Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Renato Abreu

Arremessar ou não na filhoteira ? enquete

Você arremessa na filhoteira?  

75 votos

  1. 1. Você arremessa em cima de uma filhoteira?

    • Sim.
    • Não. Nunca arremesso.
    • Às vezes. Só quando a pescaria está muito difícil.


Posts Recomendados

Boa tarde turma !

 

Aproveitando o gancho do amigo Fernando sobre o ciclo de cuidado com os filhotes, venho aqui compartilhar uma preocupação com todos vocês. Todos nós já tivemos aquela fissura quando vemos uma grande filhoteira se formar na proa do barco ! se acertar o ponto e passar com a isca em cima da "baby ball" é ataque na certa ! as vezes salva aquele dia difícil , muito comum nos nossos dias na Amazônia. O problema é que nos esquecemos que se acertarmos o casal, os filhotes ficam totalmente desprotegidos e mesmo após a soltura...talvez seja tarde demais.

E aí turma...arremessar ou não na filhoteira ? doeu::

Abraço a todos !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpem amigos, mas não consigo me conter e não arremessar, tem que ter muito sangue ''frio'', as vezes a pescaria está difícil e não dá pra perder uma oportunidade destas, muitas vezes pode ser um grande exemplar, apesar de que eu nunca acertei um grande tucunaré em chuveirinho, mas já vi. Se fosse pensar no lado do peixe e tal, quantas vezes não fisgamos exemplares e sem saber nem ver estamos prejudicando os filhotes? Me perdoem, mas se fosse pensar assim então nós nem deveriamos pescar, pois usamos garatéias afiadas e de certa forma causa algum dano aos peixes. Entendo totalmente opiniões contrárias, mas eu arremesso todas vezes que vejo, e procuro soltar o mais rápido possível. Pra mim quem depreda as espécies são pescadores profissionais, com redes, e os matadores que acabam com nossos rios matando tudo que vêem pela frente,  e não eu que peguei um peixe na filhoteira. Bom, essa é minha visão sobre o assunto, espero que entendam. Valeu!  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Xandego eu não arremesso no chuveirinho...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arremesso um metro pra frete  :gorfei:  :gorfei:  :gorfei:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tema de posicionamento antagônicos e polêmico.

 

Mas gostaria de pontuar brevemente:

 

arrow:: Muitas vezes o "chuveirinho" está acompanhado do casal. Desta forma, se apenas um dos pais for fisgado, em tese, não haveria perigo para a prole porque o outro ainda os protegeria. Ainda há o fato de que Cichlideos costumam abrigar os filhotes na boca quando na iminência de um perigo, mas isso até um determinado tamanho.

 

arrow:: Apesar de geralmente o casal estar acompanhando, o ser humano pescador É FOMINHA, e pesca acompanhado, então assim que um deles fisga o primeiro peixe, o segundo logo arremessa, aí os filhotes ficam à merce. não tem jeito. buaa::

 

arrow::  Ainda existem os casos em que um dos peixes já foi capturado, então os filhotes só tem um dos pais pra protegê-los, em geral a fêmea porque o macho é o protetor e ataca primeiro. Neste caso, muito comum nas represas do centro-sul, boa parte da prole será perdida, porque mesmo tendo a mãe, ela tem que se alimentar, deixando as crias desprotegidas durante este período.

 

arrow:: No caso dos açús amazônicos, é muito mais comum encontrarmos o casal pois a região é imensa e principalmente porque se pratica o pesque e solte do açú. 

 

Diante disso acho que pegar só um dos pais não seja tão prejudicial, mas pegar o casal deve ser evitado. 

Então só um peixe por chuveirinho OK  tchau::

abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpem amigos, mas não consigo me conter e não arremessar, tem que ter muito sangue ''frio'', as vezes a pescaria está difícil e não dá pra perder uma oportunidade destas, muitas vezes pode ser um grande exemplar, apesar de que eu nunca acertei um grande tucunaré em chuveirinho, mas já vi. Se fosse pensar no lado do peixe e tal, quantas vezes não fisgamos exemplares e sem saber nem ver estamos prejudicando os filhotes? Me perdoem, mas se fosse pensar assim então nós nem deveriamos pescar, pois usamos garatéias afiadas e de certa forma causa algum dano aos peixes. Entendo totalmente opiniões contrárias, mas eu arremesso todas vezes que vejo, e procuro soltar o mais rápido possível. Pra mim quem depreda as espécies são pescadores profissionais, com redes, e os matadores que acabam com nossos rios matando tudo que vêem pela frente,  e não eu que peguei um peixe na filhoteira. Bom, essa é minha visão sobre o assunto, espero que entendam. Valeu!  

 

 

Grande João. 

Vc foi realista  ao extremo.  ::tudo::

 

Só pontuo diferente na questão da pesca profissional e da responsabilidade de nós como pescadores amadores.

Não dá pra jogar toda a responsabilidade nos profissionais, embora sejam eles os maiores responsáveis.

 

Se pudermos fazer um pouco que seja como amadores sempre será um ponto positivo.

Aliás pontos positivos vc sabe bem como fazer através da divulgação de seu portal que já atingiu alcance GLOBAL. ::tudo::  ::tudo::

Abração João!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado Rodrigo ::tudo:: . Na verdade os pescadores profissionais eu não condeno, mas sim pescadores que agem fora da lei e das cotas de abate, proibições, etc. Mas pior que isso são os pescadores com um elevado nível de vida, gastando uma ''nota preta'' nos pacotes e matam tudo que vêem pela frente acabando com os nossos pesqueiros.

 

Sobre os chuveirinhos, todas as vezes que fisguei algum peixe foram apenas um. Sei lá, ainda não fisguei um dublê com o parceiro assim, não sei porquê. Acho que porque nunca arremessamos ao mesmo tempo para um não atrapalhar o outro.

 

Sobre fazermos a nossa parte, o certo mesmo seria não arremessar , queria eu chegar ao nível máximo da preservação e me conter nessas horas. mas como disse não consigo me conter  oloko::, meu coração dispara doeu::  . Mas tento ao máximo divulgar a pesca esportiva e o lema do ''pesca e soltar''. 

 

Sobre suas primeiras constatações, foram perfeitas. Entendo perfeitamente, muito bom! Valeu!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cada qual com seu ponto de vista.

 

Neste caso prefiro ser mais um observador. Gosto de ver a folia dos filhotinhos...é a natureza em festa.

Não arremesso e prefiro tentar enxergar se o casal esta nadando em baixo e ver o comportamento deles.

 

Apenas observar é também uma forma de ter prazer e deixar a vida seguir seu rumo naturalmente.

 

Abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu arremesso também, mas já fiz o seguinte, tirei o mais rápido que pude as garateias e fiquei brincando com a filhotada com uma zara, muito show era um ataque atrás do outro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos...SIM... eu sempre arremesso em cima da filhoteira, ou melhor, 1 metro pra frente e pra direita....hehee..

 

Quantos de nós, quando vamos pescar principalmente tucunarés, ouvimos aquela história de: "eles estão chocando"...

É isso aí, os bichos transam mais q nós....hehee...toda vez q vou pescar, ou tão de casal, ou tão chocando, ou isso ou aquilo.

 

Pesco muito pouco para me dar ao luxo de dar a volta quando vejo uma filhoteira. Confesso q ainda não cheguei nesse nível de conservacionismo...hehee.. ::tudo::

 

Ah, e criei a enquete lá no topo do tópico....por favor votem lá... ::tudo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ao fisgar o peixe vc causa um ferimento no mesmo, ja expliquei isso algumas vezes no forum mas repito: peixe ferido é considerado peixe DOENTE pelo cardume, só tem duas opções para o mesmo:

 

a) ser morto por canibalismo,

b) ser excluido do cardume e servir de isca para predadores e deixar o cardume viver.

 

sao absolutamente RARISSIMAS as vezes que um peixe doente ou ferido retorna a sua vida, ou isso ocorre pelo mesmo ser um predador muito grande e portante ter forças e opulencia pra se manter vivo ou por uma sorte da vida de nao ser pego ate sua ferida ser cicatrizada (o que é ainda mais raro, visto que um peixe sangrando atrai predadores vorazes e não costuma brigar pela vida se mantendo inerte).

 

portanto, ainda que o pesque solte seja lindo na camera, na pratica nao é bem assim que ocorre. Se vc tira um peixe do tal chuveirinho (que imagino ser uma cria de peixes juntos) sendo pai ou mae ou irmao, vc esta acabando com a vida dele, mesmo retornando ao rio.

 

dificil é fazer o povo entender isso. Vida na natureza nao é como a vida no facebook onde tudo é perfeito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ao fisgar o peixe vc causa um ferimento no mesmo, ja expliquei isso algumas vezes no forum mas repito: peixe ferido é considerado peixe DOENTE pelo cardume, só tem duas opções para o mesmo:

 

a) ser morto por canibalismo,

b) ser excluido do cardume e servir de isca para predadores e deixar o cardume viver.

 

sao absolutamente RARISSIMAS as vezes que um peixe doente ou ferido retorna a sua vida, ou isso ocorre pelo mesmo ser um predador muito grande e portante ter forças e opulencia pra se manter vivo ou por uma sorte da vida de nao ser pego ate sua ferida ser cicatrizada (o que é ainda mais raro, visto que um peixe sangrando atrai predadores vorazes e não costuma brigar pela vida se mantendo inerte).

 

portanto, ainda que o pesque solte seja lindo na camera, na pratica nao é bem assim que ocorre. Se vc tira um peixe do tal chuveirinho (que imagino ser uma cria de peixes juntos) sendo pai ou mae ou irmao, vc esta acabando com a vida dele, mesmo retornando ao rio.

 

dificil é fazer o povo entender isso. Vida na natureza nao é como a vida no facebook onde tudo é perfeito.

 

Discordo de você amigo. Não estamos falando de cardumes, e sim de um casal e sua prole, e sobre o ferimento, normalmente os anzóis não machucam o peixe nem ao ponto de sair sangue. Há fatalidades, mas são raras. Quantas vezes já peguei o mesmo peixe várias vezes? O amigo Rodrigo Sgambatti que o diga, pescou o mesmo tucunaré em Serra da Mesa, três vezes. 

 

Sobre o pesque e solte, acho lindo sim, e muito eficiente, ja comprovei isso nas minhas pescarias. Não sei de onde tirou fundamento para tudo que disse, sobre o peixe ferido é peixe doente e não vivera.. Minha percepção é diferente. Respeito seu ponto de vista, mas não entendi muito bem. Valeu! ::tudo::  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na ultima vez que estive em Barcelos tentei me conter...deixei todas para meu Sogro (que não acertou nenhuma)...quando o piloteiro olha, aponta e diz que e um grande (falam de 8 kg pra cima) não e fácil se conter...na próxima prometi que não vou nem olhar pra não cair em tentação....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na ultima vez que estive em Barcelos tentei me conter...deixei todas para meu Sogro (que não acertou nenhuma)...quando o piloteiro olha, aponta e diz que e um grande (falam de 8 kg pra cima) não e fácil se conter...na próxima prometi que não vou nem olhar pra não cair em tentação....

 

A única vez que vi um chuveirinho em Barcelos, o guia disse: Acerta que é açu grande!

Eu todo nervoso arremessei e peguei o peixe, era um borboleta  doeu::  doeu::  doeu::  doeu::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cada qual com seu ponto de vista.

 

Neste caso prefiro ser mais um observador. Gosto de ver a folia dos filhotinhos...é a natureza em festa.

Não arremesso e prefiro tentar enxergar se o casal esta nadando em baixo e ver o comportamento deles.

 

Apenas observar é também uma forma de ter prazer e deixar a vida seguir seu rumo naturalmente.

 

Abç

mestre::  mestre::  mestre::  mestre::  mestre::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ao fisgar o peixe vc causa um ferimento no mesmo, ja expliquei isso algumas vezes no forum mas repito: peixe ferido é considerado peixe DOENTE pelo cardume, só tem duas opções para o mesmo:

 

a) ser morto por canibalismo,

b) ser excluido do cardume e servir de isca para predadores e deixar o cardume viver.

 

sao absolutamente RARISSIMAS as vezes que um peixe doente ou ferido retorna a sua vida, ou isso ocorre pelo mesmo ser um predador muito grande e portante ter forças e opulencia pra se manter vivo ou por uma sorte da vida de nao ser pego ate sua ferida ser cicatrizada (o que é ainda mais raro, visto que um peixe sangrando atrai predadores vorazes e não costuma brigar pela vida se mantendo inerte).

 

portanto, ainda que o pesque solte seja lindo na camera, na pratica nao é bem assim que ocorre. Se vc tira um peixe do tal chuveirinho (que imagino ser uma cria de peixes juntos) sendo pai ou mae ou irmao, vc esta acabando com a vida dele, mesmo retornando ao rio.

 

dificil é fazer o povo entender isso. Vida na natureza nao é como a vida no facebook onde tudo é perfeito.

 

Nunca li tanta besteira...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado Rodrigo ::tudo:: . Na verdade os pescadores profissionais eu não condeno, mas sim pescadores que agem fora da lei e das cotas de abate, proibições, etc. Mas pior que isso são os pescadores com um elevado nível de vida, gastando uma ''nota preta'' nos pacotes e matam tudo que vêem pela frente acabando com os nossos pesqueiros.

 

Sobre os chuveirinhos, todas as vezes que fisguei algum peixe foram apenas um. Sei lá, ainda não fisguei um dublê com o parceiro assim, não sei porquê. Acho que porque nunca arremessamos ao mesmo tempo para um não atrapalhar o outro.

 

Sobre fazermos a nossa parte, o certo mesmo seria não arremessar , queria eu chegar ao nível máximo da preservação e me conter nessas horas. mas como disse não consigo me conter  oloko::, meu coração dispara doeu::  . Mas tento ao máximo divulgar a pesca esportiva e o lema do ''pesca e soltar''. 

 

Sobre suas primeiras constatações, foram perfeitas. Entendo perfeitamente, muito bom! Valeu!

 

Quando eles percebem a presença da ameaça (Nossas iscas) o macho ataca e a fêmea recolhe os filhotes e se evade para um lugar mais seguro.

Talvez vc tenha percebido que depois de pegar o peixe, o chuveirinho some. É porque eles estão com a fêmea. 

 

Contudo, se vc pegar o peixe e os alevinos ficam espalhados , é porque o outro peixe já não estava mais ali.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que se o cabra acha que é isso é predação, ele não deveria nem pescar!

Deve ser um monge, que não caminha a noite, para não pisar nos gafanhotos, como vi certa vez em um filme....veja bem: num " filme"...

vamos ser contra montar em cavalos pra não machucar o bicho, fim dos rodeios e vaquejadas!!!

Rapaz....deixa dilson, para com ilson...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Escutem só.

Em uma palestra com o Juninho do pesca e cia. Ele disse q os filhotes precisam do macho e a fêmea para atender a ninhada. Disse q sem o macho a fêmea não consegue cuidar sozinha e sem a fêmea o macho acaba comendo os alevinos. Não sei se isso procede, foi oq ouvi.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, CLIQUE AQUI para postar com a sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...