forcar tudo, de eixo, pneu, freio, cambio, motor, ate as soldas e chassis.

 

Vamos lembrar que as F1000 e D20 carregavam muito mais que essas picapes de hoje em dia (por causa da estrutura) e com motores com 1/3 ou menos da potencia dos atuais e iam para qqr lugar do brasil. Uma d20 turbo plus, leva 1.000 kilos que nem sente e tem apenas 150cv, hoje a picape menos potente é a amarok com 180cv e muiiito menos peso e com vantagens na tracao.

 

Falar em qualidade nas picapes medias disponiveis hoje no BR é mesma coisa que defender o PT, nenhuma delas é perfeita ou realmente boa.

 

Mas hoje eu colocaria a frontier como a melhor delas, ou se preferir a menos pior delas.

 

Nao é a mais forte, nem a mais nova, nem a que tem o melhor desempenho, muito menos a que tem o melhor acabamento, mas ao menos não é a pior em nada, possui quase tudo que as outras tem e diante dos problemas cronicos de todas elas, é a que tem menor indice de dor de cabeca e brioco piscando a cada partida.

 

Quem anda numa hilux atras volta ou com hernia de disco ou chorando, quem anda na frente sente falta de potencia frente as outras picapes

Amarok: ah nem vou comentar do golzao de 150 mil... perda de tempo

S10: bate os plasticos mais que uno de frota, tem tido problemas eletronicos.

Ranger: tem a borracha que fura e nao da sinais pro motor, simplesmente o motor fundi e a temperatura no painel esta perfeita. Nao tem pecas no Brasil inteiro. Comum ficar ate 11 meses esperando pecas (estou saindo da ford por isso). Acabamento de lataria ruim, cacamba menor que a cabine e onde o olho nao ve a coisa fica feia..

Triton : tem a melhor suspensao e soh. Ficar na mao da Mitsulixo e CAOA é pior que ficar na mao do PT, se as picapes diesel tem manutencao cara, a l200 (e tudo da mits. custa 4 ou 5 x mais é ridiculo!) . Problemas de superaquecimento.

Frontier: nao suporta bem muito peso, tem que colocar calcos ou redimensionar os feixes de mola, pois arria com 1 tonelada facil, acabamento feio mas duravel...

RAM: caminhao da morte, peças caras (tipo l200) muito peso desnecessario, como é um caminhão, td nela é absurdamente pesado, por exemplo o chassi chega a ser o dobro do peso da f250, pode ter 330 cavalos, mas carrega 2 picapes, tem o problema de quebrar a suspensao e o carro fica sem controle, com ou sem peso!

 

Enfim... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nao deu pra ler o tópico inteiro, mas vamos lá: 

 

1- Qualquer camionete de 1990 pra cá, tem que obrigatoriamente puxar com tranquilidade cargas acima de 1 tonelada, um pouco de desempenho deve ser perdido, claro, mas não pode ser grande, se estiver, algo tem de errado com o carro. Essas picapes tem em média peso de reboque acima de 2.5 a 3 toneladas! Só me preocuparia algumas l200 (outdoor e gls) que tem problemas de superaquecimento (com ou sem carga...). Inclusive as mais antiguinhas, tipo s10 2.8 leva sem problema essa carga.

 

2- Há cargas e cargas, claro que 1 ton baixa é bem mais fácil de levar que 700 kilos com 3 metros de altura.... Aerodinamica é muito forte, principalmente numa carretinha onde passa pelo carro e bate nela novamente com força máxima (diferente do caminhão que não tem perfil aerodinamico pra suavizar).

 

3- Um erro comum é levar grandes cargas no reboque e ainda encher o carro de peso, a BEM grosso modo, podemos dizer que a cada 1 kilos adcionado no reboque, retira-se 3 kilos de dentro do carro, portanto, se a capacidade de digamos carregamento da picape é 1 tonelada + 5 ocupantes (1.500 kilos), se vc colocar 1 tonelada no reboque, pode tirar 333 kilos de dentro do carro, do contrario vc vai forcar tudo, de eixo, pneu, freio, cambio, motor, ate as soldas e chassis.

 

Vamos lembrar que as F1000 e D20 carregavam muito mais que essas picapes de hoje em dia (por causa da estrutura) e com motores com 1/3 ou menos da potencia dos atuais e iam para qqr lugar do brasil. Uma d20 turbo plus, leva 1.000 kilos que nem sente e tem apenas 150cv, hoje a picape menos potente é a amarok com 180cv e muiiito menos peso e com vantagens na tracao.

 

Falar em qualidade nas picapes medias disponiveis hoje no BR é mesma coisa que defender o PT, nenhuma delas é perfeita ou realmente boa.

 

Mas hoje eu colocaria a frontier como a melhor delas, ou se preferir a menos pior delas.

 

Nao é a mais forte, nem a mais nova, nem a que tem o melhor desempenho, muito menos a que tem o melhor acabamento, mas ao menos não é a pior em nada, possui quase tudo que as outras tem e diante dos problemas cronicos de todas elas, é a que tem menor indice de dor de cabeca e brioco piscando a cada partida.

 

Quem anda numa hilux atras volta ou com hernia de disco ou chorando, quem anda na frente sente falta de potencia frente as outras picapes

Amarok: ah nem vou comentar do golzao de 150 mil... perda de tempo

S10: bate os plasticos mais que uno de frota, tem tido problemas eletronicos.

Ranger: tem a borracha que fura e nao da sinais pro motor, simplesmente o motor fundi e a temperatura no painel esta perfeita. Nao tem pecas no Brasil inteiro. Comum ficar ate 11 meses esperando pecas (estou saindo da ford por isso). Acabamento de lataria ruim, cacamba menor que a cabine e onde o olho nao ve a coisa fica feia..

Triton : tem a melhor suspensao e soh. Ficar na mao da Mitsulixo e CAOA é pior que ficar na mao do PT, se as picapes diesel tem manutencao cara, a l200 (e tudo da mits. custa 4 ou 5 x mais é ridiculo!) . Problemas de superaquecimento.

Frontier: nao suporta bem muito peso, tem que colocar calcos ou redimensionar os feixes de mola, pois arria com 1 tonelada facil, acabamento feio mas duravel...

RAM: caminhao da morte, peças caras (tipo l200) muito peso desnecessario, como é um caminhão, td nela é absurdamente pesado, por exemplo o chassi chega a ser o dobro do peso da f250, pode ter 330 cavalos, mas carrega 2 picapes, tem o problema de quebrar a suspensao e o carro fica sem controle, com ou sem peso!

 

Enfim... 

 

precisar rever seus conceitos, até pq sua lista está incompleta.

legal::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Procura uma camionete automática para rebocar um conjunto de barco / carreta e carga pesando 1,8 ton? A longo prazo melhor comprar um F4000 para o transporte do equipamento e levar os pescadores na camionete. É mais barato mais confortável e menos estressante.

        Eu reboco o meu com um Golf ou uma Strada Adventure.

 

Já pensei em usar um caminhãozinho 3/4 mesmo, mas o problema é para colocar e tirar o barco da agua.

Além disto, pescamos geralmente só de 2 pessoas e se for mandar o barco no caminhão com motorista separado e irmos na caminhonete encarece muito.

Se formos no caminhão fica muito desconfortável, além do problema do encalhe.

 

Continuo usando a Hilux mesmo, acredito que tenho conseguido fazer a velocidade média de um caminhãozinho 3/4 mesmo, e o consumo tem ficado em torno de 6 Km/l.

 

Veja foto próximo à Caetité/BA

 

http://s42.photobucket.com/user/paulinhomacuco/media/DSC00994_zpsace2f0cd.jpg.html?sort=3&o=1

 

DSC00994_zpsace2f0cd.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho uma nova ranger e puxo uma lancha de 19 com 115 4 tempos, não sei o peso do conjunto, mais ela puxa sem reclamar parece que não esta puxando nada, só tem que tomar um pouco de cuidado para frear, a distancia para parar aumenta consideravelmente. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...