Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Marcel Werner

Modelos de iscas X anzóis Inline - na prática!

Posts Recomendados

Olá, amigos!

 

Este tópico contém a parte prática sobre os anzóis Inline nas iscas artificiais. Para quem não acompanhou, a discussão sobre os motivos está em outro tópico, consulte em caso de dúvida.

 

O único aspecto que eu não falei no tópico da discussão foi que a isca arranha menos. Eu menosprezei a importância deste fator, mas aqui é Brasil, uma simples Bonnie custa o olho da cara, toda economia é bem vinda. Inclusive, você pode usar uma Sará Sará, que é top e baratinha, por muito mais tempo. 

 

Cabe lembrar que eu não tenho qualquer patrocínio, vivo da minha operação de pesca, portanto tudo que está aqui é sincero, são as coisas que eu realmente uso, que compro com meu dinheiro e acredito ser o melhor. 

 

Vou separar em duas partes: iscas amazônicas e iscas não amazônicas. A intenção é que este tópico seja colaborativo, então sofrerá atualizações e adições, com os devidos créditos. Portanto, após um tempo, revisite, pois você pode ter algo a contribuir, tirar uma dúvida nova ou ainda encontrar algo que não tinha visto antes.

 

ISCAS AMAZÔNICAS

 

Quase sempre, iscas parecidas receberão os mesmos anzóis. Também há muito menos modelos de anzóis do que de garatéias, então foi mais fácil encontrar o melhor, que até o momento em que escrevo é o Decoy Sergeant Jigging'n Single.

 

Vocês vão notar que tem anzóis de outras marcas nas fotos, são ainda dos testes, eu insistirei com eles até que todos abram, assim posso ver suas fraquezas. Quando eu falar de varas de 20 lb para algumas iscas, abro a possibilidade de uso do Owner 3/0 e Decoy 2/0. Para varas de 25 lb, somente Decoy 3/0 em diante.

 

Vamos começar pelo principal. T20, Realis Pencil 110, Sará Sará 120, as principais iscas de superfície usadas na Amazônia vão todas muito bem com o 3/0. Vale também para Vaprax, João pepino da KV, Entre outras de 11/12 cm. 

 

IMG_6123.jpg

 

IMG_6120.jpg

 

IMG_6126.jpg

 

Algumas iscas são mais fininhas, o 3/0 fica grudando nas costas. Para estas iscas, anzol 2/0 e varas de 20 lb, em lugares onde a quantidade de peixes é o maior atrativo, e não o tamanho. É o caso da Sticknina 110, Hunter Bait, Sammy 115, Giant Dog-X, e, provavelmente, da Bonnie 107, só saberemos quando alguém testar e postar aqui o resultado.

 

IMG_6124.jpg

 

O PopQueen 105, considerado o popper mais eficiente para os Açus, também vai de 2/0, assim como os mais acessíveis Barracudinha e Stick Popper, ambos da Borboleta. Vou experimentar este ano o popper do momento, que é o Feed Popper, da Tackle House, no tamanho 130 com 3/0, queria também um do tamanho 100 com 2/0, mas não encontrei na cor que eu gostaria.

 

IMG_6125.jpg

 

Algumas zaras mais compridas, entre 13 e 14 cm, estilo Super Spook, são bem populares, mas eu particularmente só gosto da Bowstick. Ela pega anzóis 3/0, assim como a maioria das iscas deste perfil. Já iscas mais volumosas como Miss Carnä 140 e Red Pepper Magnum vão melhor com 4/0. 

 

IMG_6127.jpg

 

Abro agora um espaço para uma observação extra. Sei que muitos estavam ansiosos para eu falar qual anzol vai na Rover e Bonnie 128, seja porque gostam muito dessas iscas, seja porque já notaram que elas possuem uma diferença. Eu tenho aqui uma isca com a mesma característica, chamada Iron Mouth. Os pitões dela são ortogonais ao maior eixo da isca, ao invés de longitudinais. Em palavras mais fáceis, eles são cruzados ou virados. A foto abaixo deixa bem claro. Devemos lembrar que precisamos de um anzol forte e um split ring forte (vale frisar que é importante usar 1 split ring, nem 2, nem 0), e que o anzol precisa ter um olho largo o suficiente para a argola se movimentar livremente. Depois de muitas buscas, encontrei o Owner SJ41, foto abaixo. É caro, porém funciona, é leve e de bom formato. O 1/0 funcionou bem na Bahia, agora vou testar o 3/0 na amazônia.

 

IMG_6128.jpg

 

Saindo da superfície, temos as twitch baits, a maioria pega anzol 2/0, como a Perversa e a SubWalk 09, além da Curisco 110. Na verdade, caso use algum modelo forte de anzol 3/0 que não se cruze facilmente, poderá usar estas iscas com mais chances de tirar um peixe grande. Desculpem a sinceridade, mas eu não gosto destes modelos de isca, nenhum desse tipo, mesmo já tendo usado e comprovado sua altíssima produtividade, os 3 citados.

 

Eu prefiro usar iscas de barbela. Toda a sensualidade da Saruna 125F e até da 147MAX são dispensáveis na amazônia. São iscas fantásticas, mas o Açu não está nem aí pra elas, se recolher direto pega mais do que ficar trabalhando sofisticado. Assim, acaba que uma reles Inna 135 é super eficiente, assim como Juana da Borboleta e, claro, as iscas tops de meia água, Maria The First 140F, Aile Magnet, K-Ten etc. Todas essas grandonas pegam 4/0, o que é ótimo. Já a Saruna 125, eu usaria com vara de 20 lb - lembrando: Decoy 2/0 ou Owner 3/0 como na foto abaixo. Power Minnow e a maior das Raptor também são excelentes iscas.

 

IMG_6119.jpg

 

IMG_6118.jpg

 

HÉLICES

 

Estas merecem um capítulo à parte. Vou começar relembrando um princípio: a isca deve ser facilmente abocanhada, para que fisgue dentro da boca do peixe ou nos seus lábios. O anzol contribui para isto acontecer. Mas isso também significa que, quando a isca não entrar na boca do peixe, terá mais perdas, e é aí que o pescador tem que analisar o que quer. Se reduzir a isca, vai ter mais peixes fisgados. Se não reduzir a isca, vai perder a maioria dos peixes pequenos e também alguns ataques de peixes grandes. Se o peixe grande estiver ativo, ele vai atacar de novo, então não tem problema e dá mais emoção ainda, na pior das hipóteses você vai ver muitas porradas, ainda que não pegue o peixe. Se estiver manhoso na hélice, opinião minha, você está usando a isca errada. Simples assim.

 

Jet 120, pegadeira demais, apesar do visual controverso. Já peguei um peixe de 82 cm no Lago do Maçarico com esta isca e ela mata a pau no Vazzoleri Camp também. 3/0 nela, mas por ser fininha tem que ter atenção para o anzol não laçar a isca.

 

IMG_6131.jpg

 

Também tenho usado a Rip 4.25"e a Caribe de 4.5", já tem até uma Dojô parecida com esta Caribe. Todas precisam da substituição dos pitões pelos CCM, exceto no pitão da hélice, desde que você tenha uns de reserva, não precisa ser tão grosso, porque você nunca irá colocar anzol ali, então pode aguentar até ele ficar fininho. Anzol apenas na barriga, em tamanho 4/0, Decoy ou Owner. O interessante dessas iscas pequenas é que não cansam o pescador. Tive uma cliente que arrebentou da ripzinha e pegou até de 16 lb, assim como um garotinho de 11 anos que só conseguia pescar com esta isca de hélice, pegando peixes de até 14 lb. Falta eu testar com o Açu, mas devido à hélice ser igual à da Rip 5.25", acredito que terá o mesmo bom desempenho. Essa isquinha só com 1 anzol grande fica muito matadeira e quase não gira o corpo. E o peixe pode levar pra onde ele quiser, que não vai enroscar.

 

IMG_6129.jpg

 

Já no tamanho mais comum, que é 5.25", anzóis 5/0, ou até 6/0, pode ser Decoy ou Owner (acho que o Owner até 5/0 só, o 6/0 é meio exagerado até para iscas de quase 20 cm). Você deve testar isca por isca para achar o equilíbrio. Algumas iscas podem receber um pitão extra no corpo, outras não. Com 2 anzóis na barriga é melhor para quem gosta de puxar hélice bem rápido.

 

IMG_6168.jpg

 

3A4B435A-AA2A-4094-8ADC-71CE3E3FFF11 2.jpg

 

FD221565-FA28-47F0-80D0-E9356533746B 2.jpg

 

 

ISCAS NÃO AMAZÔNICAS

 

Agora, as iscas que usamos nas pescarias de tucunarés fora do paraíso. 

 

Para varas de 17lb: anzóis Decoy e Owner, mas notem uma coisa muito importante. O menor Decoy é 2/0 e tem tamanho intermediário entre os Owner 1/0 e 2/0. Portanto, você deverá usar a sua sensibilidade e fazer as alterações que julgar necessárias, pois você provavelmente não tem o equipamento idêntico ao meu e nem trabalha a isca exatamente como eu. Essas diferenças naturais entre as pessoas vão provocar pequenas diferenças na preferência, mas nada que seja muito distante, a ponto de alterar o equilíbrio das iscas.

 

2/0 da Owner ou Decoy: Bonnie 95, Giant Dog-X, Sammy 100, Aile Magnet 105, Borá 10 (contribua)

 

IMG_6170.jpg

 

Ideais para Owner 1/0: Saruna 110F, Fakie Dog 90, Sledge 6F, Silent Assassin 99F, Queen 90, The First 90, Firestick, Red Pepper 10cm, X-80, Dog-X Speed Slide & One Knocker,  (contribua)

 

IMG_6171.jpg

 

Para varas de 14 lb e 12 lb: Aqui, o VMC 7237 #1 ganha destaque, devido a ser resistente, com ótimo formato e, o que pesa mais, o fator preço. Sim, é absurdamente mais barato que os já comentados até aqui. Por isso, e para nossa sorte, a maior das listas de iscas para tucunarés azuis e amarelos é justamente com esse anzol.

 

VMC #1: T10, Bonnie 85, Realis Pencil 85, Water Moccasin, Mudscuker 80, Dog-X S ou W antiga, Wavy 85S, Saruna 95F, X-rap 08, X-80JR, Squad Minnow 80, Vision 95, Bream Pencil, Fakie Dog 70, 
Rozante 77, MS Raptor 70, Brava 77 (contribua)

 

IMG_6136.jpg

 

IMG_6137.jpg

 

Para varas de 10 lb: aqui entram as iscas específicas para pescarias de amarelinhos. Eu prefiro molinete nesta categoria. Os anzóis da Gamakatsu são bem caros, mas são finos, fortes, afiadíssimos (nunca fisgue o tucunaré com esse anzol, ele já vai se fisgar só de triscar na isca, é incrível como entra fácil no peixe) e bem leves para não alterar o nado da isca. Basicamente, uso apenas 2 tamanhos.


O Gamakatsu 53SALT #2 em todas as iscas que eu testo e aguentam. Dog-X JR, Wavy 65S, Saruna 80F, Rozante 63, Athlete F7 "gordinha" (contribua)

 

IMG_6138.jpg

 

 

E o Gamakatsu #4, o menor que uso, para iscas miudinhas que o #2 fique grande: X-70, Athlete F7 "magrinha", e outras miudezas que não lembro direito, acho que são poucas nessa lista, quando falamos de tucunarés. Mas contribua se souber de algum que não falei.

 

IMG_6139.jpg

 

EXCEÇÃO: a Realis Pencil 65, apesar do #2 se cruzar com relativa facilidade, eu achei que fica perfeitamente equilibrada, então uso #2 mesmo com esse inconveniente. Se você não gostar, diminua o anzol.

 

IMG_6140.jpg

 

 

Só lembrando: este tópico sofrerá acréscimo de fotos e modelos de isca com o passar do tempo, para que sirva como livro de referências. Eu mesmo tenho centenas de iscas para postar, mas você pode me ajudar. Envie fotos que eu vou acrescentando no tópico inicial, com os devidos créditos.

 

Espero que tenha sido útil.

 

Forte abraço a todos e boas pescarias.

 

IMG_6135.HEIC IMG_6134.HEIC IMG_6130.HEIC IMG_6133.HEIC

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bem Marcel tá dando show nestes tópicos mesmo. Como te disse vou testar algumas lá com açus daqui 2 semanas em BAZ. Pena que estará no acampamento quando eu chegar em Manaus, mas nos vemos noutro dia para uma boa cerva, outro churras e conversas.

 

Olho no Zan por lá heim, o danado tá doido pra subir o recorde.

 

Depois te conto como foi por lá.

 

Abraço e vai Corinthians ......

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 29/08/2019 em 06:14, Tejota Bettio disse:

Show... Como sempre contribuindo bastante. 

Valeu, Tiagão!

Em 29/08/2019 em 08:54, JCKruel disse:

Caro Werner,

 

Se alguma dúvida existia, não existe mais!!

 

Obrigado por compartilhar. Post excelente.

 

 

 

 

Valeu, Kruel!!

Em 29/08/2019 em 12:49, Octávio Amaral disse:

Muito bom!!!!

Valeu, Werner!!!!

Valeu, Octávio!

11 horas atrás, Guilherme Liotti disse:

Show de bola ! Hoje coloquei em algumas mas para os dourados. Vamos ver a diferença. Na próxima para os tucunas vou testar também. 
 

Boa, Guilherme! Depois conta pra gente, vai ser ótimo ter um capítulo no relato da pescaria sobre o que você achou da mudança. Abraço!

1 hora atrás, Edson C. Martins (CAPITÃO) disse:

Muito bem Marcel tá dando show nestes tópicos mesmo. Como te disse vou testar algumas lá com açus daqui 2 semanas em BAZ. Pena que estará no acampamento quando eu chegar em Manaus, mas nos vemos noutro dia para uma boa cerva, outro churras e conversas.

 

Olho no Zan por lá heim, o danado tá doido pra subir o recorde.

 

Depois te conto como foi por lá.

 

Abraço e vai Corinthians ......

Quanto mais subir esse recorde, melhor. Kkkk E ele merece, além de ter capacidade para tal. Em breve nos encontraremos e vamos à Arena mais uma vez. Quero ver seu relato da próxima pescaria. Forte abraço e muitos açus na linha!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sensacional o tópico Marcel!!!

vou fazer o teste em algumas iscas nessa temporada, vamos ver se me adapto bem.

e assim que tiver o resultado pode ter certeza que comento aqui para compartilhar com todos.

obrigado por compartilhar amigo.

abraço. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 31/08/2019 em 19:33, Guilherme Oliveira Barion disse:

Marcel, 

 

Quando você classifica pela libragem da vara, você diferencia devido ao casting da vara e peso de cada isca?

abs 

Guilherme,

 

Essa é difícil de explicar. 

Nem casting, nem peso de isca. É o power e a ação. Varas mais rápidas e mais potentes abrem mais facilmente o mesmo anzol. Exemplo: se você usava garatéia Owner 4x #1 na T20, como eu usava, numa vara Rapala Gold 25 lb, que é bem firme, de vez em quando abria, mesmo sem enrosco. Mas se usasse uma vara de 17 lb, quando uma garatéia dessa abriria? Nunca! Só no enrosco, que é quando você perde o controle, que é feito através da vara. É isso que estou tentando explicar. Nos Gamakatsu, vem indicando na embalagem a libragem, não sei como eles chegam nesses valores, mas eu sempre interpreto isso como a libragem máxima de vara que eu devo usar com aquele modelo. E, mesmo assim, se a gente estiver no limite e vacilar, vai abrir. 

 

Esses limites são sutis e certamente vão mudar de pessoa pra pessoa, conforme o jeito de pescar. Essas são as minhas recomendações, conforme a minha prática. 

 

 

7 horas atrás, Ricardo Nagatomo disse:

Sensacional o tópico Marcel!!!

vou fazer o teste em algumas iscas nessa temporada, vamos ver se me adapto bem.

e assim que tiver o resultado pode ter certeza que comento aqui para compartilhar com todos.

obrigado por compartilhar amigo.

abraço. 

 

Valeu, Ricardo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Onde vocês compram esses anzóis in line? O maior tamanho que encontrei foi o 2/0 da Owner, mas nas iscas tipo T20 não ficou muito boa, perdeu o trabalho de stick. O trabalho de zara ficou bom achei.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 02/09/2019 em 22:50, Fabrício Biguá disse:

Super tópico. Mais um pregado...palmas::

Valeu, chefia! Abraço!

Em 04/09/2019 em 19:03, Augusto Mestieri disse:

Gostei muito do post. Ótimas informações. Obrigado

 

Disponha, Mestieri! Abraço!

21 horas atrás, Tejota Bettio disse:

Vamos aos testes!! Aproveitei e chamei mais duas apostas...  Ima Little Stick 135 e Realis Fangpop 105.

 

Vou modificando e atualizando aqui. 

20190907_173916.jpg

Boa, Tiagão!! Depois manda pra nós aqui o resultado. Abração! 

14 horas atrás, Ricardo SK disse:

Onde vocês compram esses anzóis in line? O maior tamanho que encontrei foi o 2/0 da Owner, mas nas iscas tipo T20 não ficou muito boa, perdeu o trabalho de stick. O trabalho de zara ficou bom achei.

Os maiores, na Ermanay e na Sugoi. Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Marcel Werner disse:

Valeu, chefia! Abraço!

Disponha, Mestieri! Abraço!

Boa, Tiagão!! Depois manda pra nós aqui o resultado. Abração! 

Os maiores, na Ermanay e na Sugoi. Abraço!

Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 20/09/2019 em 04:57, Luciano (Cachorrão) disse:

Que tópico Top. E lá vamos nós gastar mais um dinheirinho e começar os testes.

Valeu, Luciano! Depois conta pra nós o que achou. Abraço!

20 horas atrás, Ricardo R. Monteiro disse:

Excelente tópico. Me ajudou muito. 

Estamos aqui pra isso! Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E aí Werner, tudo bem?

 

Estou passando só pra deixar aqui a impressão pessoal que tive acerca deste assunto que propôs.

 

Acompanho sempre que posso suas postagens. São bem redigidas, fundamentadas e abrangem temas interessantes. 

Logo que vi este tópico e o de título "Anzóis no lugar de garatéias - como e porque", decidi acatar suas sugestões e testar algumas destas montagens inline na Amazônia.

 

Sinceramente gostei bastante do resultado, que foi sim surpreendente. Tanto é que resolvi, doravante, abolir o uso de garatéias por lá. 

Confirmei cada vantagem apontada por você nos tópicos. Dentre tantas, de fato:

 

* As fisgadas se mostraram mais eficientes, quase sempre no canto da boca, no canivete. De tão bem fisgado no canivete, dava mais trabalho extrair o anzol.

 

IMG-1934.thumb.JPG.aa3ea40a3e696d9882fcd3697136de3e.JPG

 

IMG-3022_-_C%C3%B3pia.jpg.877b40f2fa2d87fc4dcb23dd556ae20c.jpg

 

* O anzol em si dificultou que os peixes escapassem na briga e as capturas foram mais esportivas, não tendo havido fisgadas que não fossem na boca do peixe;

 

IMG-1892.thumb.JPG.f07bba8f1aa6c41c01332e24d708033c.JPG

 

* As substituições que fiz, seguindo suas orientações quanto ao tamanho dos anzóis em algumas marcas de iscas, não desbalancearam, nem comprometeram o trabalho de nenhuma das iscas que testei. 

 

A desvantagem que destaca é sem dúvida que a substituição pesa mais no bolso.

 

Uma vez que tive acesso a estes tópicos há poucos dias de nossa pescaria em SIRN, agora em Outubro 2019 e tendo em vista escassez no mercado nacional, não me foi possível adquirir os tão bem indicados Decoy Sergeant Jigging'n Single.

 

Sendo assim, não me restou escolha senão improvisar: considerando a semelhança de qualidade/resistência e disponibilidade imediata, resolvi ir de Decoy Pike Type R - Js- 3 - Jigging, tamanhos 2/0 e 3/0 usado geralmente em pesca de água salgada com isca natural e como assist hook de slow jigging. Tem curvatura diferente dos Decoy Sergeant Jigging'n Single, mas se mostrou não menos eficaz.

 

Eles foram parar em algumas de minhas principais iscas amazônicas: Trairão, River2Sea 128, Bonnie 128, Jumpin Minnow t20, Pop Queen 105; Red Pepper 110; Hunter Bait, Curisco 110 . . .  E, os Lone Diablo BKK 4/0 foram para duas Hélices de minha predileção: Caribe Lures e High Roller.

 

PHOTO-2019-09-13-11-43-36.jpg.c560f6ddbc0c09d75cac0cb4aae6ec08.jpg

 

Estes anzóis não possuem olhal grande e invertido. Então, antes de comprar entrei em contato com o amigo Matheus da MVA Pesca e por Wathsapp pedi para que confirmasse se o olhal do azol tinha espaço suficiente para que o splint ring de 100lbs ficasse bem solto e ficou:

 

 

Nas iscas o anzol não travou, ficou livre, funcional.

No pitão da barriga das River2Sea 128 e Bonnie 128 ficaram perfeitos, pois são cruzados, virados.

 

Há quem diga que a manobra que fiz em seguida para que servissem nos demais pitões e iscas interfere na resistência do anzol e tals . . . Sendo certo ou não, pela urgência do momento - proximidade da viagem e interesse em testar as montagens - deliberadamente dei calor nos olhais e os torci alinhando-os com uso de dois alicates.

 

Se esta manobra compromete ou não a liga do metal, o que por ora tenho condição de afirmar é que nenhum deles abriu. Resistiram tranquilamente a muitas capturas de pequenos e médios e tirei da água alguns bitelos bem nervosos. 

 

IMG-3025.jpg.0cf8e3c8b518a9f1fc2a71baae1b2998.jpg

 

IMG-3031.JPG.ad36759ccc6719de26561b00c3fea23b.JPG

 

Com relação à iscas de hélice usei também esta tabela para substituir os anzóis Lone Diablo BKK, disponível na rede:

unnamed.jpg.3f67ce8873d78327af4fd912171c4337.jpg

 

Achei a espessura deles meio bruta, porém são bem leves. Quanto a resistência não deu para verificar, porque feita a substituição as fisgadas realmente ficam consideravelmente mais complicadas. O peixe dava cabeçadas na isca jogando-a pra todo lado, dando show de perseguição sucessiva, mas não entrava nem a pau.

 

Enfim, cada um é cada um. Se naquele momento específico for possível ao pescador se permitir partir para a verdadeira diversão de pescar e não a de pegar peixe, acho que vale a pena os anzóis nas hélices no lugar das garatéias.

 

Fico por aqui. Desculpa a delonga. Agradeço pelas informações disponibilizadas e influência na mudança de paradigma. 

 

Forte abraço meu irmão e linhas sempre esticadas! 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Considerando a temporada e nível do Cuiuni e Alegria em Setembro deste ano quando estive por lá, pude testar e verificar que o sistema in line é bom mesmo, o nado e facilidade de arremesso (precisão) da bonnie 128 melhorou muito, tanto quanto da duo reallis 110, deu pra tirar alguns peixes do mato, capim e perto de outras estruturas como cipós e molongos sem dificuldade, inclusive, da pra arremessar no meio sem medo, o que muda é que quando a ponta dos anzois batem de frente nos molongos ou outras estruturas, finca na hora e não sai facil não. Resumindo, foi muito boa a experiência e já mantive algumas iscas montadas no sistema in line com certeza.

 

Final de janeiro/2020 estou voltando pra BAZ pra complementar esta temporada e compensar com uns açus mais brutos. O importante é estar lá.

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 09/11/2019 em 20:26, Geordânio Félix disse:

E aí Werner, tudo bem?

 

Estou passando só pra deixar aqui a impressão pessoal que tive acerca deste assunto que propôs.

 

Acompanho sempre que posso suas postagens. São bem redigidas, fundamentadas e abrangem temas interessantes. 

Logo que vi este tópico e o de título "Anzóis no lugar de garatéias - como e porque", decidi acatar suas sugestões e testar algumas destas montagens in line na Amazônia.

 

Sinceramente gostei bastante do resultado, que foi sim surpreendente. Tanto é que resolvi, doravante, abolir o uso de garatéias por lá. 

Confirmei cada vantagem apontada por você nos tópicos. Dentre tantas, de fato:

 

* As fisgadas se mostraram mais eficientes, quase sempre no canto da boca, no canivete. De tão bem fisgado no canivete, dava mais trabalho extrair o anzol.

 

IMG-1934.thumb.JPG.aa3ea40a3e696d9882fcd3697136de3e.JPG

 

IMG-3022_-_C%C3%B3pia.jpg.877b40f2fa2d87fc4dcb23dd556ae20c.jpg

 

* O anzol em si dificultou que os peixes escapassem na briga e as capturas foram mais esportivas, não tendo havido fisgadas que não fossem na boca do peixe;

 

IMG-1892.thumb.JPG.f07bba8f1aa6c41c01332e24d708033c.JPG

 

* As substituições que fiz, seguindo suas orientações quanto ao tamanho dos anzóis em algumas marcas de iscas, não desbalancearam, nem comprometeram o trabalho de nenhuma das iscas que testei. 

 

A desvantagem que destaca é sem dúvida que a substituição pesa mais no bolso.

 

Uma vez que tive acesso a estes tópicos há poucos dias de nossa pescaria em SIRN, agora em Outubro 2019 e tendo em vista escassez no mercado nacional, não me foi possível adquirir os tão bem indicados Decoy Sergeant Jigging'n Single.

 

Sendo assim, não me restou escolha senão improvisar: considerando a semelhança de qualidade/resistência e disponibilidade imediata, resolvi ir de Decoy Pike Type R - Js- 3 - Jigging, tamanhos 2/0 e 3/0 usado geralmente em pesca de água salgada com isca natural e como assist hook de slow jigging. Tem curvatura diferente dos Decoy Sergeant Jigging'n Single, mas se mostrou não menos eficaz.

 

Eles foram parar em algumas de minhas principais iscas amazônicas: Trairão, River2Sea 128, Bonnie 128, Jumpin Minnow t20, Pop Queen 105; Red Pepper 110; Hunter Bait, Curisco 110 . . .  E, os Lone Diablo BKK 4/0 foram para duas Hélices de minha predileção: Caribe Lures e High Roller.

 

PHOTO-2019-09-13-11-43-36.jpg.c560f6ddbc0c09d75cac0cb4aae6ec08.jpg

 

Estes anzóis não possuem olhal grande e invertido. Então, antes de comprar entrei em contato com o amigo Matheus da MVA Pesca e por Wathsapp pedi para que confirmasse se o olhal do azol tinha espaço suficiente para que o splint ring de 100lbs ficasse bem solto e ficou:

 

 

 

Nas iscas o anzol não travou, ficou livre, funcional.

No pitão da barriga das River2Sea 128 e Bonnie 128 ficaram perfeitos, pois são cruzados, virados.

 

Há quem diga que a manobra que fiz em seguida para que servissem nos demais pitões e iscas interfere na resistência do anzol e tals . . . Sendo certo ou não, pela urgência do momento - proximidade da viagem e interesse em testar as montagens - deliberadamente dei calor nos olhais e os torci alinhando-os com uso de dois alicates.

 

Se esta manobra compromete ou não a liga do metal, o que por ora tenho condição de afirmar é que nenhum deles abriu. Resistiram tranquilamente a muitas capturas de pequenos e médios e tirei da água alguns bitelos bem nervosos. 

 

IMG-3025.jpg.0cf8e3c8b518a9f1fc2a71baae1b2998.jpg

 

IMG-3031.JPG.ad36759ccc6719de26561b00c3fea23b.JPG

 

Com relação à iscas de hélice usei também esta tabela para substituir os anzóis Lone Diablo BKK, disponível na rede:

unnamed.jpg.3f67ce8873d78327af4fd912171c4337.jpg

 

Achei a espessura deles meio bruta, porém são bem leves. Quanto a resistência não deu para verificar, porque feita a substituição as fisgadas realmente ficam consideravelmente mais complicadas. O peixe dava cabeçadas na isca jogando-a pra todo lado, dando show de perseguição sucessiva, mas não entrava nem a pau.

 

Enfim, cada um é cada um. Se naquele momento específico for possível ao pescador se permitir partir para a verdadeira diversão de pescar e não a de pegar peixe, acho que vale a pena os anzóis nas hélices no lugar das garatéias.

 

Fico por aqui. Desculpa a delonga. Agradeço pelas informações disponibilizadas e influência na mudança de paradigma. 

 

Forte abraço meu irmão e linhas sempre esticadas! 

 

 

 

 

Geordânio,

 

Sensacional o seu relato. Que bom que as dicas foram úteis e você ainda inovou em cima das possibilidades que encontrou. 

 

Mais um pescador comprovando a eficiência do anzol no lugar de garatéias, de maneira geral. 

 

Quanto ao uso nas iscas de hélice, lamento que tenha tido uma produtividade ruim. Comigo, aconteceu o mesmo com iscas grandes. O Peixe raramente entra. Ainda consegui alguns peixes grandes, usando apenas 1 anzol na barriga de uma Tucunarex de uns 16 cm. Mas, de fato, perdi muitos mais. Na Rip de 4,25”, aí sim tenho feito boas capturas. 

 

Independente da pescaria, o conceito de usar anzóis implica necessariamente em usar iscas que sejam facilmente enxarutadas pelos peixes, o que não é o caso de grandes hélices. Nestas, por mais cruel que seja, garatéias ainda possuem aproveitamento melhor, pois são iscas que “lambam” o Peixe por fora, não são colocadas na boca dos peixes porque são excessivamente grandes para isto. 

 

Ressalvo que, em nome da causa, mesmo abrindo mão de peixes que me trariam resultados estatísticos ou fotos de trofeus, seguirei usando anzóis em grandes iscas de hélice, das quais a minha preferida é a Big Game Woodchopper, sem ser a Slim, gosto da que come Big Mac. Depois de perder muitos peixes e me convencer de que não tem como o anzol funcionar bem nestas iscas, aí sim voltarei a usar garatéias nestas iscas. Mas, tirando este caso, só uso anzóis. 

 

Mesmo nas pescarias de azuis e amarelos, precisamos tomar o cuidado no dimensionamento das iscas - fazendo assim, os anzóis estarão sempre na faixa de tamanho proporcional à boca do Peixe. 

 

Parabéns pelos resultados e por ter utilizado seu precioso tempo de Pesca em plena Amazônia testando uma novidade. Com certeza o seu relato será útil para que mais pessoas possam aprender e ter mais recursos visando o sucesso. 

 

Forte abraço e que continue com as linhas sempre bem esticadas. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 10/11/2019 em 16:09, Edson C. Martins (CAPITÃO) disse:

Considerando a temporada e nível do Cuiuni e Alegria em Setembro deste ano quando estive por lá, pude testar e verificar que o sistema in line é bom mesmo, o nado e facilidade de arremesso (precisão) da bonnie 128 melhorou muito, tanto quanto da duo reallis 110, deu pra tirar alguns peixes do mato, capim e perto de outras estruturas como cipós e molongos sem dificuldade, inclusive, da pra arremessar no meio sem medo, o que muda é que quando a ponta dos anzois batem de frente nos molongos ou outras estruturas, finca na hora e não sai facil não. Resumindo, foi muito boa a experiência e já mantive algumas iscas montadas no sistema in line com certeza.

 

Final de janeiro/2020 estou voltando pra BAZ pra complementar esta temporada e compensar com uns açus mais brutos. O importante é estar lá.

 

 

 

Muito bom, meu grande amigo!

 

Fico feliz que este recurso esteja sendo útil em suas pescarias. Acho muito importante que use com confiança nas situações em que enxerga vantagens e que volte às garatéias quando se sentir mais à vontade com elas. Também terá uma comparação individual dos resultados e um leque enorme de possibilidades. Me parece que a maioria das pessoas está agindo como você, enquanto outro tanto está partindo 100% para anzóis, ao menos nas iscas facilmente enxarutáveis. 

 

E vamos juntos construindo conhecimento. 

 

Forte abraço e que venham monstros em janeiro! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Processando...

×
×
  • Criar Novo...