Ir para conteúdo

O FTB foi atualizado e otimizado.

Antes, para visualizar todas as nossas salas, era preciso descer a barra de rolagem por muito tempo. Isto dificultava a nossa vida, principalmente a dos novos usuários, que não encontravam as salas/assuntos de interesse.

Agora as salas foram transformadas em "sub salas" e incluídas em grandes fóruns.

Esperamos que tenham gostado. :amigo:

Líderes


Conteúdo Popular

Mostrando conteúdo com a maior reputação desde 20-03-2014 em todas áreas

  1. 10 pontos
    SIRN - Out17 - Torresmo Açu Team - Barco: Angatu Açu Turma: Fabrício Biguá, Xandego, Marquinhos Biguá, Castelano, Caio Pinelli, Alberto Megda, Thiago Theroure, Douglas Iber, Rodrigo Durante, Ricardo Nagatomo, Denis Nagatomo, Paulo Emi, Eduardo Camargo, João Poiani, Paulo Lamatia e Tio Du. Condições de Pesca: Péssimas. Água do Rio Negro e dos afluentes ainda altas, pior, todos subindo. Pescaria é isca na água e "desencanamento". A Torresmo Açu Team surgiu há alguns anos atrás, quando um dos pescadores do grupo levou um balde cheio de torresmo de porco pra pescaria. Sabe aquele torresmo monstro q vem com carne junto!??! Esse é muito melhor...rsrsr. No ano seguinte, durante os preparativos para a próxima pescaria que teria como base a mesma turma de pescadores, o nosso amigo Eduardo Camargo resolveu criar uma camisa pra turma...Ao pedir sugestões para o nome da turma, bastou a lembrança do torresmo enorme...rsrs... Açu vem do tupi-guarani e significa GRANDE/MAIOR, nome perfeito para a turma de cachaceiros comedores de torresmos gigantes...kkkk E assim este grupo se mantém unido até hoje. Eu, que chegava e pescar com 04 turmas diferentes por ano em SIRN, passei a adotar esta turma como a minha titular. E sabe porque?!?! Pq estes estão lá para se divertirem, para descansarem das chateações diárias, para fugirem dos problemas, para comer e beber bem, e ainda, PARA FERRAREM OS ENORMES TUCUNARÉS AÇUS. Todos pescam muito, mas muito bem. Todos sabem que encontrar os enormes tucunas depende de vários fatores. Se formos descobrindo como chegar nos brutos, eles vão pular em cima da isca. E foi assim que marcamos mais esta pescaria para o ano de 2017. Abaixo algumas fotos da turma já reunida no Restaurante Amazônico (top, top, top)....e na direita o segundo tempo na Cachaçaria do Dedé (pra variar e para fazer as comprinhas de última hora, né?!?! hehe. Nosso amigo Caio Pinelli ainda saiu de lá com 09 bonés, 3 varas, 5 rolos de linha e umas 20 iscas...kkkkk... + As 6h da manhã partimos de Manaus rumo a SIRN. Voo tranquilo, mas bastou entrarmos no barco para a chuva cair em cima...rsrs.. Abaixo uma foto que sempre desanima os que estão chegando - a ausência de praias no Negrão. Na direita o nosso transfer até a beira do rio. + As notícias não eram as melhores. Ao perguntarmos para nossos guias como estavam os afluentes, a resposta veio como um machado em nossas cabeças.... "Fabrício, a água subiu 1m, 1 metro e pouco, desde a primeira semana de setembro (semana do Alexandre Dick)". Se o nível estava mais alto que no começo de setembro, sabíamos que teríamos q "remar" muito pra acertar os peixes. Pra ajudar, a pesca esportiva em SIRN está uma zona. O prefeito criou um decreto ilegal (q não regulamenta lei alguma), mas para evitar um mal maior e desgosto nos pescadores q só querem se divertir, os operadores cumprem um rodízio maldito que vem sendo feito por lá. Hoje, apenas um único barco por rio, pode subir os 05 afluentes de SIRN, além da região do Atauí. O IBAMA, sob fortíssimas suspeitas de estar sendo bancado por empresas estrangeiras (sejam operadores, sejam ONGs), estava lá sob a desculpa de ordenar a pesca esportiva. Fato é q eles fecharam 02 rios bem no começo da temporada sem comunicarem os operados que estariam por lá. Mas isso fica pra depois, pois eles já foram denunciados e uma hora a porrada come. Não irei estragar o nosso relato falando desta cambada de espertalhões q, juntamente com estes políticos q temos, ajudam a lascar o País. Mas, pelo fato de eu estar participando das discussões do COTA - que é a associação dos operadores de pesca de SIRN - consegui me ajustar com os outros operadores de SIRN. Agora a estratégia estava feita. Tínhamos 03 dias para testarmos, se não desse certo, partiríamos para o Plano "B". Quanto mais subíamos o afluente, mais a água dava sinais de que não iria ceder rapidamente. A cada 24h o nível subia cerca de 4cm ou 5cm. Bom mesmo foi apenas a semana ensolarada. De chuva mesmo, apenas 30 minutos durante toda a semana. Mas o rio não tinha uma praia sequer em seu leito. Geralmente não se pega nada com este nível de água...mas não tínhamos outra opção a não ser a de pescar. Nos 2 primeiros dias eu e o parceiro Xande embarcamos dezenas de tucunarés de pequeno e médio porte. Usando Bonnie 128 ou Jummping Minow, chegamos a embarcar mais de 50 peixes durante 1 único dia. Mas peixe grande, NADA....sequer um ataque, NADA. A pescaria foi essa pra todo o restante do grupo. Muita ação de peixe médio/pequeno. Apenas um ou outro que já foram agraciados com belos exemplares. + + + + A expectativa não era boa. Dava pra perceber que alguns da turma estavam perdendo as esperanças, mesmo sabendo que na base da insistência uma hora ele aparece. E assim fomos nós...garimpando daqui e dali. Acertando um monstrinho vez ou outra... = Caio (acima) acertou este belíssimo exemplar logo nos primeiros dias. Acima nosso amigo Ricardo (vulgo Garú), acertou este monstrinho tb. Abaixo (esq) o novato Denys (irmão do Garú). Pensem num cara figura?!?! Ele é muito mais. Basta ele chegar pro inferno se instalar...kkkk...O "mau" se instala e uma super sacanagem estará sendo bolada...kkkkk...Top demais... + Esta turma é fudida demais...rsr..Basta que uma canoa se junte a outra para as outras 06 venham também...kkkkk...Música alta e muito mel na parada (a lata de fanta estava cheia de pinga....kkkk.. + Carpincho (vulgo Douglas), Beto Megda. Carpincho de novo, Durante, e, ao fundo, o guia Loro. Abaixo o Maurão, com sua hélice 24h, acertou um bom peixe. = E enquanto isto o Marquinhos tentava encontrar a cabeça de porco (a da macumba) q enterraram pra ele... Foto com datador, Sr. Poiani?!?! Aí num dá, né?!?! Num dia lá, logo cedo, eu e o Xande entramos na boca de um lago. Logo atrás outra voadeira, nesta, nossos amigos Denys e seu pai, o Doutor Miagui, ops, Sr. Paulo Emi (olha o respeito, rapá)...Depois de não ter sucesso na Bonnie, resolvi colocar uma hélice e arremessar para o centro do canal. Bastaram 10 arremessos pra este monstrinho aí acertar a isca já pertinho do barco (foto acima)...Ô porrada bem dada...rsrs. Peixe dominado, fotografado e solto. O Paulo Emi ainda chegou a fazer um vídeo do bicho sendo embarcado. Abaixo o também novato, apenas no grupo, mas um novo amigo q se mostrou titular logo no primeiro jogo, João Poiani. O cara não veio pra brincar. Dupla do Marquinhos, acertou este monstrão... Mas foi no terceiro dia a coisa ficou meio feia para alguns. Como peixe grande não saiu para todos, os pescadores com "menos fé"...rsrsr...cogitavam a ideia de descermos para o Negro. Eu sabia que a situação estava feia, mas a ideia de descer para o Negrão e disputar lagos com outra dezena de operadores não estava me agradando. Além disto, eu sabia q o Negrão estava subindo. Apesar desta turma buscar sempre qualidade, eu sabia que lá no Negro as chances PODERIAM ser ainda piores. Bom mesmo era que a turma estava muito preocupada em pegar peixe...rsrsr = Pedi um pouco de paciência pra todos. Como nosso barco hotel já estava parado no ponto final que escolhemos (bem onde achávamos que a água nova se encontrava com a mais quente), pedi para q todos se empenhassem mais no dia seguinte. Lagos melhores batidos e utilização das técnicas que estavam dando certo. O nosso grupo não tem frescura. O q está dando certo é rapidamente repassado aos demais... E lá foi a turma para o quarto dia de pesca. Eu e o Xande continuamos de parceiro...Entramos num lago onde os amigos já tinham pescador no dia anterior (e nós já havíamos passado direto por ele horas antes)...Mas resolvemos voltar e tentar a sorte mais uma vez, agora focados em tirar os bichos do mato. E não é que deu resultado?!?! Joguei uma Bonnie 128 lá no final do lago e dei umas fortes sticadas...E foi aí q vi o bicho passar rapidamente por baixo da isca, quando resolvi acelerar o trabalho dela fugindo...Não deu outra, o bicho veio por baixo, coisa de 2cm abaixo da isca, fazendo aquela marola por baixo dela, quando resolveu acerta-la a 1m do barco...POOOWWW...e tome-lhe linha nas costas...rsr.. Peixe dominado, fotografado e solto...e lá vamos nós rodar o lago novamente. Agora foi a vez do Xande, com uma Perversa pintada com as cores dos Fluminense (presente dos Mocorongos), acertar outro bruto que encharutou-na com vontade. = + Os félas Durante e Caio acertaram este belíssimo dublê. Este da direita mediu 86cm e pesou 24lbs. Nossa situação era deprimente...Olha só...rrsrs A noite o pau quebrava. Nosso mestre culinário Thiaguinho levou essas preciosidades lá pra cima. = Para quem não sabe o nosso amigo Thiaguinho está acompanhando grupos de pesca (ou não) que apreciam um churrasco "gourmet" hehe...e comida top, top, top. O cara tá arrebentando demais...aff... No dia seguinte eu e o Xande ainda conseguimos fisgar 2 bons peixes antes de irmos para o barco hotel. Lá, o nosso amigo Thiaguinho estava preparando uma costela de wagiu. Turma animada em se divertir (sempre) quando chegaram os dois últimos pescadores do dia, já na boca da noite, Caio e Rodrigo. Os caras estavam em êxtase. Quando perguntamos o que era, o Caio já voou de cima da voadeira para a água....rsrsr...Ele como sempre, pouco exagerado, né!??! kkkk Mas em meio aquela confusão toda conseguimos compreender que eles haviam acertado um monstro. Peso?!?! Um monstro com 26.5lbs de peso. Rodrigo havia acertado o peixe "de uma vida". + = Isca?!! Uma Inna da MS. Detalhe, pelo menos umas 5 voadeiras do grupo haviam passado por duas ou três vezes no mesmíssimo lugar naquele dia....rsrs. Ao ser explicado o local exato da captura, pelo menos 10 pescadores haviam pinchado exatamente naquele EXATO ponto. Mas, como o Caio sempre diz, "quando o peixe tem q ser seu, será!". Parabéns Durante...tu merece muito este peixe meu amigo... E foi nesta noite que quase afundamos o barco hotel...kkkk...Foram garrafas e mais garrafas de destilados, engradados de cerveja, sabe aquelas caixinhas de som JBL Extreme?!?! Acabamos com a bateria de umas 5 caixas daquela...kkkkk...A costela?!?! A melhor q o Thiaguinho já fez na vida (ou seria o excesso de mel?!?! )....Nada, e nem ninguém, atrapalharia a alegria dessa turma de pescadores. Até a turma mais experiente moeu na cachaça...rsr.. + TODOS se sentiram agraciados pela captura do amigo Rodrigo, afinal, este grupo é verdadeiramente um grupo. Todos se preocupavam com todos. Todos repassavam dicas e informações verdadeiras e úteis de suas capturas (ou quase capturas). Vez ou outra estávamos em 5 ou 6 voadeiras nos mesmos lagos...tudo, sem o menor estresse. Bom mesmo foi q estes monstros deram um outro "gás" na turma. Agora qualquer arremesso poderia acertar um bruto destes. E lá se foram todos atrás dos brutos. E não é que eles deram as caras?!?! Betão tb estava endemoniado nesta pescaria...Todos os dias ele pegou um bom peixe. Thiaguinho (acima) vai lá e acerta este monsssssttttrrrrooooo. Este foi o seu recorde, peixe com 22.5lbs, capturado depois de muitas, muitas pescarias lá pra cima. Puts, q peixe lindo da porra... E os brutos explodindo na hélice.... E abaixo um exemplo de foto bem batida pelo Tio Du... E assim seguimos com nossa pescaria. Já no Negrão, ainda conseguimos capturar bons exemplares também. Este Negro é duca, né?!?!...ô rio bonito do caramba... Último dia de pescaria e o cansaço já tomava conta de boa parte do grupo. Além disso, Negrão subindo... Neste dia, saí com o Marquinhos (ainda com a cabeça de bode enterrada). O parceiro estava desanimado, abatido. E não era por menos....faziam 3 anos que a macumba que jogaram em cima dele ainda estava funcionando. O cara não acertava um peixe grande. Mas tínhamos algumas horas para quebrar a maldição...kkkkk...e lá fomos nós. Período da manhã com mais 04 canoas no Jaradi (região acima de SIRN q faz divisa com a TI Médio Rio Negro II), região show de bola...Como disse lá pra cima, todos estavam pescando próximo...Dois pescadores batiam de um lado do paranã, e dois do outro lado. Tomamos algumas pancadas de peixes menores, mas nada de grande. Ao fundo, víamos que o nosso amigo Betão estava com peixe engatado na linha. O cara pegou um monstro logo após a passagem de 04 barcos pelo mesmo lugar, confirmando a teoria de que o peixe dentro do mato, escuta a isca a água e vem ver o que é. O problema é q o pescador já bateu naquele lugar e está longe do peixe... Foto do guia Bolo com o peixe do Betão. Linda foto, hein, Betão?!?! Câmera suja, sol nas costas... kkkk...o contrário da perfeição...kkkk, féla... Paramos na praia da saída do Jaradi para almoçar. Lá, os nossos amigos do Baquara Team. Trocamos algumas informações, e lá fomos nós novamente. Na saída da canoa encontramos com a dupla Thiaguinho e Caio...Os caras estavam no Lago do Mamá e nos falaram q tinha peixe grande mas não queriam entrar na isca. Eu e o Boto resolvemos tentar assim mesmo...afinal, difícil é encontrar o peixe...Se já encontraram, agora é fazer ele comer...economizando muito no tempo de pesca. Entramos no lago e começamos a bater. Ao passarmos exatamente pelo mesmo lugar onde o nosso amigo @Márcio Biguá havia pego um belo peixe no ano passado, um bruto veio atrás da hélice do Marquinhos e cacimbou-a ao lado da barco. E lá se vai linha da carretilha...rsrs... Peixe agarrado nas pauleiras quando o nosso guia pula na água atrás dele. Vcs acreditam que o guia veio com peixe agarrado pela boca e pelo rabo?!?! hehee...Sim, ele não usava as mãos para nadar. O cara foi uma foca ninja...rsrsr. Melhor foi ver a alegria do amigo...O feitiço estava desfeito... Soltamos o peixe e voltamos a pescar....E com mais 10 arremessos outro bruto caceta a minha hélice. Esta foi a terceira vez que um bom peixe acerta a minha isca na borda do barco..rsrs.. Bom demais. Peixe solto...e a certeza do dever cumprido. Durante uma semana tive a oportunidade de conviver com pessoas incríveis. Os mais experientes, Tio Du 1, Tio Du 2 e Paulo Emi foram de uma fineza ímpar. A tranquilidade dos caras "contamina" os mais novos. Na turma mais nova, a certeza de que mais uma vez o peixe foi apenas um dos detalhes da viagem. A tripulação do Angatu o nosso muito obrigado. Principalmente ao nosso garçom Ney, um doce de pessoa. E no dia seguinte lá vamos nós, de volta aos nossos lares com a certeza do dever cumprido. Corpo moído mas mente renovada...E assim foi a pescaria 2017 da Torresmo Açu. Vlw cambada.... E assim encerramos mais uma belíssima pescaria. Agradeço aos 15 amigos pela oportunidade conviver com eles por esta semana incrível. Se fosse descrever as qualidades de todos aqui, certamente não seria justo. Todos fizeram com que a pescaria fosse única. Ao pessoal do barco o nosso muito obrigado. Palavras do grupo: comida melhorou ainda mais este ano, guias fantásticos, colchões top de linha, e o melhor de tudo, um garçom q fez curso nos melhores restaurantes de Paris. Abs...e até o ano q vem!!! Aos que ainda estão lendo o relato, gosto de postar algumas situações engraçadas que surgem com o grupo. E esse ano tivemos duas situações q merecem ser compartilhadas...kkkkk... Historinha 1: Eu e o Xande pescando neste dia. Xande na frente e eu no meio do bote. Canalzinho estreito, e os dois arremessando do lado esquerdo da vegetação, quando o guia pede ao Xande para arremessar do outro lado, pois estava com mais chances de pegar o peixe. O Xande arremessa na direita e nada. Eu, no primeiro arremesso (ainda na esquerda) acerto um tucuna de 14lbs q era um demônio....kkkkkk O peixe não tinha pra onde correr e resolveu pular nas árvores...kkkkk...Um cena q nunca mais esquecerei (a cena do peixe e a cara do Xande)... ...pois o peixe saltava no meio do igapó...kkkkk Depois disso o Xande só arremessava ao contrário do q o guia recomendava...kkkkkk Historinha 2: Rio subindo 5cm por dia. Durante um almoço com a turma toda reunida na praia, o Marquinhos, ao descer da canoa, faz uma marcação do nível do rio na areia da praia (colocou um toquinho na linha da água). O Betão, muito FDP, viu ele fazer a marcação e ficou caladinho. Assim q o Marquinhos deu bobeira, o Betão foi lá e enfiou o toquinho pro fundo do rio...kkkkk (q FDP...kkk) Meia hora depois ele pergunta pra turma se alguém fez alguma marcação para saber como estava o nível... O Marquinhos saiu todo inocente e serelepe lá do meio do mato bradando...."eu fiz, eu fiz, eu fiz"...e foi em direção ao toquinho submergido. Colocou as mãos na cabeça e disse: "fudeu, fudeu...vamos embora daqui desta merda. É por isso q essa água tá fria e eu não pego nada. Tá explicado, tá explicado. Essa porr@ até subindo igual o Tietê em dia de enchente. Cara, eu nunca vi isso!!!".... E pior, a turma ficou caladinha...kkkkk. Todos desconversaram, e o almoço seguiu com o Marquinhos reclamando do repiquete....kkk Assim q o Marquinhos deu bobeira novamente, o Betão foi lá e retornou com o toquinho pra linha da água e ficou quietinho novamente...kkkk Meia hora depois o Marquinhos volta e se depara com o nível "antigo"....Coça a cabeça sem entender nada...E diz ao grupo q o nível estava muito estranho, pois havia secado o mesmo tanto. O Betão disse a ele que a razão da queda da água poderia ser atribuída ao fato da turma q estava dentro da água tomando banho, agora estar fora da água...kkkk E o Marquinhos ainda chegou a responder: "rapaz, isso aqui é um rio, num é um lago não"....kkkkk Ai a turma não aguentou... Até hoje todos riem da situação do amigo...kkkk..
  2. 7 pontos
    Amigos, desesperados por Amazonia que somos, não damos conta de aguentar até o Rio Negro baixar, então achamos um jeitinho de achar tucunarés amazônicos em julho e fazermos uma pré temporada... Meu gde amigo e operador Victor Villanova, havia em 2016 feito uma prospecção na cabeceira do Rio Camaiu, muito acima dos pontos de pesca tradicionais. E viu o gde potencial de pesca do local. O rio Camaiu nasce no sul da Amazônia, logo em seu inicio cruza a famosa Transamazonica, tem em seu leito diversas corredeiras, principalmente na região das cabeceiras. Ele é o principal afluente do Rio Sucunduri. Sua margem é composta por mata alta(muito pés de Jauari), e gdes barrancos o que faz com que no inicio da temporada já esteja na caixa. Em suas águas habitam os valentes tucunarés pinimas (os maiores pinimas da Amazônia), tucunarés popocas, matrinchas(gdes), trairás, pacus, bicudas(em maioria pequenas), cacharas e com alguma sorte pirararas. Há quase 20 anos, qdo ninguém ainda havia ouvido falar do Rio Sucunduri, eu participei de uma viagem no lendário barco Miss Bebel, que foi a primeira viagem de pesca esportiva deste rio. Não conhecíamos nada, chamamos ribeirinhos para nos auxiliar. Na semana seguinte o pescador esportivo Roald Andreta, volta lá com o Miss Bebel e junto de um ribeirinho, sobem um rio desconhecido, o "Rio dos Gigantes", e pescam pinimas de mais de 10kgs, foi até capa da revista, imagina, fiquei alucinado. Depois de muito tempo fomos saber que tal rio era o Rio Camaiu. E mesmo tendo pescado diversas vezes em sua foz, sempre sonhei em conhecer sua cabeceira. O gde Amigo Victor Villanova, montou então o Camaiu Camp, localizado na cabeceira deste rio, local com pressão de pesca zero. O acampamento tem tudo que o pescador precisa, chales isolados por dupla, camas confortáveis, banheiros e chuveiros privativos, boa comida, internet via satélite, barcos e guias, e o principal, muita cerveja. O local é estratégico, fica em um divisor(uma cachoeira), explorando acima e abaixo dela. Fui lembrado...kkk(Acho q no calculo da cerveja) Os dias que antecedem a pescaria, são sempre de muita ansiedade. No dia antes da viagem, recebo um presente do meu amigo Victor, uma vara Saint Croix SC III feito pelo habilidoso Alexandre Matsunaga, já de pronto foi para o tubo de vara. Desta vez tive que ir no sábado a noite, e perdi o almoço em Manaus. Lá encontrei o time de feras, meus amigos Ari, Alfio, Akira sam, Bento, Gustavo nero, Sr Mitsushi. Pena o oitavo integrante, o Rafael, ter adoecido as vésperas da viagem e não ter conseguido ir. Logo cedo, fomos ao Eduardinho pegar o Hidroavião, por se tratar de local muito distante e sem estradas ou pistas de pouso, este é o único meio de acesso. Vista aérea do teatro Amazonas Rio Negro ainda bufando de agua Mas na ponta negra já começou aparecer areia Voo muito tranquilo, impressionante a habilidade do piloto em pousar em um rio tão estreito. Fomos recepcionados pelo time de solo, logo começamos aquela vida difícil, montar os equipamentos, tomar cerveja... Almoçamos e partimos para luta. Sera q vai dar??? Optamos por descer o rio, neste trecho não existem ressacas, pescamos nos pedrais e no próprio leito do rio. Segundo arremesso, já tomo a primeira porrada, deu para ver que ia ser sofrido...kkkk Pegamos muitos pinimas, os maiores próximos a 4kgs. O anoitecer na pousada Segundo Dia, subimos o rio, pescamos até a ressaca do Cachorro, neste ponto a pescaria ocorre nas ressacas, pedrais, e praias. Simplesmente fantástica, foi o dia que mais pegamos, passamos 100 peixes fácil por dupla, era só parar na boca da ressaca e jogar um jig, ele nem descia, já tinha um tucuna preso. Neste dia o rio já mostrou para que veio, peixes de até 18lbs apareceram. Meus maiores neste dia foram 10 e 14lbs. Almoço na barranca 10lbs-isca jig 14lbs-isca jig sashimi de tucuna, sem preço Terceiro dia, subimos novamente o rio e fomos até a foz do Rio Branquinho, novamente impossível contar os peixes. Os amigos que pescaram com pequenas colheres, embarcaram muitas e gdes matrinchas. Neste dia apesar da quantidade não embarquei nenhum gigante. Mas quantidade, "nossa", era jogar jig no meio da lagoa, vinha de cardume, era até covardia. Interessante, este tb batia no jig... No fim do dia fizemos uma pescaria muito legal, pescamos, cacharas e piranhas com pedaço de peixe. A noite as piranhas brancas fizeram nossa festa, impressionante mesmo gosto do pacu Neste dia um fato curioso, o garçom foi buscar gelo, e viu o brilho de um olho na mata, qdo focou, era uma onça, voltou branco para o acampamento, tome gozação... Quarto dia, descemos em direção a corredeira da Onça. Muitos peixes e que nas corredeiras eles ficam muito fortes. Meu melhor peixe neste dia foi um de 9lbs. 9lbs-isca Jumping Minnow Imagina acordar com este quintal Quinto dia, voltamos subir o rio e fomos até a Ressaca do Cachorro, só que subimos batendo, este dia foi de peixe gde. Contagem uma linha estourada e 2 de 10lbs e 1 de 16lbs. Vão dizer que eu bebi, mas na verdade estava descansando de tanto pegar peixe...kkkk 10lbs-isca jig 10lbs isca Jumping Minnow 16lbs isca Jumping Minnow https://www.facebook.com/dini.dini.90260/videos/1940516312903928/ A noite caldinho de piranha Sexto dia resolvemos subir bastante, fomos até as corredeiras do Veado, neste ponto a pescaria se faz nos pedrais e no leito rio. Parecia pescaria de robalo na galhada, jogava a jumping minnow, esticava ela e vinha o bicho. Em uma das descidas vejo uma galhada, jogo a Jumping, dou dois toques e vem a cacetada, peixe bravo, pula, dou uns 6kgs de olhar, passa no meio dos paus e lá se vai uma 50lbs estourada. Subimos novamente o rio, nesta mesma galhada, jogo a isca e brinco, "quem sabe ele não esta ai??", dois toques aquela chupada que só peixe gde faz, mas não pega, jogo novamente mas erro o arremesso, cai um pouco a direita, venho esticando a isca, qdo acho q não vem mais, surge o macho do casal, um torpedo e explode, briga de gente gde. Meu maior pinima até hoje 17,5lbs, showwwwwwwwwwwwwwwwwww. Neste dia ainda fui brindado com mais um de 11lbs. 17,5lbs-isca Jumping Minnow 11lbs-isca jumping minnow mais alguns do dia Matrinchas, na brasa então... Muitas vezes ele ganha Sétimo dia, descemos o rio pescando, os amigos que optaram por matrinchas "lavaram a eguá". Pegamos muito peixe novamente, meu maior 10lbs. Um fato interessante abaixo da cacheira da onça o rio já começa pegar a represa do Rio Sucunduri, impressionante, deste ponto em diante o peixe totalmente inativo, rio morto, e olha que lá tem cada lagoa monstro(mas ainda tinha 1,5mts de igapó). 10lbs-isca Jumping Minnow Nunca vi saírem tantos tucunarés pinimas gde em uma semana, realmente é o Rio dos Gigantes. Fotos doas amigos Jose Bento Akira sam Alfio Gustavo Sr Mitsushi Como tudo que é bom tem que acabar, no domingo cedo a nossa carona de hidroavião já nos aguardava... Vamos ficar com saudades. Agradeço a toda equipe do Camaiu Camp, pessoal muito fera, em especial ao gerente o Rodrigo, que não mede esforços para agradar o cliente. Na volta levando umas lembranças de Manaus...Abacaxi e a pimenta murupi Sem esquecer a lembrança das crianças Como sempre, gosto de afirmar que meu ganho de vida é outro, e não recebo nenhuma vantagem financeira do operador para fazer propaganda, falo bem porque gostei. Contatos do operador-Victor Villanova https://www.facebook.com/victorvilanovamazon https://www.facebook.com/pages/Camaiú-Camp/1926317310973319?pnref=about.work https://www.facebook.com/vilanovamazon/?pnref=about.work (42) 99122-0016 http://www.vilanovamazon.com.br victorvilanova@me.com Material utilizado: Varas: -Saint Croix SC III 20lbs 5'6" by Waka Custom -Vara Venator SE 5'6" 17 e 20lbs Carretilhas: -Aldebaram MG7, Venator Lite, Daiwa tatulla Linha: Samurai 55lbs Leader: Line System 50lbs Snap glico e capella Iscas mais utilizadas-Jumping minnow(90% do tempo) e jigs. Não tive muitas ações de helice acredito pelas águas rápidas. Agradeço a Deus e minha amada falia por esta vida maravilhosa. Aguardando a temporada começar. Abs Boa semana e pescaria a todos Carlos Dini Para quem quiser acompanhar minhas pescarias: facebook https://www.facebook.com/dini.dini.90260 Instagram @pescadini #pesca_dini
  3. 7 pontos
    Boa noite amigos! Acompanho o Forum a algum tempo e hoje resolvi compartilhar com vcs esta aventura que é pescar na Amazonia. Ansiedade sempre a mil, sempre com várias informações positivas e negativas, felizmente todos do grupo sempre bem animados, várias contagens regressivas e várias expectativas, bem próximo da pescaria as informações que nos chegava que o nível da água ainda estava alto, noticias um pouco desanimadoras, mas como sempre ouvi falar muito bem do Panga (joelson), hoje meu amigo e proprietário da embarcação Tauá, sempre nos passando confiança que sua tripulação iria caçar os tucunarés sem medir esforços custe o que custar, e claro foi o que realmente nosso amigo o fez. Chegando o dia da pescaria nós os pescadores nos reunimos em Manaus para o entrosamento de todos integrantes pois o grupo era composto de vários lugares do Brasil. Finalmente hora de pegar o avião e voarmos direto para a tão sonhada pescaria. Chegando em Santa Isabel nos encontramos com com Panga, Aline e seus guias que nos recepcionaram muito bem, bora colocar as malas no caminhão tomar um otimo café regional na cidade e correr para o Tauá, embarcação que seria nossa casa por uma semana. Conhecemos na chegada todos da tripulação que posso falar todos são nota 1.000% desde cozinheira, camareira, garçom inclusive seus guias que estavam focados realmente em caçar os tucunas. Decidimos subir o rio Uneuxi. Pescaria começou muito boa várias explosões na hélice alguns peixes já capturados, já havia saído peixes de 17lbs 19lbs e um gigante de 21lbs e vários menores isso o primeiro dia, já imaginamos... essa pescaria vamos pegar muitos peixes grandes, mas a medida que subíamos as ações foram diminuído para nossa tristeza, constatamos que se tratava de repiquete. Mais como ja disse mais acima nosso amigo Panga rapidamente arrumou uma solução para o problema, reuniu todos da turma e nos explicou que iriamos navegar a noite toda da quarta feira e que amanheceríamos na boca do Uneuxi, para tentar explorar outros locais. Chegando na boca do Rio Uneuxi consegui fisgar mais um gigante esse de 20lbs que resultou em uma vara quebrada, o bicho pegou minha isca tão forte que esse foi o resultado. Esse ai foi a criança que destruiu minha vara. Pescamos os demais dias no Rio Negro, que por sinal estava secando muito rápido, lá também nossa turma conseguiu fisgar bons peixes, saiu mais alguns peixes de 15lbs à 20lbs, fora algumas linhas quebradas e outras surpresas que o rio Negro com suas lindas praias e seus maravilhosos lagos centrais nos proporcionaram. Integrantes Eu 🎣 Anderson – Caveira Breno Haroldo – Ninja Leandro – Mil Homens Sergio – Toni Ramos Alex - Aline Arildo - Joelson – Pangueta Rafael Jaiminho- ursinho Fizemos uma ótima pescaria para as condições encontradas, a equipe do Tauá soube lidar com a situação climática encontrada e nos proporcionou uma excelente pescaria.. Mas vamos a o que interessa!!! Manaus- SIRN Chegada em Santa Isabel Café regional top!!! Chegada na nossa moradia semanal escolha dos quartos Acomodações da embarcação Alguns de nossos peixes🎣📷🐟🐟🐟 Parceira de pesca, também conosco valeu a companhia Aline 🎣🎣🎣 Premiação da semana nosso amigo Haroldo ganhou duas iscas feitas especialmente para a equipe do Tauá. Luau que encanta qualquer pescador. Faltam algumas fotos do nosso companheiro Arildo que dobrou a semana fominha ele viu kkkkkk. E as fotos do nosso parceiro Haroldo que se encontra na maquina do Arildo. Enfim espero que tenham gostado. Mesmo com as adversidades climáticas foi uma pescaria top, e conseguimos tirar bons exemplares. Gostaria de agradecer a todos meus novos amigos que dividiram essa semana maravilhosa comigo em mais uma semana de pescaria e sem esquecer da família Tauá Adventurex que nos acolheu como se fossemos irmãos . Até a próxima.
  4. 6 pontos
    Há algum tempo tenho refletido sobre as razões do nosso FTB ter ser tornado, em grande parte das vezes, um fórum chato. Sim, chato pra caralh. Admito que é complicado tomar conta de tanta coisa, e por tantos anos. Há mais de uma década eu, o Kid M e o Xande, "perdemos" nosso tempo disponível, para manter este espaço prazeroso. Nos últimos anos demos uma esfriada. A explosão das outras mídias sociais mudaram a forma de acesso do nosso fórum (o q é assunto para outro tópico), mas o fórum tinha uma "cara" própria, de camaradagem, respeito, vontade de aprender/ensinar, e, por falha nossa, deixamos a coisa "correr frouxa". Via uma cutucada q um amigo dava em outro, uma resposta atravessada num outro, um mimimi descabido, e por aí vai...mas deixava a coisa se resolver sozinha. Ocorre q isto estava se tornando a nossa cara. Eu já tinha me cobrado para tentar reverter isto. Por estarmos aqui há tantos anos, sabemos exatamente o q dá certo e o que não dá. Quem está aqui para ajudar e quem não está, quem adora um barraco, quem odeia ser contrariado, e por aí vai. Atualizamos a plataforma, o layout, instalamos tudo o q há de mais moderno em se tratando de fórum, redistribuímos as salas, e aos poucos estamos tentando ajustar tudo. Deixamos tudo pronto para mudarmos!! Nos últimos meses, já havia comentado com a moderação e alguns usuários do fórum, que uma meia dúzia de usuários estava dando um rumo diferente do de antes, diferente do que acreditamos ser o ideal. Chegamos a alertar estes amigos para q parassem com provocações sem fundamento, com imposições de ideias, e etc. Em quase todos os casos o meu pedido foi ignorado, pior, deixaram claro que "eu sou assim, e, se não gostam, problema". Por estarmos em um local livre, fomos "empurrando com a barriga", afinal, regra alguma havia sido quebrada. Agora resolvemos agir nestes casos. Somos favoráveis a toda forma de posicionamento, desde que feita com educação. Ocorre que hoje, o posicionamento do nosso amigo @Angelo Roberto, num tópico pra lá de chato, me fez refletir e tomar uma nova decisão... Este foi o posicionamento do Angelo... "vejo sempre que muitos tem vontade de falar um pouco do que viu ou viveu, porém acabam se sucumbindo ao medo da patada." ...ou seja, estávamos/estamos no caminho errado. 😪 E foi assim que resolvi incluir mais uma regra nas formas de posicionamento feitas pelos nossos usuários. Não com restrição as ideias (q continuam e deve ser sempre livres), mas na forma de posta-las. Na forma de responder a um outro amigo. Ninguém é obrigado a conviver com grosserias e verdades absolutas. Ao invés do incomodado se mudar, resolvemos inverter a coisa. Então tá firmado: - grosserias descabidas, em resposta a alguma pergunta ou assunto, será analisada pela moderação, podendo, o grosso, receber advertências pelo tipo de postagem/provocação/grosseria. - caso o grosso, mesmo estando certo no posicionamento, contribuir para que a grosseria continue, continuará sendo advertido. - caso a "vítima" do grosso, responda sendo mais grossa ainda, a moderação tb irá adverti-lo. E caso a troca de grosserias continue, a moderação poderá banir temporariamente ou definitivamente o(s) usuário(s). No caso de banimento definitivo, TODAS AS POSTAGENS TAMBÉM SERÃO EXCLUÍDAS. Isso para se evitar futuros mimimis e ameaças. Postei um tópico no nascimento do FTB. O engraçado é que ele nunca saiu de moda (link mais abaixo). ...mas não importa o quanto você contribuiu positivamente com o fórum. Nada justifica agredir, provocar ou impor goela abaixo a sua opinião. Aqui somos TODOS IGUAIS...isso vale pra mim, q criei o fórum, passando pela moderação (q tb faço parte), pelo usuário com 10.000 mensagens, e vai até o usuário q se cadastrou há poucos minutos atrás. Respeitem o próximo para não serem os próximos a serem banidos. É só o que pedimos. Não é muito, né!??!
  5. 6 pontos
    OPERAÇÃO VILANOVA AMAZON – CAMAIU CAMP Depois de quase um ano de espera a turma se reúne novamente, e mais uma vez a operação de pesca escolhida foi a já consagrada Vilanova Amazon, do meu grande amigo, Victor Vilanova. Desta vez o destino era o Camaiu Camp, lugar sonhado e desejado por todos nós desde a experiência espetacular que tivemos no ano de 2018 em que por dois dias tivemos a oportunidade de pescar neste Rio quando tivemos a bordo do Angler II com a pesca focada no Rio Sucunduri. Deixo aqui o link deste relato da melhor semana de pesca da temporada do Sucunduri em 2018. Vista aérea do Camaiu Camp O GRUPO Falar deste grupo ao mesmo tempo em que é fácil por sermos amigos é uma responsabilidade imensa, tenho um carinho especial por cada um deles. Por isso o que posso dizer para resumir em apenas uma única palavra é: FAMÍLIA. @Evaldo Guerra - @Mozart - @Rafael Nunes Lima - @Igor Toniato - @Lucas Postali Furlani - Rogério Lima - Antonio Carlos Fortunato - Ederfishing Encontrando nas conexão em Brasília: Evaldo, Mozart, Eder, Rafael e Fortunato - Partindo de SP: Rogério e Igor. A grande maioria juntos há três anos e muitos outros virão. Todos nós chegamos um dia antes em Manaus (02 de Agosto) para já ir aquecendo e aproveitando a cidade. Passeio no encontro das águas, aquela tradicional visita no Teatro Municipal, na Feira, no Shopping Manaura, Sucuri Pesca e claro nos restaurantes da cidade. Eu fiquei no hotel, estava passando mal demais, tinha que ficar bem para pesca. A OPERAÇÃO Pescar com a Vilanova Amazon é ter um atendimento impecável em todos os sentidos, tudo é minuciosamente bem elaborado. Ao chegar em Manaus nos hospedamos no Hotel Quaity, super bem localizado e com muito conforto, com café da manhã muito bem servido e com muita variedade. Esta diária já é incluída no pacote de pesca. Chegar em Manaus e não ter custos a parte com Hotel na minha opinião é um diferencial da operadora. No domingo bem cedo, logo após o café da manhã, o translado já estava nos aguardando para partir para o aeroporto. Ter a comodidade de embarcar de hidroavião e já pousar no local de pesca é algo impressionante, faz toda diferença e é um show a parte. Preparando para decolar Boné top - cortesia da operação Com apenas 1h30min de vôo sobre a floresta amazônica já estávamos pousando no lindíssimo Rio Camaiu. Pousando no Rio Camaiu O CAMP Que lugar mágico! Realmente a áurea deste lugar é diferente de tudo que eu já vivi, você sente de fato que esta em meio à selva. Ambiente realmente selvagem, mas com um conforto impressionante e internet via satélite wi-fi, o que nos deixa mais próximos de nossas famílias. Os 4 quartos super amplos, com excelentes camas e um banheiro grande, cada quarto atende uma dupla. Área social para turma se reunir comendo petiscos, tomando uma e resenhando sobre como foi o dia de pesca e um refeitório bem grande que atende perfeitamente os 8 pescadores. Camp Vista do Camp Amanhecer do Camaiu A equipe do Camaiu Camp conta com: 1- Gerente ( Zilane mulher nota mil) 2 - Cozinheiras ( a comida é maravilhosa); 2- Camareiras (serviço de quarto e lavanderia nível 5 estrelas); 1- Garçon ( Ceará, com educação e atendimento preciso); 1 - Apoio (Chico, sempre pestativo) 4- Super guias (Magno, Toniel, Daniel e Preto) Grupo de pescadores e parte da equipe Vilanova Amazon A PESCA Foram seis dias completos de pesca, dias de muito, muito trabalho. Isca na água o tempo todo, sem descanso, acho que todos nós nunca trabalhamos tanta isca nas nossas vidas. O peixe estava super, mega, power, manhoso. Com alguns dias de pesca identificamos que os peixes estavam formando ninho, preparando para colocar as ovas e alguns já no choqueiro. Vimos muitos peixes grandes, só pinimas gigantes. O Rio Camaiu é onde se encontra os maiores pinimas do mundo. Peixe muito forte, nutrido nas corredeiras do Rio, não se entrega fácil e dá muito trabalho para tirar da água. Tivemos muitas histórias de peixes perdidos na beira do barco, linhas estouradas, snaps quebrados. Não vou descrever todas aqui, mas pode acreditar que são reais, não é papo de pescador. Eu mesmo perdi um peixe muito grande que correu em direção ao barco muito rápido e não tive nem tempo para trabalhar o bicho, o gigante saltou tão alto que quase caiu dentro do bote. Assim como eu vários dos amigos passaram por algo parecido, como o peixe estava manhoso muitas vezes o peixe tocava na isca, chegava a carregar mas não sugava e simplesmente soltava a isca. Só peixe gigantesco, a se tivessem atacando com vontade!!! Mas como todo esforço é honrado não saímos do Camaiu sem as recompensas, muitos dos amigos foram premiados com grandes pinimas. CHEGA DE PAPO E VAMOS AOS PEIXES Igor (Seu Alevino) - 70up Mozart (Moranguinho) - 70up Mozart e Guia Magno com maior peixe do primeiro dia Evaldo - sempre mandando bem Rafa e um pinima de coloração linda Eu e meus paquinhas Rafa e um pinima de 68.5cm que eu levantei para ele kkk Três arremessos com a bonnie e dois pacas Lucas com um paca de 73cm Rogério com um 60up (Ele pegou vários acima de 60cm e perdeu muitos também) Evaldo um pinimão de 75,5cm Rogério e mais um acima de 60cm Lucas com mais alguns belos exemplares lgor e mais um tucuninha Evaldo antes de perder a bonnie 128 para um gigante que quebrou seu snap EU E MEUS PEQUENOS PEIXES Impressionante como não tive sorte com peixe grande e os que bateram não ficaram, sem contar que perdi um gigante na hora de embarcar. Fortunato também passou por isso, mas pelo menos ele dominou as cacharas como verão mais abaixo. FESTIVAL DE CACHARAS Impressionante como tem cacharas no Rio Camaiu, se tirar uma tarde para dedicar nelas pega bastante. Com apenas uma tarde Fortunas pegou 12 e Moranguinho que estava pescando com ele pegou umas 8. Rafael parou 15 minutos e pegou 2 eu com coisa de 15 minutos também peguei um Jundia e um Barbado. Rogério e Evaldo também parou pouco tempo e pegaram algumas, inclusive fizeram duble. AS PAISAGENS DO CAMAIU MAIS ALGUNS MOMENTOS DURANTE A PESCARIA Logo na chegada no Camaiu Alevino rola no chão com chachorro (Ele é violento! kkk) e ainda faz jus ao apelido. Como eu disse : Ele é violento! kkkkkk Sashimi de piranha? Só arremessar uma meia água em frente ao Camp. Caldo de piranha? Teve também. Pescaria em alto nível. Magnata e Toniel, guias extremamente qualificados. Preto e Daniel também são espetaculares. Amigos que a pesca me deu, todo o grupo é minha família. Camisa que projetei junto a Presa Viva, ficou top demais. O GRANDE TROFÉU DA PESCARIA E DA TEMPORADA ATÉ O MOMENTO Rafael garantiu o maior pinima da temporada com quase 80cm e beirando aos 8kg. Com muita persistência, técnica e maturidade ele acertou esta placa de tucunaré que merece uma foto em destaque. Parabéns meu amigo, fiquei feliz demais por você. MOMENTO DA PARTIDA Alevino é violento mesmo, até na hora de ir embora me abre uma saidera, kkkkk. Deixando a nossa marca no Camp. AGRADECIMENTOS Em primeiro lugar agradeço a Deus pelo privilégio de desfrutar deste lugar e por amigos tão preciosos. Agradeço a minha amada família. Não poderia deixar de agradecer a cada amigo que esteve comigo nesta jornada e em especial ao amigo Victor Vilanova por toda sua dedicação em nos entregar o melhor. Claro que agradeço também aos que leram até aqui com paciência este meu relato. ANO QUE VEM TEREMOS MAIS UMA JORNADA, SE PINTAR ALGUNS INTERESSADOS EM AUMENTAR A FAMÍLIA SERÁ BEM VINDO. MAIS ALGUMAS FOTOS DESGARRADAS
  6. 6 pontos
    No dia 22 de Abril de 2017 foi realizado o 1° Encontro dos Amigos do Pesca Gerais no Lago de Três Marias. O foco principal do encontro foi ter um momento divertido com amigos e fazendo o que mais gostamos: a pesca do Tucunaré. Para incrementar o encontro cada amigo pescador doou uma isca artificial e @Otavio Vieira gentilmente cedeu um belo troféu. O dia de pesca foi difícil, mas o foco principal do encontro foi reunir a turma, e foi um grande sucesso. Mesmo com toda dificuldade sai belos peixes que abrilhantaram ainda mais o encontro. Quero agradecer a todos por ter me permitido fazer parte deste grupo seleto de pescadores. Em especial aos parceiros Otavio Vieira, @Jaida M Machado e @Marcondes Moreira. (este último mais que especial por ter me oferecido uma vaga em seu belo bassbout). Parabenizo ao pescador Bráulio por ter capturado o maior peixe do encontro com seus 59.5cm. É válido ressaltar que Bráulio é o atual campeão do 7º Torneio do Lago de Três Marias, vai ser pé quente assim heim!!! Mas o cara merece, mais que um grande pescador um grande ser humano, simples e humilde. Só para constar eu fiquei em segundo, com um belo tucuna de 52cm. Mas não levei nada kkk. Segue algumas imagens do encontro.
  7. 6 pontos
    Bom galera, estava em férias no mês de julho e fiz algumas pescarias muito especiais. Uma delas foi no rio grande na cidade de Santa Albertina SP, inclusive está muito especial pois foi pescaria com varão de 6 metros no meio das galhadas, muita linha estourada e tudo mais. Lá a matança de peixe esta a todo vapor , falei com um policial ambiental e ele diz que não podem fazer nada pois o tucunaré na pertence aquela bacia, assim só podem fiscalizar se estão dentro da cota ou não. Fiquei muito triste pois vi muitos peixes pequenos serem levados. Os pescadores só faltaram me chamas de louco quando viram eu soltar os peixes . A segunda foi em Ilha Solteira SP, essa realmente valeu os dois dias que pescamos, muita ação com peixes pequenos e isso realmente é o que importa. tivemos um troféu para corar a pescaria, vocês verão nas fotos abaixo. O lugar é um espetáculo para pesca esportiva. Mesmo o mês de julho não sendo época boa para este tipo de pesca artificiais, nós tivemos muita diversão. Tivemos até que socorrer um companheiro com o motor pifado , de maneira geral foi espetacular pescar por lá. Abaixo algumas fotos: Esse foi nosso troféu de 54 cm. Espero realmente que gostem. Abraços a todos. Usei iscas de meia aguá e jigs. O Azulão foi pego com jig marine sports em uma vara green bass de 17lbs e carretilha BW.
  8. 5 pontos
    Neste último final de semana tive a oportunidade de reunir 50% do grupo que estará no Rio Sucunduri no inicio de Setembro para um resenha lá em casa e dois dias de pesca. A pescaria em si estava muito complicada, mas quem disse que pesca é só o peixe? Que turma fantástica!!! Turma de Itabira: Vander Gonçalves (grupo do Sucunduri) Evaldo Guerra @Evaldo Guerra (grupo do Sucunduri) Edmar Turma de BH: Mozart Grossi (grupo do Sucunduri) Raul Simões @Raul Camargo Eder Nascimento (grupo do Sucunduri) Saímos de Belo Horizonte às 13 horas e a turma de Itabira saiu de sua às 12h. Chegamos um pouco antes em Três Marias e ficamos no aguardo da turma de Três Marias que passaria em BH para vir acompanhado do amigo Jaida Machado que prestou serviço de guia para eles. Eu como sempre pescando com meu amigo e @Jefferson Guia Tres Marias, guia muito dedicado e com uma estrutura impecável para atender seus clientes. Na sexta à noite fomos ao Restaurante as margens do Velho Chico do meu amigo Jean Kelly e deixou um moqueca espetacular preparada para turma. No dia seguinte partimos bem cedo para pescaria. A noite um churrasco espetacular preparado pelo Evaldo, mandou bem demais. (não tiramos foto do churrasco, vacilo meu) O objetivo desse encontro não era apenas pegar peixe mas sim fortalecer vínculos para próxima aventura no Rio Sucunduri. Objetivo alcançado com sucesso. Turma mais que nota 10. Agradeço a todos envolvidos por esses dias que foram bom demais. Segue as fotos da pescaria (todos peixes capturados por mim foi na superfície: iscas sticknina 110 nova geração e vulcam 80) Snaps Mury, recomendo depois que usei eles não troco mais. Equipamentos utilizados. Nenhum peixe foi abatido. Para mais fotos e vídeos segue no Instagram: @ederfishing. Abraço a todos.
  9. 5 pontos
    Pessoal já disse tudo, tanto faz ser o 25 ou 30, o motor é o mesmo, só veja se já foi transformado. Só pra acrescentar apesar que já tem muito tópico sobre esse motor, ele tem uns macetes: -Na primeira partida, puxe o afogador e dê apenas uma fierada e de leve, volte o afogador e mande ver, em hipótese alguma dê mais que uma fierada com o afogador puxado pois ele vai afogar e aí amigo prepara o braço. -Esse motor não tolera muito mistura rica, no periodo do amaciamento quando se utiliza oleo com mistura dobrada vai notar muita fumaça, ele vai dar umas engasgadas e é normal escorrer oleo 2T pela rabeta quando guardar ele, não é óleo do diferencial. Depois de amaciar utilize mistura 50:1 rigorosa nada de 40:1. -Esgote bem e use combustível bom -Se vc for andar com barco pesado pense numa hélice 9 7/8 x 12 , o motor fica melhor, mesmo porque é sempre bom ter uma reserva -Do mais o motor é muito bom, eu tenho um há 9 anos, motor anda muito e bebe pouco, mas tem que ficar esperto com a partida , mistura e combustível que usa. Nesse Karib 500 vai andar muito e esqueça colocar comando vai ficar apertado no barco e vai gastar muito $$ pra fazer isso bem , no futuro caso queira compre outro barco já com tudo pronto, inclusive motor já com partida cabos relógios e comando e de preferencia 40hp no mínmo.
  10. 5 pontos
    Eder Nascimento

    Quik- Editor de Vídeos

    Boa tarde amigos, para quem gosta de criar vídeos com os conteúdos das suas pescarias quero lhes indicar o Quik. Rápido, prático e super fácil de mexer. É um aplicativo que tenho gostado muito. Vou deixar um pequeno vídeo para análise. É válido ressaltar que é apenas minha segunda edição com ele. Acredito que podem gostar. Grande abraço a todos e um ótimo final de semana. QUIK_20170408_072803.mp4
  11. 4 pontos
    Nova isca que promete bombar entre os pescadores amazônicos Spinner Laser Marine Sports PEIXINHO (Equipado com anzol VMC inline 4/0 e split ring Varivas 100lbs) Quem é mais antigo no forum lembra do grande sucesso da Imakatsu Kazlla... Esse Spinner agora promete superar a Kazlla... à noite eu atualizo o tópico com um vídeo da captura de Açus com a isca... mas desde já fica uma fotinha pra assanhar as lombrigas: PEIXINHO1.mp4 Vídeo adicionado
  12. 4 pontos
    Difícil foi segurar a emoção!! Espero que gostem...
  13. 4 pontos
    Cristiano...deixa eu tentar demonstrar pra vc o q ocorre. Eu, há alguns anos atrás, tinha o mesmo pensamento q vc. Saiba q neste caso, desta empresa q vc se refere, eles são brasileiros...ou seja, não existe neste caso, uma exploração/investimento estrangeiro de origem não sabida. A empresa q vc se refere é a Untamed Angling. Aqui abaixo os destinos horríveis q eles operaram....rsr http://www.untamedangling.com/destinations.html# E olha só o q ocorre na prática. Terras Indígenas são áreas q não permitem visitação para a exploração da pesca. Ocorre q neste País encontra-se sempre uma brechinha na lei (ou a interpreta de uma forma conveniente). Pra ajudar, os índios, em vários casos, vivem em condição de miséria, isso pq não são mais "índios"...Os caras, depois de se encontrarem com os brancos, de uma forma natural e compreensível, querem andar de Hilux e assistirem novela em tela plana de 60". O problema é q eles querem tudo isso sem dar nada em troca. Numa tentativa de parar de encher o saco do poder público q deveria tomar conta das terras indígenas....os pajés começaram a "licitar" seus territórios. Ou seja, um "finge que está trabalhando" enquanto o outro "finge que acredita". Deram um jeitinho brasileiro e "legalizaram" o q era ilegal. No caso do Marié - q é o q posso falar - foi aberta uma licitação e 04 operadores concorreram. Essa empresa q ganhou pagou uma verdadeira fortuna para os índios. Foi barco, voadeiras, motores de popa, computadores, telefones satelitais, e um monte, um monte de outras coisas. Além disso os índios da tribo precisam estar dentro das canoas pra fiscalizar a operação e, no final das contas, os turistas ainda pagam cerca de 700 dólares de taxinha pra tribo. Aliado a isto, a empresa fez um investimento milionário em estrutura (balsa, canoas, e estrutura como um todo). O lugar é remotíssimo. Para chegar lá o hidroavião voa, salvo engano, por 4h. Para levar mantimentos e suprimentos para a operação o gasto é altíssimo.....ou seja, só mesmo abastados estrangeiros para conseguir pagar mais de 8.000 dólares numa operação de pesca semanal. Então é isso...São brasileiros investindo e trabalhando para pagarem suas dúvidas e se manterem. Ocorre q o público deles é o de gringos....Só isso. O mercado deles é lá fora. Agora, caso vc tenha o dinheiro para pescar lá, vc pode sim. Outra coisa...Temos terras indígenas por todo o Brasil...O problema é q muitos não fazem nada para operar lá dentro...mas na hora q alguém consegue o acesso e investe uma grana preta, aparecem vários para suspeitar da operação..rsrsr... Deixo claro q isso não tem nada a ver com a pescaria na região de SIRN, onde as terras indígenas não foram homologadas e tem um gringo aí achando q vai dar o tombo num monte de gente. Mas isso é assunto para outro dia.
  14. 4 pontos
    Olá meus amigos! Venho aqui convidar vocês a darem umá olhada no meu novo canal no YouTube. Meu primeiro vídeo tem diversas capturas que fiz até o momento no ano, o vídeo ficou bem bacana! Convido vocês a verem e se inscreverem no canal! Grande abraço a todos!
  15. 4 pontos
  16. 4 pontos
    Bom dia pessoal. Já sigo o Fórum há algum tempo, mas acho que está na hora de partilhar as viagens e pescarias com vocês, para trocarmos experiências e informações. fizemos uma pescaria na primeira semana de abertura da pesca em Santa Isabel do Rio Negro, entre os dias 26 de agosto a 2 de setembro. Condições do rio, anda com muita água, percebemos que seria uma pesca difícil, mas este ano resolvemos mudar para o início e correr o risco, uma vez que nos anos anteriores sempre fomos para o Rio Negro entre os meses de outubro e dezembro. de chegada, fomos recebidos pelo pessoal do Angatu, e decidimos entre uma possível pescaria menos difícil no rio negro, ou corrermos o risco de subir um dos afluentes, que tb estavam altos. Mas como já estávamos lá mesmo, fazer o que? Fomos pra guerra. Primeiro dia (tarde) de pesca foi bem difícil, mas saímos para preparar os equipamentos e começar a esquentar o corpo. Já no segundo dia começaram a sair peixes, médios e bons. Sinceramente, dentro das condições de água que encontramos e com muito trabalho a pescaria até que foi boa. Seguem algumas fotos da viagem. No balaço geral, mais uma viagem maravilhosa, pessoal do Angatu super atenciosos e competentes, muito trabalho mas grandes emoções. É isto. peço desculpas se não estiver postando direito ou se estiver fazendo alguma coisa de errado pois é meu primeiro post. Abraço a todos.
  17. 3 pontos
    Chegarei lá dia 29/09/2019, espero pegar o rio com 4,60m.... acho que já vai dar para fazer a festa. Oremos! Em Manaus agora abriu a torneira, desceu 20cm hoje, tomara que puxe a água de Barcelos mais rápido.
  18. 3 pontos
    Hj a turma está com a "macaca solta"...rsrs. Em mais de 10 anos de fórum, não temos meia dúzia de usuários banidos. Sério, só mesmo pescador muito sem noção para ser banido de nossas salas. Hj foi um destes dias. Confesso que isso não me agrada, mas, se é para o bom convívio geral da nação, pau nele. Vamos aos fatos/fotos. O meu xará abriu um tópico perguntando sobre como trazer tucunarés açus lá da amazônia para a fazenda dele, no Goiás. Alguns amigos o responderam de forma tranquila, até q um outro usuário chegou no tópico dando uma voadora na orêia do pescador. E foi aí q a turma chamou a atenção do esquentadinho, deram-lhe algumas negativadas, inclusive eu, mas deixamos a coisa "correr", até para q o cara se emendasse e pudesse aprender com a raivinha dele. Mas não é q ele editou o tópico dele e foi num outro tópico meu, que fala de bassboat, e meu negativou de sacanagem?!?! Ele só não contava que eu iria descobrir, além de ter a citação das ofensas dele postadas no meu tópico...rsrs Então, bani o mau caráter. Aqui não é rede social sem regras. Tchau.
  19. 3 pontos
    Fala @Luigi Magalhaes no que eu puder ajudar pode contar comigo. Gostaria de saber se em questão de peixe e piscosidade muda alguma coisa a cidade base que eu ficar? Muito relativo dizer qual das três cidades terá um pesca mais produtiva, o que posso dizer que nas três tem peixe grande, com Morada Nova e Três Marias tendo um histórico mais favorável as grandes matrizes. Porém pelo pouco conhecimento que eu tenho o que vai influenciar mesmo na pescaria será se o peixe esta ativo, no fundo, encostado, o clima do lugar, pressão atmosférica. Todas essas são variáveis que pode beneficiar e atrapalhar sua pescaria. Quanto a definir onde irá pescar, acredito que dentre as cidades citadas Três Marias tem uma infraestrutura melhor para receber o pescador, mais opções de hospedagem, de sair a noite para lanchar, maior número de guias e o acesso a cidade 100% asfaltado. Em relação a guias eu conheço quase todos de Três Marias e posso até indicar alguns, em Morada Nova tem um guia que é referencia por lá e que é muito bom também. Não vou citar nome de guias para não se injusto com todos os que conheço e prestam um bom serviço. Se precisar de mais dicas como equipamentos, iscas, local de hospedagem, local para comer bem e etc pode me procurar que ajudo, caso for optar pela Cidade de Três Marias. A e para fechar o mês escolhido tem tudo para ser muito bom a sua pescaria. Grande abraço e fico a disposição. Obrigado @Jorel por me referenciar, só que ainda sou apenas um alevino kkkkk.
  20. 3 pontos
    Marcelo Terra

    NOVA CARRETILHA LUBINA !!!

    Boa tarde pessoal!!! Recebi há pouco essa imagem da nova carretilha da MS: Lubina GTX 9.5:1 Alguém tem mais notícias? Ficha completa?
  21. 3 pontos
    Cuca blz pura?!?! O bom deste assunto é q ele não se esgota nunca...rsrs Temos um tópico bem interessante sobre este assunto q pode ser lido clicando no link abaixo. Trata-se de um estudo dos gráficos dos anos anteriores do Rio Negro na região de Barcelos. https://www.turmadobigua.com.br/forum/topic/41614-histórico-do-nível-do-rio-negro-em-barcelos/?page=5 E aqui uma foto atual do gráfico com nível. E o q eu percebo nestes anos pescando por lá?!?! Que o nível ideal gira nos 3 metros...ficando perfeito, nos 2.5m / 2m...tb acho q abaixo disto, a água esteja muito baixa e quente, prejudicando demais a pescaria. Outra coisa q percebi nestes anos é que: - nunca o nível q você pega num ano, será igual no ano seguinte; - dois afluentes na mesma margem podem ter níveis completamente diferentes; - com nível alto, e água subindo, você pode SIM, pegar bons peixes; - com nível baixo, e água abaixando, você pode NÃO pegar bons peixes (claro q é muito difícil isto ocorrer, mas já pesquei em situações assim...mas este é o cenário ideal); - "cabeçada" de água descendo vai atrapalhar sua pescaria, não importa se está chovendo aonde você está ou não; - chuva atrapalha?!?! só se o nível estiver muito baixo e volume de chuva esfriar muito a água do rio; - calor atrapalha?!?! só se for demais, e o nível estiver muito baixo. Os peixes grandes somem nesta situação; - o guia me ligou dizendo q o nível está top....Cuidado, ele pode estar precisando de dinheiro e está mentindo pra você; - início de temporada é melhor?!?! Mentira, a melhor pescaria que fiz foi no final da temporada. De dezembro a março a pressão de pesca diminui exponencialmente. Só sei que já vi de tudo. Vi pescarias fantásticas ocorrendo com água em 6m (e secando forte) e todos do barco pegarem muitos, mas muitos peixes grandes. Fui pra lá com nível em 5m, água também secando, mas não tão forte, e pegamos bem menos. Já subi num afluente famoso e não peguei nada....e, na semana seguinte, subi outro afluente e todos do barco pegaram muito peixe grande. Então é isso...estar na amazônia pescando tucunarés é uma grande dádiva q temos, não importa o nível da água. Uma hora acertamos a mão, em várias outras erramos, mas, de uma hora pra outra, somos presenteados com uma cena fantástica e um peixe grande....mas o melhor mesmo que arrecadei pescando por lá nestes últimos 15 anos, além de cenas incríveis, foram as centenas de grandes amigos e histórias que nunca esquecerei.
  22. 3 pontos
    Bom dia povo da pesca esportiva. O pessoal da Pennraíba (Daniel e Felipe) realizou um pequeno teste com as linhas de monofilamento mais usadas para a pesca pesada (piraíbas e pirarara). Não foi nada científico, e não foram feitas repetições com vários lotes. Apenas um teste aleatório com um carretel das marcas, apenas por curiosidade, e apresentaram em um grupo de pesca que fará viagem ao Araguaia. Com a autorização deles estou postando aqui, para os amantes da pesca dos pesados. Compararam a libragem apresentada pelo fabricante com o que eles obtiveram nos teste. E a maioria das linhas apresentavam uma libragem muito superior ao que realmente aguentaram. Intergreen 0,80mm 65lbs = 34kgs Max Force 0,92mm 228lbs = 38kgs Nova Max Force Fumê 0,92mm 81,3lbs = 40kgs Max Force 0,85mm 165lbs = 36kgs Ottoni 0,90mm 194lbs = 29kgs Camu XT 0,80mm 167lbs = 37kgs Camu XT 0,90mm 194lbs = 47kgs
  23. 3 pontos
    Amigos pescadores, Faz anos que não faço um relato das minhas pescarias, porém eu não poderia deixar compartilhar com vocês esta última aventura. Trata-se do início da jornada no mundo da pesca esportiva de um jovem garoto, o Gabriel. Seu pai, @Fábio Silva, me chamou para levarmos o pequeno ao Lago do Peixe, Tocantins, local onde já fizemos boas pescarias e conhecemos bem a estrutura e o suporte da pousada do amigo Roberto. Nossa viagem foi de 2 a 6 de janeiro, sendo 3 dias completos (e um finzin de tarde rsrs) de pescaria. Quem nos conduziu em busca dos azulões foi o amigo Carlinhos, que não mediu esforços para dar todo conforto e suporte em nossa estada, inclusive auxiliando o pequeno aprendiz Gabriel a pescar. Um agradecimento especial: logo que chegamos na pousada, encontramos o amigo @Emerson Matias, que estava lá com sua família. E mal nos cumprimentamos ele nos chamou para uma pescaria de corvinas. Descarregamos o carro, pegamos uma vara cada e fomos juntos com a Família Matias. Foi muita conversa, risadas e alguns peixes para celebrar o momento. E eis o que seria o primeiro peixe fisgado pelo Gabriel!!! Alegria pura!! No dia seguinte... ... inciamos a busca pelos lindos tucunarés azuis da região. Para o Gabriel foi montado um pequeno conjunto de vara 12lb e um Sedona 500 com multi 0,15mm e leader. Acho que acertamos na escolha, pois não sofreu com cabeleiras e ele conseguia fazer seus primeiros arremessos sem maiores problemas. E não demorou muito a saírem os primeiros peixes. Gabriel queria tirar fotos com todos os peixes, principalmente com os "diferentes" (traíras, piranhas etc)... hehehe Aqui um momento de encher os olhos.... A soltura de seus primeiros peixes.... Pela manhã saíram peixes menores e a surpresa ficou para a tarde... No jig, depois de um grande rebojo na hélice de 11cm (contrariando a todos rs). Pesou 7.5lb (boga original). Medido, fotografado e solto. E assim se foi o primeiro dia completo de pesca. No segundo dia... ... o sol tava ligado no máximo e o Gabriel finalmente conseguiu fisgar seu primeiro tucunaré. Mérito do Carlinhos que o ajudou no arremesso certeiro. Foi o menino recolher a isca de subsuperfície e o peixe entrou: "pai... tá puxando!!!!". Pense na aflição do Gabriel, pois o peixe embolou na vegetação subaquática e ele não tava conseguindo dar as maniveladas rs... Mas no final, o peixe saiu para a foto! Parabéns, pequeno pescador!! Que seja o primeiro de muitos!!! E o sol continuava a castigar. Muito calor pela manhã (na verdade, em todos os dias rs). Não estava fácil achar os peixes: ora manhosos, ora refugando iscas, as vezes sumiam. Mas acertamos um macetão perto do meio-dia!! Peixe muito manhoso. Só que não resistiu às catimbadas da isca (depois uns 20 arremessos rsrsrs). Ele deu trabalho demais. Tive que pular na água para quebrar um pau que o peixe deu 2 voltas rsrsrs e seguir a linha para desenroscar o peixe das outras estruturas. Nessa hora, apesar de toda adrenalina, agir sem precipitação e com calma foi fundamental. Fora o trabalho em equipe, pois sem eles esse peixe não teria saído. No final, 9lbs de muita satisfação!! Pesado, fotografado e solto. Ainda deu tempo de tirar mais um bitelo antes do almoço (depois de mais uns 30 arremessos para atiçar o bicho rsrs)!!! Gabriel não podia perder a oportunidade de mais uma foto heheheh... 7.5lbs!! Medido, fotografado e liberado!!! Depois do almoço, o tempo ficou esquisito. Os passarinhos pararam de cantar, os peixes sumiram...Ainda saiu um peixinho aqui, outro acolá. E assim terminou o segundo dia. Derradeiro dia. Já bate aquele aperto no peito.. mas não vamos sofrer por antecedência. A pescaria só acaba "quando termina" rs. Nos primeiros arremessos uma "xupita" grudou na minha isca... E o pequeno pergunta: "Eu já tirei foto com esse peixe?" kkkkk Um tucunaré pode representar apenas mais um peixe para muitos pescadores... mas este eu acho que foi especial... A pegada na isca, o enrosco, o peixe embarcado, Alívio. Vejam a coloração do peixe... Que esse peixe cresça e dê muitas alegrias ainda a outros pequenos pescadores... E que estes tenham a mesma atitude! Nesse dia o lago havia secado consideravelmente durante a noite. O peixe deve ter sentido. As ações diminuíram. Então, vamos antecipar o almoço hehehe. Carlinhos mimava demais a gente kkkkkkk Pela tarde, o céu foi fechando, as nuvens foram carregando... Não deu tempo de bater muita artificial, pois também começou a relampejar. Hora de encostar na margem e se abrigar. Mesmo assim, para o pequeno Gabriel tudo era festa... faça sol, faça chuva. Passado o pior momento, a temperatura caiu muito, o tucunaré sumiu. Mas nem tudo estava perdido. Justamente naquele dia, nós havíamos encomendado lambaris para tentarmos corvinas ao entardecer. Queira ou não, para uma criança que acabara de fazer seus primeiros arremessos com iscas artificiais, era natural que cansasse rápido e tivesse poucas capturas. Isca viva apoitado seria o ideal para ele sentir peixe na linha!! E olhem o resultado!! Várias capturas!! E assim se foram três dias de uma aventura que o Gabriel jamais se esquecerá. Obrigado ao Carlinhos que nos deu todo apoio e suporte nesses dias e ainda nos colocou na cara do gol hehehe. Obrigado à família Matias e à família do Roberto pelos dias de convivência e amizade de sempre. Sempre mesmo. Fabão... valeu pelo convite! Tu és meu irmão de coração. É isso. Espero que o Gabriel cresça, estude, namore, pesque muitos peixes... mas que algum dia - lá na frente - ele veja esse relato que foi feito com muito carinho e relembre de cada peixe capturado, fotografado e solto à vida. Sone
  24. 3 pontos
    E ae galera, beleza? assistam aí mais essa pescaria que fiz atrás do "rei do rio"... Lugar bem preservado e cheio de estruturas, facilitando as coisas para o peixe e trazendo ainda mais emoção para a pescaria! Espero que gostem... Deixem o like e inscrevam-se!
  25. 3 pontos
    Kid M

    A volta dos velhos tempos da Caterva

    Entendo que muitos de nós passaram por esses locais (Intrépida, Caterva, Pescaki, entre outros...) e se torna muito difícil não ter algumas boas lembranças desses tempos já passados ! Acredito que mesmo com "propostas" diferentes, temos todos o mesmo objetivo de abordar as experiências em torno da pesca ! Podem ser relatos, barcos, tralhas, pontos de vista, etc... mas é algo que fazemos - quase sempre - com bastante prazer ! Os tempos de hoje são mais "corridos", além de outras concorrências que não existiam "naquele passado" ! Mas acredito que os Fóruns podem até "esmorecer" por um período, mas sempre existirão em versões diferenciadas (apesar de alguns títulos semelhantes). Não é por acaso que terminamos encontrando diversos "conhecidos" (ainda que virtuais) nessas diversas áreas de postagem ! Não cabe "competição" e sim um maior e melhor engajamento de todos em prol da pesca esportiva ! Nós da Equipe de Moderação do FTB permanecemos na torcida para que não só o Caterva volte com mais força, mas todos os demais que estejam se estruturando também ! No que depender de nossa ajuda, é uma coisa que certamente irá acontecer, inclusive com nossa participação...
  26. 3 pontos
  27. 3 pontos
    Sempre juntos meu amigo, e ano que vem vamos para terceira juntos. Esse grupo é nota mil!!!
  28. 3 pontos
    Fala ae pessoal, Estava procurando o manual de instalação do Mercury 50 ELPTO e encontrei esse site, tem o manual de praticamente todos os motores para todos os anos. http://download.brunswick-marine.com/download/dosearch/@isnew/desc?mod=4&lang=PT Abraços,
  29. 3 pontos
    Dudu Chagas

    barco EXPLORER -APROVADO

    Pesquei em janeiro pela primeira vez no barco EXPLORER, em barcelos, e o mesmo está aprovado sem dúvidas!! Pontos positivos: - extremamente silencioso a noite - ÓTIMA CAMA com dois travesseiros bons (parece bobeira mas não é rsrs) - navega a noite toda se preciso - SEM LIMITE OU ECONOMIA DE COMBUSTÍVEL!! navega até a Colômbia se quiser rsrsrsr - deck superior IMENSO - confortável - tripulação muito simpática e receptiva - baixo calado - ótima mobilidade - ar condicionado, tudo do barco, voadeiras, motores e baterias em perfeito estado de funcionamento - lavagem de roupa ótima e rápida - churrasco com picanha mal passada (kkkk raridade ) - PILOTEIROS MUITO PRESTATIVOS E SEM PREGUIÇA ALGUMA OUTROS PONTOS: os banheiros (2) são fora do quarto (para 3 cabines), porta com porta das cabines. a princípio me causou estranheza por não ser o padrão dos barcos que já fui, que eram suites, mas ao fim não fez nenhuma diferença, nenhuma mesmo, o quarto fica só para dormir mesmo e descansar, gostei da ideia! a escada para o segundo deck é um pouco estreita para pessoas maiores e de mais idade (não é o meu caso). agradeço ao @Ramon Paz, dono do barco, que nos acompanhou na semana que pescamos, figuraça e sempre ouvindo tudo para melhorar seus serviços ainda novos por aquelas bandas. sem dúvida o barco hotel explorer estará por muitos anos no topo dos serviços da pesca esportiva em barcelos em barcos pequenos. agradeço também aos meus amigos de várias pescarias @Pedro Dib e @João Emboava e aos novos amigos arildo, ramon paz ,vergilio e @JulianoUrizzi ( fala pra (editado), jesus hahahahahahahahahhahahahaha) obs: @Cândido, o rei das traíras também. rs
  30. 3 pontos
    Existe a surpresa pelo porte desse troféu, independentemente de ser (ou não) homologado ! Tenham certeza de que quem o pegou já teve a adrenalina que supera qualquer homologação de recorde ! Parabéns aos envolvidos, não importando onde tenha ocorrido
  31. 3 pontos
    Pois é Gilbertinho... Que bom que agora estás acenando com uma bandeira branca! Que bom que agora estás sugerindo um entendimento entre os operadores de turismo no Médio Rio Negro! Por mim, tal entendimento deveria passar por todo o Rio Negro, abandonado como toda a Amazônia pelos (des) governos a ponto de causar prejuízos irreparáveis as comunidades ribeirinhas e aos municípios do interior do Amazonas. Só como exemplo, moras numa região em que um estado viu sua área ser reduzida a 20% do seu território por decisão do STJ! No médio Rio Negro já temos 14 reservas indígenas que representam milhões de hectares destinados a indígenas e a outros nem tanto (afinal por lá quase todos tem sangue indígena) de forma que, caso sejam homologadas as TI na região Téa-Jurubaxi, causarão um enorme prejuízo a Santa Isabel e condenarão o município a um futuro nada promissor: a perpetuação da miséria... A estratégia de se criar reservas indígenas para usufruto exclusivo de empresas que atendem especialmente a turistas estrangeiros tem vários problemas, mas destaco a redução das áreas municipais que poderiam no futuro, consolidar turismo, renda e empregabilidade para muitos, como destaco que tais procedimentos por ONGs, seus antropólogos e Cia não devem estar a serviço do nosso país...Tais procedimentos asseguram que acontecendo adversidades climáticas (por exemplo) garantiriam a Amazônia (como um todo) para a ocupação por países estrangeiros! Não desconsidere que os trabalhos realizados por institutos e Ongs, durante muitos e muitos anos na região, organizando confederações, federações, fóruns e outras lograram êxito porque o modelo adotado por eles é um sucesso! Há casos que a estrutura deles faria inveja a vários sindicatos brasileiros... Além disso proporciona promoção pessoal a índios e pseudo índios a ponto de despertar neles o interesse político como se tornarem vereadores e prefeitos ou tentarem se eleger. Não que seja errado tal procedimento, longe disso, de minha parte considero que é uma ação legítima e promissora, mas hás de convir que a partir deste momento deixam de ser índios para se tornarem cidadãos brasileiros e, portanto, subordinados as leis pátrias... Aí começam verdadeiramente os problemas! Tens o costume de alegar em teus post a IN/03/FUNAI/2015 como se ela fosse a panaceia das soluções para a pesca esportiva em reservas indígenas, quando na verdade ela é contraditória em vários aspectos e ilegais em outros. Te afirmo que ela não irá sobreviver como está formulada porque não passa do famoso jeitinho brasileiro para burlar a Constituição Federal , o Estatuto do Índio e outras mazelas mais. Os comportamentos derivados destes jeitinhos em breve serão questionados nas esferas superiores porque a IN 03 não tem o dom de revogar o arcabouço legal brasileiro e te asseguro que haverá ações da corregedoria do MPF, da FUNAI e até do próprio IBAMA. Pelo que sei, antes de ações judiciais que parecem se avizinhar há pessoas juntando as provas necessárias para que as correções sejam adotadas por via administrativa, sem prejuízo de eventuais ações penais dos envolvidos. Com a experiência que tens bem sabes que depois das sindicâncias pode ocorrer a abertura de inquéritos administrativos e eventuais punições aos envolvidos, caso sejam servidores públicos... Pois é Gilbertinho, a mim parece que os operadores que você representa têm sido usados pelos institutos sócio ambientais da vida, pelas federações indígenas, pelos fóruns indígenas que foram sendo estruturados ao longo dos anos. As Ongs indigenistas, seus antropólogos e Cia Ltda são por demais conhecidos porque são sempre os mesmos, fazendo as mesmas coisas e buscando incessantemente a criação de novas reservas com fins inconfessáveis, que acabam levando o nada a lugar nenhum! Veja que no entorno de SIRN já existem, aproximadamente 14 reservas indígenas que representam milhões de hectares inalienáveis, indisponíveis e reservados para perpetuar a indigência que este pobre povo amazônico está a viver nesta situação! Que coisa lamentável... Por outro lado, para mim está claro que a “galinha dos ovos de ouro” é a pesca esportiva e que os indígenas desavisados estão dispostos a mata-la, dada as tuas considerações sobre a exorbitância que estão a cobrar da River Plate em suas operações em TIs. Mas a “festa” parece que vai acabar em função de que eventuais interessados estão dispostos a investigar, coletar provas, fazer denuncias administrativas às corregedorias de cada ente envolvido, enfim passar a limpo tudo que está acontecendo em SIRN. Pasme você, que existem até evidências da pratica de advocacia administrativa em estudos realizados e a realizar por servidores públicos e queira Deus que a River Plate não tenha pago nada a técnicos do IBAMA porque, bem sabes, isso é crime! Mas se realmente tens intenção de ajudar no ordenamento pesqueiro do Rio Negro, com todo mundo desarmado, unidos num ideal de construção de um futuro melhor baseado na legalidade, na moralidade e nos princípios básicos que regem a gestão pública meus parabéns e que obtenhas o maior sucesso! Só temo que não tenhas a liderança para juntar tantos interesses contraditórios! Em todo o caso vou dar a minha contribuição: No teu post colocas: “Não por menos, vemos empresas disputando os mesmos espaços de pesca, como sempre se viu, cada qual objetivando oferecer o melhor produto a seus clientes e aumentar suas receitas, sua clientela e seu próprio status. Uma verdadeira batalha campal, mas o certo é que raras empresas buscam regularizar-se com foco no alcance de áreas preservadas que lhes assegurem maiores receitas e exclusividade em sua exploração. Vale tudo.” No caso, a priori, concordo com as tuas ponderações, mas hás de convir que neste vale tudo que te referes é apenas uma escolha e que escolhas costumam gerar consequências... Como as questões em pauta derivam de ações/omissões/jeitinhos de agentes públicos envolvidos (MPF, FUNAI, IBAMA entre outros) que resolveram permitir a pesca em reservas indígenas, a minha interpretação diverge um pouco quanto a forma e legalidade com que isso está ocorrendo. Isso porque as ações que determinam a presença do poder público em áreas indígenas são regidas pelos princípios básicos inerentes a gestão pública e, sem querer encher o saco de quem não é afeto a área jurídica, mas para um melhor entendimento de todos, me obrigo a abordar:(o abaixo não é para você que é advogado, mas sim para os leigos entenderem melhor a situação existente em SIRN e firmarem suas próprias convicções). Princípio da Legalidade: A Legalidade está no alicerce do Estado de Direito, no princípio da autonomia da vontade. Baseia-se no Art. 5º da CF, que diz que "ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei", pressuposto de que tudo o que não é proibido, é permitido. Portanto, só podemos fazer o que a lei nos autoriza. Em suma, a CF 88 e o Estatuto do índio proíbem a pesca em reservas indígenas! A FUNAI estaria acima da Constituição e da Lei? Qualquer agente que se distanciar dessa realidade, poderá ser julgado de acordo com seus atos. Aqui cabe ressaltar que não existe previsão de pesca esportiva na legislação federal, logo a IN 03 está transigindo com o direito indígena porque a pesca amadora pode matar 10 kg mais um exemplar segundo a recente Portaria do IBAMA. Podes alegar que se trata de pesque e solte nas TI, mas ainda assim pesca que é proibida, e eu pergunto qual a base legal para a FUNAI estar fazendo isso? Haverá solução para este impasse? É possível que sim, mas é assunto para outro tópico... Princípio da Impessoalidade: Todos devem ser tratados da mesma forma, igualitária, logo as ações de exclusividade que alegas no “vale tudo” já viola este preceito constitucional e pior, cria a categoria dos pescadores preferidos e os preteridos. Embora você tente justificar os altos custos operacionais da exclusividade imposta pelos indígenas, só os estrangeiros têm recursos para bancar pacotes em torno de $5.500,00 dólares, impedindo os pescadores brasileiros de conhecer sua própria terra! Considere que a IN 03 da FUNAI que tanto você cita, burla este principio porque é em decorrência dele que temos a licitação como uma das formas corretas de resolver este tipo de problema (existem outras). Não é porque sejam indígenas que podem ter absoluta liberdade de impor suas vontades e violarem a CF88, porque mesmo indígenas são antes de tudo brasileiros, já que são os povos originários! Considere ainda que por serem tutelados pela União não podem a FUNAI e o MPF transigir com o direito deles. Além disso, tal direito limita-se ao usufruto do bem meio ambiente para sua subsistência, mas jamais a Constituição e o Estatuto do Índio deram poderes para transigir sobre direitos exclusivos e inalienáveis que é a segurança alimentar deles. Adiante eu chego lá para tentar provar que a IN foi elaborada em eiva de vícios. Principio da Moralidade: significa o dever do administrador de cumprir a lei formalmente, procurando sempre o melhor resultado para os administrados. Pelo princípio da moralidade não basta ao administrador o estrito cumprimento da lei, devendo ele no exercício de sua função pública respeitar os princípios éticos de razoabilidade e justiça. O que a Funai faz é razoável e justo? Não é nem com os índios, quanto mais com os pescadores... Princípio da Publicidade: impõe a plena transparência em relação ao comportamento da administração pública. Parece que até isso tem faltado nas ações de alguns operadores no Médio Rio Negro. Vemos ações obscuras outras beirando os conchavos na busca da tal exclusividade e por parte da FUNAI, o esquecimento de que as leis, atos e contratos administrativos produzem consequências jurídicas fora dos órgãos que os emitem. Princípio da Eficiência: nada mais é do que a obtenção do melhor resultado com o uso racional dos meios disponíveis. O mestre Hely Lopes Meirelles nos fala sobre isso da seguinte forma: “o princípio da eficiência se impõe a todo agente público de realizar suas atribuições com presteza, perfeição e rendimento funcional. É o mais moderno princípio da função administrativa, que já não se contenta em ser desempenhada apenas com legalidade, exigindo resultados positivos para o serviço público e satisfatório atendimento das necessidades da comunidade e de seus membros”. No caso, estariam as comunidades ribeirinhas não indígenas e o município de SIRN, sendo atendidos com a infindável tentativa de criação de novas reservas indígenas, que além de suprimir seu território está suprimindo de SIRN e seus habitantes o direito de ter um futuro digno? Sabe companheiro, antes que este post se torne um livro vou parando por aqui me dispondo a discutir futuramente a matéria constitucional e o estatuto do índio com quem se dispuser a avançar nas soluções. Tenho também um pedido, isso na condição de idoso, e um dos pioneiros da pesca esportiva brasileira: parar com estudos rápidos pagos por empreendedores do turismo, até porque em meio ambiente nada é tão rápido e nem pouco consistente , e muito menos inconclusivos como vi alguns usados para justificar exclusividade! Se a pesca esportiva não mata, polui pouco ou nada, se é solução econômica para as populações ribeirinhas, índios ou não índios, por que a hipocrisia de fechar o Jurubaixi para gerar estudos superficiais que não se prestarão para objetivos escusos? Ainda : pelo bem geral de todos, para de ajudar na tentativa de criar mais reservas indígenas! kkkkkkk um grande abraço e #@%&* por teres me tirado da zona de conforto! Kruel
  32. 3 pontos
    Renatão, não vou deixar nenhum amigo perder tempo... A real situação é a seguinte... Gilbertinho é consultor de pesca da Riverplate... Pelo que sei, ele é um dos responsáveis por conseguir que a Riverplate pesque nas terras indígenas... Ao que consta, ele próprio esteve "panfletando" nas comunidades da boca do Jurubaixi nessa temporada passada... Tentando fazer com que as comunidades "fechem" o rio, para só a Riverplate operar lá! (Só estou repassando como soube... ) A real intenção, portanto, esta longe de ser ele próprio pescar no Jurubaixi... Fabrício, me desculpe por ter me manifestado assim... Mas cansa, vim no forum todo dia e ver esse bla bla blá... Essa "p.o.r.r.a" aqui é minha casa! Gosto desse forum demais! Pescar em SIRN é um tesão! Chega de ficar vendo gente avacalhar tudo que eu gosto... Desculpa o desabafo!
  33. 3 pontos
    BrenoB

    pesca em MG ainda respira

    Amigos, hoje pela net me deparei com esta bela notícia que vale ser compartilhada e discutida: http://pontalemfoco.com.br/agronegocio/estado-anuncia-parceria-para-criacao-de-organizacao-exclusiva-para-a-pesca-esportiva-em-minas-gerais/ Esperamos que seja realmente uma organização em prol da pesca esportiva e que ajude a conscientizar a todos a importância do pesque e solte.
  34. 3 pontos
    E ae Galera blz??? Gostaria de compartilhar com vocês um pedaço da entrevista que dei para a radio 87 fm em Bauru sobre tucunaré no rio Tietê... grande abraço a todos
  35. 3 pontos
    Marcelo Terra

    Nossa primeira pescaria 2017

    Boa noite galera!!! Até que enfim, ontem realizamos nossa primeira pescaria do ano e editei um videozinho pra vcs Valew amigos...
  36. 3 pontos
    Salve salve @Gilbertinho da Amazônia! Fico feliz em saber que vc tb gosta dessa troca de informações que igualmente considero valiosa, aprendo muito aqui com os demais participantes. Agradeço o “deitou e rolou” mas apenas contribuí um pouco com esse tema que adoro e tenho aprendido por curiosidade ...motonáutica! Sim, sou paulista nascido em Birigui e estou a 16 anos em Cuiabá-MT, cheguei um pouco antes de prenderem o Comendador rs Bom, indo p técnica já vou tentando responder aos seus questionamentos... TURBINAS AERONÁUTICAS As turbinas aeronáuticas não são muito (existem algumas embarcações com essa propulsão) utilizadas creio que devido a fatores como alto valor para aquisição e principalmente manutenção e ainda devemos lembrar que as turbinas não aceitam bem a presença de corpos estranhos durante seu funcionamento, uma pequena chumbada poderia causar um estrago e tanto! De qualquer forma é totalmente possível o uso de turbinas como propulsão de embarcações, basta que se tenha alguns cuidados com o equipamento. Outra informação importante é que mesmo utilizando turbinas de grande potência (~3000hp), umas das embarcações mais rápidas do mundo utilizam hélices de superfície como propulsão final, ou seja, turbinas aeronáuticas tocando hélices de superfície, veja no vídeo abaixo: HIDROJATO Quanto ao uso da turbina hidráulica como propulsão, o conhecido e largamente utilizado hidrojato, podemos dizer que trata-se de um sistema com muitas qualidades e defeitos, assim como qualquer outro. Um Jet Boat (seu caso) é mto funcional p manobras, navega em águas rasas, tem velocidade satisfatória mas vamos aos problemas: Grande atrito entre a água e o sistema de propulsão (A água entra pelo captor abaixo do casco, passa por um duto até ser bombeada pelo rotor e finalmente ser direcionada na saída do hidrojato com alta pressão). Grande atrito do casco com a água: Já parou p pensar que quanto mais você acelera mais a embarcação cola na água? Qualquer projeto de desempenho visa diminuir o atrito entre o casco e a água e no sistema hidrojato isso é impossível pois quanto mais vc exige da bomba hidráulica mais ela puxa água do fundo do casco e mais gruda o coitado na água, limitando muito a velocidade final.... (quem tem embarcação de alta performance sabe a diferença de se navegar com o casco todo na água ou apenas com uma pequena área da popa) Risco em águas “sujas”: Caso se navegue em áreas com vegetação ou qualquer outra “sujeira” estas podem entrar na turbina e danificar o sistema (no mínimo a cinta que envolve a “hélice”) porém não possuem rabeta para bater em tocos rs Se você diz que “O desempenho é significativo, porém o consumo é bastante alto” vc está dizendo que o sistema é ineficiente pois gasta-se muito combustível para realizar o trabalho o que é fato levando em conta o grande atrito com a água. Uma grande vantagem do hidrojato é que devido a esse sistema “sugar” água do fundo do casco e consequentemente mantê-lo “colado na água” o usuário poderá, sem grandes problemas, mudar sua trajetória sem perder o controle (desde que esteja com a bomba sugando e forte!) como acontece em algumas embarcações de desempenho (como uma que tenho usando hélice de superfície) que ficam sem muito atrito com a água quando estão em alta velocidade (se eu precisar mudar a trajetória bruscamente acima de 60mph fudeu!). Veja este vídeo que mostra justamente uma embarcação dotada de hidrojato com uma incrível capacidade de manobra. Perceba também que o piloto acelera nas curvas para que o casco tenha velocidade, porém o mais importante, para que o casco não perca o atrito e saia deslizando lateralmente rs AEROBARCOS E pra fechar essa resposta vamos aos Aerobarcos, ou barcos movidos a hélice de avião rs Projeto muito bacana, com muitas qualidades e muitos defeitos como qualquer outro, pensado para andar em Pântanos, com propulsão totalmente independente da água. Já vi vários “engenheiros mecânicos com pós doutorado” gastarem uma grana tentando construir um no fundo do quintal sem êxito, quais seriam os motivos? Primeiro, barco não é avião e a força do motor do avião não é o que o sustenta no ar, a asa da aeronave que tem essa missão, o empuxo da hélice do avião é pequeno, incomparável com um motor de popa comum com a mesma potência. Exemplificando, um conjunto de 150hp aeronáutico tem uma velocidade teórica de 250km/h a 5000rpm e este mesmo motor em formato “outboard” tem uma velocidade teórica de 70km/h, o escorregamento - slip - de uma hélice na água é muito menor tb) portanto com a mesma potência em velocidade teórica reduzida temos um maior empuxo e é disso que precisamos para deslanchar, decolar ou ainda “tirar do arrasto” uma embarcação. Muitos constroem aerobarcos com motores pequenos dotados de hélices aeronáuticas usuais e nem conseguem “sair do arrasto” pois não há empuxo suficiente. Quer sucesso na construção de um aerobarco? Casco pequeno, leve, motor grande, hélice com velocidade teórica baixa e projetada para muito empuxo! Só assim vc vai conseguir sair do arrasto e obter a tão desejada velocidade. Ah! O centro de gravidade tb é muito importante, nada de peso na frente pois Aerobarco não tem “trim”, o casco deve planar com o maior peso atrás. Abaixo um vídeo da competição de Airboats nos EUA e um link do tipo de motor empregado para esses modelos (Bloco 6.2 V8 556hp) http://americanairboats.com/product/lsa-6-2l-556hp-v8/ Então nada de montar Aerobarco com motor de fusca e hélice de ultraleve ok? (A não ser que o casco tenha 2m x 1,5m e pouquíssimo peso) Espero ter contribuído para diminuir suas dúvidas e aguçar sua curiosidade! Caso queira construir algo ai no fundo do seu quintal abra um tópico e vamos discutindo o tema com os outros interessados do fórum Abraço dr!
  37. 3 pontos
    Pimenta Fishing

    Alto Trombetas lodge

    Olá pescadores, Em 2015 tive o privilégio de conhecer os meninos da 3H fishing que me apresentou o Rio trombetas e o trabalho que fazem naquela região. Naquela época algo começou a mexer comigo e decidi me aprofundar melhor no munda da pesca esportiva e votando de lá já remarquei para 2016 minha próxima pescaria. Porem em um ano muitas coisas vieram acontecer, os proprietários da 3H fishing se tornaram meus amigos e meus orientadores para a criação de uma marca, uma marca que no decorrer desse ano se tornara uma empresa voltada ao turismo de pesca. PIMENTA FISHING uma operadora de turismo 100% voltada a pesca esportiva, criada sobe esse conceito, o que permite atender de forma eficaz e organizada o interesse de nossos clientes. Durante todo ano, direcionei vários pescadores para o trombetas, nas operações de pesca da 3H e todos voltavam com relatos surpreendentes, mas meu retorno estava próximo, pois agora iria não como cliente e sim como um profissional em busca de belas imagens e experiências, vivendo nos bastidores da operação. Ao chegar em Porto Trombetas, comecei a viver essa incrível emoção de estar novamente em um local simplesmente maravilhoso. E como já conhecia toda a operação, comecei a curtir aquele momento como se fosse o ultimo de minha vida, um cenário deslumbrante! Ao iniciar a subida do Rio até a comunidade Cachoeira Porteira olhava para detalhes que a um ano atrás eu nem si quer notei, vilarejos de comunidades quilombolas, uma mata praticamente intocável, botos boiando parecendo me dar boas-vindas. Ao chegar em CPT foi recepcionado pelo meu amigo e parceiro Jack que me conduziria ao lodge onde as operações da 3H são realizadas, o caminho é outro atrativo aparte, rodamos alguns km em um caminhão devidamente preparado para acomodar 12 pessoas, após esse trajeto atravessamos um igarapé até chegar no tão deseja e esperado trombetas. “Alto trombetas lodge” uma estrutura devidamente preparada para receber 12 pescadores, em meio a floresta Amazonica. Comecei a pescaria, meu guia com toda sua experiência me levou em um ponto de pesca onde capturei meus exemplares de tucunaré e alguns trairão. No segundo dia, conheci 2 meninos de Minas, Tiago e Luiz onde fizemos uma pescaria incrível juntos, subimos o Rio e montamos uma acampamento para aproveitar e explorar melhor aquela região, pescamos juntos os 4 dias restantes, e ai foi um sucesso maior ainda. Sessão de fotos Cachara Trairão Jau Cachorra Pirarara Pacu Caminani Corvina Jundia onça Tucunaré Cichla Tryrorus Melhor pescaria da minha vida sem duvida nenhuma, uma experiência formidável e as imagens, vocês viram, sem comentários Finalizo esse relato deixando meus agradecimentos a toda equipe 3H fishing, Jack Hoffmann, Diogenes Hoffman e ao Sandro que trabalho comigo la como Guia e a todos os envolvidos na operação.
  38. 3 pontos
    Olá turma, enfim, depois de 11 meses de espera encontrei os tucunarés!!! Pescaria programada pro dia 12/13/14 de novembro, mas o tivemos o voo cancelado em congonhas e chegamos ao rancho do kojak as 16:30h do dia 12, logo perdemos 1 dia de pesca. Muita frustração, mas já cheguei com a vara armada e fui pro lago pra tirar a zika!!! Infelizmente os dias estavam chuvosos, muito vento, peixe muito manhoso, querendo iscas de meia água e fundo, mas insisti na superfície e consegui tirar meu tão sonhado 60up. Por enquanto segue algumas fotos, mas em breve postarei os vídeos. Assim que cheguei consegui tirar 2 tucunarés próximo ao Rancho! Esse pegou com a isca parada rsrs peixe fominha!!! No dia 13, acordei empolgado!!! Dia de maldade com os tucunas!!! rs piranha preta na Fusion Shad 75. Essa foto foi pra provocar a mulher rs Depois de muita busca, batendo hélice pra tudo que era lado, resolvi lançar uma t jet 90 pro meio do lago e sou surpreendido com uma cabeçada que fez a isca saltar, mas por sorte continuei trabalhando e na segunda cabeçada esse lindo tucunaré foi fisgado pelo cupim!!!! Momento de pura emoção e adrenalina!!! Após algumas corridas e muita briga, veio pra foto e foi pra vida!!! Esse foi o momento que planejei durante 11 meses. Graças a Deus e aos muitos amigos que me deram muitas dicas durante esse período, pude embarcar esse peixe!!! 60 cm - 4 kg (Creio que o peso esteja bem errado. Devia ter mais de 4.5kg) No último dia - 14 - os peixes estavam mais ativos pela manhã, mas nada muito grande. Esse saiu na KingFisher Flash (é esse o nome?) Neste segundo dia o peixe parou de comer na parte da tarde, então comecei a usar popper entre 8/11 cm e saiu mais esse lindo tucuna de 57 cm na Vulcan 100. Foi o único peixe após o almoço. Neste dia a pescaria encerrou as 16h devido a tempestade que caiu! 57 cm Ninho de Araras Meu parceiro de pesca - Thiago Jardim (Panda) Apesar de muitos desafios pelo caminho, a viagem foi inesquecível! Em breve estarei retornando ao Lago do Peixe e espero encontrar condições mais favoráveis de pesca. Tralha de Pesca conj 1 - vara venator 5.6 17lb - Curado 71xg - Multi Ado XPE - 35 lb e Leader 30 lb Berkley Vanish conj 2 - vara liger 5.7 15ln - Cronarch 51E - Multi Sufix 832 30 lb e Leader 30 lb Berkley Vanish conj 3 - Vara Hammer 5.6 17lb - molinete Shimano Nasci 1000 - Multi 30lb e Leader Berkley Vanish Iscas pegadeiras Heddon Spook Jr Magic Stick 80 Tjet 90 Devassa 60 e 90 Duo Realis 85 Bonnie 95 Vulcan 100 Stick popper Forte abraço Turma e até a próxima.
  39. 3 pontos
    Sempre tive vontade de pescar na região de SIRN e não poderia passar mais este ano sem realizar este sonho, surgiu uma vaga no grupo do Tiago Furlan no Barco Angatu, ingressei no grupo e digo a melhor turma que já pesquei todos muito companheiro e amigos. No Angatu fizemos uma reunião com os piloteiros e decidimos descer o Rio Negro e pescar na boca do Paduari uma vez que os afluentes estavam com repiquete, no retorno a SIRN subimos de voadeiras os afluentes Jurubaxi e Aiumã mas estavam com repique e não foram produtivos, os melhores peixe pegamos no Rio Negro. Mesmo com repiquete a turma dedicou e saiu uma boa quantidade de peixes, segue as fotos que contam mais da pescaria: Segue as fotos:
  40. 3 pontos
    Eu tb gostaria ,de pescar contigo te conhecer e bater muitos papos sobre pesca,mas vc citou que minha reclamação foi pq a carretilha descascou !! Não foi por isso. Por exigência do dono da empresa,na época em que trocávamos e-mails sobre uma possível solução do caso, ele quis por escrito a lista de todos os problemas que haviam sido encontrados na carretilha e acredite, eram muitos, principalmente, levando em consideração o tempo de aquisição e o pouquíssimo uso. Eu disse que nem estava reclamando disso. Aliás, tenho várias outras carretilhas, até mesmo de custo inferior ao investido naquela que não apresentaram esse problema,mesmo com uso severo. Acho lamentável vc ,mesmo que na figura de membro e não administrador,dar risada de uma resposta desse nível,dirigida a outro membro,até pq eu pensava, que o fórum tem como uma de suas diretrizes, não comungar que membros se ataquem com ofensas pessoais, quando em debate. Mas é um direito que te assiste. Tem quem ache cômico.Eu e muitos outros, achamos péssimo. Não estou de mimimi,pois ao contrário do que o dono da empresa alegou, eu não vim aqui no fórum pedir nada.Vim apenas relatar minha insatisfação a respeito do produto e do atendimento que recebi da empresa.Fica a critério dos leitores desse relato, acatarem ou não minha opinião.
  41. 3 pontos
    Grande Ricardo e Ricardinho, senscional o relato meus amigos, espero em breve pescar com vocês. Parabéns e obrigado pela citação parceiros! Arrebentaram, esse garoto vai longe, pesca demais.. Um grande abraço sou fã de vocês!
  42. 2 pontos
    Acho que a proposta da Liger continua sendo pesca leve de peixes até seus 5kg , acho que o chassi de magnésio nesse caso não teria tanta vantagem, além de não ser recomendado usar em água salgada, mas lógico se viesse de magnésio seri melhor pois com certeza colocarão pra pescar tamba em pesqueiro ou açu na amazônia, kkkkkkkkkkk . Quanto ao preço, não é que a MS subiu o preço, mas sim todas as marcas devido a desvalorização do Real nos útimos anos, a Liger antiga já tava por base de 800 a 900 antes de sair de linha, lembro que paguei 450 em 2013 na minha, acredito que se essa nova viesse com chassi magnésio ela bateria R$1000 mais pra mais. Lá no Paraguai o preço das carretilhas MS em dólar continua o mesmo desde que fui em 2015, o problema é a conversão dos ultimos anos que ferrou. Bons temos quando se achava vara IM 10 pra cima passadores fuji por menos de 200 e carretilhas tops por menos de 500, quando entro no meus históricos de comras na net de 2010 até 2015 ´da vontade de chorar, kkkkkkk
  43. 2 pontos
    Salve Galera do fórum , VAMOS A MAIS UM REVIEW TÉCNICO DA MAIS QUE FAMOSA ABU GARCIA REVO ROCKET A PUXADORA DE HÉLICES !!!! Faço manutenção e custom nela pelo menos 1 vez por semana e resolví depois de algum tempo fazer o tão merecido review sobre ela ,mas deixando claro que além das pinturas faço custom tb com carbontex , rolamentos cerâmicos boca modelo novo troca de peças internas ,troca de manivelas . Muitos já sabem disso alguns outros não , trabalho quase que 100 % pela internet e correios aonde as pessoas mandam de qualquer lugar do País para mim as carretas faço o serviço e mando de volta completamente modificada e melhorada a carreta . QUEREM MEU CONTATO ? AQUI ESTÁ : WHATS APP (11) 967808633 (CLARO) EDUARDO CHEDID Por aqui no fórum inbox : EDUARDO CHEDID Pelo facebook : EDUARDO CHEDID / LOJINHA DE SALIM / LDS TUNING E JÁ ESTAMOS NO AR COM O BLOG / SITE PRÓPRIO TB : WWW.LDSTUNING.COM.BR E agora com pagina no facebook tb : Aqui todas as fotos e reviews acompanhe e dê um joinha lá !!!! https://www.facebook...908102209227865 Dáu ma curtida e uma olhada nos projetos lá tb. Agora um agradecimento a turma aqui do fórum , tenho estado aqui com a TURMA DO BIGUÁ há mais ou menos 2 anos e aprendi demais com essa galera , muitas das minhas dúvidas consegui sanar por aqui , há pouco tempo atrás recebi da MODERAÇÃO um AVATAR personalizado que fica na minha assinatura lá em baixo e fiquei no mínimo feliz e lisonjeado com isso , venho agradecer muito esse pessoal que me ACEITOU DE PORTAS ABERTAS no vosso fórum se trata desse avatar: Bom mas vamos de deixar de conversa e vamos aos trabalhos : Especs da carreta: CAPACIDADE MONO: 0,33mm / 132 m CAPACIDADE MULTI: 30 lb / 129 m ISSO ACIMA É MUITO IMPORTANTE , POIS A BITOLA DA LINHA MULTI MUDA MUITO DE ACORDO COM O ESTADO DA LINHA E CLARO PROCEDÊNCIA TB DRAG: 9,07 kg TAXA DE RECOLHIMENTO: 9.0:1 RECUPERAÇÃO POR GIRO: 94 cm ROLAMENTOS: 11 PESO LIQUIDO DO PRODUTO - UNID (g): 191 gr Essa carretilha é a primeira do segmento ultra rápido , está na revisão 3 já e tem tido muito sucesso entre os pescadores (principalmente os que gostam de iscas de superfície). Por conta do seu preço média de 1500,00 e resistência tb. Vamos começar a desmontagem dela pelo lado do carretel pois existem algumas características interessantes nele: Essa carretilha possui sistema duplo de freio conhecido por DBS , aonde 1 parte dele é magnético e a outra centrífugo , o que configura em um freio muito forte para iscas pequenas , mas para as grandes hélices vai bem. Evidente que uma custom nesse sistema resolve esses problemas , aliás é uma das partes que é analisada e feita aqui por mim. Sabemos que o uso dessa carretilha não fica apenas para os tucunarés açu . Por ela possuir um peso bem compatível , ergonomia excelente , drag bom tb acabasendo usada em muitas pescarias e a custom a deixa bem mais ESPARTANA . Podendo ser usada desdo os peixes de 500 gramas até os maiores de 15 kg (isso é uma estimativa). Sistema centrífugo do carretel com 6 buchas. Outra característica muito importante dessa carretilha , ela possui o carretel solto , na daiwa é chamado de FREE FLOATING SPOOL e adotado pela abu garcia , isso torna o lançamento bem mais solto e linear. Manivela em carbono com 4 rolamentos e knobs em eva , realmente espetacular e confortável , talvez a melhor pegada que exista, acho a aderência do eva fantásticas , principalmente quando molhado. Aqui já com a tampa da manivela desmontada podemos ver algumas características muito importante , a primeira delas é a tampa ser em metal a abu garcia nomeou de X CRAFTIC , pelo peso (191 g) eu ouso falar se tratar de uma liga de magnésio pois as 2 tampas e o chassis são no mesmo material . Isso dá uma resistência acima das concorrentes. Rolamento antireverso de microroletes , acabou virando tendencia nas carretilhas de ponta. Essa carretilha oferece click tanto na estrela como na caps da sintonia fina , acho mais do que necessário isso , muitas pessoas preferem sem ele na sintonia fina. Isso fica a gosto de cada um. Sistema completo de fricção com a coroa . Ele é formado por 3 discos em carbono (estavam muito finos e deformados , foram substituídos) 3 arruelas ,sendo que 2 delas são em metal e a tampa em alumínio , a estrela do desarme em alumínio com contradisco em material duro . Coroa em alumínio anodizado , talvez o único ponto negativo dessa carretilha , evidente que é nesse material por conta do peso , uma coroa em latão / bronze dessas agregaria mais de 10 g , porem ficaria quase que indestrutível. Pinhão em latão / bronze , o yok oferece uma chapa metálica de apoio ao pinhão , para evitar desgastes prematuros e trocas , a daiwa está indo na mesma direção pois o desgaste dos yok é um defeito recorrente nela. Ao lado o pino (aço) que faz o paerto no carretel e suporta o pinhão. O sistema de apoio ao pinhão da abu garcia é diferente ele é apoiado apenas por 1 rolamento e esse eixo . Torre da manivela em alumínio rolamento de apoio a torre tipo comum, sem grandes novidades. Sistema de desarme com 2 molas , bem parecido com o das MS antigas , aliás a carretilha revo que cedeu para as lubina e contender o projeto principal por isso elas fizeram tanto sucesso. Vamos agora a desmontagem do devaneador (distribuidor de linha). Ai está o sem fim (alumínio) é apoiado por 2 rolamentos comuns uma em metal o resto das peças em plástico , o carro possui bucha (olho) em titânio. Essa carretilha pela quantidade , posição e tipos de rolamentos ,não é preparada para água salgada. Sistema do botão de desarme , cabe aqui uma informação , esse sistema é excelente durante algum tempo , assim que possuir algum tipo de desgaste ele fica duro e precisa ser substituído. Já cheguei aqui a ter que recuperar o corpo devido a desgaste muito grande , mas nada que não possa ser resolvido. Corpo em Alumínio (acho ser MG) pelo peso , carretilha com excelente estrutura mesmo fabricação Coreana feita pela doyo. Mais uma caracteristica importante ,essa carretilha não possui espaço para um segundo sistema de antireverso (trava cão) ela fica apenas pelo antireverso mesmo , aliás a grande maioria está adotando o descarte desse sistema de redundância. E por hoje é isso. Considerações finais: Realmente a carretilha é excelente , um projeto conservador muito sólido (todo em alumínio)com um peso muito bom. A velocidade alta 9/1 ajuda muito com as iscas de hélice e claro atrapalha nas outras , é uma carretilha muito específica nesse caso. depois de customizada a perfomance dela subiu em mais de 35 % cheguei a fazer um vídeo que vou disponibilizar aqui para vcs. Precisanddo de uma custom ? è só chamar (11) 967808633 whastapp ou no site : www.ldstuning.com.br Abraços a todos e até a próxima !!!!!!! Abaixo o vídeo da carretilha pronta e customizada:
  44. 2 pontos
    Blank Up Set ( Cabo removível) 50 Libras 8'0" EX Fast Passadores Fuji Alconite Reel Seat CBM preto piano Cabo em Cortiça (AAA) com detalhe em Cork Rubber Acabamento com foto do pai + dragon scale Peças CBM componentes
  45. 2 pontos
    Retornei a Presidente Epitácio/SP com o parceiro André, na Pousada Orla do Sol. Capturamos muitos peixes e alguns troféus: Clique AQUI ou no link abaixo para ler o relato completo com mais fotos e detalhes da pescaria: http://historiadepescador.com/post.php?id=161 Obrigado!
  46. 2 pontos
    Bom dia Rodrigo, estivemos na pousada em maio de 2016, essa época março/abril o rio está cheio, vai pegar o Trairao com isca natural, lá não tem piranha, quem manda lá é o Trairao , depois de pegar as manhas de fisgar os brutos não tem erro, não precisa de equipamento pesado, uma média de 30libras maximo 50 libras, é diversão garantida, lá tem cachoeiras e bicudas tbm, pousada é ótima, vai ser bem atendido, lago para pesca de tucunaré fica na área da reserva indígena , aí tem de negociar, não sei se ainda pode pescar lá , leve óleo de amêndoas Paixão , tem pium, avise a patroa porque vai voltar com as roupas bem cheiroso.Qualquer coisa é só perguntar abrs Celso
  47. 2 pontos
    Nem precisa pintar de vermelho kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  48. 2 pontos
  49. 2 pontos
    Pescaria top demais!!! Pegamos nossos maiores tucunarés!!! Ver um azulão de 57cm bater numa zig zarinha bem na frente do barco não tem preço!!! Jeferson, parabéns pelo profissionalismo!!! Manja muito de pescaria e seu bass boat é tudo de bom!!! Até janeiro se Deus quiser!!!
  50. 2 pontos
    Top demais as imagens, bela pescaria. Ótimo pra animar a turma que esta ansiosa assim como eu. temporada promete. Dia 07/10 estou embarcando nesse mesmo angatu, alias, barco top demais. impressionante a coloração dos bichos nas fotos, muito escuros. parabéns amigo. abraço.
×
×
  • Criar Novo...